História Blue Sky - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Tags Girls' Generation, K-pop, Snsd, Taeny
Visualizações 295
Palavras 1.275
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Esta é minha primeira fic e fiz ela com todo amor~ Espero que gostem! Se quiserem deixar criticas (desde que sejam construtivas) estarei aberta a novas ideias de como melhorar ela, boa leitura^^

Capítulo 1 - Boring day


Eram exatamente 9:31 da manhã e dentro do quarto podia-se ouvir o pequeno e nem tão barulhento ronco de Taeyeon, a garota estava realmente cansada noite passada que nem sequer tomou banho. Alaska (gata de Taeyeon) subiu na cama calmamente e deu passos cuidadosos até sua dona, olhou para a menina que estava de boca aberta e com uma pequena baba no canto da boca já seco, então aproximou-se mais ainda e roçou sua cabeça no pescoço de Taeyeon em sinal de afeto, o ato fez com que a garota abrisse seus olhos lentamente e olhasse para Alaska manhosa. Sorriu fraco e disse com a voz rouca:

– Mais uma vez você me acordando né - Taeyeon disse e as pupilas de Alaska dilataram, porém a garota não pode ver por conta do daltonismo. – O que você quer? Comida? - A mesma disse enquanto acariciava lentamente sua gatinha. – Não, você apenas quer carinho.

Após ficar trocando carinhos com a gata, Taeyeon se levantou da cama e encostou seu pé no chão, fazendo com que seu corpo se arrepiasse por completo. Suspirou ao lembrar que não colocou meias noite passada por conta do cansaço e a cada passo que dava era uma tortura, pois estava sem meias e chinelos. Andou até a cozinha enquanto via a vista de Seul pela a janela do mesmo, estava sol, não muito porém o suficiente para esquentar o corpo, havia crianças jogando no jardim da casa ao lado e uma família fazendo algo que parecia "um almoço em família". Pegou um copo para beber água e olhou mais uma vez a vista do lado de fora, sorrisos felizes, risadas contagiantes e um momento memorável, tirou o copo da sua boca e olhou fixamente para aquelas pessoas; todos eles estavam felizes. Pensou nisso e acabou ficando irritada a ponto de apertar o copo e fazê-lo quebrar em sua mão.

– Ah! - Taeyeon disse tirando sua mão da pia e vendo o corte que havia feito no mesmo, bufou forte e foi até o banheiro fazer um curativo.

Ela odiava aquilo tudo, aquela felicidade toda, não é como se ela fosse fria, apenas uma pessoa solitária. Uma pessoa solitária, em uma casa vazia e com a companhia de uma gata Persa, ótimo. Quem a visse acharia que ela teria 75 anos por viver daquele jeito, mas ela não ligava, preferia viver com fantasmas do que com pessoa vazias. 
Chegou no banheiro, abriu uma pequena gaveta que dentro havia: um elástico de cabelo, comprimidos para ansiedade e uma mala de primeiros-socorros. Pegou a mala e abriu-a procurando por algo para desinfetar aquilo, olhou por cada centímetro daquela maleta e não achou o que estava procurando, bufou e contou até 10 de trás para frente.

– Aish! Não acredito que terei que ir a uma farmácia comprar esse maldito soro! - Disse reclamando. – Deus, por que o Senhor me odeia tanto?! - Taeyeon disse olhou para o teto, fingindo estar falando com Deus.

Levantou-se para trocar de roupa mas parou no caminho após verificar seu cheiro e não gostar.

– Uau, Taeyeon, você está fedidamente fedida. - Disse a si mesma. 

Deu meia volta e voltou ao banheiro. Ligou o chuveiro e se despiu, entrou debaixo da água quente e sorriu satisfatoriamente com a temperatura da água que caía sob sua pele. Tomou um banho rápido e logo fechou o registro, saiu de dentro do box e enrolou-se em uma toalha. Andou pelos os corredores indo até seu quarto, olhou seu machucado que já não sangrava mais.

Puta merda, isso vai infeccionar! 

Abriu seu guarda-roupa em um movimento rápido e vestiu uma roupa quente, mesmo que o dia estivesse ensolarado, ainda estava frio e dava para sentir a brisa. Colocou seus tênis e pegou a chave de sua casa, abriu a porta e parou por causa do miado de Alaska.

– Eu já volto, não saia daí. - Taeyeon disse a sua gata mesmo sabendo que, ela não iria a lugar nenhum e que ela não a entendia.

Trancou a porta de casa e verificou se realmente estava trancada, caminhou normalmente com as mãos no bolso de seu moletom, olhou para ao lado e viu a mesma família feliz e sorrindo, revirou os olhos e continuou sua caminhada a farmácia mais próxima dali.
Chutava algumas pedras que tinham no caminho, era um costume seu. Ela não costumava olhar para a frente, andava de cabeça baixa, por isso sempre esbarrava em alguém.

Depois de pedras chutadas, finalmente chegou ao seu destino. Levantou a cabeça para entrar no estabelecimento quando viu que as portas estavam fechadas.

– Ah não. - Taeyeon disse não acreditando – Meu Deus, eu devo ter feito algo muito sério a Jesus porque não é possível. - A garota disse desapontada e passou as mãos pelo o rosto bufando. Sentiu sua mão direita (a mão na qual feriu) doer e gemeu fraco. 

Segurou a mão direita pressionando-a com a esquerda para ver se a dor amenizava e chegou em uma loja de conveniência.

– Será que aqui tem? - Taeyeon perguntou a si mesma em voz alta e caminhou até entrar na loja. 

Abriu a porta que tinha um sino em cima do mesmo, e que fazia barulho, avisando quando algum cliente chegava. 

– Olá. - Um idoso que era o caixa, cumprimentou a garota.

 – Oi. - Taeyeon disse seco.

Perambulou pela a loja inteira até achar o que procurava, quando encontrou o frasco de soro, beijou-o e glorificou aos céus por não ter que precisar andar mais. Foi até o caixa, um tanto feliz por ter encontrado o bendito soro e pegou uma nota de 1.000 wons, entregando para o velhinho que estava no caixa. Ouviu a porta da loja se abrir novamente porém não olhou para ver quem era, pagou o produto e passou pela a pessoa que tinha acabado de chegar.

Naquele momento, é como se o mundo estivesse indo e câmera lenta, o corpo de Taeyeon com a da pessoa não identificada se chocaram, o que acabou derrubando o dinheiro da moça.

   – Ah, me desculpe. - A voz feminina ecoou nos ouvidos de Taeyeon e ela tinha certeza que poderia identificar aquela voz em meio á uma multidão barulhenta. 

Em um ato preciso, Taeyeon se abaixou para pegar suas moedas e a garota não identificada repetiu o ato. As mãos das duas se encostaram e finalmente ambas olharam para o rosto uma da outra. Foi praticamente, uma cena de filme clichê. Taeyeon sentiu-se estranha e conseguia escutar seu coração palpitar rapidamente, olhou estranhamente para a garota a sua frente e saiu do seu transe, tirando sua mão de cima da garota.

 – Oh, me desculpe. - Taeyeon disse  se levantando enquanto a morena a sua frente também se levantou. A garota tentou não olhar muito para a morena mas era quase impossível, havia algo que a chamava a atenção. Olhou fixamente para seus olhos, quando a garota a tirou de seus pensamentos.

 – Você está bem? - A menina perguntou com um olhar preocupado, fazia tempo que alguém não olhava para Taeyeon assim.

 – Hein? Ham...eu estou bem. - Taeyeon disse meio desnorteada e decidiu sair dali. Sem perceber, andou para trás e sem querer, esbarrou em alguns guarda-chuvas que tinha na loja, o que provocou a risada da menina na qual Tae não parava de olhar.

Piscou algumas vezes e saiu da loja imediatamente, parou e tentou respirar, puxou todo o ar que seus pulmões permitiam mas acabou engasgando. Se abanou, magicamente aquela garota lhe causava calor...mas ela era tão linda. Taeyeon bateu em sua própria cabeça e olhou para frente.

Foco Taeyeon!  

Esqueceu a garota da loja de conveniência e fez seu caminho de volta para casa.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, não sei quando irá sair o próximo capítulo mas aguardem que não irá demorar! Hehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...