História Blue Valvet. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias WWE
Personagens Dean Ambrose, Roman Reigns, Seth Rollins
Tags Wwe
Exibições 71
Palavras 1.922
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, florzinhas!
Tudo bem?

Bom eu amo o universo WWE e existem pouquíssimas Fanfics sobre, então resolvi escrever a minha. A fic se passa nos tempos atuais, porém Stphanie e Shane vão comandar a WWE juntos. Para ficar mais emocionante e gerar mais umas tretas hehe, espero que gostem, porque eu amo escrever sobre. Beijão.

Capítulo 1 - A little revenge.


This is my fight song
Take back my life song prove I'm alright song
My power's turned on (Starting right now) I'll be strong
I'll play my fight song and I don't really care if nobody else believes
'Cause I've still got a lot of fight left in me.

Fight Song - Rachel Platten

 

Pov. Bella

Aquela droga de ‘bip’ estava começando a me irritar, estar em um hospital sem necessidades me irritava. Comecei a puxar os fios que monitoravam meus batimentos cardíacos, não estava morrendo para usar aquilo. Enzo que estava sentado na cadeira ao meu lado repreendeu.

- Os enfermeiros vão achar que você morreu. – rio, dei de ombro colocando os fios ao lado da cama e em questão de segundos uma equipe de enfermeiros adentrou no meu quarto, e ficaram me encarando, pareciam bravos.

-Que foi? – fiz careta – Já passei a noite aqui e nada aconteceu, eu estou bem e tenho assuntos pendentes a resolver. – disse calmamente.

-Só o médico pode te dar alta, nós vamos chamá-lo. – afirmei positivamente. A culpa de eu estar aqui é toda da Dana e Charlotte, ontem estava fazendo uma promo, então Charlotte e Dana me atacaram, ela me aplicou um suplex da terceira corda, quando eu cai bati a cabeça e a equipe inteira da WWE surtou, os médicos acharam melhor eu passar a noite por aqui em monitoramento.

-Você está com uma expressão de quem quer aprontar! – Enzo me jugou, somos amigos desde antes do NXT, então independentemente da situação estávamos colados um no outro, éramos tipos irmãos.

- E eu quero, liga para o Cass e vê se eles já saíram do hotel. – hoje teria a gravação do Smack e digamos que eu iria improvisar um pouco.

Enzo rapidamente sacou o celular do bolso e digitou o número do Cass.

-Fala Enzo, tudo na paz? – perguntou meio preocupado.

-Tudo tranquilo, já estão indo para a gravação?

-O ônibus vai sair agora, quer que a gente te espere? – Enzo me lançou um olhar, e eu fiquei negando feito uma doida.

-Não, eu aluguei um carro. – suspirou. – Nos vemos lá, dude.

-Até, manda um beijo para marrentinha. – rimos e ele finalizou a ligação, Cass me chamava de ‘marrenta’, porque se ele dissesse que tínhamos que virar à direita, eu virava para a esquerda só para encher ele.

O doutor que estava responsável pelo meu caso, veio até mim um tanto quanto preocupado. Foi só uma batidinha se eu tivesse que morrer, já tinha morrido.

-Tudo bem, vamos fazer mais uma tomografia e se não der nada eu te libero. – concordei radiante, segui ele com aquele conjunto azulado de hospital. Enquanto Enzo ficou no quarto arrumando as minhas coisas.

Entramos em uma sala completamente branca, o Doutor colocou alguns eletrodos em minha cabeça e eu deitei naquela esteira que me levaria para dentro da máquina, aquilo era tão desnecessário. Depois de um tempão, finalmente sai de dentro daquilo.

-E então? – perguntei, parecia aquelas crianças que estava preste a ganhar um brinquedo novo.

-Vou assinar a sua alta, tudo está mais do que normal, nessa sua cabecinha. – sorrio gentil.

-Deveria ter gravado isso, Cass sempre diz que sou maluca, mas obrigada! – sorri – Vou por roupa de verdade agora. – sai quase que correndo pelos corredores, minha mochila estava fechada em cima de uma das poltronas, fui até ela e peguei uma calça jeans justa de lavagem clara, uma blusa branca, que coloquei por dentro da calça e meu par inseparável de tênis branco. Dei uma ajeitada no cabelo e uma disfarçada no rosto de ‘passei a noite em uma cama de hospital. ’

Quando sai, Enzo me encarou de cima a baixo com um sorrisinho malicioso no rosto.

-Você entrou lá sendo o Tarzan e saiu a Jane. – o encarei brava, mas ri em seguida. Uma coisa que o mundo precisa saber sobre o Amore, ele só não passava cantadas na mãe dele, porque é a mãe dele.

-Vamos embora, antes que aquele doutor resolva voltar atrás. – passamos na recepção, onde assinei uns documentos e peguei minha autorização de saída. Enzo me puxou para o estacionamento, entrei rapidamente, para o meu plano dar certo ninguém poderia me ver.

-Qual o plano? – perguntou sem tirar os olhos da estrada, mordi meus lábios um pouco tensa, eu poderia ser suspensa por estar agindo sem a autorização dos bookers, mas que se dane, ninguém me ataca por trás e fica por isso mesmo.

-O plano é chegar de surpresa e descer a mão na cara de todo mundo. – suspirei, estava na empresa a pouco mais de nove meses, tinha um reconhecimento absurdo e isso me motivava a estar cada vez melhor. Não tive nenhuma chance real de lutar pelo título feminino e isso me deixava puta, aquela feud eterna entre Sasha e Charlotte estava meio entediante já, eles deviam dar espaço para as outras wrestler.

-Como vamos fazer para você entrar lá, sem que percebam que você é você? – não tinha pensado nisso, peguei minha mochila que estava jogada no banco de trás, lá dentro tinha um boné preto e uma jaqueta de frio com as iniciais da empresa.

-Vou me passar por assessora. – dei de ombros, coloquei a jaqueta e prendi meus cabelos, passando o rabo de cavalo, pela parte de trás do boné.

Por sorte não pegamos tanto transito assim, Enzo entrou na parte de carro reservada para os superstar e estacionou ali. Não encontramos ninguém até o caminho do back stage e lá começou o problema, tive que quase enfiar meu rosto dentro da jaqueta, para que ninguém me reconhecesse.

- Primeira parte cumprida! – Enzo abriu a porta do camarim dele, entrei rapidamente, tirando aquele disfarce fajuto. – O que vem agora?

-Vamos esperar a promo da Charlotte! –me joguei no sofá dali, encarando a pequena TV a nossa frente. Cass não estava por aqui, provavelmente estava no camarim da Carmella. Eu era muito amiga do Michael, o cara responsável por cuidar da parte técnica, ele quem colocava as themes, apagava as luzes da arena quando necessário, então iria pedir um favor.

Mandei uma mensagem perguntando se ele poderia me ajudar, expliquei toda a situação e ele concordou rapidamente. Aquele ser humano amava uma treta. “Recognition” começou a tocar e Charlotte fez sua entrance, se sentido a rainha da cocada preta, ela imediatamente foi vaiada.

-Podem me vaiar, mas eu já provei que sou a melhor wrestler feminina dessa companhia. – sorrio satisfeita. – Eu dei uma surra na Sasha Banks, deu uma surra na Bayley e ontem dei uma surra na queridinha de vocês. – as vaias aumentara, então ela acha que atacar alguém é dar uma surra? – Esse título não vai sair das minhas mãos tão cedo, eu sou a rainha desse lugar, sou geneticamente superior. – antes que ela começasse com aquela ladainha toda, mandei uma mensagem para o Michel, ele rapidamente apagou a luz de toda a arena, dei um beijo na bochecha do Enzo e peguei o microfone dele emprestado.

Caminhei pela escuridão, torcendo para não tombar em algo e cair. Cheguei perto da mesa dos comentaristas e me sentei ali. As luzes se acenderam, Charlotte ficou encarando a rampa sem entender e a crowd ficou insana, quando me viu ali.

- Você me surrou?! – falei no microfone e soltei uma risada irônica. – Engraçado, porque eu não me lembro disso, a única coisa que me lembro é de você sendo uma covarde e me atacando pelas costas. – ela se virou me encarando surpresa.

-Você não deveria estar aqui, te mandei para o hospital uma vez e posso te mandar de novo! – gritou, apontando para o título que estava preso em sua cintura. Ri, balançando a cabeça. – Você não é nada!

-Sou mais mulher do que você e isso já vale muito. – desci da mesa e segui para o ringue, Charlotte vai levar uma surra, que nunca mais vai esquecer.

Ela jogou o microfone irritada e partiu para cima de mim, me abaixei me esquivando dela, apliquei um clostheline e a esperei se levantar, a segurei pela cintura a jogando para trás. Brock deve ter ficado com inveja desse suplex. Eu dei tanto tapa nela, que minha mão já estava doendo. A levantei segurando pelo braço e apliquei um Gram Slam, esse não era meu finisher, mas quis homenagear a Beth.

Peguei o microfone, que caiu a alguns centímetros de nós, ajeitei meus cabelos, que pareciam uma juba de leão.

-Ninguém me ataca pelas costas e fica por isso mesmo. – ri – Aproveita bem, seus últimos dias com esse título, porque quando tivermos um match por ele, eu não vou brincar em serviço. Você não é a rainha dessa companhia, seu reinado acabou a nove meses atrás, quando eu coloquei os meus belos pés neste ringue. Você pode até ser filha do papa, mas isso não muda em nada a forma como eu te vejo. Uma pessoa egoísta e hipócritas, aprende uma lição, você quer um match comigo você vai ter, a hora que você quiser, mas nunca mais na sua medíocre vida, me ataque pelas costas, porque se você o fizer, vou cuidar pessoalmente de quebrar cada dente seu, espero que tenha um ótimo plano odontológico.  – quis muito jogar o microfone, mas ele não era meu. A crowd não parava de gritar “Bella! Bella! ” – Vejo vocês em uma semana. – acenei para a crowd, estava no meio da rampa quando a maluca da Dinah vem correndo em minha direção, me desviei rapidamente e ela chocou-se contra a barricada, ri.

Preciso falar que Daniel e Micki já estavam me esperando atrás da cortina, eu levaria uma bela bronca e até poderia ser suspensa por algumas semanas, mas tinha valido muito a pena.

-Nós dois e você, reunião agora! – Daniel falou, com uma expressão de poucos amigos, não disse nada apenas o segui pelos corredores, nos enfiamos em uma sala toda cheia de posters do Cena, Orton, Ambrose, Seth e Roman, que belas fotos.

-Você perdeu o juízo? – Bryan me encarou, vishe. – Você estava em observação em um hospital.

- O médico disse que minha linda cabeça estava perfeitamente bem. – disse, soando o mais gentil possível.

- Sabem que você estava parecendo, quando atacou a Charlotte? – encarei Foley curiosa, ele soltou uma risadinha. – Uma versão feminina do Dean Ambrose. – os dois começaram a rir e isso me irritou.

-Se não fossem quase meus chefes, eu mandaria você para um lugar muito feio agora. – disse ríspida. – Vão me suspender?

- Ta brincado? – Bryan me encarou, dessa vez mais humorado. – Isso foi insano, você saiu e a crowd ainda estava gritando, não vejo isso a um bom tempo. Mas devemos alerta que os bookers vão querer sua cabeça em uma bandeja de prata, já que agora sua feud com a Charlotte está mais interessante do que a com a Sasha.

-Ninguém se importa com eles. – disse marrenta – Essa feud com a Banks, já ta durando a uns 84 anos.

 - As coisas nem sempre são como gostaríamos. - Bryan comentou compreensivo. Aquela conversa toda estava me deixando ainda mais brava. Rolei os olhos.

- Posso ir agora?

-Sim! - Foley tentava sempre ser o mais simpático possível, mas acho errado que apenas uma única wrestler feminina tenha tantas chances seguidas pelo título, mas eu gostando, ou não, a feud delas ia continuar e os bookers certamente arrumariam uma para mim. - E tente não ficar irritada!

- Tarde de mais! - brinquei sorrindo.

Não importa o quanto demore, mas quando eu tive a chance de lutar por aquele título, nada me fará sair do ringue sem ele em minhas mãos.  

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­


Notas Finais


Espero que gostem! :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...