História Born Singer - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Big Hit, Bts, Comedia, Hetero, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, K-pop, Min Yoongi, Park Jimin, Rap Monster, Romance, Suga
Exibições 164
Palavras 2.599
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então gente, primeiramente preciso dizer que eu sei que o Namjoon também faz parte da “Hyung Line”, mas apesar desse ser o nome do capítulo, ele não está presente. Essa folga que os meninos tiveram em 2014 aconteceu de verdade e só os três mais velhos que permaneceram em casa então sendo fiel a realidade eu não pus o Namjoon no capítulo por causa disso!
Bom, agora boa leitura para vocês, espero que gostem <3
Não se esqueçam de comentar as suas partes favoritas e claro de favoritar a história caso ainda não tenha o feito, pois isso me deixa muitoooo feliz :3

Capítulo 16 - Hyung Line


Fanfic / Fanfiction Born Singer - Capítulo 16 - Hyung Line

[23 de Setembro de 2014]

Finalmente o tão esperado dia de descanso chegou! Pela primeira vez na vida o grupo acordou cedo sem resmungar ou se atrasar. Logo de manhã os quatro mais novos do Bangtan já estavam de malas prontas, cada um ia ou para sua cidade natal visitar seus pais e amigos ou passear com eles em outro lugar.

Meu plano era sair com Hanna, mas descobri aos 45 minutos do segundo tempo que na verdade a folga era só para os meninos, eu continuaria trabalhando, além de que a loira estava ocupada como sempre estudando que nem uma condenada.

Mas tudo bem, já estava mais do que acostumada com essa vida de babá.

Estou hiperativa, quero que tudo dê certo para esse dia. Mesmo só tendo a maior parte da hyung line na casa, eu não ia deixar aquele clima quieto e apático no ar então programei algumas coisas para animá-los. Minha primeira medida para o “Dia divertido da Tia Kate com os oppas” foi trancar o escritório. Estava aqui tempo o suficiente para saber que a primeira coisa que Suga faria seria passar o dia inteiro lá produzindo.

E obviamente que eu estava certa. Assim que a casa ficou mais vazia, Yoongi foi ingenuamente até o escritório que ficava dentro da casa e assim que descobriu que a porta estava trancada ele começou a resmungar a minha procura.

-Me da à porra da chave. - Pede delicadamente o “menino doce” estendendo sua mão pálida na altura do meu rosto.

Sentada no sofá conversando com Jin eu apenas o encaro e permaneço de braços cruzados. Ele continua falando e eu desligo o aparelho de tradução que fica agarrado no meu ouvido o que me faz não lhe entender mais. Olho para Jin e começamos a rir da cara confusa de Suga que não está entendo o por que desse treco em minha orelha e provavelmente você leitor também não.

Bom, dias se passaram desde que Taehyung me mostrou o aplicativo do celular que traduz o que nós dissemos instantaneamente, porém, é complicado e cansativo ficar carregando o celular toda hora. Os meninos são muito barulhentos e nem sempre estamos com as mãos livres para segurar o aparelho. Sendo assim, Bang Shyuk comprou para mim um dispositivo semelhante aos usados por deficientes auditivos. Ele fica preso em minha orelha e assim as pessoas conseguem simplesmente falar e eu as escuto em português tranquilamente. Compraram dois pares desse aparelho, o que significa que só da para conversar direito com três pessoas de cada vez, mas já é um começo!

Eu entrego para Yoongi um dos aparelhos já configurado do português para o coreano e ele receoso o pluga no ouvido devagar.

-Suga, olha só, foi difícil para um senhor cacete conseguir essa folga para vocês, não estou tendo trabalho em dobro na produção musical para você não aproveitar essa porra direito, ouviu?

O garoto passa um tempo me olhando, piscando devagar, sem dizer uma única palavra como se estivesse ainda raciocinando e analisando cada palavra dita. Ele tira o aparelho e dá meia volta saindo do cômodo e me deixando sozinha com Jin novamente.

-Esquisito. - Eu comento. - Será que ficou chateado? Não que eu me importe claro, mas...

-Yoongi-shi durante o trainee tentou durante anos convencer PD-nim a entrar para o time de produção da empresa com suas músicas e nunca conseguiu, até o confrontou e pensou em desistir. - Jin explica e depois suspira. - Eu o entendo, sabe? A empresa só adia nossos planos, eu quero ser ator e Yoongi só quer mostrar o Agust D ao mundo.

O nome soa em meus ouvidos como uma sirene e me desperta totalmente, eu já ouvi esse nome antes.

-Suga é Agust D?!? -Jin confirma com a cabeça e posiciona sua mão embaixo de meu queixo me fazendo fechar a minha boca que estava aberta pela surpresa. - Eu ouvi umas músicas dele no computador da empresa durante o estágio, tenho até umas músicas baix...Quer dizer, mas então, o que vamos fazer hoje? Que tal um filme?

Mudo de assunto. Eu não tenho a permissão para baixar as músicas que não estão prontas ou não foram lançadas, mas confesso que não resisti, algumas são muito boas.

-Um filme é um ótima ideia. - Jin levanta para chamar os outros para decidirmos qual filme veremos. Mas antes de ir, ele chega perto do aparelho em meu ouvido e sussurra. - Relaxa, não vou contar para Suga que no fundo você é uma fã dele.

~~

Após o almoço Suga já estava mais calmo e decidimos todos como bons adultos maduros assistir um filme muito intelectual e filosófico que está fazendo um grande sucesso: Frozen.

Foi uma decisão unânime. Jin amava a Disney e suas princesas, Hope apesar de preferir drama ou ação estava ansioso para ver o filme e por incrível que pareça o coreano doce-amargo era o que estava mais animado com a escolha.

Ok, talvez ele tivesse ganhado pontos comigo por também ser fã de animação, em alguma coisa tínhamos que concordar né?

Enquanto os meninos se viravam para achar e por o filme na televisão, eu sou encarregada de fazer a pipoca que comeríamos. Modéstia a parte, Jin oppa cozinha bem, mas não há pipoca melhor que a minha e todos concordavam comigo, essa era minha função na casa.

Estou ouvindo música nos meus fones observando os milhos estourarem dentro da panela. O problema de quando estou ouvindo música muito alta é que eu fico mais lerda que o normal e isso foi comprovado quando na hora que vou despejar a pipoca em uma bacia, eu estava tão distraída com o som que acabei encostando a ponta de meu dedo indicador na panela quente. Solto um palavrão e imediatamente começo a assoprar o machucado e a passar a mão em cima da queimadura.

-Kate? - Pergunta Hobi aos gritos de dentro do quarto. - Está tudo bem?

-Já botamos o filme. - Anuncia Jin.

-Estou indo. - Grito de volta tentando ao máximo ignorar a dor enquanto levo a bacia com pipoca até o quarto.

Ao chegar no quarto eu já saio apagando as luzes para que ninguém perceba a vermelhidão de meu dedo, não queria preocupar os “Seoks” com algo tão bobo então apenas finjo que meu dedo queimado não está doendo pra cacete.

Eu e Jin eramos os únicos que estavam assistindo o filme pela segunda vez, sabíamos as letras de todas as músicas e até algumas falas. Sinto pena dos meninos, estávamos muito chatos, eu fingia ser a Anna e Jin era ótima Elsa.

Estava um frio do caralho para mim que vinha de um país tropical, parecia que eu participava do elenco do desenho. Em um lado estava tão agarrada com Jin que parecíamos um só, do meu outro lado, Hobi revezava entre usar meu ombro ou minha coxa como travesseiro, sendo qualquer parte do meu corpo que ele escolhesse eu continuava lhe dando cafuné.

Assim que o filme acabou e os créditos passavam devagar na tela preta, eu e Jin ficamos encarando Suga e Hobi esperando suas opiniões sobre a animação. Hope tinha chorando na cena em que Ana salva a Elsa, mas se defendeu dizendo que um bicho tinha entrado em seu olho. Já Suga começou a falar como se fosse um critico profissional, ele é a pessoa mais detalhista que eu conheço, se atentou a cada coisinha pequena que eu fiquei impressionada, já tinha visto o filme várias vezes e não percebi muito do que o garoto estava comentando.

-Já a Anna é muito.. - Ele começa a falar e eu completo sua frase.

-Legal.

-Chata. – Dizemos ao mesmo tempo os adjetivos antônimos.

Claro que a noite não acabaria sem uma discussão entre nós dois, isso já havia virado um ritual.

Eu discutia com ele sobre minhas opiniões sobre o filme e meu sangue ia cada vez mais pegando fogo conforme debatíamos. O local onde tinha queimado agora estava latejando.

Era sempre assim, a relação que tinha com Suga era como se fossemos aqueles tios chatos de vertentes radicais opostas que sempre tretam nos almoços em família sobre capitalismo ou socialismo. Ele está muito mal acostumados, todos sempre concordavam muito facilmente com ele, foi um baque eu surgir com esse meu jeito teimoso de ser.

Somos muito extremos, ou nos damos muito bem como as várias vezes que ficamos que nem doidos cantando no telhado e filosofando sobre o universo ou então nos dávamos muito mal e sempre brigávamos com direito a distribuição de patadas e muitas reviradas de olhos. Não havia meio termo. Vou confessar que eu até gosto disso, tenho uma relação única com cada um dos membros, claro que teria alguns no qual não teria uma compatibilidade muito boa.

Depois de me estressar com o menino doce eu decido que a melhor coisa a fazer é lavar a louça da pipoca e tomar um banho para esfriar a cabeça. Tudo bem até ai, é bom cuidar da higiene né, o problema é que eu mal sabia que a noite só estava começando para minha pessoa.

Alguém chamado Suga ainda tinha uma vingança para realizar e outros dois uma peça para pregar.

~~

Passei meu banho inteiro cantando a trilha sonora de Frozen. Eu cantava alto usando o tubo do shampoo como microfone. Já estava superando aos poucos minha vergonha de cantar na frente dos meninos. O som ecoava alto por toda a casa passando pela janelinha ao lado do boxe, mas estava pouco me fudendo para se os ouvidos dos mais velhos iam sangrar ou não com a minha voz, eu tenho que aguentá-los cantado sempre também.

Quando volto para o quarto, imediatamente estranho o fato de meu notebook estar aberto e desbloqueado. Ainda estou enrolada na toalha, mas antes mesmo de pensar em por uma roupa, eu vou direto ver a tela do computador. Uma página no Youtube com um vídeo aberto e pausado estava sendo mostrado na tela. Eu leio titulo e fico pálida na mesma hora, meu coração acelera e meus olhos se arregalam. “Trainee singing – Hidden Camera”.

Eu nem assisto aquela merda, só consigo pensar em planejar como vou esconder três cadáveres sem pressa e sozinha em Seul. Ponho uma roupa qualquer na velocidade da luz, nem tenho tempo direito de secar minhas costas então a parte de trás de minha camiseta fica toda molhada, mas eu nem me importo. Vou batendo o pé com força até o quarto de Kim SeokJin e abro a porta com violência, o que faz meu dedo queimado doer apesar da pomada que tinha passado.

-Eu odeio vocês. – Anuncio ao entrar no quarto e ver Hobi e Jin em pé em cima da cama segurando travesseiros na frente do corpo como se fossem escudos para se protegerem de mim.

Conforme eu chegava mais perto, mais eles riam. Ambos já estavam vermelhos de tanto dar risada e isso por que eu ainda nem ameacei de os bater! E nem ia na verdade, meu dedo machucado não me deixava se vingar fisicamente e a risada dos mais velhos acabou me contagiando. Simplesmente me rendi e os acompanhei no ataque de risos.

-Onde está o outro defunto? – Pergunto jogada na cama massageando minhas bochechas que estavam doendo de tanto que ri.

-Ele quem teve a ideia. – Diz Hobi e Jin o repreende batendo com o travesseiro em sua cabeça. Parece que alguém abriu o bico e denunciou o idiota, então essa era sua vingança por eu ter lhe acordado, ele mexeu logo com o meu ponto fraco.

-Mas você foi um sucesso! – Diz Jin tentando melhorar a situação. – Você leu os comentários?

Eu faço que não com a cabeça e Hope rapidamente pega seu celular para mostrar-me as visualizações do vídeo:

-Precisávamos começar a te divulgar!

-Aish- Bufo. – E essa foi a melhor forma que vocês pensaram de fazer isso?

-Sim! - Os “2seoks” dizem em uníssono.

Eu reviro os olhos sorrindo e balançando a cabeça em negação. Depois de ver o feedback positivo não conseguia ficar com raiva deles, deveria os agradecer na verdade, aquilo diminui um pouco minha insegurança com a minha própria voz.

Passo um tempo conversando com os dois no quarto até Jin começar a ficar com sono e me expulsar para poder dormir em paz, ele tinha acordado cedo. Por outro lado eu tinha hibernado a tarde toda e estava super energética, queria Jimin aqui para me entender e virar a noite comigo jogando vídeo game ou fazendo alguma outra coisa maluca.

Vou saltitando para meu quarto e decido usar a minha energia para trabalhar. Afinal, os meninos estávamos de folga, mas as Armys nunca tiram férias.

~~

Submersa com fones de ouvido enquanto trabalhava em meu notebook nem percebo Hobi entrando em meu quarto. Ele está segurando um copo de leite e não conseguia formular uma frase sem começar a rir no meio dela, não estava entendendo nada, mas já estava acostumada com as bizarrices dos Bangtan.

Eu tiro os fones e os substituo pelo aparelho tradutor, e ele diz:

- Achei que quisesse um copo de leite para, você sabe, dormir bem, você quer?

Ele põem o copo em cima da minha mesa do computador mesmo depois de eu ter recusado e eu o encaro confusa por alguns segundos, na realidade eu nem estava prestando atenção no garoto.

Um pouco antes dele aparecer em meu quarto, eu estava assistindo e pesquisando alguns vídeos antigos dos meninos no cartão de memória das máquinas da empresa. Sim, esse era uma das tarefas em meu trabalho, pesquisar sobre os meninos. A maioria das Armys fazem isso de graça e por vontade própria, com todo o respeito mais Army é sinônimo de ser trouxa, o pior é que eu as entendia muito bem, tenho um bias que é 16 anos mais velho do que eu e meu ultimate é mais novo. É aquele ditado: o bias que te escolhe.

Percebendo que estava bem entretida com os vídeos, Hobi sai disparado do quarto sem dizer nada, nem ao menos se despedir. O que houve com esse menino? Que esquisito. Ele até esqueceu o copo de leite aqui!

Eu pego copo para guardá-lo de volta na geladeira, mas quando tento abrir a porta de meu quarto eu percebo que ela esta trancada, que estranho, por que Hoseok trancou a porta após sair do meu quarto? Eu vou até a minha escrivaninha para pegar a minha chave e percebo que ela não esta mais lá, ela estava do lado do copo há uns 10 segundos atrás!

Pera... Será que... Aish! Esse é o segundo round das pegadinhas dos oppas? Trancar-me em meu próprio quarto, sério? Que amadores. Poderia passar o dia todo aqui, tem tudo o que eu preciso: computador, cama e biscoito.

Eu rio comigo mesmo da tentativa inútil dos mais velhos me provocarem. Estava prestes a voltar para mesa quando escuto 6 batidinhas na minha porta da varanda ao ritmo da música “Do you wanna build a snowman” de Frozen e já sei que é Suga querendo entrar.

-Posso entrar? – Ele pergunta retoricamente. Já estava com metade do corpo para dentro do meu quarto.

-Já está entrando mesmo. – Respondo revirando os olhos e cruzando os braços. – O que você quer?

-Calma “Miss Simpatia”. – Suga responde ironicamente e levanta os braços como se quisesse mostrar que vinha em paz. - Só quero ir para o meu quarto, Jin fechou a janela e estou preso aqui fora.

Puta que pariu.

-Na verdade... – Agora tudo fazia sentido, não acredito que eles fizeram isso. - Nós dois estamos presos.


Notas Finais


Parece que a vingança do Suga no final das contas beneficiou a Kate, né? Hsuahsuahs
Jin e Hobi estão em outro nível nas pegadinhas! Pegaram pesado botando os dois trancados juntos, só acho. Só iremos descobrir quem matou quem primeiro no próximo capítulo! u.u
Eae, o que acharam? Sempre fico curiosa com a reação de vocês, quais as partes que mais gostaram? Alguma pergunta pra fazer pra Kate ou para os meninos? Hsuahsuahsh Alguma coisa que os deixou curiosos ou confusos? Vamos conversar é só comentar ai embaixo que eu respondo geral. <3
Muitoooo obrigada a todos que estão me apoiando, eu amo todos vocês de verdade :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...