História Boys in love-JOSHLER - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Twenty One Pilots
Personagens Josh Dun, Personagens Originais, Tyler Joseph
Tags Bandas, Bissexualidade, Depressão, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Jenna Black, Josh Dun, Love, Morte, Romance, Sexo, Twenty One Pilots, Tyler Joseph, Violêncoa
Exibições 108
Palavras 1.172
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem de coração se quase matei vocês no começo desse capítulo.
Boa leitura ^-^

Capítulo 14 - I'm not insecure,But i care what you think


Fanfic / Fanfiction Boys in love-JOSHLER - Capítulo 14 - I'm not insecure,But i care what you think


Esfreguei as mãos nos olhos e olhei pro lado da cama,Josh não estava lá. Arqueei as sobrancelhas e me levantei,estiquei minhas articulações e caminhei pelo vasto corredor da casa dele,ainda sonolento. O dia parecia sombrio,não havia sol,estava chovendo e frio,tinham flocos de neve caindo lá fora.

Pisei sobre a cozinha e Josh não estava lá,mas a geladeira estava aberta,fechei a mesma e caminhei ate a sala. Nenhum sinal de Josh naquele lugar era visível.

-JOSH!- Exclamei sem respostas,e ai que tinha ficado claro pra min,ele me abandonou de novo,ele fugiu de min e dos sentimentos dele. Um no se formou na minha garganta e um ar frio arrepiou meus pelos,me sentei no sofá,tentando segurar as temidas lagrimas,mas não consegui,pois elas desabaram em meu rosto e desceram tão forte quanto uma correnteza.

Envolvi meus braços ao redor do meu corpo e me joguei no sofá,eu não queria que aquilo fosse real,não podia ser real. Ele me dissera,ele me prometera que ficaria comigo e não fugiria,essa foi a resposta dele "Nunca" quando eu pedi pra ele dizer que não me deixaria "Nunca" e isso soou como um baque na minha cabeça porque meu coração doía e sentia calafrios percorrerem a minha nuca.

Coloquei as almofadas nos ouvidos,tapando-os completamente,não se ouvia nada. Apertei meus olhos e contei 1....2....3...1....2....3.. queria fingir que estava tudo legal,mas não estava. Me balancei de um lado pro outro no sofá,ate que senti mãos quentes se precionando contra as minhas,abri os olhos e joguei as almofadas para longe.

Apertei aquele corpo contra o meu,deitando minha cabeça em seu ombro esquerdo. Olhei por trás,haviam duas sacolas de plastico no chão,arrisco dizer que eram compras de supermercado.

-Hey,o que houve?- Josh disse afastando seu corpo do meu,ainda sentado ao meu lado no sofá,ele me fitava confuso.- Hein? O que há de errado com você?

-Eu...só pensei que tinha me deixado....de novo- Assim que eu disse Josh franziu o senho e me fitou sem humor algum.

-Ty..eu disse que nunca iria te deixar- Ele disse e fez um sinal apontando para a sacola- Eu só fui fazer alguns estoques...pra você.

-Pra min? Essa e a sua casa Josh...esqueceu?

-Eu..prefiro ir morar com você,se e que você acha possível.

-Sim,sim..eu não recebo muita gente lá,você pode dormir no quarto de visitas.

-Visitas? Eu sou seu namorado- Amava ouvir Josh dizer aquilo.-Eu deveria dormir com você.

-Tem...razão,então..me desculpa pelo escandalo.

-Sem problemas,você pode me recompensar com uma outra coisa.-Ele disse e sorriu maliciosamente pra min.

-O que quer dizer?- Eu sabia exatamente o que ele queria dizer.

Josh me beijou sem mais nem menos,suas mãos rodavam pela minha cintura,Enquanto meus braços rodavam seu pescoço,o beijo ganhou mais intensidade a ponto de perdermos o fôlego.

-Eu prometo que não vou te machucar hoje.- Josh disse

-Eu gosto de ser machucado por você,seus brinquedinhos estão aqui? As cordas,a mordaça...?- Josh pareceu surpreso quando eu disse aquilo.

-Não,eu...disse que não quero te machucar,não mesmo,quero ser delicado com você e...-Josh dizia passando as mãos pelo meu rosto- Cuidar de você.

-Você e tão fofo...Baby

Josh juntou nossos lábios de novo,dando beijos em meu pescoço ao invés de chupões. Cruzei minhas pernas ao redor da cintura dele. Josh me apertou mais ao corpo dele,suas mãos faziam quase que uma massagem em minhas costas de tanto que ele as apertava e alisava.

Josh levantou do sofá,ainda comigo pendurado ao seu corpo.Ele foi andando pra trás ate chegar em seu quarto,me jogando na cama e caindo por cima de min logo em seguida.

E o estado em que entrei no momento seguinte pode ser caracterizado como uma agitação implacável. Meu Deus, como fiquei agitado! É porque tinha muita coisa a fazer. Você vai por aqui, eu vou ali – está bem, agora você vem por aqui e eu vou por ali -, está bem agora ele desce por este lado enquanto eu subo por lá, enquanto você meio que fica de lado…Finalmente consegui atingi-lo. Encontrei o seu ritmo. Ele cedeu. E eu o pus em fogo. Foi divino.

À medida que o beijava aumentava o calor de seu corpo e ele exalava uma fragrância de montanha. Ele me respondeu com vibrações novas em cada polegada de sua pele, e em cada uma encontrei um calor diferente, um sabor próprio, um gemido novo.

Josh me mordeu no rosto, não todo de brincadeira. Eu afastei o rosto, depois se reaproximou, e ele o mordeu com força no lábio inferior. Eu o beijei no pescoço, forçando-o a levar a cabeça pra trás ele puxou-lhe o meu cabelo e apertou o rosto dele contra a almofada (…) Todo o corpo dele enrijeceu, depois estremeceu com força quando eu desci pra baixo e tomei todo o conteudo dele dentro da minha boca,ele já estava quase lá eu sentia isso,então voltei a penetrar nele,o que o fez gemer infinitas vezes. Então ele finalmente teve o seu orgasmo assim como eu.

(...)

-Você se superou hoje Ty...- Josh dizia fazendo cafune em meus cabelos enquanto eu estava deitado sob seu abdomen

-Você também Baby...você entrou em chamas.

-Você que ativou as chamas.- ele disse mordendo os lábios.

Me abracei mais ao corpo dele,então ele depositou um beijo em minha cabeça.

-Eu te amo Baby..

-Eu te amo também Ty- Ele disse e passou as mãos por debaixo do cobertor,ate chegar em meu pau,ele começou a me masturbar,meus gemidos saiam roucos. Deitei a cabeça pra trás e deixei ele fazer eu ter um segundo orgasmo em um só dia.

-Fique comigo,aqui e pra sempre,nem pense em me soltar,e pra sempre não e?- Disse

-Sempre.

....

Josh e eu estávamos voltando pra minha casa. Assim que chegamos lá,me joguei no sofá com força e Josh se jogou acima de min,ficando no meu colo.

-E ai gata..tudo bem?- disse e rimos.

-To brisando,e você sua gostosa,o que esta pensando?- ele disse rindo.

-Eu..eu estive pensando sobre...- Pensei se deveria dizer aquilo,talvez não,talvez não seja o mais correto,ou côerente,mas quer saber...Foda-se- Eu tenho escrito novas músicas,e pensei se sei lá,já que voltamos a nos falar pra valer,e eu perdi meu orgulho perante a você eu queria dizer que...

-O que Ty? Para de enrolar.

-Okay,eu andei pensando se sei lá,o Twenty øne Piløts poderia voltar?

-Claro.

E foi só uma resposta que poderia mudar a minha vida a partir de agora. Exatamente como eu mudei de vida depois que desisti do T . Ø . P. Enfim,nos voltaremos.

-E se falharmos?

-Bom,então nos reeguemos de novo e recomeçamos a música do começo.

-okay,eu ate já sei quem vai ser o meu baterista.

-Eu também já sei.

-E o cara mais Sexy e legal que eu já conheci.

-E eu já sei pra quem vou tocar bateria.

-Pra quem?

-Pro cara mais fofo e gostoso que eu conheço.

Josh tinha essa mania incontrolável de morder os lábios. Isso sempre me deixara com tesão,ele não sabia o efeito que simples gestos que ele omítia causavam em min,era quase como um fogo,que jamais se apagaria,só ardia mais no meu peito e pesava mais sobre a minha consciência.


Notas Finais


Bom,desculpa se estiver pequeno demais de verdade ;)
E eu oficialmente posso escrever um 50 tons de cinza parte 2 depois desse capítulo.
Enfim,espero que eu não tenha apressado demais as coisas,mas pretendo terminar a fic no Capitulo 21 então tenho que adiantar muitas coisas.
Enfim espero que tenham gostado ^-^
Favorite e comente
E diga o que achou eu adoro ler os comentários,não seja um leitor fantasma.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...