História Boruto: Naruto next generation - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Inojin Yamanaka, Metal Lee, Naruto Uzumaki, Sarada Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame
Tags Boruto, Naruto
Visualizações 67
Palavras 2.215
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Trazendo capítulo novo,
acho que vocês queriam ver alguma coisa acontecendo com o Boruto, já que só o Inojin demonstra sentir algum interesse em meninas.
Enfim ~Nando2001, espero que goste, o capítulo foi mudado por causa de seu comentário :"D

Capítulo 9 - Kitsune-chan


Fanfic / Fanfiction Boruto: Naruto next generation - Capítulo 9 - Kitsune-chan

Eram 5 horas da tarde e apesar de ser tarde o céu já estava começando a escurecer. Boruto estava na porta de entrada de sua casa, calçava o tênis para sair, vestia um casaco grosso azul e uma calça preta. Gritou um Itekimasu antes de sair para sua família e passou pela porta, combinou com os amigos de irem juntos ao templo para o festival.

Seguia em direção da casa de Shikadai que devia estar lá já com Inojin, já que a casa de Shikadai era a mais próxima até o templo, se encontrariam os três na casa do amigo para partirem juntos. Era uma caminhada de apenas 5 minutos, quando se aproximou viu os dois amigos conversando em frente a porta, Boruto levantou a mão sinalizando um Oi para Shikadai que o viu chegando, o garoto de cabelos pretos gritou alguma coisa para o pai que apareceu na porta e em seguida correu para direção do amigo loiro junto com Inojin.

- Parece que todos nós conseguimos escapar dos yukatas né? – falou Boruto vendo que nenhum dos amigos trajava yukata.

- Hai – falou Inojin – Oto-chan convenceu a minha mãe a não me obrigar a usar – riu.

Inojin vestia um casaco de lã branco grosso, calças na cor caqui e um tênis marrom, na cabeça um gorro também caqui. Shikadai vestia casaco grosso cinza, calças pretas e tênis. Juntos os três foram em direção ao templo.

Ao chegarem as grandes escadas já estava escuro, as pessoas começavam a se amontoar em direção ao festival, a temperatura havia caído ainda mais, começava a sair um pouco de fumaça na boca deles quando conversavam.

Subindo as escadas viram o templo que ficava ao fundo, várias barracas de venda com jogos e comida, os balões de luzes iluminando toda aquela área, uma floresta cercava o leste do templo e no oeste havia um pequeno campo que dava para um pequeno rio.

Os meninos estavam animados, primeira vez que iriam juntos a um daqueles festivais, sempre iam acompanhados pelos pais, mas dessa vez seria diferente. Encontraram outros colegas de sala, falaram com eles, mas partiram os três juntos.

Primeiro local de parada foi uma barraca que vendia mascaras, os meninos observaram admirados. Haviam raposas, kappa, demônios, dragões, gatos entre outras. Boruto comprou uma de gato de tamanho infantil, daria para Himawari mais tarde. Inojin e Shikadai saíram sem levar nenhuma.

Abrindo passagem entre uma multidão vinha 16 mulheres trajando kimonos brancos e vermelhos, com garças feita de papel acoplada as costas, elas estavam em quatro fileiras de três, dançavam sincronizadas ao som de taikô. Os três meninos se juntaram a multidão para assistir a apresentação.

Do outro lado do círculo que se formou para dar passagem a apresentação Boruto reparou numa garota entre a multidão, vestia um kimono vermelho e dourado, cabelo preto preso num coque ornamentado, tentava dar uma boa visualizada no rosto dela quando ela pôs uma mascara de raposa, era uma meia mascara, cobria o rosto até o nariz, era branca com o contorno preto nos olhos e umas marcas vermelhas, pela claridade o garoto viu os olhos de kitsune-chan por debaixo da mascara apontados pra ele. Os olhos que via do outro lado parecia fita-lo, passou pelos amigos saindo da roda para ir até a menina.

Shikadai segurou o braço dele – Vamos, estou cansado dessa apresentação, quero comer alguma coisa.

Eu quero jogar tiro ao alvo – falou Inojin seguindo os meninos saindo da multidão.

Boruto olhava pra trás mas não via Kitsune-chan, se sentiu frustrado e puxou o braço com força se livrando da mão de Shikadai.

- Boruto, o que foi? – perguntou o moreno comendo dangos.

- Não foi nada. – falou o garoto fazendo bico, queria ver Kitsune-chan de perto.

- Vamos quero atirar um pouco, aproveitar que a maioria do pessoal ta vendo apresentação. – falou Inojin.

Seguiram até a barraca de tiro ao alvo, um velho com roupa branca deu a pistola de chumbo para o loiro de olhos verdes.

- Boruto, qual desses a Himawari mais vai gostar?

- Eu não vou te dizer nada seu LoliCon – falou Boruto entre os dentes.

- Hai, hai, melhor ainda que você não diga, assim a Himawari vai ter algo que eu mesmo escolhi – sorriu cínico – é mais romântico assim, não é?

Shikadai riu dos amigos, por mais que Inojin falasse em tom de implicância sabia que ele realmente tinha interesse na irmã do amigo, mas toda aquela situação era muito cômica.

Inojin mirou num urso panda que segurava um girassol, nada podia ter mais significados para dar a menina, errou o primeiro tiro, acertou o segundo que ainda não foi capaz de derrubar e acertou o terceiro que fez o urso cair para trás, o menino olhou pro outro loiro com cara de deboche e pegou o urso grande como prêmio.

- Desgraçado, eu também vou pegar um – pagou o homem e recebeu sua arma.

Boruto mirou num urso marrom grande, deu o primeiro tiro que passou do lado, deu o segundo tiro que acertou o brinquedo ao lado, o terceiro tiro derrubou uma pelúcia de raposa branca ao lado do urso, não era nem de longe tão grande quanto ao que ele queria.

Inojin riu do amigo, saíram os dois da barraca carregando ursos para Himawari. A multidão já havia se dissipado da apresentação, voltando a se aglomerar nas barracas. Os meninos pararam para tomar misshoshiro, sentaram os três numa mesa pequena, Shikadai e Inojin conversavam animados, Boruto ouvia com um sorriso o que os dois tinham a dizer, mas com os olhos procurava Kitsune-chan, só queria ver ela de perto, quem sabe com sorte ela não estaria mais de mascara, não saberia explicar o porquê pela garota com mascara de raposa.

- Ei, o que você tá olhando? – perguntou Shikadai.

- Eu? Nada – respondeu Boruto.

- Cara, eu não sou bobo, tá ai todo distraído a noite toda, viu alguma coisa? – continuou o moreno.

- Achei ter visto minha família por aqui – desconversou.

- Hm, sei – Shikadai não acreditou no amigo, mas deu de ombros, era muito trabalhoso.

- Quer dizer que Hima-chan já chegou? – falou o outro loiro com um sorriso – O que será que ela vai achar do urso?

- Cala boca, cara – reclamou.

Inojin riu.

- Só falando da irmã pra dar atenção a gente – Shikadai concluiu.

Boruto voltou a tomar a sopa, despretensiosamente quando olhava para o garoto da frente viu Kitsune-chan, corria sozinha e sua mascara estava de lado, apenas a viu de lado e um tanto de longe, umas pessoas entraram em seu campo de visão e novamente perdeu a garota de vista.

Após tomarem a sopa saíram para comprar amuletos do templo, os três pagaram um para proteção e Inojin além do amuleto de proteção pegou um para ter sorte no amor, mostrou ao loiro, havia pego por pura implicância.

Boruto se afastou dos outros dois meninos para ir ao banheiro, havia visto um anexo de madeira perto do templo onde havia banheiros para ser utilizado pelos visitantes, deixou os dois amigos na barraquinha para pegar peixes. Entrou na fila de rapazes, esperou cerca de 3 minutos até entrar no banheiro, esvaziou-se rapidamente e saiu, durante a volta saiu para comprar algodão doce, no caminho viu a menina de bonita ornamentação no cabelo e usava a mascara de kitsune correndo para perto do lago, Boruto notou que a menina tinha marca de lágrimas que escorreram perto do queixo por debaixo da mascara.

O menino correu em direção de Kitsune-chan, ela havia parado em frente ao lago, estava acocorada numa parte mais afastada da aglomeração de pessoas, se aproximou por trás da menina, em passos lentos, estava um tanto nervoso, não havia pensado no que fazer.

- Licença, você está bem?

Ela olhou ao ouvir a voz, vendo que o garoto se aproximava rapidamente limpou com as mãos o queixo com os resquícios de lágrimas. Boruto se agachou próximo a menina, olhava de canto de olho pra ela, a respiração dela parecia meio descompassada.

- Precisa de ajuda? – tentou o menino mais uma vez.

Ela balançou a cabeça negativamente. Estando perto Boruto reparou mais na garota, pela bem branca, os ornamentos no cabelo eram de flores douradas. O kimono que vestia era vermelho com flores douradas, podia ver que usava batom um tom alaranjado, parecido com cor de boca. Só conseguia concluir que Kitsune-chan era muito bonita pelo pouco que via. Nunca havia reparado em garotas daquela forma, era um sentimento que desconhecia, mas bem interessante.

Boruto suspirou, a menina parecia obviamente que não estava bem devido as lágrimas que vira momentos antes – Aaah, estou cansado acho que vou ficar por aqui um tempo – se sentou no chão um pouco mais perto da menina.

Ela o olhou, parecia incomodada com a aproximação, mas não se afastou.

- Onde estão seus pais?

Ela nada respondeu.

- Veio com seus amigos? – perguntou mais uma vez.

Ela respirou cansada, mas balançou a cabeça negativamente.

- Veio sozinha? – Ela balançou a cabeça positivamente.

Boruto se calou, porque diabos uma garota viria sozinha a um festival? Ela não devia ser muito mais velha que ele, era só um pouco mais alta. Começou a achar que a menina havia levado um “bolo”, devia ter combinado com alguém que não veio, esperava mesmo que não fosse um possível namorado.

- Quer algodão doce? – perguntou após um tempo quebrando o silêncio.

Ela assentiu e pegou um pouco de algodão, comeu dividido em duas vezes, ele a ofereceu mais, mas ela não aceitou.

O silêncio entre os dois não era desconfortável, a menina voltava a ter a respiração normalizada. Eles puderam perceber quando a multidão começou a se aglomerar perto do lago, os fogos de artifício logo começaram a ser disparados em cima do lado.

O céu de nuvens cinzentas deu lugar a luzes coloridas e fumaça, foram 8 minutos de fogos de artificio, provavelmente os amigos estavam procurando por ele, quando acabou os fogos e a multidão se dissipou Naruto resolveu que era hora de ver os amigos.

- Hm, Kitsune-chan, eu ganhei esse ursinho ia dar a minha irmãzinha, mas acho que combina mais com você – abriu a sacola onde estava a pequena pelúcia de raposa – entregou e a menina o aceitou, abriu um pequeno sorriso, conseguia ver pelo buraco dos olhos da mascara que a menina o encarava.

- Sabe Kitsune-chan eu preciso encontrar meus amigos, devem estar me procurando... – falou ele se levantando.

Ela segurou o kitsune e se pôs de pé quando o menino se levantou, ela se curvou agradecendo.

- Não precisa agradecer, mas se pudesse me dizer seu nome, seria legal – sorriu ele envergonhado encarando o chão.

Ela sorriu, fez um movimento com a mão chamando ele, como se quisesse contar-lhe um segredo. Boruto se aproximou dela, ela pôs a mão perto da boca, como se não quisesse que vissem ao menos os movimentos dos lábios, se aproximou um passo do menino e encostou seus lábios no dele, um pequeno beijo que guardariam pelo resto da vida, em seguida saiu correndo, antes que Boruto pudesse correr atrás dela a garota desapareceu na multidão.

- EEEEEEH – gritou envergonhado colocando a mão na boca.

- Finalmente achei você – falou um kage bunshin do pai se aproximando – o que está fazendo aqui sozinho? Todos estavam preocupados com você!

- ‘To-chan, desculpe, estava ajudando alguém... – falou desconversando.

- Vamos, vou leva-lo para os outros, você está bem?

- Hai.

- Parece vermelho, está com febre?

- Já falei que estou bem.

- Não faça mais isso Boruto, você não sabe como ficamos preocupados – ralhou com o menino e o levou até sua família que já estava reunida e com os dois amigos.

- ‘Nii-chan – Himawari pulou nele quando se aproximou, tinha os olhos marejados de lágrimas.

Ele afagou o cabelo da menina – Desculpe eu fui ajudar uma pessoa e não me dei conta que estava a tanto tempo fora...

- Você está proibido de sair sozinho assim outra vez – falou a mãe que estava visivelmente com raiva – chegamos aqui e nos encontramos com seus amigos procurando você.

- Desculpe, sei que deixei vocês preocupados, não vai acontecer de novo. Realmente me desculpe Shikadai, Inojin.

- Tudo bem, mas você é realmente problemático – falou Shikadai franzindo o cenho.

Inojin apenas sorria.

- Bem vamos pra casa, nossa noite já foi estragada mesmo – falou Hinata com raiva.

O pai se mantinha calado, visivelmente com medo da esposa que ficava assustadora quando estava com raiva. Ele pôs as mãos nas costas do filho, sorriu e deu uma piscadela, iria conversar mais tarde com a esposa e acalmar os ânimos dela.

Boruto segurou a mão de Himawari e seguiu a família e os amigos, finalmente percebeu que a garota o tempo todo segurava o urso gigante que Inojin havia dado a ela. Apesar de ter dado a pelúcia de raposa ele ainda tinha uma mascara de gato para a menina.

O estresse de sua volta foi tão grande que por um momento esqueceu que tivera um beijo roubado por Kitsune-chan, não fazia ideia de quem era ela, desconhecia o seu rosto e nem ao menos ouvira sua voz. Mais tarde voltaria a pensar em Kitsune-chan, lembraria novamente da sensação que sentiu ao ter os lábios tocados por ela e pediria a Kami que voltasse a vê-la.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem o capítulo se quiserem que eu desenvolva um pouco mais o desenrolar desse festival.
Lembre-se de deixar estrelinhas com uma nota para o capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...