História Bobo da corte - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Angst, Bobo Da Corte, Dawoon, Drabble, Lubaek
Visualizações 30
Palavras 340
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Shonen-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A ÚLTIMA DE HOJE EU PROMETO, BEBÊS.

Essa fanfic eu escrevi no dia 27 de outubro com um couple com o Luhan que nem eu lembro mais, mas eu gosto dela e foi uma das minhas primeiras drabbles (eu só escrevia longfic, pensa numa pessoa com um tempo livre do cassete). Eu acabei de colocar lubaek como couple e vai esse mesmo, então espero que gostem e que ENTENDAM a fanfic, beijos.


Capítulo 1 - .único. o rei e o bobo da corte


 Contou-me uma história onde um bobo da corte se apaixonava pelo seu rei. Contou-me que o bobo da corte tornou-se ainda mais bobo; suas peças arrancavam risadas da família real, mas era a melodia da risada do rei que o bobo gostaria de ouvir — soava-lhe melhor que um anjo tocando sua harpa.

O bobo da corte deitou-se com seu rei, tornou-se homem nos lábios de outro homem. O bobo da corte deliciou-se com a risada do rei; a única risada que queria ouvir. Você contou que o rei deveria casar-se; e casou com uma bela princesa vinda de um reino tão-tão-tão-tão distante que seu amor era imensurável, pois sacrificara tanto tempo para casar-se com o homem que julgara certo.

O rei casou-se, desfez sua sanidade com sua mulher sobre a mesma cama que sussurrou palavras shakespearianas no ouvido do bobo da corte. Afinal, era apenas um bobo; tão bobo que acreditou nas palavras de um rei egoísta e ganancioso. Você sussurrou que o bobo deixou a corte e isolou-se em sua tristeza, além do mais o que faria sem homem por quem estava apaixonado?

O bobo que não era mais da corte não suportou a ideia de que as risadas do rei não eram mais suas e quando contou-me que morreu de tristeza, eu não pude deixar de rir.

“Como alguém morre de tristeza?”

Você explicou que o bobo estava tão feliz por parecer tonto e arrancar as risadas do seu rei, que não pensou que estava sendo feito de bobo por aquele que tanto ria de suas palhaçadas; das piadas que contava embaixo dos lençóis reais.

Novamente, eu ri. Um bobo da corte fora feito de bobo pelo seu próprio rei. Não havia motivos para rir, mas a analogia que você fizera e maneira como contara provocou-me uma risada surda e divertida.

“Era a função dele, Han. Ele precisava fazer o rei rir, mas o seu erro foi pensar que arrancar risadas do rei o fazia seu.”

“Mas...”

“Eu fiz você rir, como o bobo entretia o seu rei.”


Notas Finais


é isso ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...