História BOY Meets EVIL - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Baekhyun, Jikook, Namjin, Park Bo Gum, Taekook, Vkook, Yoonseok
Visualizações 157
Palavras 1.825
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeong

Bônus de mais um capitulo hoje kkkkkk

brincadeira não é bônus nada é final de semana mesmo ;)

Boa leitura

Capítulo 14 - Quem é ele?


Fanfic / Fanfiction BOY Meets EVIL - Capítulo 14 - Quem é ele?

Que estranha sensação de Déjà vu. Parecia que já tinha visto esse olhar sobre mim, como se já tivesse passado por ele ou visto ele antes. Mas quem será esse rapaz?

 

Volto para casa com Baekhyun, mas no caminho fico calado.

Será que vi mesmo o rapaz que imagino? Deve ser minha imaginação.

Descemos do carro e ele entra bravo comigo.

      - Por que Taehyung? Por que você tem essa mania de ser tão “humano”?!!!

Ele grita e esbraveja, mas eu continuo ali como se nada ouvisse. Minha mente está lá naquela boate. Queria ter chegado perto e tido certeza do que meus olhos acharam ter visto.

       Era ele? Será que eu reencontrei meu coelhinho?

Minha cabeça está rodando e o acobreado não para de falar. Eu viro e digo em um tom calmo.

      - Já chega, vá deitar e acalme esse seu humor tão instável. Esta noite dormirei sozinho.

Ele para de falar e bufando desce para seu quarto. Eu viro de volta para a grande janela e fico olhando a lua que é minha companheira de noites a anos. Penso no que vi, naqueles olhos me fitando, naquele sorriso que me lembrou muito o do rapaz que fui apaixonado.

Sim era ele! Só pode ser.

Finalmente depois de um século de existência nesta sobrevida eu o reencontrei. Meu rapaz, meu coelhinho voltara para mim. Mas ele estava acompanhado, tinha outro ao lado dele. Eles pareciam bem íntimos, estavam de mãos dadas.

Sacudo a cabeça e volto meu olhar para a noite que esta quase findando. Escuto a porta abrir e NamJoon entra.

      - O que aconteceu Taehyung?

Ele estava descontente e se jogou no sofá me olhando.

      - Foi Baek, ele aprontou de novo e quase estragou – fui interrompido

      - Sim já imagino, ele sempre ele. – o Principe passa as mãos pelo rosto e dando um tapa nas pernas levanta.

      - NamJoon calma agora não adianta reclamar. Você o ensinou errado.

      - Sim mas foi você que o mordeu. Se não fosse por sua teimosia em ficar se alimentando se animais eu não o teria transformado. Ele é como uma besta sem freios. Admito que errei muito na educação dele mas foi por sua causa, sua que ele é um de nós.

Ele fala e senta novamente. Ficamos ali olhando a lua que se despede e dá lugar ao sol. Fecho as grossas cortinas e sento ao lado do outro.

      - Perdão, já pedi inúmeras vezes a mim mesmo por ter feito isso a ele e a nós. Mas por que você está tão bravo?

      - Eu estava conversando com Jin quando os amigos dele se aproximaram dizendo que iriam embora por que o rapaz da outra noite quase brigou com o namorado do Jimin e eles estavam cansados. Vi que o loiro queria ficar, mas como eles não são daqui achei melhor que fosse embora junto com os amigos.

Ele conta e levanta dizendo estar cansado, com sede e que vai dormir antes que faça uma besteira. Despeço-me desejando um bom descanso ao meu Principe e ele desce.

 

Baekhyun sempre passa dos limites, mas desta vez NamJoon estava realmente furioso com o novato. Lembro-me daquele sorriso e resolvo ir deitar também afinal preciso descansar e quero que chegue logo à noite. Será que ele vai sempre à boate? Desço e vou dormir.

 

 

...

 

 

Chegamos ao hotel e eu não consigo esquecer aqueles olhos. O rapaz que me pegou desprevenido era realmente lindo e me deixou curioso. De onde ele conhecia Baekhyun, por que o puxou daquele jeito e depois parou me olhando?

      - Gguk? Mas onde você anda com a cabeça hein, não consigo mais falar nada que você escute.

Jimin reclama e eu o abraço.

      - Desculpa Minnie é que aquele Baekhyun me deixou fora de mim. Vamos deitar?

Eu beijo sua boca e ele da um sorriso de leve. Deixamos os rapazes no andar antes do nosso e nos despedimos de Jin que esta todo sorrisos por ter visto o NamJoon novamente.

      - Marcaram alguma coisa para hoje Jin?

      - Sim marcamos de nos encontrar em um café a noite. Ele disse que gostaria de conversar e me conhecer melhor.

Ele se despede de nós e vai para o quarto. Nós entramos e após fazer minha higiene e Jimin tomar um banho deitamos para descansar.

 

      - Hoseok, você gostaria de ir ao meu quarto? Quem sabe conversar mais um pouco...

      - No seu quarto... claro Yoongi.

      - Me chama de Suga, é meu nome artístico e só digo para os amigos íntimos.

Eu sorrio e ele pega minha mão me levando para seu quarto. Entro lá e vejo que está tudo iluminado.

      - Eu deixei as luzes acesas para se chegasse ainda escuro achar as coisas. Detesto me bater nos móveis.

Eu concordo e ele entra fechando a porta. Sento em uma poltrona ali e ele na ponta da cama. Conversamos sobre nosso grupo, ele fala sobre sua musica e coloca uma mixtape dele para que eu ouça. Levanto e paro a seu lado pegando a capa do cd de sua mão. Ele me olha e sinto sua mão em minha cintura.

      - Você é muito lindo Hoseok.

      - Me chama de Hope ou Hobi

Ele me interrompe selando nossos lábios em um beijo calmo. Eu sinto suas mãos percorrerem minhas costas e uma parar em minha nuca. Seu beijo é suave. Nossas línguas pedem passagem ao mesmo tempo e passeiam na boca um do outro. Sinto meu corpo gelar e aquecer ao mesmo tempo, o toque dele no meu cabelo me faz arrepiar.

Nos separamos lentamente e ele deixa uma leve mordida no meu lábio inferior que termina estalada.

      - O...o que foi isso Suga? – pergunto sem jeito pelo que aconteceu.

      - Eu não resisti mais, me desculpa se fui desrespeitoso.

Ele fala e se afasta mas eu o seguro e puxo para meu encontro e o beijo novamente. Ele parece gostar e me segura forte. Nos beijamos com mais intensidade e ele me leva até a parede. Estou encostado ali e me sentindo vulnerável. Isso é bom. Ele deixa selares em meu pescoço e eu solto um gemido.

      - Não quer Hope? – ele pergunta enquanto me beija a clavícula e morde meu pescoço

      - Q..quero sim quero muito.

Ele me vira de costas e encosta seu membro na minha bunda. Sinto que já esta duro e me dá muito tesão. Solto um arfar e ele me aperta as coxas.

      - Você me quer?

      - Quero.

Me viro e seguro sua cabeça entre minhas mãos o beijando com força. Vamos assim até a cama e deitamos sem nos separar. Ele passa as mãos em meu corpo e eu pego seu membro por cima do pano da calça. Sinto que não é pouca coisa. Começo a beijar seu pescoço e abrindo os botões da camisa azul que ele usava beijo seu peito.

Vejo o rapaz de cabelos verdes me olhar sedutoramente e soltar um suspiro. Começamos a nos despir e a cada peça que tiramos nos beijamos intensamente. Estamos só de cueca e eu deito por cima dele. Nossos membros se tocam e aquilo parece um choque elétrico que percorre todo meu corpo. Ele beija meu peito e minha barriga descendo até o cós da minha boxer.

      - Posso...

      - É todo seu

Ele retira minha cueca e meu membro duro e lubrificado pelo pré-gozo salta diante de seu rosto. Ele me olha e o segura deslizando para dentro de sua boca todo meu falo. Lambe minha glande e me faz arquear as costas. O prazer daquela boca é imensurável. Sua boca unida e quente faz um movimento de vaivém sutil, mas forte. Sinto sua língua brincar com minha glande ao mesmo tempo em que ele me suga.

      - Mais rápido.

Peço sem pensar simplesmente quero sentir sua boca ir mais rápido engolindo todo meu membro que pulsa de tesão. Ele obedece e acelera os movimentos me levando a loucura. Estou quase atingindo o orgasmo quando ele para e me pede para ficar de quatro.

Viro e deixo que ele me posicione sentindo sua língua me invadir. Ele molha dois dedos e coloca em minha entrada enquanto beija minhas costas. Me penetra e me beija dizendo que sou delicioso e apertado. Solto um gemido de prazer. Ele coloca seu membro no lugar dos dedos lentamente e a cada entrada ele geme baixo e arfa de prazer. Inicia o vaivém que me deixa tonto e enlouquecido. Estamos em transe nesta transa doce e calma. Ele é muito carinhoso e me beija a todo instante. Desce sua mão até meu membro e começa a me masturbar. Estamos em um ritmo que em breve nos levara ao orgasmo. Ele segue me estocando quando peço que acelere por que não aguento mais e estou quase no ápice.

Sinto que os movimentos de estocar meu interior e me masturbar estão sincronizados e em minutos vejo meu corpo se entregar e gozo. Suga segue e chega ao ápice logo depois.

Estamos com a respiração descompassada e trêmulos. Deitamos lado a lado e ele me puxa para seu braço.

      - Você é maravilhoso Hope.

      - Você também.

Nos beijamos e ficamos assim acabando por pegar no sono.

 

 

O dia amanhece, na verdade já é de tarde, e eu levanto indo para o banheiro. Vejo meu reflexo no espelho e lembro-me daquele olhar do rapaz ontem à noite. Fico ali me olhando e vendo a cena daquele sorriso quadrado, daquele rosto perfeito e sinto que preciso descobrir quem ele é.

Saio do banheiro e vejo Jimin dormindo. Ele parece um anjo, mas a imagem do tal rapaz não sai da minha mente. Não é certo eu querer saber de outro e tento não pensar mais nele. Deito ao lado do pequeno e o beijo no rosto.

      - Hummm, já esta na hora de acordar gguk? – ele fala e abre os olhos pequeninos e inchados lentamente.

      - Não Minnie pode dormir mais se quiser.

Ele sorri e fecha os olhos prometendo que vai dormir só mais um pouco. Eu levanto e pego o panfleto novamente. Sento perto da janela e leio o tal papel pela enésima vez. Olho a foto atrás e novamente vem a minha cabeça a semelhança de NamJoon com o Principe da familia Kim. Fico ali sem saber o que pensar tentando evitar lembrar do rapaz de ontem o que parece ser impossível.

Os olhos, a boca, o sorriso... isso vem na minha mente cada vez que pisco os olhos, cada vez que tento focar em outra coisa. Pareço hipnotizado pelo outro. Um sentimento confuso toma conta de mim e quero, necessito saber quem ele é e onde o encontro novamente.

 

 

A noite chega e estamos prontos para sair. Jin disse que ira se encontrar com NamJoon em um café aqui perto, o rapaz conhecia Baekhyun e esse por sua vez conhece NamJoon então decido que vamos todos ao tal café.

      Hoje descubro quem ele é.


Notas Finais


O kook ta desesperado pra saber quem era o rapaz misterioso da boate.

Será que ele vai descobrir? O NamJoon vai contar ou vai fazer mistério?

Bom agora só no próximo que sai amanhã

Kisses e até


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...