História BOY Meets EVIL - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Baekhyun, Jikook, Namjin, Park Bo Gum, Taekook, Vkook, Yoonseok
Visualizações 162
Palavras 1.948
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong

E ai o que estão achando da Fic? não to vendo os comentários hein.

Já temos favoritos suficiente pra ter comentários nem que sejam pra me xingar kkkkkk

Boa leitura

Capítulo 13 - O mal é sempre possivel


Fanfic / Fanfiction BOY Meets EVIL - Capítulo 13 - O mal é sempre possivel

- Minnie a gente está na terra onde dizem existir vampiros lembra? – falo levantando e indo para a janela onde vejo o castelo entre nuvens e com o sol se pondo atrás.

      - E se vampiros existirem mesmo?

 

      -Taehyung acorda, já anoiteceu.

Abro os olhos lentamente com a voz de Baekhyun ecoando em minha cabeça. O mais novo sabe ser irritante quando esta com fome, sede ou simplesmente contrariado. Nesse caso a ultima opção. Meu novato fora desafiado pelo namoradinho de sua presa noite anterior e isso feriu seus sentimentos de predador.

O rapaz fez com que ele quisesse mais do que tudo aquela presa. Viro meu rosto de encontro ao acobreado e vejo que ele brinca com as mãos entediado.

      - Você vai sair com o NamJoon esta noite novamente?

      - Sim, você anda chato novamente.

      - O que você quer que eu faça se vocês só saem para caçar? Se fosse algo mais divertido eu iria junto.

Baekhyun deita sobre meu corpo e me beija passando a língua em meu rosto e me dando um selinho. Fico olhando fixo em seus olhos e por vezes penso o que faço com esse menino descontrolado.

      - Vamos sair então e fazer algo diferente. – ele fala e levanta rápido indo tomar um banho. Eu levanto e sentado na cama passo as mãos nos cabelos e acabo saindo do quarto em direção ao andar superior. NamJoon estava olhando pela janela e me aproximo.

      - Boa noite Taehyung.

      - Boa noite. Vai à boate hoje?

      - Sim. Tenho um encontro.

Lembro-me das palavras do menino que contara sobre a tal presa que o Principe ficou encantado.

      - A sim, já ouvi algo sobre isso.

Ele me olha sério e ficamos assim alguns segundos até que ele começa a caminhar colocando as mãos nos bolsos de suas calças.

      - Tae, nunca me apaixonei e também nunca acreditei em amor a primeira vista, mas ontem aconteceu alguma coisa que não sei explicar. Nunca me senti sem controle, completamente hipnotizado por alguém.

Ele vira e me olha.

      - Esse mortal é...é...apaixonante. Ele fala e sorri de uma maneira que me deixa confuso. O cheiro dele é doce, o olhar meigo e sereno, o corpo alto e magro é atraente – ele para e respira fundo voltando para a janela - Não consigo parar de pensar nas horas que faltam para que eu possa vê-lo novamente.

Eu realmente estou impressionado com a reação dele perante esse mortal. Nunca vira NamJoon assim e fico sem saber o que dizer. Apenas suspiro lembrando que já senti isso uma vez, uma única vez na minha existência. O rapaz com sorriso de coelho vem na minha mente no exato momento que ouço a descrição do mortal que o Principe conhecera.

Eu sei o que ele está querendo me dizer, em uma confusão de sentimentos descreveu o que é estar apaixonado. Baekhyun aparece pronto e abrindo os braços pergunta se não vou me trocar. Desço e vou tomar banho.

Em meia hora estou pronto e saímos para a noite na cidade. NamJoon esta calado e pensativo, Baekhyun muito agitado e eu observo a rua movimentada. Chegamos à boate e o mais velho entra rápido. Vou para nossa mesa e peço uma bebida. Baekhyun está na pista de dança e começo a bebericar aquela dose de veneno que aquece meu corpo por segundos fazendo com que me sinta um pouco mais humano.

Vejo que a boate começa a encher e percebo que a noite será igual a muitas outras. O acobreado está cercando uma mulher que está acompanhada fazendo com que o tal acompanhante fique enciumado. Percebo que ele vai descontar a frustração da noite passada no primeiro casal que achar. Normal em se tratando de Baekhyun. Ele não tem princípios nem nunca terá.

Olho a volta e vejo meu Principe ansioso olhando para a porta principal a cada segundo. Pelo jeito seu mortal ainda não apareceu. Levanto e vou para a pista de dança, preciso me divertir e quem sabe me alimentar hoje não seja uma má ideia.

Um garoto, por assim se dizer, se aproxima e dança na minha frente como se não existissem mais pessoas à volta. Ele rebola e passa as mãos nos lábios tentando me seduzir. Sinto o cheiro do mesmo que lembra muito uma tarde na praia, com aqueles protetores solar que os banhistas usam. Deixo que ele pense que está fazendo bem seu papel de sedutor e o beijo.

O beijo é quente e consegui sentir o pulsar de sua jugular quando seguro seu pescoço. Meus instintos se aguçam e a sede vem com força. Beijamos-nos intensamente e ele me puxa para sua mesa. Estamos em um canto escuro da boate e vejo que Baekhyun está ali também com o casal de antes. Ele me olha e sorri de lado com a boca no seio da mulher e a mão no meio das pernas do homem.

Viro para o garoto que me toca e solta um arfar desejoso. O ataco com fervor e passo a mão em suas coxas grossas deixando uma lambida em seu pescoço. Ele me segura forte e retribui com unhas gravadas em meu braço. Falo baixo em seu ouvido que me acompanhe até a parte de trás da boate e ele me segue.

Estamos no lado de fora em um beco, onde o pego com força e encosto na parede. Ele geme alto ao sentir minhas mãos entrarem em sua roupa. O beijo e sigo para seu pescoço e peito. Não resistindo mais cravo minhas presas ali mesmo e sugo seu quente e rejuvenescedor sangue. O grosso e rubro liquido desce pela minha garganta me fazendo aquecer a pele gélida e sentir minhas forças voltarem.

O garoto sem fala só geme cada vez mais baixo. Percebo que está a um fio da morte então o largo. Vejo seus olhos apagarem em um último suspiro e deixo seu corpo morto ali encostado no muro que segue beco a fora. Caminho em direção à porta lateral da boate voltando para seu interior.

Volto a minha mesa calmamente como se nada tivesse ocorrido e sento bebendo mais um pouco do meu copo. Baekhyun senta a meu lado e pega meu copo virando todo de uma vez.

      - E ai cadê o garoto?

      - Se foi. – digo pegando meu copo de volta e acenando para o garçom trazer outro.

      - Viu Tae, nada como sair e “beber” com alguém mais novo que você. O sangue jovem faz milagres no humor.

Ele me diz isso rindo alto e me dá um selinho voltando à pista de dança. Rapidamente vejo que o acobreado já esta dançando com outro rapaz. Eles se esfregam um no outro e eu com um mexer da cabeça condeno aquilo mentalmente.

      - Ah Tae, pelo jeito meu encontro não deu certo.

Vejo NamJoon sentar a meu lado e com as mãos no rosto ficar decepcionado. Ofereço uma bebida a ele que aceita e levanta a cabeça para chamar o garçom quando vejo que seu rosto muda.

      - É ele...ele chegou.

O Principe fala levantando e saindo da mesa em direção a um grupo que acabara de entrar. Procuro por ele, mas não consigo achá-lo, a boate esta muito cheia e eu sento novamente bebericando mais um pouco meu copo.

 

...

 

 

      - Será que ele vai estar me esperando? E se ele não vier?

      - Calma Jin, calma. Você nem sabe que ele é – falo com apreensão por estar aqui novamente com meu amigo a procura do tal NamJoon.

      - Mas gguk e se ele...- Jin para de falar e olha sorrindo para frente.

Viro o rosto e vejo que o Principe encantado está se aproximando de nós.

      - Boa Noite pessoal.

      - Bo...boa noite NamJoon – Jin responde sorrindo muito.

Hoseok e Yoongi já estão na pista de dança e Jimin me puxa para lá. Eu não quero deixar Jin sozinho com aquele homem, mas não tenho opção. O pequeno já dança enquanto caminha e paramos na rodinha que os amigos estão começando a dançar junto.

Eu procuro pelo loiro e vejo que esta no bar com o outro. Eles bebem e conversam enquanto Jin parece estar muito feliz. Então relaxo e danço com meu pequeno. Ele dança e se esfrega em mim sempre sendo sensual. Vejo Hoseok e Yoongi cada vez mais próximos.

Eles dançam juntos e se abraçam diversas vezes. Jimin sorri e me beija. Estamos com tesão então o pego pelo pulso e vamos para o banheiro. Entramos nos beijando e eu o encosto na parede. Beijo sua boca dando leves mordidas e desço para seu pescoço.

      - Humm que delicia.

Escuto uma voz atrás de nós e paro o que estou fazendo rapidamente. Viro e vejo o rapaz de ontem, o tal Baekhyun. Ele nos olha com um sorriso malicioso nos lábios que estão molhados pela saliva da língua que passa de um lado para outro.

      - Oi Baekhyun – Jimin fala sorrindo para o acobreado.

      - Olá Jimin, hoje você esta espetacular hein. – ele diz e me olha.

Sei que o rapaz está me provocando e fico o encarando sério.

      - Como vai...

Ele me olha e solta uma leve risada e entra em um dos banheiros. Fico bravo e segurando Jimin pelo pulso saio dali. O pequeno segue a passos rápidos atrás de mim.

      - Para gguk, que ceninha foi essa?

Me puxando ele se solta e fica me olhando esperando uma resposta.

      - Aish não gosto desse cara Jimin. Você viu que desaforo? Me encarando e lambendo os lábios quando olhou pra você.

O pequeno continua a me olhar sério e com os braços cruzados na frente do peito fala bravo.

      - E daí? Por acaso eu não estou com você? Ou está achando que estou dando papo pra ele?

Percebo que o outro sai do banheiro e vem na nossa direção. Puxo Jimin para trás de mim e sinto que ele vem para continuar a provocação.

      - Jimin, quer dançar? – fala se aproximando pelo lado ficando perto do rosto de Jimin.

Eu estou quase respondendo quando sinto que uma pessoa passa por nós e puxa o rapaz.

      - Baekhyun, chega. Esta na hora de irmos para casa.

Vejo os dois se afastarem e de repente o outro para e vira.

Ele é um rapaz de estatura mediana, quase da minha altura, com um rosto lindo. Parece ter a minha idade ou talvez um pouco mais velho. Ele me olha e seus olhos não me parecem estranhos. Ele fica me encarando e eu não consigo tirar meus olhos dele também. Sua boca tem um formato intrigante e percebo que ele sorri.

Tem um sorriso largo e quadrado que me encanta, seus olhos parecem fechar quando sorri e eu acabo sorrindo também. É algo estranho, um sentimento toma conta de mim e parece que já nos conhecemos há muito tempo. Ele me olha da cabeça aos pés e isso me envergonha. Sinto como se seu olhar me despisse e percebo que meu rosto está vermelho. Pareço estar num transe compartilhado com o outro quando sinto meu braço sacudir e escuto a voz de Jimin.

      - Gguk...gguk o que foi?

      - Hã? O que Minnie, o que disse?

      - Credo parece que viu um fantasma.

Eu sacudo a cabeça e volto a olhar para ele, mas não o acho mais. Ele se fora e eu nem sei quem ele é. Voltamos para a mesa e sentado lá fico bebendo um pouco e pensando naquele rapaz que acabei de ver.

 

        Que estranha sensação de Déjà vu. Parecia que já tinha visto esse olhar sobre mim, como se já tivesse passado por ele ou visto ele antes. Mas quem será esse rapaz?


Notas Finais


Sim finalmente o tae e o kook se... viram.
Ta bom, ok ok só se viram mas já é o começo deles.
E vocês perceberam que o Baekhyun não é flor né.
O que acharam do NamJoon apaixonado pelo Jin?? Fofos né

Bom agora o kook vai... ops spoiler não né :)

Então até o próximo capitulo

Kisses many kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...