História Boys in Luv II: Wake Up and Love me - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jinhope, Taejin, Yoonseok
Exibições 379
Palavras 1.239
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, FemmeSlash, Fluffy, Lemon, Lírica, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 44 - Um passo


Fanfic / Fanfiction Boys in Luv II: Wake Up and Love me - Capítulo 44 - Um passo

Park Jimin

— Jimin. — Chamou mamãe, batendo de leve na porta. Falei para entrar e ela entrou, é claro. — Uau! Meu santo Siwon! Você, você está tão... Tão...

Ela parou de falar, me virei para vê-la.

— Oh, Mãe. — Meu queixo teve um belo encontro com o chão. — Você está maravilhosa!!!

— Você acha? — Ela girou no meio do quarto. — Mamãe tem que ficar bonitona, não é mesmo?

Concordei, segurando para não acabar chorando e borra a simples maquiagem que Tiffany havia feito em mim, para esconder as espinhas.

Minha mãe estava usando um vestido longo, azul marinho, bem discreto, porém deixava seu colo amostra, de um jeito atrativo para outros homens, o que me fez não gostar muito dele, por esse motivo. Infelizmente já estava tarde para dar umas bronquinhas, mesmo assim, mamãe estava muito linda!

Ela se aproximou de mim, e notei mais um detalhe em seu vestido, ele era aberto um pouco na lateral, o que mostrava uma de suas pernas.

— Meu bebê... — Ela colocou suas mãos, uma de cada lado de meu rosto e olhou em meus olhos. — Estou muito feliz por você. Esse dia será inesquecível para nós dois... — seus olhos lacrimejaram.

— Obrigado, mãe. — toquei em suas mãos. — obrigado por estar comigo, participando desse dia tão importante... Eu te amo...

— Sempre vou te amar, independente de qualquer coisa, Jimin.

Nos abraçamos por um longo tempo, até que alguém abriu a porta, nos interrompendo.

Era meu pai.

— Posso entrar?

— Sim. — funguei, me afastando de mamãe.

— Nossa!!! — Ele exclamou, comendo mamãe com os olhos. — Você está incrível.

Ela sorriu tímida.

— Você também não está nada mal. — comentou ela. — Ah... Vou ver se Jungkook está pronto.

Mamãe saiu do quarto, que era de J-Hope.

— Filho... — começou ele enfiando as mãos no bolso e se aproximando sem jeito. — Você parece a sua mãe.

— Então, eu estou incrível? — perguntei suspeitando de que aquilo fosse um elogio.

— É, claro. — ele riu.

— Obrigado, Pai. Você também, não está nada mal.

Lentamente nos aproximamos e nos abraçamos rapidamente.

Jeon Jungkook

— Nossa, que calor! — reclamei depois de ficar algum tempo dentro do terno, apesar de estar lindo e maravilhoso, o calor estava ficando insuportável.

— Dá pra ficar quieto! — brigou Tiffany. — Vou borrar e terei que começar tudo de novo!!!

Tiffany estava perdendo a paciência, só para passar base em meu rosto, mas não dava, estava muito calor e mesmo com a janela aberta, parecia que estávamos dentro de um forno.

— Olha, meu vestido... — Gritou Suzy ao entrar no quarto sem bater na porta. — Olhaaa?

— Linda igual a uma princesa, meu amor. — Tiffany disse, dando uma espiada e voltando para montar meu rosto.

— Sou uma princesa.

— É, claro. — concordei. — e eu sou um príncipe!

— Não, é não. Jimin é o-o-o plíncipe. — Suzy cruzou os braços. Soltei um riso ao ver seu reflexo. — Ele é o meu príncipe encantado igual a blanca de neve.

— Jungkook é um dos sete anões. — comentou Monster, rindo feito um idiota.

— E-e-e você é a bluxa. — Suzy apontou para ele e saiu furiosa.

— Toma! — gritei.

— FI-CA-QUI-E-TO! — disse pausadamente entredentes, fiquei assustado com a cara feia que minha prima fez e resolvi ficar quieto.

Depois que ela terminou a maquiagem, fiquei aliviado, mas também, me achei estranho ao me ver no espelho, eu parecia ser outra pessoa. Decidi não reclamar, minha prima havia maquiado quase todos de casa e ela nem estava arrumada, Tiffany estava de roupão e bobes na cabeça, parecida com a dona Florinda.

— Agora vou me arrumar. — disse saindo com pressa. — Ai, minha nossa, você está uma gata!!!

Ouvi a voz de Tiffany vindo do corredor, fiquei curioso para saber quem era a tal gata, entretanto, a pessoa apareceu como um fantasma na porta do quarto dos pais de J-Hope.

— Uau! Acho que vou desistir de Jimin e me casar com você. — falei, olhando para minha sogra. — Por favor, se case comigo. — Brinquei, é claro.

Hyeyeon ficou vermelha.

— Para com isso. — Ela riu. — Você está lindo, Jungkook.

— Obrigado.

— Puxou a mim, não acha? — Papai perguntou, aparecendo logo atrás dela.

Hyeyeon mexeu nos cabelos, totalmente sem graça e mais vermelha do que antes.

— Pai...

— oh, quase me esqueci.

— de mim?

— mais ou menos. — ele riu, balançando um copo cheio de uísque e gelo. — Er... Você está muito gato! Claro, puxou ao seu paizão. — ele riu, se achando, embora me diziam que eu era a cara de mamãe.

— Já está bêbado? — Fiquei sério, peguei o copo de suas mãos. — Meu casamento, por isso, eu mando aqui.

— Tudo bem, chefe. Nos vemos lá em baixo.

Papai piscou antes de sair. Quando percebi, minha sogra já havia vazado faz tempo.

Suspirei, tomei um golão daquele uísque e senti o liquido me queimar por dentro.

— Vá com calma, noivo. — comentou Monster.

— Você ainda está aqui? — Revirei os olhos e bebi mais. — Estou pronto.

Park Jimin

— Estou pronto. — Falei para mim mesmo na frente do espelho. Respirei fundo para tirar as borboletas de dentro do meu estomago, mas elas continuaram por lá. — Estou pronto.

Continuei parado.

— Quer uma ajudinha para andar? — Perguntou Hoseok, que me olhava  parado, conversando com meu reflexo.

Ele estava arrumado, muito diferente do que eu estava acostumado a ver. Estava lindo. Muito mesmo, confesso.

Hoseok adentrou em seu quarto, encostou a porta atrás de si e ficou se aproximou vagarosamente.

— Você está...

— Lindo? É, eu sei. Sempre fui. — disse se achando. Hoseok parou atrás de mim, tocou em meus ombros e me virou para ficar frente a frente com ele. — Você... — seus olhos se encheram de lágrimas, por isso, Hoseok olhou para o teto por alguns segundos e fungou.

— Não precisa chorar, Hobie.

— Jiminnie... — sussurrou. Voltou a olhar para mim. — Passamos por tantas coisas... E agora... Você vai viver o seu... Felizes...

— Para sempre. — dissemos em uníssono. 

Abri um sorriso, mas logo me desfiz quando Hoseok me surpreendeu com algumas lágrimas caindo de seus olhos, que pareciam sorriem sozinhos.

— Hoseok? — senti meu coração saltar a milhão. — Por que...?

Hoseok tirou as mãos dos meus ombros.

— Um amor não acaba de uma hora para outra... — disse, olhando em meus olhos. — Não precisa dizer nada...

— E o Jin? Como...

— Comecei a sair com ele para esquecer você, é claro que, eu sinto algo por ele, mas... — Hoseok parecia lutar consigo mesmo. — Mas não é a mesma coisa que eu sinto... Por... Por... Você...

Ele suspirou, limpou o rosto com as mãos.

— Nossa, Tiff vai me matar... — comentou ao olhar para as mãos. — a Maquiagem saiu um pouco.... — ele riu.

— Hobie... — Peguei em sua mão para que olhasse para mim. — Você bebeu?

— Um pouco... Seu sogro me ofereceu...

— Droga... — murmurei, soltei suas mãos e dei uma volta pelo quarto. — Hobie, você nã...

Sem aviso, fui surpreendido com um beijo. Meu melhor amigo, ex-namorado e padrinho, me beijou, faltando horas antes para o meu casamento.

Meu coração batia, claro, se parasse, eu morreria. Enquanto sentia sua língua se envolver com a minha como antigamente, confesso que gostei, mas me senti culpado.

Lembrei de Jungkook e o afastei de leve.

— O que você fez? — Perguntei, sentindo meu corpo formigar. Olhei para a porta e ela continuava fechada, me senti um pouco aliviado.

— Sua despedida de solteiro. — sussurrou ele. — E também, o nosso último beijo antes de você pertencer literalmente a alguém...

— Hobie...

— Shhh... — Ele colocou o dedo em meus lábios, me interrompendo. — Não diga nada. Seja feliz, Jiminnie.

Hoseok saiu do quarto, me deixando parado, perdido em meus pensamentos e com o coração acelerado. — com borboletas na barriga. 


Notas Finais


Annyong!!!

Pulei a parte em que Jimin pede para Hobie ser seu padrinho e Jungkook com Jin. Me desculpem :v
Desculpe se sumo, mas é que não tenho o mesmo tempo que tinha antes de postar dois capítulos de uma vez T-T
Não se preocupem que vou terminar essa fic e não vou abandonar. além disso, preciso continuar a outra ... Cielos!!
Bom... Espero que tenha gostado *---*
Ah... Quem puder me responder rapidinho... Bom, sempre acabo escrevendo alguma coisinha pela celular, mas a maioria não se torna fanfic e nem posto, escrevo por causa do momento... comecei a escrever uma sobre BTS...
Alguém já leu fanfic Imagines? O que acham delas? Tenho uma, mas tenho receio de postar :B ~quem puder dar um help, agradeço <3 ~
beijoos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...