História Bored Games - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 4
Palavras 580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Poesias, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - BOM OU MAL ONDE ME ENCAIXO?~Parte1


Fanfic / Fanfiction Bored Games - Capítulo 3 - BOM OU MAL ONDE ME ENCAIXO?~Parte1

Passou-se dois meses depois de ter conhecido Johnny. Todos os dias eu ia ao parque em esperança de o ver, nada acontecia, até que desisti, mas uma promessa hipócrita.

Logo, já havia ficado mais velha, fiz 13 anos. Dois anos depois e eu ainda não o esqueci. Essa droga de doença nem se quer cura.

Cheguei no colégio e como sempre, me sentei no último acento da sala. Como chego cedo ninguém notava minha presença, mas cheguei atrasada, os olhos dos meus colegas se viraram à mim. Ouvi sussurros como: "Quem é essa garota?", "Que menina estranha", "Você a conhece?", "É a chorona"; palavras que se você ouvisse se corroeria todo por dentro, mas eu? Já estava acostumada.

  Mas o que sempre me fez analisar é que há dois tipos de pessoas no colégio: o bom aluno e mau aluno. O bom sempre é quieto e fica na dele o mau é aquele que fala com todos, julga pelas costas e diz ser amigo mas não é. O leal e o hipócrita. Mas nem todos são assim, pelo menos a minha amiga não.

Seu nome é Suzan Affair, conheci ela recentemente, um nome muito fino pois sua família vem de uma classe muito alta. Ela é previlegiada, eu a conheci por acaso, deve ter sido isso que nos faz ser amigas.

- Você se atrasou hoje.- Diz ela

- Sim um pouco - digo me sentando - sorrio e olho para baixo.

- E o garoto?

- Qual?

- Aquele que te atropelou.- ela me fez ri.

- Ele nunca mais falou comigo, faz dois anos que isso aconteceu, você pensa apena em garotos!

- E você já devia também, somos quase adolescentes.

- Ser adolescentes não significa transar antes de completar 18 anos.

- Ei! Só foi uma vez. e ele era mais velho que eu...

- Suzan ok! eu entendi.

  Suzan era uma garota muito mais "madura" que eu. Ela já havia pego todos os garotos da nossa sala. Parece que amadurecimento entre adolescentes significa quantas vezes você transou com um rapaz diferente é nojento.

   Logo que acabou a aula eu estava caminhando em direção ao pátio principal com Suzan quando vi um garoto diferente. Eles o chamavam de "Blue Boy", meu peito pulsou novamente. Senti o olhar de Suzan em mim, mas devia ser besteira.

- Ei! Olhe pra mim! - grita Suzan em meu ouvido.

- Hã?...- Murmurei e ela me olha com raiva.- O que foi?

- Pare de olhar pra ele!- Ela me bate.

- Ei! - Grito com a menina.

- De agora em diante você não é mais minha amiga.- Ela me olha com uma expressão de menosprezo e sai. Não entendi a situação ao certo, mas não fiquei triste pelo fato de eu não precisar dela.

No outro dia vejo o Blue Boy, decidi então falar com ele.

- Hey!

- Ahn... Hey. Você é Cry Baby né? A chorona da sala? Tudo bem?

- O que te leva a pensar que sou chorona?

- Seu nome. Pelo menos é o que dizem, já eu descordo com eles.- Essas palavras me fizeram sorrir. - Hey eu vou sair agora, foi bom conhecer-la Cry baby.- ele acena e sai.

   Será que eu estou me apaixonando? É essa minha doença?

[...]

    Fui para casa, minha mãe fumava na sala e a camada densa amarga alastrava na casa.

- Cof* Cof* Boa Tarde mamãe.- Ela ascena. Fui até o andar de cima e vejo meu irmão fumar em seu quarto- Você também?

- É mana, a arte de ampliar a sua mente- Ele sorri, eu deprimi.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...