História •√Boarding school , crazy •√ - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Death-Kill

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hospício /internato, Incesto, João Sorrisão, Lemon, Personagens Fictícios
Visualizações 16
Palavras 1.310
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mandy —Ficou pequeno, pós a porra do meu cell apagou a primeira versão e eu tive que escrever tudo se novo.., cu de vida,enfim boa leitura e desculpas pelos erros ,eu estou sem paciência pra corrigir ķkkk

Capítulo 3 - Sweet life


Fanfic / Fanfiction •√Boarding school , crazy •√ - Capítulo 3 - Sweet life

Pan on

 

 Eu diria que sou uma pessoa relativamente calma, se não mexer com meus otps , eu dificilmente irei discutir ou entrar em brigas, prefiro me manter quieta e deixar o tempo resolver as coisas de forma certa.

Eu entrei a alguns meses no curso de psicologia, pós, a matéria realmente me agrada, conheci muitas pessoas e aprendi coisas novas, também ganhei meu primeiro amor: Um garoto na ala de medicina, Otsuki Deby, um senpai da turma de medicina, ele é realmente gentil e adorável, diferente do irmão mais novo, o qual eu apenas via de longe, já que poucas eram as pessoas que se aproximavam dele, já que diziam que sua sinceridade e personalidade eram assustadoras, Otsuki Dy é realmente alguém desconhecido e visivelmente agressivo, diferente do irmão mais velho que é calmo e gentil. Talvez seja por isso que eu esteja apaixonada por ele, mesmo tendo falado com ele poucas vezes, não tem como não gostar dele.

Sou uma pessoa normal comparada as outras pessoas desse colégio, e penso que talvez seja entediante. Mas eu realmente tento melhorar isso as vezes. Nesse exato momento estou com uma de minhas amigas, chamada Paty, ela é bem maluquinha as vezes, e tem meu irmãozinho Ge, ele é o maior uker que conheço. Estou indo em direção ao campos do colégio, pós algumas alunas falaram que uma garota do segundo ano havia se suicidado após ser rejeitada pelo mais novo dos Otsuki, algo realmente cruel.

Noto os dois irmãos juntos caminhando em direção aos dormitórios e coro levemente ao notar o sorriso maravilhoso que Deby-kun tinha em seus lábios, infelizmente aquele sorriso não era direcionado a mim, e sim ao garoto a sua frente que sorria da mesma forma animada. As vezes, quem olhasse de fora teria certeza que havia incesto entre os dois

 —...hmm.....não se meta pan...não se meta..—Murmuro a mim mesma logo me retirando dali, indo em direção ao meu curso de psicologia 

 Pan off 

 

 Cíntia On 

 A algum tempo eu conheci um garotinho chamado de Yuki, que eu simplesmente apelidei de Dy, e com isso todos começaram a chama-lo assim. Seus pais haviam morrido e ele havia sido adotado por uma família. Eu cuidava dele enquanto trabalhava no orfanato, apenas eu sabia seu nome verdadeiro, seus pais adotivos nunca perguntaram como ele se chamava, já que todos ali se dirigiam a ele como Dy, seu nome adotivo acabou se tornando esse, Otsuki Dy, que na verdade era Otsuki Yuki.

Yuki, vindo de neve, um garoto frio e vazio, que aos poucos eu vi crescer e se tornar uma criança mais expressiva e alegre, mas infelizmente seus pais adotivos também vieram a falecer, fazendo com que meu adorado Dy voltasse a ser o mesmo garotinho vazio de antes. Mesmo que todos não notassem, eu sempre notaria, pós uma mãe sabe quando seu filho não está normal, sim, eu o via como meu filhote, e assim que ele entrou nesse internato que mais parece um hospício, eu me tornei professora de literatura e fiquei conhecida como a "Sensei do Mal". Eu não tenho paciência para lidar com esses demônios que chamam de alunos, eu deveria apenas afoga-los em uma privada, mas tudo por meus filhotes, já que acabei cuidando de Deby, irmão mais velho de Dy,

 — SEUS FILHOS DE UMA PUTA, CALEM A PORRA DA BOCA, A GAROTA SE MATOU AQUI!

Falo completamente irritada pós uma das alunas do segundo ano havia se matado após ser rejeitada por meu filhote, e eu definitivamente daria uns bons tapas naquele garoto por fazer algo assim, tão cruel! Mentira, tô super orgulhosa, puxou a Mommy dele!

Cíntia off 

 

 Deby On 

 

 Eu não diria que minha vida é exatamente uma merda, mesmo que ela seja em partes meio bosta, eu passei por muitas dificuldades depois que meus pais morreram, eu teria que desistir de meus sonhos como médico para assumir as empresas Otsuki, porém meu irmãozinho surpreendeu a todos dizendo que iria assumir as empresas e eu me tornaria o melhor médico do mundo. Desde esse dia eu me foquei em meus estudos, pós, queria dar orgulho ao meu otouto e a minha oka-san, que antes do acidente foi uma das melhores médicas de Tókio, e eu queria dar orgulho a ela, mesmo que ela epenas me olhasse do céu. Meu irmão estava no curso de administração e ficava em um bloco diferente do meu, por isso apenas nós víamos na noite, pós nós dividimos o mesmo dormitório no internato, a qual carinhosamente foi apelidado de hospício pelos alunos daqui, já que não tem ninguém normal naquele lugar, nem eu. 

Sou retirado de meus devaneios ao sentir meus bracinhos doerem, pós eu andava pelo campos carregando vários livros de medicina, corro levemente ao notar Ayato-kun em meio a uma multidão de pessoas que estavam assustadas pelas morte da garota do segundo ano, eu também havia me surpreendido, pós parte da culpa era de meu delinquente e adorável irmãozinho. Suspiro pesadamente e logo dou um pulo ao sentir uma mão em minha cintura, mas logo me acalmo ao ver que era meu otouto, ouço sua risada gostosa e acabo por rir também, já que o susto havia sido realmente engraçado. Sorrio aliviado ao ver ele gentilmente pegar os livros mais pesados de meus braços e me ajudar a carrega-los, já que eles realmente estavam pesados. 

 Dy—né, onii-san, oque você vai fazer pro jantar??

Ouço a voz animada do mais novo e coro violentamente sentindo meu coração disparar um pouco ao notar o quão perto ele estava, e por ser tímido, eu acabava tendo aquelas reações quando ele ficava próximo demais. Ou pelo menos era isso que eu achava, eu sei dos sentimentos de meu otouto por mim, ele sempre deixou claro com suas ações, mas eu não podia corresponder seus sentimentos, pós eu já estava apaixonado pelo Ayato-kun, o senpai do terceiro ano que me ajudava nas aulas de medicina. Mas eu odiaria machucar os únicos sentimentos que ainda restavam no coração de meu irmão mais novo.

 — Curry.... Oque acha? Você gosta não é? Então hoje resolvi fazer algo especial pro melhor irmãozinho do mundo — Rio baixinho vendo ele rir e logo depositar um beijinho em minha bochecha, em forma de agradecimento, e logo rir ao ver meu rosto completamente avermelhado pela vergonha, e ir caminhando na frente, mordo meu lábio inferior com força sentindo um frio na barriga, como se fossem borboletas voando em meu estômago. 

Eu não entendia que sentimentos eram aqueles, mas ao mesmo tempo que me agradavam, eles me assustavam de forma surpreendente. Suspiro pesadamente e logo estranho ao notar um garoto muito bonito que possuía um tapa olho em seu olho direito, encarar meu irmão fixamente. Me sinto um tanto desconfortável ao notar que os dois se olharam como se conversassem pelo olhar, como se entendessem oque o outro pensava só com aquela troca de olhares. Du nunca havia visto aquele garoto aqui antes, por isso cogitei a idéia de que talvez fosse um dos novatos e que talvez ele e meu irmãozinho se conhecessem. Sou retirado de meus pensamentos ao ser puxado por meu otouto que parecia levemente irritado ao ter se encontrado com aquele desconhecido.. 

—....Oque houve com você? Parece meio irritado. Quem era "ele"?— Murmuro baixinho ao entrar no dormitório e deixo meus livros encima da cômoda logo me sentando sobre a cama e o encaro notando que ele ganhará um pequeno sorriso travesso em seus lábios, a qual eu conhecia bem.. 

Dy—..hmm....nada....apenas um conhecido.... 

 

 Deby off 

 Autora on 

 Talvez o mundo, as vezes, pareça algo estranho, e as vezes ele pareçe algo realmente entediante, mass todos devemos concordar que o mundo é algo tão louco quando as pessoas em Boarding School.O

 destino brinca de forma assustadora juntando pessoas completamente diferentes. 

Agora eu poderei finalmente lhe dizer: 

Bem vindo a Boarding School, crazy! 


Notas Finais


..poise


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...