História Born To You - 2 Temporada - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Dr. Bruce Banner (Hulk), Loki, Natasha Romanoff, Nick Fury, Personagens Originais, Phillip Coulson, Steve Rogers, Thor
Tags Steverogers Capitãoamerica Osvingadores Romance
Exibições 26
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Então são dois?


P.O.V Penélope

A seis meses descobri minha gravidez e nunca ví Bruce tão nervoso, na verdade duplamente nervoso, pois seriam gêmeos, um casal de gêmeos.

-Anna, Lucy, Katy, Amy, Erin, Tiffany... Você não gostou de nenhum nome Bruce?

-Ainda não.

-E nomes masculinos? Vamos ver aqui... Peter, Christopher, Joseph, Willian, Andrew, Harry...-Eu lia mais uma vez o livrinho com nomes para bebês.

-Espera ai, qual foi o que você disse antes?

-Andrew?

-Não, o outro!

-Willian?

-Isso! Willian! Desse eu gostei.

-É muito bonito mesmo. Podemos apelida-lo de Will, soa bem esse nome não é? Se tornou o meu favorito agora.

-É o meu favorito também.

-Bom, você escolheu o nome de menino então vou escolher o de menina, o que acha?

-Nada mais justo. Diga o nome que você escolheu.

-Bom, tem um nome que eu gosto muito, eu tinha uma amiga de infância com esse nome e eu sempre falava que se eu tivesse uma filha ela se chamaria Madson.

-Madson, eu gostei desse nome!-Aprovou dando um sorriso que eu adorava ver. Me aproximei rapidamente e o beijei de surpresa de modo sedutor.-Você sabe como eu fico quando faz isso.-Diz maliciosamente.

-Sei sim. E é por isso que eu fiz.-Rí.

-Penny, isso não é certo, eu acho estranho. Nossos filhos estão dentro de você agora, e se nós fizermos isso... Não, não acho certo.

-Bruce o medico ja falou que podemos fazer amor durante a gravidez!

-Mas eu não me sinto bem com isso...

-Bruce Banner, eu estou a seis meses sem... Você sabe!

-E eu também estou, e sei que é difícil se controlar mas agora teremos filhos, nossa vida não será como antes, o controle será necessário.

-Ok, você tem razão, desculpa amor.-Falo acolhendo seu rosto em minhas mãos.

-Está tudo bem. Está com fome?

-Um pouquinho.

-Vou começar a fazer nosso almoço.-Ele se dirige a cozinha e o acompanho para observa-lo me sentando no balcão.

-As vezes eu penso se vou ser uma boa mãe.

-Vai ser sim. Já eu espero ser um pai pelo menos melhor do que o meu foi.-Diz pegando as panelas.

-Quer falar sobre isso?

-O meu pai não gostava muito de mim, nunca gostou. Ele tinha ciúmes pois após meu nascimento minha mãe voltou toda sua atenção a mim.-Ele parou o que estava fazendo e virou de frente para mim se encostando na pia.-E ele odiou isso, achou que ela não o amava mais, e criou um ódio profundo de mim. Meu pai era um cientista atômico e acreditava que seu trabalho com radiação tinha alterado o seu DNA e que eu teria nascido multante. Ele bebia muito, era alcoólatra, e isso fez piorar muito a situação em casa, por muitas vezes fui acordado durante a noite por brigas dele com minha mãe, mas em uma dessas noites ele a matou.-Fala limpando uma lagrima que deixou escapar. Bruce tinha conseguido me chocar com essa historia.

-Mas o que aconteceu com você depois disso?!-Pergunto ainda em choque.

-Me mandaram para a casa da minha tia Drake, e fui criado por ela. Mas fui feliz o tempo que vivi lá, apesar de sempre sentir falta da minha mãe.

-E o que aconteceu com seu pai?

-Após a morte da minha mãe ele foi mandado para um hospital psiquiátrico, e só fui vê-lo uma vez, e não sei mais o que o aconteceu.

-Nossa Bruce... Eu estou...-Tentei procurar alguma palavra para descrever como eu me sentia.-Estou pasma! Por que nunca me contou isso?-Digo me aproximando e o dando um abraço.

-Porque por anos tentei esquecer que isto fazia parte da minha historia, mas você merece saber mais sobre mim, somos praticamente casados e te esconder coisas seria errado, e você só poderá me entender e me ajudar se me conhecer bem, e sei que me conhece.

-E fico feliz por confiar tanto em mim.

-Você é a pessoa em que eu mais confio no mundo.-Sorriu e o beijei calorosamente.-Você quer me seduzir hoje em!

-Todos os dias.-Rí e ele também, dessa vez voltando aos afazeres do nosso almoço.-Sabe Bruce, hoje vou fazer um bolo para comemorar.

-Comemorar o que?-Disse confuso.

-Comemorar que a mais de seis meses o verdão não da as caras! Ebaaa!

-É verdade, e sabe de uma coisa, não sinto um pingo de falta dele.

-Não seja tão mal. O Hulk, quer dizer, o outro cara, não faz apenas o mal. Esqueceu que ele salvou o mundo no ano passado?

-Tudo bem, ele não é tão mal assim.-Fala praticamente a pulso.

-Ele é tão bonzinho que sei que não vai aparecer por um bom tempo. Mas uma das minhas teorias é que ele me odeia, então pensa: "Eu não vou aparecer de jeito nenhum! Pra essa chata ficar me atormentando?!"-Faço uma voz engraçada e Bruce deu uma longa gargalhada.

-Penny, você é demais!-Diz ainda rindo.

-Obrigada, obrigada... Ah meu Deus Bruce! Estão chutando!-Fui rapidamente até ele e coloquei sua mão em minha barriga.-Acho que querem conversar com a gente. É isso meus amores? Querem que papai e mamãe conversem com vocês?-Falo carinhosamente alisando minha barriga.

-Ou talvez eles também tenham achado graça do que você falou.-Brinca.-Mas acho que será bom falar com eles.-Se aproximou mais de minha barriga.-Ei Willian e Madson, pode deixar que logo logo vocês vão estar saindo daí, tá bom? Nós também estamos loucos para ver vocês.

-Olhar amor, acho que se acalmaram mais, pararam de chutar.

-Tenho que assumir que quando você me disse que estava gravida fiquei com medo. Fiquei com medo por eles, é difícil saber se eles podem nascer com genes mutantes por conta da radiação que me afetou, e foi por isso que pedi para fazer tantos exames.

-E você acha que eu não percebi? Sei que ficou com medo sim, e sei que ainda tem pois o que mais falaram para nós la na S.H.I.E.L.D é que só poderíamos descobrir se eles são afetados ou não quando nascerem. E eu não quero que meus filho recém nascidos já vivam em um laboratório para serem estudados. Quero que levem uma vida normal independente do que eles sejam.

-Mas se já nascerem normais será melhor ainda. Tomara que puxem a você Penny, não quero que sejam que nem a mim.

-Eu, nossos filhos e todos os seus amigos lhe amamos pelo o que é, com Hulk, ou sem Hulk, você é essa pessoa maravilhosa pela qual me apaixonei, quem escolhi para ser pai dos meus filhos e com quem quero passar o resto da minha vida. Você não é um monstro e quem te trata como um não te conhece de verdade, mas eu te conheço e é por isso que eu te amo, por ser o que é.-Senti emoção em seus olhos e sei que ele viu sinceridade nos meus, disse naquele momento o que ele precisava escutar e o que eu esperava que levasse para sempre em sua memoria, que quem o ama, ama do jeito que é.

Notas Finais


Comentem!!!
Bjokassssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...