História Boy meets love. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Taekook, Vkook, Yoonminseok
Exibições 135
Palavras 1.602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Fluffy, Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá!

Essa é a minha primeira VKook/TaeKook... Amo esse shipp e então resolvi escrever.

A fanfic não será muito grande pois não quero ficar enrolando. Vai ser a história inicial e os lemons dos respectivos casais presentes na fanfic.

Espero que gostem! Beijos da Unnie. 💕

Capítulo 1 - Capítulo 1.


Fanfic / Fanfiction Boy meets love. - Capítulo 1 - Capítulo 1.

 

     P.o.v's Taehyung 

  Aqui estou eu mofando nessa maldita escola. Hoje, Jimin faltou e me deixou sozinho mas ele tem os seus motivos. Jimin, como eu, também é ômega. E justamente hoje, o seu tão esperado cio chegou. Não é o primeiro cio dele, já deve ser o segundo ou terceiro. O seu namorado, Yoongi, é um lindo alfa. Hoje ambos faltaram porque tinham que resolver os "problemas" do Jimin. O Hobi também faltou hoje então está envolvido nisso. Foi no segundo cio do Jimin, quando o Hoseok, que é um beta, ajudou os dois nesse problema. E desde então é assim, os três se pegando. 

  Mas agora vamos voltar para o motivo da minha bad: Jeon Jungkook. Ele é um alfa D-E-L-I-C-I-O-S-O e um grande filha da puta. Não estou mentindo, todos aqui olham para ele e não existe uma pessoa que não o deseje para si.

  Eu e o Jungkook sempre fomos muito próximos pois somos amigos a mais de três anos. Não só eu e ele, os outros cinco garotos também. Nos encontramos todos os dias na hora do intervalo porque nem todos nós somos da mesma sala. E na hora da saída, vou com o Jungkook, já que somos vizinhos.

  E vamos entrar novamente no assunto do cio. Eu devo ser o ÚNICO ômega desse lugar que ainda não passou por um. O cio costuma ocorrer quando temos cerca de uns 15 anos e eu já estou com 17! 

  No primeiro cio do Jin, tivemos que tirar a irmã dele de casa porque ele e o Namjoon (O Nam é alfa.) quase destruíram a casa. A irmã dele se chama Kim MiWa e é uma ômega (como o Jin).

  Como já devem ter percebido, eu sou uma vela humana. O casal "Namjin" fica se pegando, o casal "YoonMinSeok" se comendo, o Jungkook fica brisando e eu fico de vela.

  O sinal finalmente bateu e eu saí correndo para a nossa mesa. Sim, minha turma tem a própria mesa no refeitório. Me sinto em Meninas Malvadas nesse momento. 

  Jungkook é o primeiro a chegar e se sentou ao meu lado. Logo vi Namjoon e Jin vindo e com eles, a pequena MiWa (que não é tão pequena assim, já tem 16 anos).

  Jungkook é o mais novo, tem 16. Ele está no primeiro ano e é da sala de MiWa. A irmã do Kookie, Jeon Yunay, é alfa e também tem 16 anos, mas eles não são da mesma turma. Eu sou da sala daquela vagabunda do Jimin e o restante do grupo, que já estão no terceiro ano, são da mesma turma. 

    ⁃    Bom dia Hyung. -Jungkook diz. Gente, esse "Hyung" acaba comigo. 

    ⁃    Bom dia Kookie. -Falei sorrindo. 

    ⁃    Bom dia crianças. -Namjoon falou se sentando. 

    ⁃    Olá! -Jin falou animado. 

    ⁃    B-Bom dia. -MiWa falou corando dos pés à cabeça. Tão fofa. 

    ⁃    O Jimin está no cio? -Nam perguntou. 

    ⁃    Sim. -Respondi bufando. 

    ⁃    Então está explicado. -Jin falou sorrindo. 

    ⁃    MiWa, comece a se cuidar, hm? Seu cheiro está diferente. -Namjoon comentou e Jungkook respirou fundo. 

    ⁃    Ô estrupício. -Yunay chegou gritando e batendo na cabeça de Jungkook.- A Mamãe me disse que você não arrumou a casa ontem. 

    ⁃    Mas ontem foi o seu dia, idiota. -Jungkook falou. 

    ⁃    E qual foi o nosso combinado hein? Você arrumava a casa e eu não contava sobre o seu crush pra ninguém. -A garota disse brava. 

    ⁃    OPA! Crush?! Conta mais Yu! -Jin disse rindo. 

    ⁃    Ah, é que o meu irmãozinho aqui tem um penhasco por alguém do grupinho de vocês. 

    ⁃    Socorro! To chocado! Como você descobriu isso? -Jin perguntou. Jungkook estava vermelho igual a um tomate. 

    ⁃    Ele estava batendo uma e soltou o nome da pessoa sem querer. -Ela disse dando de ombros e pegando a maçã que estava em cima da mesa. 

    ⁃    Pesado. -Namjoon falou. Na hora que ela disse isso até eu fiquei vermelho. Como ela consegue falar algo assim tão facilmente? 

  A garota saiu andando e MiWa se levantou e foi atrás dela. O que está acontecendo? 

    ⁃    O que a MiWa quer com ela? -Perguntei. 

    ⁃    Deve ir se confessar. -Jin disse simples.

    ⁃    Ela vai o que? -Todos nós perguntamos surpresos. 

    ⁃    Se confessar. Não é de hoje que ela está afim da Yu. -Jin respondeu. Estou pasmo. MiWa era um bebezinho a alguns segundos atrás e agora está se confessando. O tempo passa tão rápido. 

    ⁃    Mas e você? Quem é a pessoa? -Namjoon perguntou para Jungkook. 

    ⁃    Quem sabe um dia eu fale... -Ele respondeu nervoso. 


OK! Meu coração quebrou agora. O meu Kookie (que não é meu porra nenhuma) está gostando de alguém e tenho certeza que não sou eu. VOU ME JOGAR! 

    ⁃    Ei, Tae. -Jin me chamou.

    ⁃    Hm? 

    ⁃    E seu cio? Nada até hoje? -Ele perguntou. 

    ⁃    Nada Jin... -Respondi cabisbaixo. Até o cio de MiWa está chegando e o meu nada. 

  De repente vi duas garotas se aproximando. Eram Yunay e MiWa, estavam abraçadas. 

    ⁃    Eai? -Jin perguntou animado e MiWa só abaixou a cabeça sorrindo. 

    ⁃    Estamos namorando. Eu sempre gostei dela mas tinha medo de não ser algo recíproco. -Yunay falou sorrindo.- Agora que eu descobri que ela também gosta de mim, ninguém me segura. 

    ⁃    Parabéns. Desejo toda a felicidade do mundo para vocês. -Falei sorrindo. Elas formam um belo casal. 

  O sinal bateu novamente e nos levantamos. Jungkook e MiWa foram juntos para a sala de aula, Yunay sumiu e Namjoon foi na frente porque Jin disse que queria falar comigo. 

    ⁃    Pode começar a contar. -Ele falou. 

    ⁃    Ixi filho, contar o que? -Perguntei rindo. 

    ⁃    Sobre o seus sentimentos pelo Jungkook. 


Eita porra, o Jin descobriu. 

    ⁃    Que sentimento? Está louco? Aish Omma, só você mesmo. -Falei. Sim, chamamos Jin de Omma porque ele cuida muito de nós. Mas Jin não gosta e sempre fica pistolado com isso.

    ⁃    Sei... Mais tarde conversamos direito. -Jin disse e saiu andando.


~£~  Quebra de tempo ~€~


  Finalmente o sinal bateu e vou poder ir para casa. A escola já é chata, sem o Jimin fica pior. 

    ⁃    Tchau gente. -Eu e Jungkook falamos para o restante. 

  Começamos a andar e um silêncio insuportável se instalou entre nós. 

    ⁃    Pode começar a contar, mocinho. Quem é a pessoa? Somos melhores amigos! Não me esconda as coisas. -Falei. 

    ⁃    Não te escondo nada mas dessa vez eu não vou falar. Não até ter certeza de algo. -Ele disse com um sorriso estranho, um tanto malicioso, eu diria. 

    ⁃    E você, Hyung? Gostando de alguém? -Jungkook perguntou ainda com o mesmo sorriso. 

    ⁃    Sim. -Respondi. 

    ⁃    Quem é? 

    ⁃    Quem sabe um dia eu conte. -Falei o imitando e ele fechou a cara. 


  Logo chegamos na rua de nossa casa. 

    ⁃    Tchau Jungkook. 

    ⁃    Até mais, Hyung. 

  Entrei em minha casa e me joguei no sofá, estou meio na bad hoje. Logo a minha mãe chegou me obrigando a ajudá-la a fazer uma torta. 

  Fizemos a torta e adivinha quem teve que ir levar um pedaço para os vizinhos vulgo pais do Jungkook... Isso aí, euzinho. 

  Troquei de roupa e coloquei algo mais apresentável já que eu estava parecendo um mendigo a segundos atrás. 

  Andei até lá e bati na porta. Depois de alguns minutos, fui atendido pela senhora Jeon. 

    ⁃    Oi tia. Minha mãe me pediu para trazer essa torta para vocês. -Falei. 

    ⁃    Oi TaeTae. Entra um pouco, vou até a sua casa conversar assuntos de meninas com ela. -Senhora Jeon disse rindo e saiu. 

  Entrei na casa e subi as escada indo até o quarto de Jungkook. Quando abri a porta, o mesmo estava jogado na cama. 

    ⁃    O que faz aqui? -Ele me perguntou.

    ⁃    Eu estava atoa e resolvi vir pra cá. -Falei e me joguei ao seu lado na cama. 

    ⁃    Ei, Hyung. Não vai me contar aquilo não? -Jungkook perguntou me encarando. 

    ⁃    Não. E você? 

    ⁃    Só se você contar. -Ele disse. Que espertinho ele, não? 


                  P.o.v's Jungkook 


  Ficamos calados e encarando um ao outro. Acho que é melhor me levantar porque eu juro que se eu não sair daqui, vou ataca-lo. 

  De repente, Taehyung morde o lábio e PUTA QUE PARIU, ESSE GAROTO QUER ME MATAR? É isso mesmo? 

    ⁃    Hyung, não faça isso... 

    ⁃    Isso o que, criatura? 

    ⁃    Isso. -Falei mordendo o lábio igual a ele e percebi que Tae ficou encarando os meus lábios. Ah safado. 

    ⁃    Jungkook, eu... -Ele começou a falar mas o calei com um beijo. Logo Tae subiu em cima de mim e se sentou em meu abdômen. 

    ⁃    Eu gos... -Começou a falar novamente mas a filha da minha mãe da Yunay apareceu de repente no quarto. 

    ⁃    Ei cabeçu... EITA PORRA! MÃÃE, O JUNGKOOK TÁ PEGANDO O CRUSH DELE! -Ela gritou e saiu correndo. 

    ⁃    Então eu sou a pessoa por quem você tem uma quedinha? -Tae perguntou com um sorriso estampado em seu rosto. Quando eu respondi que ele era a pessoa por quem eu tinha um penhasco, esse sorriso aumentou. 

    ⁃    Mas e você? Qual o nome da pessoa que você gosta? -Perguntei. 

    ⁃    O nome da pessoa... -Ele disse se aproximando do meu ouvido e o mordendo em seguida.- É Jeon Jungkook. 

  
  Pensa numa pessoa feliz. Pensou? Pois é, sou eu essa pessoa. 

  Taehyung desceu do meu colo dizendo que tinha que ir embora. Lhe dei outro beijo e o deixei ir. Enquanto ele caminhava até a porta, eu observava aquela linda bunda dele. O pai de Kim Taehyung não tem um pênis, tem um pincel.

 

 


Notas Finais


Obrigada por ler! Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...