História Boy in Luv - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Boys Before Flowers (Boys Over Flowers)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok!ômega, Jikook, Jimin!alpha, Jungkook!ômega, Namjin, Taehyung!alpha, Vhope, Yoongi!alpha
Exibições 486
Palavras 1.756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey, espero que gostem e boa leitura <3

Capítulo 6 - 5 - Cartão vermelho


Fanfic / Fanfiction Boy in Luv - Capítulo 6 - 5 - Cartão vermelho

Em uma sala privada do colégio Kyojin, os quatro alfas do Alpha Squad, estavam se divertindo enquanto a maioria dos alunos daquela escola estavam estudando, a música rolava solta, havia umas três ômegas no local que faziam companhia a Namjoon e a Taehyung, amigos inseparáveis que jogavam videogame nesse momento, as ômegas torciam pelos alfas e as vezes até os beijavam quando conseguiam vencer.

Yoongi nunca foi muito extrovertido desde a morte de seus pais quando tinha cinco anos, e por isso, estava num canto da sala agraciando a música que era tocada, ele foi em direção a caixa de música do local tirando o pen drive que ali estava para colocar outro e tocar outro lance de músicas. A música Danger foi a primeira a tocar. O Rap do grupo soava pela sala animando ainda mais a festa do esquadrão?

Enquanto os três alfas se divertiam, o líder estava descarregando sua raiva lançando dardos no alvo que tinha pendurado na parede.

Ele emitia feromonas de agressão devido a raiva que estava sentindo, por isso nenhuma ômega se atreveu a aproximar-se dele. Os outros alfas estavam dando seu espaço, sabiam como o alfa ficava irado quando era confrontado.

Você corre perigo agora, por que está me testando?

Por que está me testando? Pare de me confundir

 

A letra da canção descrevia tão bem os pensamentos do alfa que era até irônico, ele estava descarregando sua raiva e pensando em uma forma de vingar-se, seus pensamentos estavam tão bagunçados, afinal porque ele sentia que aquele ômega era tão diferente dos outros? Era apenas um ômega estupido que havia ousado lhe desafiar.

Mais um dardo foi lançado atingido em cheio o pequeno papel que havia no cento do alvo, era um papel com o nome do ômega, que ele descobriu ser Jeon Jungkook, seu alvo era aquele ômega, ele o faria se ajoelhar a sua frente e pedir perdão por aquilo.

_ Hey cara. – Uma mão se repousou em seu ombro e ao virar o rosto, deu de cara com Namjoon e seu sorriso cheio de covinhas – Por que está assim?

O alfa lúpus tirou a mão do outro alfa de seu ombro, podia ser seu amigo, mas ele não gostava muito de toques quando estava puto ao extremo. – Ao extremo, porque puto ele já estava todos os dias.

_ Aquele ômega... – suspirou – Estou pensando em uma maneira de vingar-me.

_ Ainda nisso? – Arregalou os olhos logo rindo abafado – Por que está pensando tanto nisso? Faça como sempre fez com os outros.

O Park virou-se para olhar o alfa e logo um sorriso iluminou seu rosto, era um sorriso perverso.

_ Você é um gênio Kim Namjoon.

Deu um tapa no ombro do seu amigo, e logo novamente se virou para o alvo na parede, jogou o ultimo dardo que tinha em sua mão.

_Você está fudido Jeon Jungkook. ­

 

___

 

Jungkook acabou de chegar na escola, e como todos os dias, se dirigiu ao seu armário em meio de tantos outros, tudo estava normal até aí, mas estranhou estar sendo observado demais. Antes de abrir o armário, olhou para trás e viu várias pessoas lhe olhando, principalmente ômegas, franziu o cenho e viu que quando notaram que ele tinha percebido, as ômegas começaram a disfarçar. Deu de ombros e finalmente girou a senha em seu armário, quando o abriu, deu de cara com um cartão vermelho. Neste cartão estava estampado a figura de um lobo e logo a baixo com letras maiúsculas douradas o seguinte dizer: Alpha Squad.

Aquilo era alguma espécie de pegadinha, foi o que Jungkook se perguntou. Escutou os estudantes gritarem cartão vermelho e uma baderna se instalar por ali. Para que tanto alarme por causa de um simples cartão? O ômega estava pouco se fudendo para isso.

Jogou o cartão no chão logo pisando sobre o mesmo e deu atenção a seu armário, mas pôde reparar que o seu livro de biologia não estava por ali, franziu as sobrancelhas com isso e pensou ter esquecido na sala no dia anterior.

Foi a sala de aula e praticamente todos os alunos estavam por ali, quando repararam na presença do ômega todos se calaram e um silêncio constrangedor se instalou na sala.

As cadeiras eram organizadas em um tipo de elo, e por isso havia um enorme espaço no centro da sala e seu livro estava ali, antes de ir pega-lo sentiu falta da sua mesa e sua cadeira, não estava ali, olhou por toda a sala e realmente não estava ali.

_ Ei ômega. – SookMin chamou sua atenção, mas ele a ignorou.

_ Como alguém como você estuda conosco? – Jihoo perguntou logo passando as mãos nos cabelos do ômega de maneira debochada.

_ Porque não sai logo da escola? Não faria falta. – E por fim, Sunny lhe deu um empurrão.

Mas quem disse que ele estava se importando?

Foi até seu livro que estava ali no meio e percebeu que na capa do mesmo haviam rabiscos e xingamentos para si. Entortou a boca em nojo e quando se abaixou para pegar o livro, ele simplesmente se moveu como se estivesse fugindo de si.

Então era guerra que eles queriam? Guerra eles teriam!

Passou a perseguir o livro que escapa de si, provavelmente algum idiota controlada o livro com algum controle, porque não era possível, livros não se mexem e todos sabem disto.

O livro acabou lhe levando de volta para o saguão principal, todos os alunos haviam lhe seguido, o meio do enorme saguão estava sua mesa e sua cadeira, e assim como o livro, estava cheia de rabiscos e xingamentos, aqueles alunos eram o que? Alunos do primário? Que brincadeira mais tosca e infantil!

_ Quem foi? – Perguntou e o lugar continuou em silêncio. – Se tem algo a dizer, que diga agora, quem... –Foi interrompido por algo que caiu em sua cabeça.

Pelo cheiro, Jungkook percebeu que havia sido um ovo, e logo mais ovos lhe foram jogados manchando seu uniforme, as risadas ecoavam pelo salão e logo um balde de farinha caiu sobre si. Ele não estava se importando com a humilhação que estava sofrendo, mas sim com algo que se lembrou naquela hora.

Todas as noites, seu pai lavava e passava seu uniforme depois de um dia exaustivo de trabalho, todos os dias Jungkook fazia de tudo para deixar aquele uniforme o mais limpo possível para não dar trabalho ao seu pai. Todos os dias seu pai reclamava de dores no corpo, mas sempre no final da noite, ele lavava e passava o uniforme do filho com o maior orgulho de ter seu filho estudando e usando aquele uniforme. Era decepcionante e frustrante pensar que agora o uniforme estava em péssimo estado.

Virou-se para o lado e logo reparou que no meio de todos aqueles que riam, estava Su Hee, aquela que protegeu de Park Jimin, ela estava de cabeça baixa presenciando tudo e não tinha coragem de interferir, quando percebeu o olhar do ômega em si, a ômega arregalou os olhos e saiu correndo do local.

_ Ei, alguém traga um pouco de óleo, precisamos frita-la! – Algum alfa no meio da multidão zombou.

_ O que será? Está parecendo uma panqueca cheia de farinha e ovo! – Um outro beta zombou e as risadas ecoaram pelo local.

 

                                                               ___

 

Enquanto isso, na sala privada do Alpha Squad, Park Jimin observava tudo de seu televisor de alta qualidade, a feição de frustração do ômega o agradava, havia se vingado de maneira eficiente, mas a vingança teria acabado mesmo? O alfa era vingativo ao extremo e não deixava as coisas passarem tão barato assim, mesmo se fosse por algo insignificante, ele pagava com o dobro, ou com o triplo talvez.... Observou quando uma lagrima sorrateira desceu pelo rosto do ômega e sorriu em deboche.

_ Agora acabou... – Disse Taehyung enquanto tomava um liquido rosa no bar da sala.

_ O que? – Perguntou com uma expressão incrédula o Park – Aquele ômega precisa se ajoelhar na minha frente e pedir perdão, então terá acabado.  – Cruzou os braços e olhou novamente pelo televisor vendo o ômega correr do salão. – Sabia que não se deve tocar no bigode de um lobo adormecido?

Taehyung riu e Namjoon franziu as sobrancelhas quando escutou aquilo, era um famoso ditado popular, mas o Park havia dito errado. Jimin nunca foi bom com ditados populares, sempre os pronunciava de maneira errada.

_ Não era um leão? – O de cabelos alaranjados falou enquanto ria. - Parece que ele não aguentará uma semana.

_ Uma semana? – Namjoon disse incrédulo – Ele não passa de três dias.

_ Apostemos então. Se eu ganhar, você terá que me dar seus sapatos de sapateado da sorte.

_ Ok, se eu vencer, irei querer o número do ômega corajoso.

_ Fechado.

_ Ei vocês dois, se calem! – O Park se pronunciou irritado – Ele está quase chegando. Vai ser agora. – Virou-se olhando para a entrada da sala, esfregou as mãos em anseio enquanto em seu rosto havia um pequeno sorriso maldoso.

_ Você acha que ele virá mesmo?

_ Claro que virá, e irá se ajoelhar aos meus pés – Riu.

_ Duvido muito. – Disse Namjoon.

_ Calado. – suspirou e logo iniciou uma contagem regressiva. – 1, 2, 3... Ya! – Estralou os dedos como se em um passe de mágica o ômega fosse aparecer, e para sua frustração, ele não apareceu.

Os dois Kims começaram a ria do Park enquanto esse fervia em fúria, mas logo riu.

_ Ya!  Com certeza deve ser muito vergonhoso para ele vir correndo até mim... Fufu, contei rápido demais.

_ Eu acho que ele não vem. – Taetae sussurrou para o platinado.

E novamente o Park iniciou uma contagem regressiva, mas dessa vez mais lentamente.

_ 5... 4... – Com o passar dos segundos ele arregalava os olhos frustrado. – 3... 2... – Os Kims já estavam quase se sufocando com suas risadas. – 1... – E o ômega não apareceu.

_ Eu não disse! – Gargalhou o alaranjado.

E novamente, o ômega estava enlouquecendo os sentidos do alfa. Jimin rapidamente pegou seu celular e telefonou para um dos estudantes que estava o ajudando nesta sua missão.

_ Ei... Você fez o que eu pedi? Então porque ele não apareceu? – Gritou rosnando no telefone. – Seu idiota, faça alguma coisa!

E com toda a sua fúria desligou o telefone o jogando no sofá. Aqueles dois alfas que se denominavam como seus amigos estavam gargalhando de toda a situação.

Afinal, onde aquele ômega havia se metido?

 

Estou ficando nervoso, estou ficando nervoso

Quem você acha que é? Você é tão boa assim?  - Boy in luv

 

 


Notas Finais


Yaaaa! O capitulo saiu bem maior, não sei porque estava fazendo tão pequeno assim KKKKKK Mas enfim, a guerra começou certo? E o Jungkook ta enlouquecendo nosso Chimchim ashuashuashu, espero que tenham gostado <3 Nos vemos depois <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...