História Boys in love-JOSHLER - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Twenty One Pilots
Personagens Josh Dun, Personagens Originais, Tyler Joseph
Tags Bandas, Bissexualidade, Depressão, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Jenna Black, Josh Dun, Love, Morte, Romance, Sexo, Twenty One Pilots, Tyler Joseph, Violêncoa
Exibições 139
Palavras 1.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - We can just do it


Fanfic / Fanfiction Boys in love-JOSHLER - Capítulo 12 - We can just do it


Não tinham passarinhos cantando lá fora,estava chovendo por horas,sempre preferi a chuva,e tudo tão calmo,entende o que quero dizer? Você pode sentar na sua varanda e observar os pingos de chuva caindo,não que eu tenha uma varanda mas gostaria de ter uma,um dia. Por mais estranho que isso seja Josh continuou na minha cama por toda a noite sem dizer uma só palavra,eu odeio isso nele,o fato dele fingir que nada aconteceu! Ele virou de costas pra min e dormiu. Não por muito tempo por que assim que um trovão caiu perto do apartamento ele despertou com com o barulho.

-Hey baby...- disse passando as mãos pelos cabelos rosa dele.

-Baby? Que droga de nome e esse?- Ele tirou minhas mãos de seu cabelo.

-Você sempre acorda irritado?

-E que..tem certas coisas que me deixam irritado,tipo quando alguém me chama de baby.

Me aproximei dele,passando minhas mãos pela sua barriga,ele estremeceu com o toque,seus olhos eram como o de um cachorrinho perdido,me sentei acima dele e beijei seu pescoço,acompanhado de uns chupões,ele pôs suas mãos sobre as minhas costas me levando contra ele,eu não esperava por isso tão cedo. Ele gemeu com um dos chupões,meu pau estava duro naquela situação. E o dele também,já passamos tantos dias juntos nessa casa e ele nem sequer transou comigo,o máximo que ele fez foi chupar o meu pau,okay nada romantico.

-Ty...- Ele me fitou- Seu pau esta duro em cima de min,da pra sair de cima por favor?

-Eu sei que gosta disso- Disse provocando ele exatamente como ele fazia- Sei que sente tesão em mim!

-T-Ty,por favor,só sai..eu,huh..- Antes que ele pudesse terminar a frase juntei meus lábios aos dele,ainda com meus lábios na boca dele desci minha mão ate o pau dele e o apertei,fazendo-o gemer e se contorcer na cama,o que parecia Sexy pra min.- Ty..oh

-O que tem a dizer Mr.Dun?- disse o masturbando.

-Oh..Deus,Ty...

-Então quer que eu faça mais?- provoquei ele pelo modo como dizia.

-Só...faça isso.

Obedeci o que ele dizia,desci ate o "escroto" dele e passei a chupa-lo,enfiei todo o grande comprimento em minha boca,levando ate minha garganta. Josh estava abafando os gritos com o travesseiro que ele agarrava em seu rosto. Lambi o topo do pau dele,causando-lhe total prazer. Ele estava tendo um orgasmo na minha boca. Subi ate a boca dele dividindo o "leite" dele com ele. De um certo modo ele estava suado e vermelho.

-Vire-se.

E foi só o que ele disse antes de eu me virar. Josh havia levantado da cama,mas logo voltou e trazia consigo algo de sua mochila. Ele me colocou uma mordaça em forme de bolas pretas e prendou minhas mãos na cama,deixando meus pés livres.

-Esta tudo bem pra você.?- ele disse doce.

-S-Sim.- Eu não sabia o que ia acontecer,mas sabia que se fosse o que ele estava pensando..seria muito estranho,como o Josh mudou de humor tão rápido?

Josh havia pousado suas mãos sobre a minha cintura,ele sentou em min,enfiando o seu "escroto" pelo meu buraco de trás. A mordaça me empedia que eu fizesse algum barulho muito alto. Mas mesmo assim a dor e o prazer caminhavam juntos,toda a vez que Josh atingia minha prostata uma onda de prazer me invadia. Eu tentava gritar mas a mordaça me impedia e isso me deixava mais excitado. Josh tirava e colocava seu "escroto" dentro de min,ele estava indo em um ritmo agressivo,mas que me gerava mil sensações boas. Ele atingia minha prostata com força me levando pra frente toda vez.

-Oh...Deus.. - dizia Josh.- Isso,e tão...excitante e bom.

Ele me puxou  me pondo com a barriga pra cima de novo,Tirou a mordaça da minha boca,me beijando antes que eu pudesse dizer algo,ele conseguiu colocar o pau no meu buraco deitando contra min,era como um homem e uma mulher transando,ele se movia pra cima e pra baixo. Meus gemidos eram altos e satisfatórios os dele andavam no mesmo ritmo que o meu. Era visível quando o pau dele entrava dentro de min,era tão grande,e me causava tanta dor mas tanto prazer.

Ele tirou as cordas que me amarravam na cama,voltando pra cima de min,assim pude me agarrar as costas dele. Quando ele ia pra frente meu corpo reagia do mesmo jeitto. Passei de gemidos para gritos. Deitei meus braços na cama,Josh entrelaçou nossas mãos e apertamos. O ritmo de Josh estava cada vez mais rápido,podia sentir a cama tremer,a base dos nossos gritos que eram de se escutar ate do apartamento do lado. Josh desceu sua cabeça em meu peito,levei minha cabeça pra trás e me agarrei ao travesseiro. Fechei meus olhos e olhei para Josh que estava quase sem fôlego e mesmo assim ele começou a beijar minha barriga ate chegar a minha boca,era um beijo demorado,nossas linguas se batiam e se juntavam todo o tempo e estavámos sem fôlego e por isso era perfeito,ele fazia ser perfeito.

-J-Josh você ainda esta dentro de min..- assim que disse ele tirou o escroto de min e se deitou ao meu lado,esfregou o cabelo e saiu da cama.

-Aonde vai?

-Tomar um banho.

Seu corpo exausto e Sexy era tão bonito de se ver suado e nu. Ele pegou uma toalha e saiu.

Eu não poderia deixar o Josh ir de novo! Ele..pode demorar ate meses pra fazer isso de novo comigo,minha tesão por ele aumentava.

Me levantei da cama,e senti uma dor da cintura,talvez tenha sido pelas vezes que o Josh entrou e saiu de min ou força que ele antingiu minha prostata.

A porta do banheiro estava entreaberta,entrei de mansinho e entrei dentro do chuveiro,a aguá que caia era quente,dava pra sentir o calor ali dentro,fechei a cortina e fitei Josh que se aproximou de min,tinha uma lágrima descendo de seu rosto. Ele acariciou meu rosto e sorriu.

-Eu...- ele respirou fundo- Eu amo você pra caralho.

-Josh...- Ainda estava processando o que tinha acabado de acontecer,ele disse "EU TE AMO" - Eu te amo também.

Ele se aproximou de min me agarrando pra um beijo de baixo da água quente. Ele segurava minha cintura enquanto eu apoiava minhas mãos nas costas dele,Josh me preensou na parede e deu beijos no meu pescoço,e nos meus lábios. Josh me colocou contra a parede e passou o braço em volta da minha barriga. Ele penetrou pelo meu buraco de trás. Fazendo com que eu gemesse mais,ele apoiou sua mão esquerda da parede. Ele entrava e saia de min.cheguei ao ponto de gemer coisas idiotas como "Mais forte" ou "Me fode Josh"  coisas que no futuro eu vou ter vergonha de lembrar.

Josh me virou pra ele,me colocando em seu colo,ele me encostou na parede e me fitou.mordeu seus lábios,logo em seguida eu fiz o mesmo  e ele passou a me beijar. Entrelaçamos nossas mãos na parede,Josh voltou a dar Chupões no meu pescoço,e estava me apertando mais contra o corpo dele,aquilo com certeza deixaria marcas.

Parecia ser um momento romantico perfeito como em cenas de filmes,bom...isso se ele não fingir que tudo isso não aconteceu depois,ele não seria capaz,seria?

(....)

Estava sentado no sofá vendo um filme,passei as mãos pelo pescoço e pela barriga,estava tudo dolorido,machucado e manchado.

Josh passou pela sala e parou na minha frente,seus olhos pareciam confusos e tristes. Ele celou os punhos e saiu pela porta.

Levantei a cabeça sem entender o que tinha acabado de acontecer,e fitei a porta e me levantei.

-Baby? - chamei mas ele não estava lá realmente.

Ele foi embora? De novo? Mesmo depois de fuder pra caralho comigo? Ele ainda tem coragem de sair...ele...disse que me ama,ele realmente disse aquilo pra min mais cedo. Me senti um merda quando ele se foi. E por que ele fez isso? A minha vida e repleta de porquês...eu nunca tenho á resposta pra nada e quando tenho,nunca e a resposta que eu quero.

Caminhei ate meu quarto e me joguei na cama,botei o travesseiro no rosto e apertei contra o mesmo eu mal conseguia conter as lagrimas que caíam dos meus olhos,e tudo porque? Porque eu amo aquele cara para o caralho,e ele vai fazer essa merda comigo de novo...ele vai me deixar sozinho.


Notas Finais


MDS ESSE CAPÍTULO FICOU MUITO PEQUENO MIL DESCULPAS MAS EU SÓ QUERIA MOSTRAR MAIS ELES JUNTOS EU SEI QUE VOCÊS GOSTAM.
ENTÃO COMENTE O QUE ESTA ACHANDO SOBRE O JOSH NESSE MOMENTO TIPO O QUE VOCÊ MAIS GOSTARIA DE VER ACONTECENDO NO PRÓXIMO CAPÍTULO
EEHHH ELES FINALMENTE FICARAM COLADINHOS.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...