História Blue Velvet - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Exibições 77
Palavras 3.980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EI CHUCHUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!Gente,deixa eu explicar,eu sempre falo que volto mas sumo,enfim,dessa vez é porque eu ARRUMEI UM TRABALHO!hauahuauah,aí mistura,trabalho,escola,curso e não tenho para escrever,só sobrou fim de semana que as vezes não tenho tempo!Porém,agora eu vim postar um capítulo e vou me esforçar para atualizar a fanfic todo fim de semana,até eu conseguir arrumar meu horário direitinho,peço desculpas e desejo uma boa leitura!Agradeço pelos comentários!! +15 comentários!!!Adoro!!!Enfim,leiam e espero que gostem do capítulo,e comentem delícias!!!!Amo comentários!!!Beijão!

Capítulo 7 - Baby, I'mma be your motivation II


Fanfic / Fanfiction Blue Velvet - Capítulo 7 - Baby, I'mma be your motivation II

Pov Piper Grier.

A maioria dos meninos estavam na piscina,porém eu optei por ficar no meu canto com Cindy.O Nash?Se querem saber,ele fez aquele showzinho pra eu entrar,e quando entrei o babaca fez questão de se enroscar com Stacy,aquela piranha não deixa ele ficar comigo,que ódio!!!!
-Que foi amiga? - Cindy pergunta tomando seu drink.
-Nada! - respondo e viro minha atenção para ela,pois antes eu fuzilava os dois pombinhos com o olhar.
-Você não vai com a cara dela,né? - ela percebe.
-Oi? - finjo não entender.
-Você odeia a Stacy. - Cindy diz.
-Preciso responder? - falo e reviro os olhos.
-Não,já está estampado na sua cara mesmo! - ela ri,sorrio sem achar graça. -Pips,porque você não tirou o vestido antes de entrar,genia? - pergunta curiosa.Eu era o único ser que havia entrado na piscina de roupa e tudo.
-Porque sim! - respondo sem graça.Não queria que as pessoas vissem meu corpo.
-Vai embora como? - levanta a sobrancelha.
-Do mesmo jeito que cheguei. - respondo.
-Inventa de pegar um resfriado,vai! - reviro os olhos. -Todo mundo aqui está assim,se você também ficar,não vai ter diferença. - ela deu de ombros.Pensei junto com ela.Ai Piper,para de ser assim!Insegura com tudo!!
-Faz sentido. - concordo.Cindy sorri,sento ao seu lado e com dificuldade tiro meu vestido,a água o fez pesar.
-Olha ela! - exclama.
-Shhhhhh!Não precisa chamar atenção não,vaca! - exclamo e taco água na mesma,ficamos nessa durante uns segundos e logo depois começamos a rir.
...
-PIPER!!!!!!!!!!!! - ouço alguém me chamar,me viro e vejo Cameron me olhando,ele se encontrava no meio dos outros meninos...e Stacy,que afinal me olhava de cara feia.
-Oi? - respondo.
-Tá de parabéns! - exclama e eu coro.Logo vejo uma bola voando em sua cabeça. -Au! - resmunga e olha na direção que veio.Nash ria.Sorri e voltei minha atenção para Cindy.
-Quer beber algo? - pergunta a mesma quando avisto um garoto andar com uma bandeja.
-Claro! - responde.Assim chamei o menino,mas a bandeja estava vazia. -Pega lá amiga!Eu já peguei 3 vezes!
-Só pra você! - reviro os olhos.
-Mas não deixo de ter ido! - sorri convencida.
-Mereço! - reclamo e logo subo as escadas,fui em direção a geladeira que havia do lado de fora da casa e peguei duas garrafas de Ice,acho que serve,abri e logo voltei a piscina,entreguei a garrafa na mão de Cindy e fiquei em pé bebendo a minha.
Olhei para as pessoas da festa,ouvi a música tocando e num instante pude sentir uma sensação boa dentro de mim,me sentia alegre!Passei meus olhos pela piscina e encontrei Nash me olhando,sorri para ele que fez o mesmo.Nunca pensei em pensar na possibilidade de ter inveja de Stacy.Ela pode ter ele quando quer,sair com ele quando quer...ela pode tê-lo,eu não.Baixei o olhar e entrei na piscina,ao me virar para Cindy,ela se pegava com Gilinsky.
-Sério??? - perguntei e revirei os olhos,respirei fundo e então dei um mergulho,nadei até o outro lado da piscina.
-Opa! - ouço uma voz,enxugo os olhos e ao abrir vejo Ethan.
-Oii! - sorrio.
-Como não te vi na festa? - pergunta.
-Fico no meu canto,pra encontrar tem que procurar. - respondo.
-Hmmm... - ele sorri.
-E aí? - pergunto e sorrio para o mesmo.Ele chega mais perto de mim.
-Quem é essa? - ouço uma voz feminina e logo vejo um ser subir nas costas do garoto.
-É.. - ele fica sem resposta. - Uma amiga! - fala.
-É,uma amiga! - sorrio falsa para ele.
É Piper,perdeu! - pensei.

Olhei para Ethan,ele me olhava com um olhar desanimado.Dei outro sorriso sem graça para o mesmo e saí.As vezes é foda não ter alguém!Me encostei num canto da piscina e fiquei bebendo,só queria ir embora daquela festa.Estava tudo direito!Respirei fundo e matei o que sobrava da bebida.
-Pega leve! - ouço alguém e ao me virar,vejo Nash.
-Quero ir embora! - falo.
-Por que?Está tão legal! - sorri.
-Pra você está legal!Você tem amigos,tem alguém pra ficar com você,tem tudo aqui!E eu?Eu sou a mulher invisível! - exclamo.
-Ei,calma!Não é assim! - Nash ri e mexe em meu cabelo.
-Claro que é! - falo e tiro sua mão. -Não diga que não é,porque você está vendo que é SIM! - exclamo.
-Você que se exclui! - fala.
-AÍ GENTE,BORA SAIR,TA UM FRIO DA PORRA! - Johnson exclama em pé do lado de fora da piscina e logo os meninos começam a sair.
-Não precisa falar nada agora,agora a melhor parte acabou. - falo e vou nadando até a escada.
-Piper! - ele me chama.Ignoro. -Deixa eu falar com você! - exclama.Todos saíram,só faltava a gente.
-Vamos esperar lá dentro!Se vocês não sentem frio! - Cameron diz e sai junto com os outros que estavam ali.
-Não vai demorar. - digo e quando me aproximo da beirada Nash me puxa,virando meu corpo para si. -Está louco? - pergunto.
-Pode me ouvir?? - pergunta no mesmo tom.
-Escuto bem de longe. - respondo me soltando.
-Piper!!!! - chama minha atenção. -É você quem está fazendo a tempestade!! - exclama.
-E você está me irritando! - digo e olho para o mesmo.
-Podemos conversar sem um querer pegar no pescoço do outro? - ri,reviro os olhos e encosto na beirada da piscina.
-Fala. - concordei.
-Por que você se sente invisível? - pergunta. -Por que diz que não tem ninguém?Por que acha que ninguém quer ficar com você? 
-Porqu... - começo mas ele me corta.
-Você não vai saber responder essa pergunta,nunca!!!Piper,você não consegue entender!Você nunca será invisível,ok?Por que não importa onde estamos,eu sempre estou te observando,você não tem ninguém por escolha sua,porque as vezes há alguém te esperando bem na sua frente,e você,como sempre não vê. - diz.Arregalei os olhos.
-Você não conta! - digo.Claro que ele sempre vai estar me olhando,adora pegar no meu pé!
-Claro que conto,para de ser boba! - exclama.Meu coração estava completamente acelerado.Eu nunca estive tão nervosa!
-Nash! - chamo sua atenção. - Não vai prestar... - falo.
-O que não vai prestar?Isso que estou te dizendo? - pergunta. -Talvez. -completa.

Fecho os olhos e respiro fundo.Ainda ouvia a música que tocava, "The Hills-The Weeknd",Nash estava parado em minha frente,esperando eu me pronunciar com seu maxilar travado.O jeito que seu cabelo se encontrava,molhado e bagunçado,a água pingava de sua franja, fazia um caminho pelas pintinhas de seu rosto e passava pelo desenho de sua boca,e ali mesmo sumia,acompanhei isso umas 3 vezes.
-Alô? - ele chama minha atenção.
-Tá sentindo isso? - pergunto.
-Isso o que? - pergunta confuso.
-Sei lá,um sentimento estranho. - digo e faço uma cara parecida com a dele.
-...Acho...que sim. - responde. -O que isso tem haver? - pergunta.
-É esquisito. - falo.Tampo minha respiração e mergulho para refrescar a cabeça,eu não sentia frio algum,voltei a superfície e passei as mãos no rosto.O sentimento estranho que sentia foi se esclarecendo conforme nossa troca de olhares ia aumentando.
 

Desejo.

Descobri ao olhar para a boca de Nash.Não posso.Fecho minhas mãos tentando parar esse meu pensamento.
-Nash... - o chamo.
-Oi. - responde.
-É melhor irmos. - falo sem o encarar e aos poucos vou me virando.

POV Nash Grier.
Não aguentava mais essa sensação!Como se algo dentro de mim fosse explodir,eu não conseguia respirar direito perto dela.Eu havia aturado Piper toda a noite,aguentei vê-la dançando daquela maneira,aguentei vê-la naquelas peças de roupa dentro da piscina...Mas vê-la assim,na minha frente,com as palavras que trocamos nesse meio tempo...Eu me segurava.
-Piper!! - chamei sua atenção enquanto a mesma começava a andar para fora.
-Vamos sair. - diz sem olhar para trás.
-Olha pra mim! - pedi.Ela parou.
-Podemos fazer isso lá junto com os meninos,não acha?  pergunta e se vira.
-O que eu quero não dá pra esperar nem mais um minuto! - digo e me aproximo.Ela me olha de um jeito como se estivesse nervosa.
-Nash... - protesta,procuro suas mãos e logo encontro.
-Por favor. - pedi e logo senti ela apertar minhas mãos com a suas.Encostei na beirada da piscina e a trouxe comigo,puxei-a para mim e nossas respirações se misturaram.Soltei uma de suas mãos e levei minha mão até sua cintura,Piper automaticamente colocou sua mão em meu peitoral e subiu até meu ombro,se aproximando,fizemos a mesma coisa com as outras mãos.Puxei seu corpo o colando ao meu,a senti arfar em meu pescoço,ela levantou seu rosto e nossos olhares se encontraram,sinto sua mão passar até minha nunca,onde a mesma puxou para baixo,nossos lábios se roçaram.Nossas respirações estavam pesadas,logo ouvi sua voz...
-Me beija. - sussurrou contra meus lábios.Não hesitei,e logo choquei nossos lábios.Iniciamos um beijo nem um pouco calmo,como se necessitássemos daquilo.Entrelaçamos nossas línguas e conforme íamos aprofundando o beijo,era como se uma corrente elétrica percorresse meu corpo!Agora as mãos de Piper se encontravam em minhas costas,sentia suas unhas passearem por ela enquanto as minhas mãos desenhavam sua silhueta,pausamos o beijo pela falta de ar,porém não terminou ali,ela afundou seu rosto em meu pescoço e pude sentir sua boca deslizar por todo ele.Respirava fundo e ofegante,aquilo era maravilhoso!Envolvi minha mão em seus cabelos e os puxava de leve,aquilo estava acabando comigo!
-Piper... - chamei seu nome.Eu a estava desejando tanto.Ela soltou um "hm",enquanto trilhava beijos até minha boca.
-NASH! - ouço uma voz...masculina.Arregalamos os olhos e Piper se afundou na água. -NASH? - me viro e vejo Aaron na porta de casa.
-Oi! - me viro e rezo para minha cara aparentar estar normal.Ele anda até perto da piscina.
-Eu vou embora junto com alguns dos garotos,vai querer carona não? - pergunta.
-Não,valeu! - respondo.
-Cadê a Pips? - pergunta.
-Tá..nadando! - exclamo e aponto para a mesma em baixo d'água.
-Ah,falou então! - diz e vai voltando.
-Valeu! - exclamo.
-TCHAU AARON! - Piper exclama saindo de baixo d'água.
-Tchau gatinha! - sorri e entra de volta.
Ao nos encararmos.Percebi Piper virar um tomate e eu não contive meu sorriso,ela voltou até mim.
-Se não vamos pegar carona,melhor irmos embora logo! - comenta.
-Mas está tão bom! - digo.
-Mas,precisamos ir! - ela sorri e se aproxima.
-Por que?Não quero que chegue amanhã.Amanhã tudo volta ao normal,e eu não terei você. - digo e baixo o olhar.
-Isso não podia ter acontecido... - ela diz. -Eu sabia! - fala num tom desapontada.  -Precisamos ir! - fala e me olha,mas logo se vira,deixando a piscina.
...
 

POV Piper Grier.
Eu estava completamente nervosa e explodindo de alegria por dentro.Feliz pelo que aconteceu,e nervosa pelo que aconteceria no dia seguinte.Aquilo aconteceu e não estávamos bêbados.Aquilo aconteceu...por livre e espontânea vontade de ambos!Que merda eu estou criando??
Em meio ao meus pensamentos,fui me arrumando,estiquei meu vestido,que se encontrava todo encharcado!O torci para tentar melhorar a situação.
-Ei! - ouço alguém me chamar,viro e vejo Nash com a mão esticada. -Usa isso! - diz oferecendo sua blusa seca.
-E você? - pergunto aceitando.
-Eu tô bem! - sorri enquanto tentava se secar o máximo possível! -Vai se trocar enquanto vejo se ainda estão aqui! - ele diz e em seguida concordo.Fui no banheiro que tinha perto da piscina,tirei meu sutiã e pus a blusa,caiu como um vestido!Sorri ao me olhar no espelho,mesmo gigante,a blusa de Nash caía perfeitamente!Ajeito o cabelo e calço o saltinho que usava,peguei minha bolsa,ao olhar o celular,vejo que era 00:34h!
Vou andando para casa,onde ao abrir a porta,encontro com Nash.
-Estamos com sorte,vem logo! - exclama,então logo me apressei,Cameron ainda estava de partida.
-Valeu! - agradeço a ele ao entrar no banco de trás.
-Não precisa agradecer! - pisca pra mim.
-Bora! - Nash exclama.Encosto no banco e logo tiro um cochilo.
...
-Piper!! - acordo com alguém me chamando. -Sério que você quis dormir nesses 5 minutos? - Nash pergunta.
-Chegamos? - pergunto e me levanto. -Eu fechei o olho agora! - exclamo e saio do carro.
-Boa noite amores! - Cameron exclama e logo parte para sua casa.
-Preparada para levar esporro da mãe? - Nash me pergunta enquanto abre a porta.
-Depois de tudo que aconteceu,um esporro dela é pouco. - digo e olho para ele.
-Arrependida? - pergunta e entramos.Claro que não! - pensei.
-Acabou o assunto! - digo enquanto tirava o salto. -Estou cansada. - concluo.
-Ok...boa noite,maninha! - sorri falso e sobe.Só faltava essa.
...
Passo pela porta do quarto da mãe e logo ouço um "Ei mocinha."
-Olá! - sorrio e apareço.
-Estava boa a festa? - pergunta e nisso vem uns flashbacks na cabeça.
-Foi muito boa! - exclamo. -Fiquei um bom tempo com os outros na piscina,desculpa mãe.Fiquei sem hora! - explico.
-Tudo bem,mas pelo amor,não façam mais isso!Fico preocupada,você vai ver umas 30 chamadas perdidas! - ri.
-Desculpa mãe! - digo bocejando. -Vou tomar um banho e vou dormir. - falo.
-Ok!Boa noite! - sorri e volta a fazer o que provavelmente estava fazendo antes,escrever.
    
   Tomei um banho morno,ao sair me enrolei na toalha e fui até meu armário,vesti minha calcinha e logo avistei a blusa de Nash em cima de minha cama.Sorrio e logo visto a mesma,seco o cabelo e calço meu par de meias.Estava frio!Escovei meus dentes e antes de dormir resolvi descer bem rapidinho para pegar um copo com água,sendo assim,fui lá,desci e enchi um copo d'água,bebi e quando coloquei o objeto sobre a pia...
-Gostou? - levo um susto e me viro,vendo Nash parado na entrada do cômodo. 
-Que susto,merda!Gostei de que? - pergunto não entendendo.
-Da blusa! - sorri.Merda x2!
-Ah,eu estou cansada,vesti a primeira coisa que vi pela frente! - digo. -Agora me deixa subir. - falei e passei por ele.
-Boa noite. - ouço dizer,sorrio e continuo a subir as escadas.
Dormi em meio aos flashbacks que passavam pela minha cabeça.Como pôde ele fazer aquilo?
...
Acordo no dia seguinte,faço minha higiene matinal e tomo um banho,infelizmente ainda tinha escola para ir!Ao terminar,visto minhas peças íntimas e pego uma calça jeans clara e justa,um crooped cinza,calço meu All Star branco e seco o cabelo,o deixando caído sobre os ombros,base e rímel.Jogo a mochila nas costas,celular no bolso,pronta.Desço as escadas e rapidamente como um cereal.Passei por Nash,mas ele estava se arrumando ainda,como eu costumo ir a pé,coloco o pote na pia e vou me dirigindo até a porta,mamãe ainda dormia,então era só sair.
-Ei!!! - Nash me chama enquanto desce as escadas rapidamente.
-Oi! - falo tentando evitar olhar para ele.
-Eu te dou carona,bobinha! - ri.
-Não precisa! - sorrio e volto a abrir a porta.
-Eu insisto! - diz ele e vem até mim.Reviro os olhos e logo o olho. -Não tem opção. - fala e pisca para mim.
-Fazer o que,né? - digo e em seguida ele coloca a chave de seu carro em minha mão.
-Vai indo,vou só pegar alguma coisa pra comer. - Nash pede,como ele mesmo disse,não tenho opção,então fui para o carro.Me ajeitei no banco e coloquei a chave na ignição, então voltei a lembrar da noite passada,a cada detalhe que eu lembrava,era um novo arrepio.Porém acabou.
Ouço o barulho de porta batendo e levo um susto,me fazendo pular do banco.
-Que houve? - Nash ri.
-Na-Nada! - respondo e sorrio. -Viajei aqui. - digo e me ajeito novamente.Ele da a partida.
-Sabe por que eu disse que você não tinha opção agora há pouco? - pergunta no caminho.
-Por que? - pergunto.
-Porque hoje tem o que você mais adora! - ele sorri e olha pra mim.
-Iiii,não é nada bom. - digo fazendo careta ao ver a cara irônica dele.
-Almoço em família na casa da Tia Em,se eu vou,tu vai também! - ele diz.
-Por que você fez isso?????? - pergunto. -Para o carro agora,eu não vou pra lá!Meu Deus,é uma tortura isso!! - reclamo.Mas realmente,eu odiava os almoços em família,na casa da Tia Em,morava minhas outras tias e meus avós...E eles enchem meu saco!!! -Será que a mamãe tá fazendo isso como punição de chegarmos tarde ontem?? - pergunto e Nash ri.
-Relaxa,serão só umas 4 horas! - piscou.
-Me mata. - falo e jogo a cabeça pra trás.
O celular de Nash não parava de tocar de jeito nenhum,nem ele mesmo aguentava.
-Que ser insistente. - digo.
-É  a Stacy. - ele revira os olhos.
-Não precisava falar quem era. - digo,não quero nem saber dessa vaca.
-Mas eu não sei mais o que fazer! - exclama recusando a chamada.
-Muda de número. - pisco para ele.
-Número,casa,escola. - ele diz e rimos.
-Se ela vai te ver na escola agora,por que ela não para de te ligar? - pergunto curiosa.
-Ela queria que eu buscasse ela,mas eu já tinha falado que não dava. - responde.
-Ué,por que? - questiono novamente.
-Ou você,ou ela. - diz,sorrio triunfante.
-Ainda bem que você pensa! - brinco e acaricio seu ombro.Nash ri.
-Não é você quem vai ouvir. - ele diz e para num sinal antes da escola.
-Dá um pé na bunda dessa garota cara,tu já deve ter sido corno umas 4 vezes. - exclamo.Nash ficou em silêncio,pensativo. -Ei,não quis ofender você,desculpa! - falo.
-Não,não é isso. - ele diz e balança a cabeça,tentando se dispersar.
-O que foi então,você tá bem? - pergunto e me inclino para onde ele estava olhando.
-Tô! - ri. -É que seria hipocrisia minha eu dar um fora nela por ela ter ficado com outra pessoa... - ele diz e me olha.Demorou pra cair a ficha,até eu perceber o que ele queria dizer.Eu mesma fiquei sem palavras.Tentava me pronunciar,mas a cada vez que abria a boca,nada saía.O sinal abriu e ele voltou a dirigir,logo chegamos na escola,eu queria sair dali logo.Nash ajeitou o carro no estacionamento,porém mal dei tempo de ele parar o carro de vez.
-Encontro com você na saída. -digo soltando o cinto e deixando o carro,ouvi ele dizer algo,porém fui andando rápido.O que eu fui fazer?
...
Segui pelo corredor,indo direto para o laboratório de Inglês,passei pelos meninos,passei por todos,sem dar um olá,foi uma aula curta pelo fato de o professor ter chegado quase no segundo tempo,Cindy havia faltado,muitas pessoas aliás haviam faltado.
-Piper. - ouço alguém me chamar,quando percebo foi o professor.
-Oi! - respondo.
-Em que planeta você está? - pergunta. -Te chamei umas 6 vezes. - ri.
-Desculpa professor,é pessoal. - sorrio tentado descontrair.
-Bem,ok,a aula de hoje é isso pessoal.Mais uma vez peço desculpas pelo atraso,façam o trabalho! - ele diz e em seguida deixamos a sala.Espera,que trabalho?Aff,eu viajei durante toda a aula!Fui para a biblioteca,me sentei no segundo andar e fiquei vendo os rabiscos que havia feito na aula de Inglês.Desde meus 12 anos eu peguei a mania de ficar desenhando olhos,sempre gostei de desenhá-los,mas agora eu detalhava mais,eu sempre desenhava olhos simples,porém eles sempre eram pintados com minha cor favorita.Azul clarinho.Olhos da cor do mar,ou até mesmo uma lagoa azul,pacífica,porém,isso tudo sempre chega na mesma conclusão..Ao chegar nesse pensamento,arranco a folha e arremesso numa cesta de lixo a minha frente.
-De 2 pontos! - ouço alguém exclamar.Me viro e encontro Cameron.
-Olá! - sorrio.
-Posso me sentar? - pergunta.
-Claro! - respondo enquanto brinco com minha caneta.
-Está meio isolada hoje. - comenta.
-Pensativa. - explico.
-Sobre? - pergunta.
-Ah,é muito vacilo pra uma pessoa só! - rio.
-Fala de quem? - ele pergunta.
-De mim né?Que pergunta! - exclamo.
-Que vacilo? - pergunta o curioso.
-Iii,que questionário! - brinco. -Mas ok,eu,ultimamente tenho feito uma merda atrás da outra,sabe? - digo. -E não tem como apagar. - falo e passo a mão na testa.Foda ter um segredo do tipo,que não pode contar pra ninguém.Puta merda.
-Quer compartilhar? - ele pergunta.Cameron é amigo de Nash e meu também por longa data,mas não sei se eu contando assim na cara dura,ele me entenderia.
-Melhor não... - falo,mas logo tenho uma ideia. -Tipo,é bem complicado.Imagina a garota que você queria ter. - digo.
-Imaginei. - fala e rio.
-Enfim,agora,pensa que você NUNCA vai poder tê-la. - falei e ele me olha torto.
-Piper!Se for por isso,pelo amor,você é linda,consegue qualquer um! - exclama.
-Qualquer um não... - solto. -Bem,quando você não pode ter essa pessoa de jeito nenhum, o que você faz? - pergunto.
-Hmm...Eu parto pra outra! - diz normalmente.Rio,era bem simples do jeito que ele falava.
-Como fazer isso? - pergunto e ele ri.
-É bem simples.Você chega em alguém. - ele diz se inclinando na mesa. -Manda o papo. - falou e se aproximou de mim,o olhei torto. -E depois...vê no que da! - sorri,ele estava a centímetros de distância de meu rosto.
-Cameron?? - chamo sua atenção. -Um,eu não sou de mandar papo em ninguém,e dois,porque você está tão perto? - pergunto e ele se senta novamente.
-Me empolguei. - diz e rimos. -Espero ter ajudado. - pisca.
-O que você disse faz sentido,mas é difícil por em prática. - digo.
-Entendo,ah,o que faz aqui se você está tendo aula de geografia? - pergunta.
-Estou matando aula,que ideia! - respondo. -Estou sem paciência para isso hoje. - comento.
...
Depois da conversa com Cameron na biblioteca,eu me sentia melhor,mas ainda não sabia como lidar com Nash.O tempo demorou a passar,mas finalmente terminou as aulas,fui para o carro de Nash,porque infelizmente tínhamos almoço em família!Só pra piorar o dia,detalhe,vovó não gostava de mim.
-Onde você se meteu? - Nash pergunta enquanto entrávamos no carro.
-Não saí da escola em nenhum segundo. - falei.
-Te procurei e não encontrei em lugar algum! - exclama.
-Não procurou direito. - digo indiferente.
-Pode falar direito comigo? - pergunta.
-Estou falando. - dou de ombros.
-Não,não está. - diz.
-Quer que eu fale como? - pergunto e bato as mãos na perna.
-Não fala nada não. - ele diz indiferente por sua vez. -Não quer falar o motivo,então ok. - diz.
-Motivo de  eu estar assim? - pergunto perdendo a paciência -Sério? - digo olhando para ele. -Você não sabe?Ou esqueceu?Diz aí! - exclamo. -Eu não falo nada pelo fato de eu não saber me pronunciar depois de ter beijado meu irmão! - exclamo e ele arregala os olhos.Respiro fundo e me encosto no banco novamente. -Agora é você que está sem palavras. - digo.
-Não me arrependo de nada. - ele diz e sorri.
-Você faz tanta merda,mais uma no histórico não é nada,né? - pergunto estressada.
-Merda,Piper? - pergunta. -Você está colocando tudo pra cima de mim,né?Por acaso eu beijei sozinho? - pergunta,engulo em seco.
-Chega!! - exclamo. -Não aguento mais! - falo e seguro a vontade de chorar,mas não consigo.Ficamos em silêncio,mas não deu pra esconder o choro,ao olhar para mim,Nash parou o carro na mesma hora.
-Piper! - me chamou e eu virei o rosto para a rua. -Olha pra mim! - pede.Ignoro. -Só volto a ligar esse carro depois de você olhar para mim! - ele diz e em seguida o vejo desligar o mesmo.
-Que é? - pergunto e olho para ele e limpando minhas lágrimas.
-Não precisa ficar desse jeito. - diz. -O mundo não vai acabar!Aconteceu,agora é só tomar cuidado para não acontecer mais,ok?Aconteceu entre a gente,morre entre a gente. - ele fala e limpa minhas lágrimas que teimavam em cair.
-Vida que segue. - concluo.
-Exatamente! - exclama,rio.Mas como eu iria conseguir fazer isso?Não dá nem pra conversar com ele sem desejar beijá-lo de novo.
-Nash,antes,pode me responder uma coisa? - pergunto curiosa.
-O que? - ele pergunta.
-Por que...você...você sabe,ontem... - falo meio enrolada.
-Por que eu te beijei? - pergunta e eu arregalo os olhos.
-É. -digo envergonhada.Ele abaixa o espelho de seu carro para mim.
-Olha. - ele diz e eu olho,me vendo.
-Que que tem? - pergunto confusa.
-O que você vê? - pergunta.
-Eu! - rio não entendendo nada.
-Então...foi impossível olhar pra você sem querer fazer isso. - respondeu. -Desculpa. - diz. -Eu tenho uma atração por você,Pips. - fala e balança a cabeça como se tentasse negar algo.Eu corei,virei um tomate,arregalei os olhos.A última coisa que ele poderia falar,seria isso!!!!POR QUE EU???Já bastava a minha atração por ele,mas eu não pedi pra ser recíproco!!!!!!!!!

Continua...


Notas Finais


Peço desculpas caso tenham achado o capítulo meio extenso,beijinho,até o próximo capítulo!

AAAAAAA , e deixem um comentário aqui,nem que seja um simples "continua",sou carente de comentários galera!Brincadeira,mas enfim,tchauzinho!
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...