História Body Talk - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pentagon (PTG)
Personagens Jin-ho, Woo-seok, Yuto
Tags Jinseok, Pentagon, Wooyu
Visualizações 30
Palavras 820
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nunca sei o que escrever nas notas iniciais socorooo q
Fiz isso aqui na presa, nem gostei tanto do resultado, mas decidir postar.

Capítulo 1 - .


O silencio de Wooseok estava gradativamente deixando o mais velho apreensivo, o moreno parecia mais avoado do que de costume. Era uma manhã de sábado ensolarada, os dois jovens se encontravam dentro de uma das cafeterias que havia naquele imenso parque de diversão, enquanto esperavam seus pedidos ficarem prontos. Uma atmosfera tensa e estranha tomava conta do local, pelo menos para ambos os rapazes.

 

Normalmente o mais novo que começaria puxando assunto, mas parecia muito distante para isso. O Jung não conseguia manter seu olhar sobre o loiro, era como estivesse buscando palavras para se expressar. Jinho já estava mais do que ciente o rumo que aquele momento estava levando, não era a primeira vez que estava passando por isso e provavelmente nem seria a última. Mas do mesmo modo era doloroso para o Jo. E sabia muito bem o porquê disso.

 

Desde que Adachi Yuto apareceu na vida de Wooseok, o mais novo começou a agir estranho com seu namorado. O Adachi era um rapaz japonês bonito e bastante atraente, sendo o aluno intercambista mais popular do colégio do Jung. No final do ano passado Yuto começou a se aproximar de Wooseok, de começo Jinho achou uma amizade saudável, mas nos últimos meses o mesmo começou a perceber como ambos se olhavam, era como se toda as estrelas da galáxia estivessem em seus olhos. O Jo passou a pensar que era apenas coisa da cabeça do mesmo, até uns dias atrás.

 

Jinho sempre respeitou a privacidade do seu namorado, nunca foi de invadir a mesma nem quando era necessário. Mas por acaso do destino, a tal reunião do clube de artes que o mais novo disse que iria participar, nunca existiu. Com uma pulga atrás da orelha, Jinho apenas resolveu passar na casa do mais novo, porém acabou se arrependendo. Quando estava se aproximando da residência do outro, se deparou com seu namorado se despedindo do Adachi com um abraço, mas não era um abraço qualquer. Yuto escondia seu rosto sobre a curva do pescoço do Jung, enquanto o puxava pela cintura aproximando o corpo de ambos. Aquilo foi o estopim para o loiro. Saiu do local a mil e desde de então não dava sinal de vida para o moreno. Jinho tolerava tudo, menos traição.

 

O relacionamento dos dois não era coisa de meses e sim de anos, Jinho conheceu Wooseok por conta do irmão mais velho do mesmo. Wooseok e Hyunggu não eram nada parecidos, por isso o Jo nunca suspeitou que ambos eram irmãos. Mas mais tarde ficou sabendo pelo amigo que eles eram filhos de casos diferentes que seu pai havia tido, saciando todas as dúvidas de Jinho.

 

Saia de seus devaneios toda vez que Wooseok abria a boca tentando pronunciar algo, mas apenas um suspiro saia dos seus lábios. Um suspiro de culpa. Seus dedos nervosos só indicavam que realmente era o fim. Jinho apenas desejava que o mais novo o lhe desse qualquer desculpa para acreditar, mas no fundo queria fugir dali e não ter que escutar o que era inevitável. Jinho ainda amava Wooseok, muito mais que do que ele podia imaginar.

 

O loiro voltou sua atenção para a moça que chegava com seus pedidos, porém sua fome havia passado e agora só lhe restava um estomago embrulhado por conta da ansiedade que lhe tomava. Wooseok não precisaria de palavras para expressar o que o realmente queria. O seu corpo fazia por si só. O mais velho sentia que o coração do moreno não estava ali e sim com outra pessoa. Seus suspiros, sua inquietação e seu silencio dizia tudo.

 

— O tempo que passamos juntos, serão momentos inesquecíveis. Eu me sinto uma pessoa horrível, não por está terminando com uma pessoa que me fez feliz e sim da forma que deixei as coisas chegarem ao fim. Como dizem, não podemos mandar em nossos corações, eu realmente lhe amei, mas... – O mais novo foi interrompido pelo o esmurrar que o outro deixou sobre a mesa, atraindo a atenção de todos.


O Jo havia prometido para si mesmo ser forte e não chorar na frente de Wooseok, mas cada palavra que saia por aqueles lábios era como pedras sendo jogadas no mais velho. Levantou-se da cadeira que estava até então sentando, dando as costas para o Jung. Uma lagrima silenciosa escorria pelo rosto do loiro e sabia que iriam vim muito mais das mesmas, não queria ficar mais naquele estabelecimento. Na verdade, não queria ter de escutar todo o discurso do mais novo. Em passos lentos, o Jo caminhou em direção a saída do estabelecimento, tentando não deixar si desabar ali.  Mas sentiu a mão macia do mais alto segurando o seu pulso, tentando impedir-lo. Porém já era tarde demais, com resto das forças que lhe restava se soltou do moreno e seguiu o caminho até a saída silenciosamente.

 

— Todo seu corpo já falou por si. – Sussurrou antes de deixar o local.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...