História Both of us - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Reus, Mats Hummels, Toni Kroos
Tags Espanha, Futebol!, Kaka, Miami
Exibições 107
Palavras 1.317
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Manuela reencontra alguns amigos alemães...

Capítulo 6 - Alemanha


Fanfic / Fanfiction Both of us - Capítulo 6 - Alemanha

Nos últimos tempos, Manuela e Marco estavam sempre dormindo um na casa do outro, ideia de Marco para evitar que Manu ficasse andando sozinha pela cidade de madrugada já que eles estavam sempre juntos. Na casa de Marco era fácil porque tinham diversos quartos, já no apartamento de Manu ficava complicado e eles começaram a dormir na mesma cama, mas como amigos, nunca tinha rolado nada entre eles, nem mesmo um selinho de amigos.

− O dia que suas fãs souberem que você ronca que nem um porco vão desistir de você – Manu reclamava numa manhã e dava com o travesseiro em Marco que tinha acabado de despertar.

− Você devia se sentir orgulhosa, é a mulher que mais vai para a cama comigo ultimamente.

Manu mostrou a língua para Marco que veio para cima dela fazer cocegas, a vida deles era assim, somente trabalho e diversão. Manu tinha introduzido Marco na vida da caipirinha e churrasco e ele sempre que tinha folga mandava ver na bebida e comida típicos do pais da amiga. Tanto era assim que quando ele ia a casa dela já chegava pedindo caipirinha com pouco açúcar para ele não engordar.

Às vezes, ele saía somente com os garotos do time, nessas saídas ficava com algumas garotas e até transava, mas sempre por aí, nunca tinha levado nenhuma garota para a casa dele que não fosse Manu.

Como toda mulher, Manu era curiosa e ela o cutucava para saber das noitadas dele, mas ele preferia não compartilhar essas coisas com ela. Manu não se importava e estavam cada dia mais próximos.

Manu teve que viajar ao Brasil a trabalho e quando contou a Marco ele definitivamente não gostou:

− Quanto tempo você vai ficar fora?

− Uma semana

− Tá maluca? Eu não consigo ficar sem você uma semana inteira.

Manu riu dele e o chamou de exagerado.

− Quando você vai?

Manu falou a data e incrivelmente Marco estava suspenso naquela época devido a cartões amarelos em jogo por reclamação e foi com ela para o Brasil, conheceu São Paulo e Rio, onde Manu cuidou da inauguração de duas lojas do Real Madrid e os dois ainda aproveitaram um final de semana em Trancoso na Bahia para relaxar. Marco adorou tudo, Manu não conseguiu disfarçar os ciúmes dela quando ele elogiava as brasileiras, mas Marco achava que era brincadeira dela.

Logo em seguida, ele também a levou a Dortmund, ela conheceu alguns amigos do clube anterior de Marco, o Borussia, tais como Gonzalo, Erik, Marcel e Auba. Eles se divertiram na cidade e Manu acabou conhecendo também a família dele, que a adorou. O sobrinho de Marco era encantador e ele e o menino se adoravam, brincavam juntos o tempo todo.

Encontrou também Marcel e Robin num jantar e lembraram da passagem do ano que tiveram juntos. Porém, ela e Robin viram que não tinham nada mais em comum. Marco deixou Manu no hotel depois do jantar e foi para a Cocaine com os dois melhores amigos. Ele foi com ela até a porta do hotel:

− Vou chegar tarde, mas pode ficar tranquila que estarei em boa companhia – e Marco riu para ela.

− Tem camisinha na carteira?

− Manu, eu vou me divertir com os amigos e não pegar mulher! – Marco disse fingindo estar bravo.

Manu rolou os olhos.

− Tenho – Marco riu e deu um beijo no rosto dela que entrou no hotel.

No carro foi Robin quem primeiro tocou no assunto.

− Vocês estão juntos desde quando?

− Não estamos juntos, ela é minha amiga, a melhor que eu já tive.

− E você dorme com suas melhores amigas desde quando? Eu entendi que vocês estão dividindo o quarto…. Achei que você ia ficar na casa dos seus pais.

− Não é o que você está pensando. Eu juro que nunca fiquei com ela. Pelo que sei da Manu, o último cara que ela beijou foi você.

Marcel que estava quieto até o momento resolveu entrar na estória:

− E você vai beijar ela quando otário?

− Marcel, você não entendeu o que eu falei?

− Entendi que vocês não ficaram ... ainda..., mas que você está babando por ela não tem como esconder. A despedida de vocês dois foi patética.

Robin completou:

− Eu já te vi apaixonado uma única vez.... e foi igualzinho. Se for por minha causa, eu dou a permissão para vocês ficarem juntos – e ele riu debochado.

− Vamos aproveitar a noite? – Marco tentou mudar o assunto.

Marco encontrou vários outros amigos na Cocaine, conversou com todos para colocar o assunto em dia, bebeu bastante, dançou, conheceu umas garotas, mas ficou cansado de tudo e resolveu voltar para o hotel.

Manu acordou com o telefone celular tocando e quando olhou eram 3:40hs da manhã:

− Se você vai me avisar que vai dormir com uma garota, não precisava ligar…eu te via no café da manhã...olha a hora Marco!

− Desculpe Manu, mas preciso da sua ajuda.

Manu então ligou a luz do quarto e sentou na cama.

− Aconteceu alguma coisa? Você tá bem?

− Preciso que você venha na delegacia pagar minha fiança e me tirar daqui.

Manu não acreditava no que estava ouvindo, ficou muito preocupada com ele.

− Fica calmo, eu tô indo, aliás, onde fica a delegacia?

Marco riu do jeito dela e passou o endereço. Manu foi o mais rápido que pode, pagou a fiança e Marco foi liberado e Manu se encarregou de não deixa-lo mais guiar em solo alemão. Quando entraram no carro, o dia estava quase amanhecendo.

− Vai me contar o que o senhor aprontou?

− Estou envergonhado e acho melhor você não saber.

− Foi pego guiando bêbado? -  e ela falou isso dando uma cheirada perto da boca dele.

− Não, só saí quando o efeito da bebida já tinha passado.

− O que foi então Marco?

− Eu não tenho licença para dirigir.

− Esqueceu na Espanha?

− Não, você não entendeu, eu não tenho.

Manu parou o carro na hora e olhou para ele.

− Como não tem? Todo mundo tem. Até eu que sou brasileira tenho!

− Nunca tive tempo de tirar, droga – Marco estava irritado.

− E como você comprou seus carros até hoje?

− Manu, tô cansado, vamos para o hotel.

− Marco, a gente não vai sair daqui até você me contar!

− Eu tinha uma carteira falsificada da Holanda.

Marco falou e olhou para baixo muito envergonhado, ele não se orgulhava do que tinha feito. Manu não disse nada, foi até o hotel e subiram até o quarto sem falar nada. Manu colocou o pijama e deitou na cama.

Marco tomou banho, colocou uma calça de moletom e veio deitar na cama com ela.

− Manu, por favor, fala comigo, eu sei que fiz a maior besteira e estou arrependido e imagino que você deva estar decepcionada comigo, mas não se afasta de mim.

Manu se virou para o lado dele para olhar nos olhos dele:

− Marco, você poderia ter machucado alguém, ou mesmo se machucado por causa disso.

Marco passou a mão no rosto dela fazendo um carinho:

− Me desculpa...

Manu foi até Marco e deu um beijo muito carinhoso no rosto dele e o abraçou.

− Promete que não vai fazer mais nenhuma besteira que coloque em risco o fato de eu não ter mais você junto de mim?

Marco respirou mais aliviado e a abraçou forte puxando ela para perto do corpo dele.

− Prometo! Eu nunca vou te deixar....

Manu mudou o tema:

− Vamos ter que tirar uma licença para você na Espanha.

− Sim senhora.

− E vê se não ronca muito....

Marco riu e a beijou na testa e dormiram abraçados. Voltaram para a Espanha e Manu foi cuidar de encontrar uma maneira de Marco fazer as coisas certas e tirar a carteira dele de motorista.


Notas Finais


Será que é mesmo só amizade?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...