História Both of us - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Reus, Mats Hummels, Toni Kroos
Tags Espanha, Futebol!, Kaka, Miami
Exibições 116
Palavras 1.231
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gostaria de compartilhar com vocês hoje toda minha tristeza pelo que aconteceu com o time da Chapecoense. Não sou torcedora desse time, mas sou uma amante do futebol e eles estavam fazendo estória. Porém, mais importante que isso, o triste é saber que naquele avião estavam maridos, namorados, pais, filhos, amigos, pessoas como nós. Desejo de todo o coração que Deus ilumine os familiares e amigos de todos os envolvidos nessa tragédia...

Capítulo 5 - Encontro em Madri


Fanfic / Fanfiction Both of us - Capítulo 5 - Encontro em Madri

O dia seguinte todo mundo passou praticamente dormindo o tempo todo, Manu desceu para a piscina no final da tarde e ficou deitada tomando sol.

− Feliz 2015!

Manu abriu os olhos e viu que era Marcel quem estava se deitando na cadeira ao lado dela e sorriu para ele e comentou:

− Hoje é o dia mundial da preguiça, acho que todo mundo está dormindo, até a piscina está vazia.

− Verdade, os meninos estão desmaiados ainda.

− O Marco deve ter tido uma noite agitada, afinal ele estava com uma mulher que prometia.

− Na verdade, logo depois que você e o Robin saíram, ele se juntou a mim e a seu primo, a noite dele foi tranquila. E a do Robin?

− O que tem?

− Me diz como foi a noite dele....

− Somente demos uma volta na praia e fomos dormir. Cada um em seu quarto, para deixar bem claro!

Ambos riram.

− Ele é um amor de pessoa e eu gosto muito dele, mas nunca mais vamos nos ver.

− Eu sei, fica tranquila.

Ficaram conversando até o sol se pôr e combinaram de jantar juntos para se despedir e subiram para os quartos. Marcel tinha acabado de bater a porta e ouviu alguém querendo entrar e era Marco.

− Vou tomar banho, mas se quiser, fica aí, liga o rádio.

− Onde você estava?

− Na piscina...com a Manu.

− O quê? Estava de vela com o novo casal? – Marco pareceu irritado

− Marco, não tem novo casal, e só estávamos eu e ela, o Robin ainda tá dormindo. Conversamos bastante e ela realmente é muito legal.

− Por que não me chamou?

− Eu liguei no seu celular duas vezes e você não atendeu.

− Ela estava de biquíni?

− É o que normalmente as pessoas usam na piscina. Falei que a gente jantaria com ela hoje.

− Vou me arrumar então.

Marcel riu e gritou enquanto Marco saía:

− Avisa o Robin!

Os três alemães e Kaka estavam na recepção esperando quando Manu chegou, ela veio rindo conversando com duas garotas que deveriam ter no máximo 17 anos, ao se aproximarem, as meninas começaram a gritar de emoção e Manu comentou que elas queriam uma foto com os jogadores famosos e foi ela mesma quem bateu a foto das meninas com Kaka e Marco, as duas agarrando os dois.

Cumprimentou a todos, inclusive Robin com beijo no rosto e saíram para jantar, a noite foi leve e agradável, mas em clima de despedida, no hotel, fizeram as despedidas formais e desejaram sorte uns aos outros.

No dia seguinte, Manu e Kaka voltaram ao Brasil e no sábado os garotos voltaram a Alemanha e as respectivas vidas.

Manu aproveitou a semana e organizou a vida dela, Kaka também organizou a mudança dele junto com Carol e na semana seguinte ele e Manu embarcaram para Madri. Kaka sentiu-se em casa, tinha vivido em Madri diversos anos, nos últimos, ele não estava nem um pouco feliz devido a Mourinho.

O clube tinha alugado um apartamento estúdio para Manu, era um apartamento aconchegante num local muito bom, entre o clube e o centro da cidade. Tinha somente uma suíte, sala, cozinha tipo americana e uma área de serviço minúscula, mas com uma sacada interessante. Não havia divisórias no apartamento e era muito descolado. A decoração era moderna, mas os móveis eram confortáveis. Kaka disse que ficaria num hotel para ela se acostumar com o novo lar.

Na semana que ficou lá, ele providenciou um carro para ela, foi com ela ao clube, apresentou alguns amigos como Marcelo que também era brasileiro e sua esposa Clarice que poderia ajudar Manu em caso de emergências.

Manu foi apresentada ao novo chefe e falaram do trabalho dela. Ela tinha uma mesa na sede do clube e estava feliz. O chefe explicou que ela deveria fazer grande parte do trabalho dela desde Madri e só viajar quando fossem as inaugurações das lojas e cafés, que hoje em dia tudo se resolvia a distância e Manu concordou. Bem mais rápido que o esperado, Manu estava adaptada ao trabalho e ao clube, tinha conhecido diversos jogadores, principalmente os que falavam português porque ela acabava participando das piadinhas no idioma dela, apesar do sotaque de Cristiano Ronaldo.

No começo de fevereiro, com as janelas de transferência já fechadas, iam ser apresentados os novos jogadores do time e o pessoal que trabalhava no clube foi convidado para o evento que seria no clube mesmo. Eles tinham contratado duas jovens promessas de um clube espanhol da segunda divisão e um nome de destaque. Ao apresentarem o destaque Manu não resistiu ao vê-lo e sorriu. Após a apresentação oficial, os funcionários puderam se aproximar dos novos jogadores e tirar fotos. Marco obviamente era o mais concorrido.

− Será que se eu vender a foto que tenho de você de sunga vou fazer uma grana por aqui?

Manu falou para um Marco que olhava para o outro lado e que sorriu somente de ouvir a voz dela. Ele olhou para ela e ambos se abraçaram e Marco notou que ela estava tão linda como da última vez que tinham se visto há um mês atrás.

− Está me seguindo, virou minha fã? – Marco brincou e levou um murro no ombro

− Eu trabalho aqui.

− Mas você não morava no Brasil? – ele ainda tentou fingir para ela.

− Uma longa estória....

− Eu sei, seu primo me contou em Miami.

− Quer dizer que você sabia que eu ia estar aqui e o Kaka sabia que você vinha para cá e não me falou nada?

Marco podia até mentir, mas optou pela sinceridade.

− Desde o dia do ano novo.

− Homens!

− Fico feliz de ter alguém aqui.

− Você tem o Kroos e o Khedira, eu não tenho ninguém.

− Eles são comprometidos e não vão me dar atenção…e quem disse que você não tem ninguém, você tem a mim!

Marco abriu os braços e eles se abraçaram novamente.

Manu ajudou Marco com quase tudo em Madri, a casa dele e demais coisas urgentes que ele precisava ter organizado. Diferente do apartamento dela, a casa dele era uma mansão em um condomínio, também paga pelo clube. Ela o ajudou com a decoração, os artigos como toalhas e roupa de cama, artigos de cozinha, ou seja, em tudo. Ajudou inclusive na escolha da empregada que viria limpar a casa dele alguns dias da semana.

Os dois estavam muito próximos em tudo, sempre saiam com alguns colegas de clube, mas todos já tinham suas vidas, menos os dois e por isso ficaram muito juntos. Marco pediu a Manu para ajudá-lo com o idioma espanhol e ela pediu em troca que ele ensinasse a ela alemão, ela adorava idiomas e tinha muita facilidade em aprender. Para isso, ficavam juntos todo o tempo que tinham livres.

Descobriram diversas afinidades entre eles e isso os uniu ainda mais. Iam jogar boliche, andar de kart, assistir a jogos de basquete. Ficavam bastante em casa também e aproveitavam para jogar tênis de mesa e videogame na casa de Marco. Quando saiam com amigos com suas respectivas esposas, iam a restaurantes, teatro, shows e karaokê. Os dois sempre cantavam juntos e a preferida era “Call me maybe”, onde eles sempre ficavam com notas boas e Marco também dançava para gargalhada geral de todos. 


Notas Finais


E o que será que vai sair dessa amizade?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...