História Boy In Luv - Vkook - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Exibições 574
Palavras 1.433
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaaaa aqui estou eu com um novo capítulo hahaha

Boa leitura Unicórnios <3

Capítulo 7 - Me deixe te fazer sorrir


Fanfic / Fanfiction Boy In Luv - Vkook - Capítulo 7 - Me deixe te fazer sorrir

(JungKook P.O.V)

 

Parei de conversar com aquele (pseudo) idiota que me manda mensagens e terminei de me arrumar indo em direção a escola logo depois, afinal, não era muito longe então poderia ir caminhando tranquilamente como sempre fazia.

 

Chegando à escola, fiz o que sempre faço — pelo menos o que sempre faço agora. Passo reto por todos e vou em direção à sala mesmo que não tenha ninguém lá, porque de qualquer jeito, eu realmente não quero companhia.

 

Ás vezes eu sinto falta dos meus hyungs e de como eu era feliz com eles, meus dias eram cheios de vida e eu podia sentir que tudo valia a pena, mas no mesmo instante eu me lembro de que todos, sem exceção,  me abandonam um dia, e tento de alguma forma mandar esses pensamentos pra longe.

 

Ouço alguém entrando na sala e se sentando atrás de mim — era só o que me faltava —, mas mesmo assim não me dou  ao trabalho de virar pra ver quem era já que não fazia diferença

 

— Hm...Oi? — Ouço a pessoa se pronunciar e levanto minha cabeça lentamente, encontrando as orbes castanhas de Kim Taehyung 

Ele estuda comigo há um tempo, sempre foi o garoto por quem todos suspiravam, tanto mulheres quanto homens caem de amores por ele sem que ele nem ao menos se esforce, mas pelo que comentavam ele era difícil, já que sempre dispensava todos.

— Oi. — Digo, extremamente seco voltando a recostar minha cabeça sobre a mesa numa tentativa falha de fazer o garoto perceber que eu realmente não queria papo.

— Ah, eu sou Kim Taehyung. Você é Jeon JungKook certo? — O acastanhado diz, lançando-me um de seus sorrisos retangulares encantadores.

Espera. Encantadores?

— Primeiro: eu não perguntei seu nome; segundo: eu sei quem você é, não preciso que me diga algo do qual eu já estou cansado se saber;  e terceiro: sim esse é o meu nome, achei que fosse óbvio, afinal já vai fazer um ano que você estuda nessa sala não é?

— Nossa...M-me desculpa então...— Por um momento eu senti um aperto no peito,  como se aquilo tivesse sido a coisa mais errada que eu já havia feito, e eu já não sinto há um longo tempo.

Eu já estava acostumado a tratar todos mal, mas quando vi seus olhos tristes e cabisbaixos, admito que senti algo estranho dentro de mim, me repreendendo logo depois por estar sentindo isso.

 

Um tempo depois o sinal tocou fazendo com que todos entrassem e logo se sentassem em seus devidos lugares, chegando também o professor junto aos alunos. 

Ah, ciências, a única aula em que eu prestava realmente atenção — já que era minha paixão —, mas só pra ferrar com a minha vida o professor era um chato, e quando eu digo chato, eu quero dizer MUITO chato.

Ele entrou na sala pedindo que todos ficassem quietos pois queria dizer algo.

Não vai sair boa coisa disso.

— Bom classe, todos vocês sabem que estamos no meio do ano, o que significa que teremos um típico trabalho valendo metade da nota do 2° Bimestre. — Todos bufam menos eu, adorava trabalhos de ciências.

— Mas há um pequeno detalhe, o trabalho será em dupla. — Arregalo os olhos, ele só podia estar brincando. Vejo todos comemorando então logo resolvo fazer uma pergunta.

— Professor, o senhor se importa que eu faça o trabalho sozinho? Eu odeio trabalhar em dupla... — sinto todos os olhares daquela sala direcionados à mim.

— Não senhor JungKook, o senhor não pode. O trabalho é pra testar o quão bom vocês são trabalhando juntos e se não pode fazer isso é melhor que fique sem nota, mas já aviso que será você quem irá sair prejudicado. — bufo, ao perceber que o mais velho não irá ceder.

— Bom...Tudo bem então...Eu vou decidir as duplas. — Disse logo depois o professor.

E assim ele o fez, foi formando todas as duplas até que  eu ouço ele falando meu nome.

— Jeon você ficará com o Taehyung. — ótimo, era só o que faltava ter que fazer trabalho com o garoto que consegue me irritar somente ao sorrir. Sinto meu celular vibrar.

 

"New Menssage From V chato."

 

V chato: "Vai fazer trabalho com o Taehyung..."

Me: Nem me lembre disso...

V chato: "Algo contra ele?"

Me: Fora o fato de ele sorrir o tempo todo e tratar todos sempre bem...Absolutamente nada.

V chato: "Já pensou que ele faz isso porque é feliz? Sabe, sorrir é tão bom, faz seus dias ficarem menos tristes..."

Me: Eu não consigo sorrir...

Não sei porque enviei essa mensagem, simplesmente foi.

V chato: "Me deixe ser o motivo do seu sorriso e você nunca mais irá chorar."


Me arrepiei quando li aquela frase, deixei minhas pernas vacilarem, mas simplesmente guardei meu celular no bolso sem responder e virei para trás para falar com Taehyung.

 

— Temos que marcar um dia para fazer esse trabalho... — disse frio e inexpressivo.

— Por mim pode ser quando você quiser. — ele disse abrindo seu típico sorriso retangular logo depois.

— Hm...Quanto mais rápido melhor, me livro logo disso.

— Oh...Do trabalho ou de mim? — ele pergunta com o semblante preocupado.

— Dos dois. — digo olhando em seus olhos tentando decifrar algum sentimento, mas não encontrei nada. Esse menino com certeza era uma incógnita pra mim, e o problema é que eu adoro isso.

Ele soltou um "okay" meio fraco e  sem jeito e logo começou a fazer anotações em seu caderno me fazendo virar pra frente em seguida.

 


(...)

 


Eu já me encontrava em casa...Eu não sei porque, mas a frase que V me enviou não saía da minha cabeça nem por um segundo sequer.

Chorar.

Eu já chorei de mais por conta de tudo de ruim que aconteceu na minha vida e estava cansado de ter que passar pela mesma sensação sempre,  a sensação do vazio, do abandono...

A quem eu queria enganar? Eu sinto muito a falta dos meus hyungs, falta de ser como antes, de ter todos aqueles sorrisos direcionados à mim e sorrir junto deles, mas aquele JungKook morreu no dia em que meu pai decidiu destruir nossa família com as próprias mãos.

Com todos esses pensamentos  decido fazer algo inesperado, mando mensagem pro V.

 

Me: Preciso falar com você...

V chato: "É isso mesmo produção?"

"Jeon JungKook me enviando mensagem?"

"À que ponto chegamos? hashahshas."

 

Me: Quer saber esquece...Se eu soubesse que ia ser assim nem teria enviado a mensagem.

V chato: "Ei calma, o que aconteceu?"

Me: A vida aconteceu.

Porque tem sempre que ser assim?

Porque todos sempre me abandonam? 

Envio a mensagem já com lagrimas nos olhos.

 

 "Incoming Call"

"V chato Is Calling You."

"Accept Call?"

"Yes."

— "Jeon JungKook, para de falar essas coisas, você não sabe o quanto eu preciso de você, e os meninos também, então, por favor, você sossega esse cu e para de graça." — rio por breves segundos.

Sinto que conheço essa voz mas não me vem ninguém em mente.

— Você arriscou que eu descubra quem você é ouvindo sua voz, só pra me dizer isso? — pergunto.

— "Não, eu queria te dizer também que você é um idiota...O idiota mais lindo do mundo, mas continua sendo um idiota. Sabe quantas vezes o Jimin chorou comigo dizendo que sentia sua falta? Ou quantas vezes a 'Omma Jin' disse que queria o filho de volta? Ou ate mesmo quantas vezes NamJoon, Hobi e o Yoongi ficaram preocupados se você estava bem e se estava se alimentando direito? Todos eles sentem sua falta e você esta causando ainda mais sofrimento JungKook..." — admito, tais palavras me fizeram chorar mais

— Você não entende V...

"Sim JungKook eu entendo, e eu entendo muito bem. Meus pais também são separados e assim como você, eu também o amava muito JungKook. Mas você tem que entender que isso não tem volta. Você precisa seguir em frente, e bom, essa é a hora." — suspira 

 — E-eu deixo...— digo baixinho, ainda chorando.

"Jura?!" — perguntou ainda desacreditado

— Sim, V eu quero muito a sua ajuda.

"Então...Isso é tudo que você terá." — 

Posso ver ele sorrir em meu subconsciente e sorrio de volta, um sorriso verdadeiro depois de muito tempo

Conversamos até tarde e quando ele pegou no sono ao telefone, eu pude ouvir sua respiração pesada e calma através do mesmo.

— Boa noite...Meu salvador.

E isso é tudo que digo antes de desligar o telefone e me virar para o canto da cama dormindo logo depois.

 


Notas Finais


Capítulo com altas emoções hahaha eu realmente gostei de escreve-lo, ficou fofo. Bom então é isso, um beijo e até o próximo capitulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...