História Born To Be FT Island - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias F.T. Island
Personagens Choi Jong-hoon, Choi Min-hwan, Lee Hongki, Lee Jae-jin, Personagens Originais, Song Seung-hyun
Tags Ft Island, Jongki, Yaoi
Visualizações 16
Palavras 2.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 10 - Black Chocolate


Fanfic / Fanfiction Born To Be FT Island - Capítulo 10 - Black Chocolate

Naquele mesmo dia chuvoso, Hongki puxou Jonghoon para dentro de uma sala e ficou olhando o rapaz todo molhado da chuva.

-Tsc...eu devia ter te deixado na chuva… -revirei meus olhos e me sentei em uma das cadeiras.

Tentava me enxugar sem sucesso - Nunca tomou chuva na sua vidinha perfeita? - encarei Hongki - Você merecia apanhar mais, humilhar aquele garoto desse jeito…

-O problema era meu, meu dinheiro pode pagar coisas muito melhores que essa porcaria de colégio….não é Kwon Jong Hoon? …. - peguei um papel em meu bolso - Ou melhor...Choi Jonghoon…

Tirei minha blusa molhada e a torci na janela - Se é uma porcaria, saia daqui. - ouvi ele falar meu nome - Choi?... - me virei para Hongki - Onde achou isso?

-Eu sou rico! Você acha mesmo que eu não ia procurar saber quem você era??? - andei em volta de Jonghoon - Eu procurei registros seus em todo lugar, ia te denunciar por agressão, porque meu Xamã disse que eu ia me apaixonar por alguém que me ba- tampei minha boca.

-Alguém que o que? - me aproximei de Hongki e o encarei - Está pesquisando minha vida???

Fiquei calado e acabei notando suas várias cicatrizes nas costas e peito, em seguida tirei minha mão da boca e me afastei sem jeito - Nada, é coisa minha e do meu xamã....enfim...você mudou-se para cá em 2002, e desde então estuda aqui, engraçado que em 2002 o herdeiro da ChoiColat se matou...eu me perguntei, porque um herdeiro milionário igual eu se mataria? Mas então eu vi, ele não está morto, só envelheceu e mudou o sobrenome...das duas uma Jonghoon, ou você forjou sua morte, ou a sua família fez isso por você.

Fiquei abismado com todas as palavras de Hongki, como ele sabia de tudo isso? Minha família tentou apagar qualquer rastro meu.

Abaixei minha voz e a cabeça - Como me descobriu?

-Porque eu tava na conferência de Edimburgo! Com Maxwell Sook! Eu vi você lá, era o filho do dono, por isso eu sempre soube que você não me era estranho...agora tudo faz sentido...mas porque você largou sua família?

-Não interessa Hongki! - vesti meu uniforme novamente, peguei minha carteira e saí batendo a porta.

Fiquei o observando ir embora - Se fizer mais alguma coisa comigo, eu te deduro para sua família… - observei alguém entrar pela porta, era um vampiresco se pegando com uma professora linda - Mas o que??? - me escondi no armário.

A cena foi de total comédia, Wonbin era um homem charmoso, e atraente, parecia ser sério, mas aquela cena embaraçosa não deixava, sabe quem era a professora? Choi Minji, a professora mais bonita do colégio, ela era divorciada e tinha um filho, mas Wonbin quando queria um rabo de saia, nem ligava.

Distribuí beijinhos em seu pescoço - Você é linda demais noona! - a sentei na mesa e a beijei.

Passei minhas pernas por sua cintura - Wonbin! Silêncio, alguém pode ouvir! - retribuí seus carinhos.

Hongki

Fiquei observando aqueles dois se pegando na minha frente, e logo reconheci a professora Choi, mas QUE NOJO ELE TA PEGANDO A PROFESSORA!!!....Por favor, sem sexo, sem sexo - fechei os olhos cruzando os dedos.

Wonbin

Eu já estava pronto para o combate quando ouvir alguém que me parecia rezar em algum lugar da sala.

-Noona, espere aí!.... - andei pela sala - Quem está aí?

-Wonbin! Eu não tenho muito tempo, logo eu vou dar aula, deixa esse barulho aí...aish…

Fiquei andando pela sala até me deparar com o armário - É aqui! - abri a porta - Aluno novo???....

Eu estava todo encolhido com medo, estava até suando frio, não estava preparado para ver tal cena, mas aí eu ouvi a porta abrir e olhei para cima - Oi inspetor… - dei uma risadinha sem graça.

Tirei 10 dólares do bolso e lhe apontei - Fica quieto que eu te dou esses dez dólares que eu troquei semana passada…

Me levantei e saí do armário, peguei minha carteira e tirei 150,00 dólares da carteira e coloquei em sua mão - Eu troquei esses mês passado e deixei guardado no meu cofre,fica para você - Saí andando - Meu nome  é Hongki.

Refeitório

-Cara, eu estava vindo para a escola hoje e uma garota linda demais estava passando e esbarrou em mim, acho que estou apaixonado… - me lembrei de Hara com um sorrisinho no rosto.

-Seung, eu também me apaixonei, ela é uma aluna da escola, eu até dei um ultimato nela esses dias - suspirei pensando em Hara - Se nós dois conseguirmos namorar elas, vamos apresentá-las uma a outra…

Quadra…

Jonghoon

Como ele descobriu tudo??? Riquinho metido! Vai acabar com tudo, aish!

Soquei a parede, mas minha mão acabou doendo e eu me encolhi de dor.

-Se minha família me achar...eu nem sei o que seria de mim!

Flashback

2002...

Depois daquela surra que Jonghoon tinha tomado, ele teve que ser socorrido e levado ao hospital, quebrou diversas costelas e um braço, além de várias escoriações espalhadas pelo corpo. Anyang School era um colégio particular renomado em Anyang, mas lá era tradicional e quando vazou a possível homossexualidade de Jonghoon, ele foi severamente punido, mas isso não foi o pior.

A Família Choi era uma das famílias mais poderosas junto com a família Lee, dirigida por Choi Ah  Hee e Choi Jonghoon, era uma grande marca de chocolates importadas para todo o mundo, essa famíloa também tinha o exemplo de família tradicional coreana, a mãe Ah Hee zelava para que seus filhos fossem a risca do padrão, e quando um fazia alguma coisa errada, ela não media esforços para corrigir.

Ao ser chamada para ir ao hospital, ela colocou seus óculos escuros e mandou que o motorista a levasse até lá, e quando entrou teve um encontro com a diretora do colégio, que dissera o motivo de toda aquela surra, furiosa porém sempre com classe, ela se dirigiu calmamente até o quarto do filho.

Entrei pela porta e o vi sentado na cama - Jonghoon. - mative minha voz firme - Pegue suas coisas e vamos embora para casa.

Jonghoon

Porque a diretora insistiu em chamar minha mãe? Ela queria me ver morto por acaso? Já não bastava eu estar todo estourado? Agora isso? Eu sei que tipo de pessoa minha mãe é, no mínimo eu iria levar outra surra, meu abdômem doía, nem me mexer direito eu conseguia, eu só tenho doze anos, porque me bater tanto? Sou uma criança…

Ouvi a porta abrir e me assustei quando vi minha mãe - Eu não recebi alta ainda… - abaixei a cabeça.

-Eu estou mandando você vir comigo Jonghoon! Não me desafie. - fui para a porta.

Eu sabia que ia apanhar, vesti meu casaco ainda sentindo dores, e me levantei devagar e fui dando pequenos passos para a porta.

Flashback off

Suspirei mais calmo, mas a vontade de chorar invadiu meu corpo - Como uma empresa de chocolates tão doces, pode ter donos tão amargos?

Diretoria

-Diretora See, eu sou Gwang Tae, o pai do aluno novo, meu filho voltou machucado da escola, eu gostaria de saber o que está acontecendo? - me sentei na cadeira de frente para a diretora.

Abri as gavetas  peguei a ficha de Hongki e suspirei - Ah sim...Lee Hongki, olha...seu filho é meio complicado, eu soube da briga…como vou dizer….seu filho é…

A interrompi - Mimado, egoísta, histérico e babaca...sim eu já ouvi isso de outras pessoas, é por isso que vim aqui.

-Sr. Gwang Tae, eu sei que o senhor é dono de uma grande fortuna, e Hongki sempre teve de tudo, mas esse garoto precisa de limites…

-Eu sei, a culpa é minha, Hongki nem sempre foi desse jeito, quando criança, ele era o garoto mais doce e humilde que poderia conhecer…

Diretora

Ajeitei meu óculos vendo o senhor barbudo falar, ele era bonito aliás, aparentava ter quase 40 anos, o cabelo sempre bem arrumado, mas era um pai preocupado.

-Como esse garoto ficou desse jeito?

Gwang Tae

Nunca tinha visto aquela diretora, mas ela parecia ser bondosa, se eu explicasse tudo, ela poderia ajudar meu filho.

Fitei aquela moça jovial, com um batom discreto, um óculos arredondado nos olhos e um grande coque no alto.

-Minha mulher morreu quando ele tinha 12 anos, Ga In era doce, e tinha uma voz linda, ela sempre ensinou Hongki a não valorizar o dinheiro acima de tudo….um dia Hongki decidiu ir para uma escola pública, disse que poderia ser mais livre nela, e Ga In concordou. - me lembrei daquele maldito dia desastroso - Foi em 4 de agosto...de 2002...na hora da volta da escola, um assaltante tentou sequestrar Hongki, Ga In impediu, e Hongki gritou a um policial, por causa disso ela levou um tiro no coração…

Fiquei atenta ouvindo o homem que parecia mergulhar no passado ao contar aquela história tão triste - Sinto muito pela sua esposa…

Suspirei e me calei por uns segundos - Quando Hongki soube da morte dela, ela ficou em completo desespero, ele até vomitou no chão daquele hospital, ele recebeu muito estresse duma única vez…

-Foi um choque muito forte para um garoto tão novo, mas como ele ficou assim???

-Quando chegamos em casa, ele se trancou no quarto, e não abria para nada, eu tive que deixar comida na porta, por umas duas semanas eu fiquei ouvindo ele chorar no quarto, até que um dia ele saiu, estava diferente, parecia que não se importava com a morte da mãe dele, me pediu para estudar na Suíça, e dar grandes festas, eu estava me sentindo culpado, então eu paguei tudo…

-Mas o senhor não tentou falar com ele? Ajuda de psicólogos seriam muito boas…

-Eu tentei me aproximar do Hongki, mas ele nunca me ouvia, dizia estar sempre ocupado para uma festa, para uma viagem com os amigos, encontrei grandes profissionais da psicologia, ele negou todos, eu estava dando tudo que ele queria, e ele me parecia feliz, até que eu vi ele começar a humilhar pessoas mais pobres, e só se importar com ele mesmo, Hongki é vazio, parece que ele matou todos os sentimentos dele e colocou o dinheiro no lugar, quando abri meus olhos, ele estava jogando meu dinheiro fora, a ficha caiu e eu percebi que em anos eu nunca  tinha conseguido ter uma conversa de pai para filho com ele.

-Olha… - suspirei e cruzei os braços - Pelo o que me disse, parece que seu filho se escondeu atrás do dinheiro, você disse que ele não ligava para dinheiro quando mais novo, e que só ficou assim depois do incidente...talvez ele ache que tendo tanto dinheiro, ele esteja seguro…

-Diretora, peço que tenha mais paciência com ele, ele é um menino bom, só se esqueceu disso.

Escadaria

Jaejin

Eu tinha salvado aquele gordinho de apanhar mais cedo, só que agora, Hyunsun e a gangue dele me queria por perto, para humilhar o garoto, o coitado não fazia mal para ninguém, eu não via motivo de fazer mal a ele, mas se eu não fizesse isso, quem apanhava era eu.

Seunghyun tinha ficado na sala fazendo alguns exercícios extras, já eu, desci pelas escadarias para procurar a deusa linda que se chamava Hara, só que eu vi o garoto sentado no meio da escadaria, e acabei me sentando ao lado dele.

-Ei garoto! Você beijou aquela menina mais cedo não foi?

Eu estava me deliciando no meu sanduíche de três andares, quando senti alguém sentar ao meu lado, quando olhei para o lado vi um garoto magro e quase engasguei -O QUE?????? Ah...tá...foi eu…

Dei uma risada - Esse sanduíche parece uma delícia, me chamo Jaejin, do segundo ano e o seu? - abri um sorrisão.

-Me chamo Minhwan, Choi Minhwan, do primeiro ano - dei um sorriso fofo - Quer um pedaço? - ofereci meu sanduíche.

-Opa! Quero sim - dei uma mordida - Você tem muito aegyo…

Hyunsun

Apareci em cima da escada e vi Jaejin conversando com o idiota que gosta da minha irmã.

-Jaejin que bom que você está aí! Já deu uma lição nesse lixo?

Ouvi a voz de Hyunsun e me levantei rapidamente o olhando - Hyun...sun?

Me levantei atrás de Jaejin - É amigo dele Jaejin Hyung?...

Dei uma risada - É óbvio baleia, ele é da minha gangue, e eu sei que ele veio fazer um trabalho para mim- encarei Jaejin - Não é?

Jaejin

Se eu não fizesse nada com Minhwan, eu ia apanhar de Hyunsun, o pobre do Min não era ruim, doía em mim fazer aquilo.

Me virei para Minhwan. -....

Olhei para Jaejin - Hyung...o que vai fazer comigo???... - me afastei.

Suspirei tomando coragem e o empurrei da escada - Me desculpe...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...