História Bought - ABO - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens D.O, Jin, Kai, Rap Monster
Tags Abo, Alfa, Bangatan Boys, Bts, Do Kyungsoo, Exo, Jin, Kai, Kaisoo, Kim Jongin, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Namjin, Ômega, Rap Monster, Yaoi
Visualizações 1.427
Palavras 1.785
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NÃO PERDE TEMPO AQUI, VAI LER LOGOOOOOO

--------- BOA LEITURA -------------

Capítulo 20 - Vinte


Vinte

Dois alfas, alguns rosnados e cama.

 

Os lábios dos dois homens se chocaram um contra o outro. Foram pressionados com força. Talvez mais do que o necessário, já que, eles sentiram uma breve dor. Mas não se importavam com esse pequeno detalhe.

 

D.O ainda estava no colo do outro alfa. Pernas entrelaçadas na cintura alheia. Braços em volta do pescoço de Kai. Enquanto o outro o segurava pela parte traseira. Obviamente apertando a região sem dó alguma. O moreno tinha uma séria tara por aquela parte das pessoas. E a de Kyung era novidade para si. E ele queria explorar cada canto que conseguisse.

 

O beijo continuava.

Na mesma intensidade.

 

Jongin tinha o lábio inferior do menor entre os seus. Ele sugava o mesmo vez ou outra e sorria por conta dos rosnados excitados que causava no de cabeços negros. Estranhamente estava adorando provoca-lo. Kyung mordia o seu superior. Mordidas um pouco dolorosas, mas o moreno não se incomodava.

 

Suas línguas se tocaram.

Faíscas de adrenalina percorreram seus corpos.

 

Aquele beijo lhes causava a mesma sensação de quando alguém ingere café em excesso. Estavam elétricos. Completamente ligados ao que estavam fazendo. Sentiam seus corpos trêmulos de excitação. Era claro que se causavam muito prazer.

 

Separam-se.

A contra gosto.

Porque a falta de ar os impedira de continuar.

Kai aproveitou a deixa para caminhar até o sofá.

 

     Os dois acabaram deitados no móvel. O moreno por cima doe Kyungsoo. E logo teve seus lábios atacados sem o menor pudor. Suas línguas se enroscaram. Esse beijo fora mais voraz. Mais apressado. Mais cheio de desejo do que qualquer outro.

 

     Os lábios do de cabelos negros desviaram para o pescoço alheio. Roçou sua boca e dentes na pele do outro. Sentiu o calor que emanava da região. Sentiu seu cheiro forte de alfa. Então, o homem afundou sua boca na área. Chupou a pele de Jongin. O mais novo deixou um gemido baixo e arrastado escapar. E que mais soara como um rugido tremulo.

 

Aquilo havia sido bom demais.

Para ambos.

 

As mãos de Jongin fizeram seu caminho até a calça alheia. Primeiro abriu o cinto. Depois, o botão da calça e abaixou o zíper. Adentrou o interior da roupa com uma das mãos. De imediato agarrou o membro ereto de D.O e começou a fazer uma lenta masturbação no mesmo.

 

O menor afastou o rosto e gemeu.

Fora tomado por sensações de prazer que o deixavam tremulo.

Então, voltou para a região do pescoço alheio e começou a disferir breves mordidas na área.

 

- Sabe qual a parte boa de você ser um alfa também? –Kyung perguntou baixinho. Porque estava ocupado lambendo a pele alheia, porém, o outro ouvira cada palavra.

 

- E o que seria? –retrucou aumentando a velocidade do que fazia com o membro do amigo e sorrindo com seus gemidos mais constantes.

 

- É que eu não vou precisar ser delicado com você. –sorriu malicioso. Depois mordeu o pescoço do moreno com força e o empurrou para trás.

 

Kai caiu de bunda no chão.

Levou a mão para onde fora mordido.

E sorriu.

 

- Que bom, porque eu não planejava pegar leve com você mesmo.

 

O alfa maior saiu do chão em um salto. Rapidamente pegou o outro que ainda estava deitado e o puxou de volta para o seu colo. Com a mesma rapidez, os levou até a parede mais próxima. Encostou-se à mesma batendo de leve as costas de Kyungsoo.

 

Lambeu os lábios do amigo.

Então, desviou o rosto.

Também queria deixa-lo marcado com chupões.

 

Passou a atacar a pele alheia. Com beijos demorados, chupões um pouco violentos e mordidas leves. Dois podiam jogar aquele jogo. D.O sorria e nem se importava em conter seus gemidos.

 

- Quarto Agora. –disse o mais velho.

 

Em passos largos, Jongin caminhou em direção ao se quarto. Abriu a porta, que estava entre aberta, com um dos pés e adentrou o cômodo. Ainda usando o pé, empurrou a porta para trás. O que fez a madeira bater e se fechar.

 

Kyung fora praticamente jogado na cama. E gargalhou logo em seguida. O outro alfa permaneceu de pé. O encarando de cima a baixo. Estava adorando ver o amigo esparramado em sua cama, com a calça aberta e seu membro duro e marcado no tecido.

 

- Kai mostra esse seu corpo gostoso para mim. –pediu manhoso.

 

- Pede com jeitinho.

 

- Tira essas merdas logo, ou eu vou aí e te rasgo todo. –piscou malicioso.

 

O moreno rapidamente se livrou de sua jaqueta. Depois da camiseta que vestia. Ficando somente de calça. O de cabelos pretos correu seus olhos pelo corpo definido do maior. Sentiu um forte desejo de lambê-lo completamente. De mordê-lo em todos os cantos possíveis.

 

Kim se moveu rapidamente em direção à cama. Levou suas mãos para a calça do amigo e a abaixou. A cueca foi embora junto. Em pouco tempo, D.O só usava sua camisa. Seu membro estará de fora. Pulsando. Rígido e chamando a atenção do outro.

 

O homem foi para a cama. Ficando de joelhos sobre a mesma, mas com o amigo entre suas pernas. Ele agarrou a ereção de Kyung e voltou a masturba-la. Só que naquele momento, podia ver e sentir o membro pulsar em sua mão.

 

Kai abaixou o rosto e mordeu o lóbulo da orelha de D.O.

O menor rosnava alto.

 

- Até que você tem um pau gostoso. –sussurrou fazendo o outro se arrepiar.

 

O mais velho o agarrou pelos dois ombros. Em poucos segundos o virou para o outro lado da cama e ficou sobre ele. Deu alguns selinhos demorados em Jongin. Depois desviou suas mãos para a calça do amigo. E a peça fora retirada as pressas junto da cueca.

 

Seus membros duros estavam juntos.

 

Kyungsoo fazia movimentos de vai e vem com o quadril enquanto beijava o moreno. Estava adorando o roçar prazeroso que aquilo causava em suas ereções. Mas para si não era o suficiente.

 

- Eu quero você dentro de mim. –disse entre os lábios do outro alfa.

 

Kai sorriu malicioso.

Era o que ele queria ouvir.

 

Esticou sua mão até seu membro o agarrou. Esfregou a glande contra as nádegas do homem sobre si. Apenas aquilo o fazia temer de desejo. Então, o moreno deixou de esperar. Com certo cuidado, introduziu seu membro em D.O.

 

Kyung rosnava enquanto sentia aquilo.

Era melhor do que esperava.

 

Ele encarava o outro homem que estava dentro de si. As expressões excitadas que o mais novo fazia, o deixava em êxtase. Suas investidas se iniciaram.  Começaram rápidas. Jongin agarrou suas costas com as duas mãos. Suas unhas curtas passaram na pele dele. Não o machucara, mas deixara marcas avermelhadas.

 

D.O abaixou o rosto e mordeu o lábio inferior do amigo. Depois o beijou novamente. Os sons excitados dos dois foram abafados. Kai aumentava a velocidade de suas investigas cada vez mais. Ele não brincara sobre não pegar leve. Estava literalmente surrando o traseiro alheio.

 

Sias bocas se separaram.

Tudo por culpa dos rosnados dos alfas.

Não dava mais para controla-los.

 

As mãos de Kyungsoo se agarraram aos lençóis de sua cama. Ele sentia cada investida em seu interior. Uma melhor que a outra. Aquilo fazia seu corpo tremer por dentro e por fora. E querer cada vez mais.

 

Os rosnados de Kai ficaram mais graves.

O mais alto se agarrou a cintura alheia.

 

Seus movimentos estavam mais necessitados. Mais fundos. O que indicava que o moreno não pensava em mais nada. Seu ápice estaca chegando. Kyung podia sentir. E quis ajudar. Passou a empurrar seu corpo mais para baixo com força, o que fazia uma pressão maior no membro de Kim. E aquilo foi o suficiente para fazê-lo jorrar dentro de si.

 

Gemidos altos encheram o cômodo.

Não dava para saber de quem era.

 

D.O deitou a cabeça no peitoral alheio. Ambos estavam extremamente ofegantes. Seus corpos continuavam trêmulos de excitação. O mais novo sorria. Nunca havia gozado daquele jeito antes. E adorou sentir isso com Kyung.

 

- Se divertiu? –soltou o menor.

 

- Foi incrível.

 

- Que bom. –sorriu malicioso. – Porque agora é a minha vez

 

- Que?

 

Foi só isso que ele teve tempo de dizer. Porque logo em seguida, o de cabelos negros o retirou de seu interior. E com muita facilidade o virou na cama. o deixando de costas para si.

 

Kai entendeu o que ia acontecer. Sentiu-se um pouco receoso porque nunca tinha feito aquilo, mas não impôs objeção. Era mais do que justo que ambos se divertissem. Fora que ele queria experimentar o que o mais velho poderia fazer.

 

Lentamente, D.O  introduziu sua ereção em Jongin. O moreno deixou alguns bons gemidos escaparem, entretanto, como estava com o rosto enterrado em sua cama, os sons foram abafados.

 

As investidas alheias começaram. Primeiro devagar. Apenas para deixar que o outro se acostumasse. Kyung não era tão malvado assim. No entanto, rapidamente aumentaram a velocidade. O homem não estava mentindo sobre não ser delicado, porém, ele estava arrancado gemidos arrastados de prazer do mais novo sob si. 

 

Ficaram daquele jeito por algum tempo. Aproveitando casa segundo do que acontecia. A velocidade das estocadas de Kyungsoo era impressionante. Tanto que a cama não parava de bater contra a parede.

 

Kim gemia arrastado.

O menor rosnava perdido na excitação.

 

Abaixou o rosno e beijou as costas do amigo. Não resistiu e mordeu a região. Ele adorava fazer aquilo, mas com ômegas se segurava para não acabar marcando ninguém sem querer. Contudo, com o outro alfa, não existia esse problema.

 

Após mais alguns minutos, ele chegou ao seu clímax.

E como Jongin, também se desfez no interior alheio.

 

Caiu deitado do lado de Kai na cama. Sorria de orelha a orelha. Aquilo tudo tinha sido tão intenso. Tão diferente. Ambos estavam satisfeitos. Porque haviam finalmente sido eles mesmos. Não se conterão de forma nenhuma.

 

- Agora sim, posso dizer que isso foi incrível. –comentou D.O.

 

Kai deitou da barriga para cima.

Virou o rosto e encarou o amigo.

 

- Vou ficar dolorido depois, mas foi tão bom. –sorriu.

 

- Também vou, mas com o tempo à gente acostuma.

 

- Isso quer dizer que você e eu temos algo, sei lá, um futuro juntos?

 

Kyungsoo suspirou.

Virou o rosto também para o outro.

 

- Quer mesmo falar sobre isso? Tipo agora? –sorriu.

 

- Tudo bem. –deu de ombros. – Vamos deixar esse assunto para o Kyung e o Kai de amanhã. Eles que se resolvam. –sorriu.

 

O menor assentiu com a cabeça.

 

Pouco depois, o moreno puxou o outro alfa para si. O envolveu com seus braços. Eles ficaram ali. Abraçadinhos. Kyungsoo depositou um selinho no peitoral alheio. Depois apoiou a cabeça no local.

 

Sorriram.

Seus olhos fecharam-se em seguida.

 

- CONTINUA -

 

 


Notas Finais


Pois é uahauhaua receberam a bomba e a bagaça explodiu auuhauaha pegou fogo auhauahuahauaa. Vcs pediram tanto por isso e agora tomem auhauahuahaa e é minha vez de pedir auhauha COMENTEM O QUE ACHARAM DESSA BAGAÇA QUERO SABEEEEEEEER auhauahuahuhaua
enfim, espero que tenham gostado do capítulo meus fubazinhos lindos
semana que vem tem mais...

Pergunta: se vcs só pudessem dizer uma única coisa pelo resto da vida (frase, palavra) o que seria?
pra mim seria "tô com fome" auhauahauahuahaa ou "foda-se" uhauhauahua seriam duas ótimas opções

enfim, meus lindos da fila do pão
espero vcs aqui semana que vem e que tenham gostado dessa bagaceira uahauhauaha
beijinhos de amora com açúcar para todos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...