História My Boyfriend - Sebaek - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chansoo, Sebaek, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 517
Palavras 801
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Cap 10


Fanfic / Fanfiction My Boyfriend - Sebaek - Capítulo 10 - Cap 10

- A-ah, nada. - Ele disse segurando seu braço. 

- Vamos Sehun, fale. - Pedi. - Eu posso te ajudar.

- Não, não com isso. - Segurei seu rosto fazendo-o olhar para mim. - Não insista! - Ele me empurrou e saiu.

Revirei meus olhos e fui lavar a louça. Pedi para que ele varresse a casa e assim ele fez. 

[...]
Tomei um banho e quando saí ouvi vozes vindo quarto de Hun. Fui até lá e fiquei na porta escutando.

- "É, eu fiz novamente!" - Ouvi o mesmo dizer. Provavelmente estava em chamada por voz. - "Eu sei Lu, mas eu precisava me aliviar." - Percebi que ele falava com Luhan. Mas sobre o que? Se é para se aliviar...Seria masturbação? - "Cicatrizes externa se curam, internas não." - Não sei porque, mas senti uma baita vontade de abraça-lo ao ouvir isso. - "Aish Han! Eu te prometi não tentar mais uma vez, não foi?" - Ele parecia alterado. Mas...tentar o que? - "Baekhyun? Ele esta no banho, não vai escutar." - 

"Se enganou, Sehunzinho" - Pensei. 

- "Eu vou banhar, tchau. Sim, meu braço vai ficar bem!" - Ouvi ele levantar da cama e corri.

[...]
Sentei em minha cama, pensativo. 

"Vamos usar a lógica, Baek. Ele falou que cicatrizes externas se curam, internas não... e que precisava se aliviar...Ta poderia ser masturbaçao, certo? Errado! Desde quando isso machuca? E depois, ele disse que seu braço ficaria bem." - Lembro do que vi em seu braço. "Pera!! Sehun se mutila?! Agora faz sentido! Mas por que?" 

[...]
Não sai do meu quarto para nada! Fiquei apenas tentando criar um teoria certa para as mutilações de Oh. Porém, eu não sabia de nada da vida dele. 

Enfim saí daquele quarto. Fui até o jardim e o encontrei lá, falando com o vento. 

- "Eu te amo mãe, você sabe disso. Eu nunca te disse, mas agora digo, mesmo que seja tarde. Seria pedir muito para você voltar só para mim te abraçar? Você não merecia isso! Mas agora sei que esta em um lugar melhor. Que aí você é bem tratada...livre de dores e sofrimento. Eu queria estar aí contigo, mas não posso. Eu juro que já tentei, mas parece que tem algo que não me deixa ir. O que é preciso eu fazer para me livrar dessa vida sem sentido? Eu não consigo mais amar, não consigo mais sorrir, não consigo mais dizer um "Eu te amo". A minha vida é uma merda, mamãe. Depois que te perdi, o vovô morreu, despois à vovó e por fim minha namorada. Eu fui morar com Luhan depois disso tudo...Ele me apoiou! Mas agora estou morando com Baekhyun...Ele é um garoto legal, mas eu não o trato bem. Desculpa mãe, mas eu sinto inveja dele. Sei que não foi essa educação que me deu, mas...Eu só queria ter a vida dele. Poder sorrir verdadeiramente como ele faz. Poder amar e ser amado. - Senti uma lágrima escorrer em meu rosto. - Adeus, mamãe." - Ele levantou devagar e virou para mim. Simplesmente corri e o abracei. De primeira ele não cedeu, mas depois se acomodou em meus braços.

- Perdão por tudo. - Pedi em lágrimas. - Me perdoa. - Ele chorava junto comigo. 

[...]
Passamos um tempo ali, abraçados. Era bom sentir seu braço envolta de meu pescoço, não sei porque. 

Fomos para sala e sentamos no sofá.

- Posso ver seu braço? - Pedi e ele estendeu-o. Tirei a manga do moletom com delicadeza. 

Estava realmente horrível! Havia tantos cortes ali que já não havia espaço para mais.

- Eu parei por alguns anos, mas voltei. - Falou com os olhos cheios de lágrimas. 

Passei a mão sobre seu cortes, deixando algumas lágrimas cairem. 

- Eu vou te ajudar, Hun. - Falei abraçando-o novamente. - Eu te ajudarei a superar essa dor. Tu aceitas minha ajuda? - Ele afirmou. Olhei para ele e enxuguei suas lágrimas. 

- Perdoe-me. - Ele pediu. 

- Você não tem culpa! Não precisa pedir perdão, ta? Tu precisavas descontar todo teu ódio em alguém, e esse alguém que confiava para descontar, era eu. E fico feliz por confiar em mim para isso. - Ele puxou-me para mais um abraço. 

Eu nunca imaginaria que a vida de Oh era tão horrível! Mas eu vou mudar isso...Ele vai amar novamente, vai sorrir novamente. 

[...]
A noite chegou depressa, como diz a sociedade "Tudo que é bom passa rápido"! Aqueles estavam sendo meus melhores momentos com Oh, sem brigas, sem zoação...Apenas trocávamos carinhos.

Levantei do sofá que nos encontrávamos e fui fazer o jantar. 

Comemos, tomamos um banho (separados) e escovamos os dentes.

[...]
Abri a porta de seu quarto devagar. E ali estava ele, deitado e me olhando.

- Posso dormir com você? - Pedi e ele afirmou. - Obrigado.

Deitei na cama e ele me abraçou por trás. 

E assim dormimos.


Notas Finais


É isso bbs!!

Achei esse cap super triste e fofo
E vocês?

Beijinho bbs.

Saranghae and annyeong.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...