História Bosques guardam segredos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Suga
Tags Bu_gabe, Crianças, Fofo, Hixtape, Hopega, Hoseok, Jhope, Jsuga, Sobi, Sope, Suga, Sugahope, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 172
Palavras 1.624
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Escolar, Fluffy, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CHEGUEI PRA ADOÇAR UM POUCO ESSE FIM DE SEMANA ♥♥
Boa leitura!

Capítulo 1 - Sejam bons ou ruins; único


— Yoongi hyung, por favor, não corra. — implorava o mais novo dos dois garotinhos, que mesmo alertando o amigo, corria da mesma maneira que seu hyung, em busca de alcançá-lo antes que pudesse acontecer o pior. Não o queria machucado, ou sabia que senhora Min teria um troço.

Algumas horas atrás, a professora dos pequenos alertava, enquanto fazia a excursão na trilha, sobre o quanto era perigoso correr já que poderiam encontrar algum buraco ou tropeçar em algum galho que estivesse no caminho e, principalmente, sobre não se separar do grupo. Min Yoongi não pareceu dar ouvidos a professora, já que entrou bosque adentro e corria como se sua vida dependesse disto.

Jung Hoseok estranhava aquela atitude de seu melhor amigo, Yoongi não tinha mania de desobedecer a professora e a vista disso, não compreendia porque o amigo corria e gritava que o queria longe. Poderia ter feito algo que o desagradou, mas não conseguia pensar em nada; ainda mais quando precisava manter o ritmo para não perder o amigo de vista - Yoongi era rápido e precisava admitir que estava surpreso.

Tentando repensar o dia até aquele momento, poderia jurar que não agiu ou falou algo que o aborreceu; o garotinho sabia bem o que irritava o Min. Pensou por um momento que deveria ter acontecido algo quando ficou um pouco com Jimin - um amiguinho da mesma sala. Alguém poderia ter o chateado e isso o preocupou ainda mais. Poderia ser esse o motivo, já que o Min o tratou de maneira ríspida quando se separou de Jimin para ficar com seu melhor amigo.

— Yoongi, você vai acabar caindo! — gritou.

— Me deixa, Hoseok. — com tom elevado, o mais velho - Yoongi, mesmo sendo alguns meses mais velho que o Jung, era um tantinho menor; apenas um tantinho, pensava para si mesmo -, acelerou seu passo.

Ambicionando despistar o amigo, Yoongi virou a direita, empurrando algumas folhas penduradas que ficavam em seu caminho. Não queria conversa agora, sentia-se um pouco enciumado e falar isso em voz alta seria a última coisa que admitiria; Hoseok tinha o direito de brincar com quem quisesse, mas algo o incomodava quando o dongsaeng ficava próximo de Jimin. Ele também era seu amigo, mas algo dentro do peito o incomodava quando os dois ficavam próximos demais.

Quando chegaram ao destino do passeio, Hoseok saiu do seu lado para conversar com Jimin, o deixando com Taehyung. Nem queria ir ao passeio, mas o Jung havia insistido tanto que fosse para, no final, sequer ficar com ele. E tudo piorou assim que viu Jimin deixar um beijinho na bochecha de Hoseok, fazendo ambos rirem de maneira íntima.

Yoongi não era especial para Hoseok, assim como ele é para si.

— Estou falando sério, Hoseok, para de me seguir. — falou alto, olhando para trás em busca de conferir se o garoto ainda corria - esperando que não. Contudo, seu amigo continuou firme, mesmo carregando uma expressão cansada.

As pernas doíam um pouco e quase, quase, escorregou em algumas pedras lisas e galhos soltos no chão. Sabia os riscos de sair dali machucado, até poderia ser - como seus pais costumavam dizer - uma criancisse, mas não pararia até que o mais novo desistisse. Queria ficar sozinho até o incômodo no peito passar.

Concentrado em despistar Hoseok, o mais velho mal notava para onde ia ou onde pisava, que ocasionou de seu pé tropeçar em um tronco, causando um tombo feio no chão. O Min havia caído de joelhos, raspando-os feio na terra. Com um pouco de custo, se virou, apertando a parte traseira das pernas. As duas feridas ardiam, fazendo o garotinho de dez anos chorar.

– YOONGI! – Hoseok o chamou elevadamente, parando em frente ao amigo. Suas veias da cabeça pulavam, a respiração totalmente sem ritmo e uma maldita dor na lateral do estômago, mas só conseguia pensar no amigo encolhido e chorando enquanto seus joelhos ficavam ensanguentados.

Yoongi era uma baita teimoso, mesmo com dez anos, era pior que muito adulto.

Ajoelhando-se em frente do pequeno, retirou sua jaqueta laranja, ficando apenas com a camiseta branca da escola. O uniforme para a excursão fora algo leve e chamativo demais, na opinião de Hoseok. Um short laranja com listras brancas nas laterais, uma jaqueta de igual modo e camiseta simples e branca.

Limpando com o tecido as feridas, ignorou quando o outro tentou afastá-lo, deixando claro que limparia ele querendo ou não.

Fungando algumas vezes, resmungava quando o outro pressionava o pano contra sua ferida, para que parasse de sangrar. Certamente, ouviriam um baita sermão quando a professora os encontrassem.

De pouco em pouco, Yoongi foi pensando a burrice que havia feito.

— Consegue ficar em pé? — perguntou. Precisavam cuidar dos machucados, limpar melhor as feridas.

Hoseok queria muito dar sermão em seu melhor amigo.

Assentindo com a cabeça, Yoongi tinha a cabeça baixa. As feridas ainda doíam, mas conseguia aguentar até que achassem a trilha.

Soltando a jaqueta para segurar o rostinho branquinho do Min, Hoseok limpou suas lágrimas com os polegares, sorrindo de canto. Não sabia porque seu hyung estava daquele modo, contudo, seu objetivo agora era encontrar a trilha e colocar curativos naqueles machucados.

— Venha, vou te ajudar. — soltando o rostinho, Hoseok se levantou, rapidamente prendendo a jaqueta na cintura e estendendo a mão para seu hyung.

— Eu posso levantar sem ajuda. — levantando-se por si só, começou a caminhar na direção contrária que veio, sequer esperando o outro. Conforme mexia suas pernas, sentia as feridas incomodarem. Sua mãe teria um treco no coração quando o visse.

— Yoo, o que foi? — perguntou Hoseok, correndo para ficar na frente de mais velho, claramente estressado. — Eu fiz alguma coisa?

Parando, bufou, não queria falar sobre aquilo. — Só um aborrecimento bobo.

— Bobo? Você correu bosque adentro, desobedecendo nossa professora, por um aborrecimento bobo?

Soando pela voz irritada de Hoseok, fazia com que Yoongi abaixasse a cabeça e se arrependesse. Poderia simplesmente ter o ignorado durante o passeio, mas a ideia passou longe no momento que se afastou de sua turma.

Hoseok suspirou quando o silêncio tomou conta. Caminhando até o Min, segurou novamente seu rosto.

— Não somos melhores amigos que contam tudo? — perguntou. Esperando que isso fizesse Yoongi lhe contar, resolveu acrescentar. — Não posso me casar com alguém que não me conta as coisas…

Yoongi sentiu as bochechas esquentarem, fazendo com que virasse o rosto. Não sabia que era pior, os machucados nos joelhos ou o coração acelerando. — Não fala essas coisas… — pediu baixinho. Era uma promessa que tinham desde os oito anos, quando viram um casal se beijando e prometendo um ao outro que se casariam pois se amavam. — Eu… Me aborreci quando Jimin beijou sua bochecha. — contou, dando dois passos para trás, se livrando dos toques em seu rosto.

Piscando algumas vezes, Hoseok olhou Yoongi por alguns segundos antes de soltar uma risada, balançando a cabeça. Yoongi sempre se superava mostrando ser mais adorável.

Pensou em brincar perguntando se aquilo era ciúmes, mas seria maldade demais e o garotinho mais velho já havia sofrido o bastante no dia.

— Não amo Jimin como amo você. — sorriu grande, aproximando-se de seu hyung novamente. Pegando em sua mão, entrelaçou os dedos com do amigo. — Posso mostrar, se quiser. — sugeriu.

Hoseok sabia que não teria nenhuma resposta, então, curvou-se um pouquinho para beijar o narizinho do pequeno. Tocando suas bochechas, a quentura contra seus dedos era agradável e sabia que seus batimentos eram igualitários. Amava-o sim, e muito.

Yoongi tinha vergonha quando se beijavam, mesmo que fosse um simples toque, porém estavam sozinhos e sentia um pouco de saudade daquele tipo de carinho. Com as mãos apertando a própria jaqueta, fechou os olhinhos, dando sinal que sim, Hoseok poderia lhe mostrar.

O toque veio sutil e inocente, para muitos haveria de não ser nada - caso não se importassem de serem dois garotos -, mas para os meninos era como um meio de selar sua promessa que um dia iria sim acontecer.

Quando o toque acabou, ambos se olharam, sorrindo pequeno. O incômodo de alguns minutos havia passado, porém seus joelhos ainda doíam. — Hobi…

— Uh?

— ‘Tá doendo.

— Ah! — falou, se desesperando. Yoongi não aguentaria a caminhada de volta a pé. — Vem, sobe nas minhas costas.

Se abaixando de costas para o amigo, olhou para trás esperando que este subisse. Yoongi não era pesado e Hoseok conseguiria carregá-lo por algum tempo - esperava o garoto que fosse tempo suficiente para chegarem até a trilha.

Um tanto questionável a ideia na cabeça do mais velho, demorou um pouco antes se ajeitar atrás do amigo, segurando seus ombros com medo quando Hoseok levantou com um pouco de custo e segurou a parte interna das coxas de Yoongi. Perguntando se estava tudo bem com o pequeno, começou a caminhar pelo caminho contrário que vieram, esperando que isso o fizessem encontrar a trilha.

Com Hoseok distraído para onde iriam, Yoongi tentava criar um pouquinho de coragem para se desculpar - agiu de maneira imprudente e, por sua culpa, Hoseok seria punido também. Sabia que o moreno não cobraria um pedido, muito menos reclamaria por ouvir sermão da professora…

Deitando a cabeça sobre o ombro de Hoseok, mordeu o lábio inferior, se manifestando com a voz de maneira baixa. — Desculpe…

Sem entender que lhe foi dito, Hoseok olhou para trás. — O quê?

— Eu… — inspirou, soltando o ar. — Eu não deveria ter agido daquele jeito… Me desculpe.

— Está tudo bem, Yoo. — sorriu, mostrando o formato de coração favorito de Yoongi. — Vamos nos preocupar em achar a trilha e dar um jeito nesses machucados, ok?

Yoongi assentiu, não segurando o sorriso enquanto tinha os olhinhos fechados e cabeça repousada sobre os ombros alheios. Mesmo que ouvissem muito e o beijinho de Jimin lhe aborrecesse um pouco ainda, não poderia ignorar como seu coração estava quentinho.


Notas Finais


Fanfic repostada!
Devo dizer que amei a capinha que eu fiz T-T Ficou tão fofa..... Perfeitinha pra uma kids!au; tava com saudades de ler uma já então, reescrever uma me relaxou demais rsrs
Obrigada, nenéns ♥ Até o próximo ~~

Twitter: https://twitter.com/bu_gabe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...