História Borbulhas de amor flamejante - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Kook, Yaoi
Exibições 83
Palavras 728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Fantasia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Peço desculpas a todos os que acompanham a fic pela demora quase que eterna. Não foi intencional, eu apenas não estava no clima para escrever nada. Espero que entendam. Também peço desculpas pelo mini capitulo.
Mesmo assim espero que gostem ^^

Capítulo 5 - Sobre o não amar


Jimin estava a ponto de enlouquecer todos aqueles acontecimentos de dias atrás o deixavam insano. Quem o julgaria? Não é todo dia que um príncipe bem aparentando diz está apaixonado por si. Para ser mais exato não era todo dia que alguém seja lá quem fosse dizia estar apaixonado por ele. O bruxo fechava os olhos e tentava imaginar os pros e contras, mas tudo o que conseguia pensar era que ele não estava apaixonado pelo príncipe. Podia sentir certa atração pelo garoto de olhos escuros, mas nada que pudesse ultrapassar os limites disso. Isso era incrivelmente ruim, pensava. Já não era capaz de enxergar todas as milhares de possibilidades que ainda poderiam existir.

Enquanto tentava encontrar alguma solução para o problema não notou quando o príncipe a passos leves se aproximou de si e se assustou quando recebeu um leve sopro ao pé do ouvido empurrando o outro com uma força exagerada na direção oposta a si.

–Ai. – Disse o príncipe ao bater na escrivaninha da imensa biblioteca em que se encontravam.

–Desculpe. – Jimin logo se aproximou tentando ver se o garoto tinha se machucado. – Você me assustou.

–Tudo bem. – Jungkook sorriu ato que fez Jimin sentir uma coisa que ele definiu como sendo cócegas no estômago. Depois veio um silêncio que deixou o bruxo mais constrangido que um mentiroso sendo pego na própria mentira.

–O que você está fazendo aqui? - Jimin perguntou.

–Estava com saudades. – O príncipe respondeu simplista, não era nada além da verdade. Sentia uma necessidade enorme de estar com o outro. – O seu pai me deixou entrar.  Eu te atrapalhei em algo?

–Não, eu apenas estava procurando alguma solução para o seu problema.

–Meu problema?- A fala de Jimin soou um tanto quanto grosseira e o príncipe não conseguiu disfarçar o seu descontentamento por conta disso.

Qual era o seu problema afinal?

– Sim, o de está apaixonado.

–Talvez eu tenha me expressado mal, mas eu não acho que está apaixonado seja um problema. Eu gosto de você Jimin, sinto isso em todo o meu ser. Se eu te perguntei aquelas coisas no outro dia foi apenas para tentar parecer menos bobo ao me confessar. Sei que foi precipitado, tínhamos acabado de nos conhecer, porém quando eu te vi senti todas aquelas coisas que lermos nos contos de fadas. – Jungkook disse quase que de forma desesperada, tropeçando nas próprias palavras. O bruxo parecia ter se petrificado a sua inexperiência o deixava sem reação. Eram mesmo sinceras as palavras do príncipe, ele sabia disso. – O meu coração se sentia feliz. – Completou o príncipe.

–Você não acha que seja por culpa das porções? – O mais novo não entendia o porquê do outro está insistindo tanto nisso, mas não deixou se exaltar.

–E se for? O que tem demais nisso? Os efeitos das porções acabam mais o amor continua se for sincero. Eu tenho certeza que te amo.

Ele me ama? O bruxo se apoiou com firmeza na mesa que tinha ali mais próxima. Suspirou um milhão de vezes antes de pensar em dar uma resposta ao príncipe que ansiava pelo que viria nervoso, era a primeira vez que ele amava alguém.

–Meu Príncipe, você não acha que está se precipitando? Eu não amo você.

Jungkook não tinha certeza se o mundo podia cair, mas ele desejou de forma egoísta que ele caísse sobre si naquele momento, pensava que seria menos doloroso do que ter de ouvir aquilo de forma tão fria vindo daquele do qual o seu coração pertencia. Segurou firme as lágrimas que se estacionavam na borda.

–Você não poderia nem fazer um esforço? Só tentar um pouquinho.  – Parecia uma criança ao fazer aquele pedido que logo lhe foi negado com um manear de cabeça.

–Desculpe.

Não se sabe qual dos dois se sentia pior, mas eu apostaria no príncipe que passou dias e noites chorando no colo da mãe que mesmo sem entender um terço do que estava acontecendo consolava o filho com se soubesse de tudo. Já quase no outro lado do reino um bruxo ruivo sentia uma amargura enorme no peito, uma dor que não podia explicar. Era tão difícil assim amar alguém?  Ele não poderia nem ao menos tentar? A resposta era simples, não poderia. Não enquanto um rei ameaçava mata-lo e matar toda a sua família caso ele se quer pensasse em retribuir o amor que lhe era oferecido.


Notas Finais


Muito obrigada por ler ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...