História Boa noite - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Tags Creepypasta
Exibições 57
Palavras 599
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 9 - Vozes


Fanfic / Fanfiction Boa noite - Capítulo 9 - Vozes

Ola, Meu nome e Tiago, mas a grande maioria das pessoas me chamam de Russo, tenho 16 anos, vivi em um Orfanato ate os 6 anos, devido a morte Precoce dos meus pais biológicos
Em meu aniversario de 6 anos, um casal de psicólogos me adotou, me lembro de ter um sentimento agradável, parecido com a felicidade, que logo acabou, depois da primeira noite naquele inferno
O Meu pai Adotivo se chamava Willian, ele aparentava ser uma pessoa normal, mas ao chegar em nossa casa, demonstrou totalmente o contrario, ao me bater todos os dias e me tratar com seu escravo, de inicio eu sempre fazia algo errado e apanhava ate desmaiar desse monstro que exigia que eu o chamasse de pai
A Partir dos meus 11 anos, comecei a ver coisas e escutar algumas vozes em minha mente, apesar de meu pai sempre ser abusivo comigo, minha mãe realmente cuidava de mim, sendo assim, ela me examinou e percebeu que devido as surras e traumas que sofri nesses anos, eu adquiri esquizofrenia severa
Sendo assim, tive que tomar medicações pesadas para parar de ouvir as vozes, mas em um ataque de raiva de meu pai, ele tirou meus remédios e me disse que um lixo como eu, não deveria gastar o dinheiro dele com essas besteiras, depois daquele dia, as vozes começaram a falar em minha mente outra vez
As vozes sempre me diziam para fazer coisas horríveis, como matar o meu pai, e minha mãe, eu nunca cedi a pressão das vozes, ate que em um dia, onde estava sendo muito atormentado por elas, eu resolvi sair escondido de casa, para tentar relaxar um pouco
Ao chegar a esquina da minha casa, um garoto chamado Bryan do meu colégio veio me encher, ele me deu um soco na barriga, e então, cansado de ser humilhado, e aconselhado pelas vozes que no momento, gritavam em minha mente, eu devolvei um soco com toda a minha força em sua cara, Bryan caiu no chão desmaiado,me senti extremamente satisfeito ao fazer isso, pela primeira vez na vida, eu estava sentindo a verdadeira felicidade
As vozes em minha mente gritaram mais alto, e me falaram coisas do tipo: ``Mate esse merda``, ``Ele merece, finalize isso``,``Ninguem vai sentir a falta dele``
E Foi nesse momento em que eu me tornei um animal, eu pulei para cima de seu corpo desmaiado no chão e soquei a sua cara ate sua adquirir um tom carmesim, devido ao sangue que escorria, apos isso, eu levantei extasiado e terminei meu serviço pisando em sua cabeça, e nesse momento, as vozes pararam de falar, foi uma sensação sublime de paz e satisfação
Sentei ao lado do corpo sem vida de Bryan e aproveitei por algum tempo, ate que as vozes voltassem a falar e me torturar, mas agora, eu sabia como fazer elas pararem de falar, tendo isso em mente, voltei correndo para minha casa, onde encontrei meu pai e minha mãe dormindo tranquilamente
Com um grande sorriso no rosto, peguei a maior faca da cozinha, cheguei sorrateiramente no quarto dos meus pais, e cortei o pescoço do meu pai e da minha mãe, sujando assim, a lençol de vermelho carmesim, fazendo com que minhas mãos, já sujas de sangue, se sujassem mais ainda, causando uma enorme felicidade em mim, devido a súbita parada das vozes
Então, nesse momento, estou sentado na cama dos meus pais, escrevendo essa mensagem, com o próprio sangue dos mesmos, para vocês saberem que eu finalmente me libertei, ou não, afinal, as vozes podem voltar a falar a qualquer momento, não acham?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...