História Borendy - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bendy and the Ink Machine
Personagens Bendy, Boris the wolf, Henry, Joey Drew, Personagens Originais, Sammy Lawrence
Visualizações 83
Palavras 673
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Park of diversions and heart broken


Fanfic / Fanfiction Borendy - Capítulo 4 - Park of diversions and heart broken


Os três enquanto andavam começaram a ouvir sons de fliperama, crianças correndo e de jogos de tiro ao alvo, juntamente com um cheirinho de pipoca e de algodão doce.

-Aí meu deus! Parque de diversões!!!! A gente pode ir?!!!!

Bendy dizia pulando de alegria puxando Alice e Boris pelo braço. Ele podia ter 20 anos, mas adorava brincar e se divertir.

-Vamos!

Alice e Boris dizem animados. Todos correm em direção ao pier da cidade na maior loucura.

(No pier)

Alice estava comprando balões. Boris no jogo de tiro ao alvo e Bendy esperando seu algodão doce.
Os três se encontram novamente e decidem ir na casa de espelhos.

-Hahahahah Alice tá gorda!

Bendy diz rindo da figura da sua irmã em um dos espelhos.

-E você parece um varapau!

Alice diz. Ela quanto Bendy caem na risada.

-Ei gente, acho que eu tô diferente!

Ambos olham para Boris e começam a rir sem parar.

-Bo-Boris sai da frente desse espelho! Meu rim tá doendo!

-Aí meu pâncreas!

Os três começam a rir.

-Eu sou o mais engraçado!

Boris diz pulando.

-Certo certo, ei vamos na roda gigante? Disseram que ia ter um show pirotécnico no pier!

O demônio sugere. Alice ia falar algo quando uma outra voz grita ao longe:

-Boris! Eu não creio! É você?!!!!

Um menino de uns 19 anos vem correndo em direção aos três, mas principalmente ao Boris.
O lobo abraça o menor. Bendy olhava tudo com raiva, ele estaria com ciúmes?

-Gente esse é o Sammy,um velho amigo meu!

Boris diz apresentando o Sammy. Ele olha para Bendy de uma forma diferente, parecia se sentir superior.

-Ótimo, mais um coleguinha! Que tal irmos logo? Tô boiando aqui.

-Okay!

Os quatro foram em direção a roda gigante. Boris e Sammy na frente conversando enquanto andavam e Bendy e Alice atrás. 

-Bendy, o que foi? Não te vejo emburrado desde que eu comi um pote de cookies e não te dei nenhum. 

-Não é nada não Alice, eu só não gosto de como esse tal se Sammy fica com o Boris....

-Ah! Tá com ciúmes! Tá com ciúmes! 

A mesmo começa a falar em uma canção.

-É eu tô! Idai?!

O demônio a responde de forma grosseira. A anja se assusta, mas compreende o irmão.

-Me-Me desculpa Alice, é que....

-Não, tudo bem, eu entendo, mas você não devia tá ligando para isso, o Boris te ama e nada vai atrapalhar o amor de vocêssss....

Bem nesse momento Sammy puxa Boris selando seus lábios com o mesmo, olhando para Bendy nem ligando se ele estava presente.

Bendy cera os punhos e começa a correr na direção oposta. Um rio de lágrimas escorriam de seus olhos. Seu coração parecia que havia levado tiros. Todos chamam por Bendy, mas ele não queria ouvir suas desculpas, não dessa vez.

-"Eu te amo Bendy"

-"Também te amo Boris"

O demônio chorava ao lembrar de tudo. Boris disse que o amava, o amor era para ser assim? Tão doloroso?!

Bendy estava em desespero. Correu sem olhar para onde ia ou onde estava. Em um certo ponto um carro em alta velocidade estava passando e.....

(No pier)

-Sammy porque vez isso?!

Boris diz empurrando o mesmo com raiva.

-Porque eu quis! Eu também te amo sabia!

Sammy diz. 

-Mas eu não! Eu amo o Bendy! E sempre amarei! 

O lobo diz correndo atrás do seu demônio. Ele por um momento perde o menor entre rostos de desconhecidos. 

-Bendy....me desculpe....

Boris sussurra e lágrimas começam a surgir em seus olhos. Ele havia perdido seu pequeno para sempre? Não, ele continuou correndo, não sabendo para onde, mas usou o coração como uma bússola para encontrar o amigo. Viu uma multidão ao redor de uma das faixas da rua, ao ver o porque do tumultuo ele logo entrou em choque. Ali estava, o corpo de Bendy jogado ao chão cheio de hematomas e sangue. 

-Be-Bendy....

Pegou o pequeno corpo e o abraçou chorando. O seu demônio a essa hora, poderia estar ainda vivo ou em outras palavras, morto....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...