História Boys Love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekyeol, Chanbaek, Exo
Exibições 80
Palavras 1.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


DESCULPA A DEMORA AAAAAA EU JURO QUE FOI SEM QUERER, EU ESTAVA SEM COMPUTADOR, DESCULPA AMO VOCÊS. APROVEITEM ESSE CAPÍTULO, EU ESCREVI COM MUITO AMOR
Boa leitura!

Capítulo 4 - Capítulo 3 - A sós com Chanyeol



Conto tudo que aconteceu na aula de artes para a Yoora- como se tivesse acontecido muita coisa- e a cada palavra ela sorria mais, pensei seriamente se ela estava querendo fazer um cosplay do Coringa ou coisa do tipo. Pela primeira vez na minha vida fiquei com medo da Yoora.
Estava muito barulhento ali no corredor, vários alunos conversando sobre coisas aleatórias, alguns se beijando -comendo- ali mesmo no meio do corredor, outros sendo mais fofinhos e andando de mãos dadas, e eu aqui, surtando pelo irmão da minha melhor amiga enquanto imagino como deve ser beijá-lo e segurar suas grandes mãos. -que devem ser ótimas para certas coisas, se é que vocês me entendem- A Yoora começa a me puxar para fora da escola, pelo amor de Deus, ela nem espera eu colocar minha blusa de frio. Tenho cara de Elsa para ela achar que  frio não me incomoda?
-Pelo amor, Yoora. Está frio, espera eu colocar minha blusa pelo menos.- Falo enquanto solto sua mão e coloco meu casaco. Nós já havíamos saído do tumultuo e já estávamos em um lugar menos barulhento.
-Pronto, Madame. Podemos ir agora?- Não acredito que ela esta debochando da minha bela face. Ok, como se trata da Yoora isso já é de se esperar.
-Você me respeita, sou teu futuro cunhado.- Nós saímos da escola e vamos em direção a casa da Yoora.
Às vezes eu brinco falando que sou bonito, que vou namorar com o Chanyeol, e coisas do gênero, mas na realidade eu sou uma pessoa extremamente insegura, claro que não demonstro muito, mas da para reparar. Porém eu penso que o jeito de combater a insegurança e o pessimismo é falando coisas positivas! Mesmo que você pense que tal coisa não vai dar certo, fala que vai. Você automaticamente fica mais feliz. Obvio que isso quase nunca acontece comigo, mas às vezes dá certo, não custa tentar. Nossa, acho que endoidei, estou dando conselhos para mim mesmo na minha mente -essa frase não teve sentido-
Eu realmente espero que algum dia eu namore o Channie, já até pensei como vai ser a nossa casa, o casamento, a lua de mel. Eu pensei em tudo.
Chegamos na casa dos Park, e automaticamente eu penso
-Cadê o Chanyeol?
-Sabia que você iria perguntar isso. Ele foi comprar um jogo que lançou à pouco tempo. Se não me engano é Overwatch, não tenho certeza- Meu Deus, o Chanyeol foi comprar Overwatch socorro, já estou imaginando eu e ele jogando Overwatch, provavelmente eu morreria toda hora porque não pararia de apreciar o Channie. Me sento no sofá do lado da Yoora, quando vou abrir minha boca para falar uma coisa ouço a porta abrindo
-Cheguei Yoora.- Ele estava mais feliz do que o normal, com certeza é por causa do jogo, eu também ficaria assim. Eu até compraria esse jogo -que por sinal estou esperando a muito tempo eles lançarem- mas estou guardando dinheiro para  comprar umas roupas extremamente lindas.
-Oi Chanyeol, o Baekhyun está aqui.-  Yoora fala pra ele enquanto pega sua bolsa e seu celular e dá uma piscada discreta para mim. Ela vai em direção a porta coloca seu tênis e diz para Chanyeol – Eu vou ao mercado, é rapidinho. Você espera aqui com o Channie, Baekkie? Vai ser rápido, prometo.- Eu me pergunto como que o que a Yoora disse conseguiu soar tão naturalmente, nem pareceu que foi combinado. Eu jurava que iria ficar na cara que tínhamos combinado isso.
-Ok, eu espero aqui com o Chanyeol.- Eu sei que de “rapidinho” não vai ter nada nessa ida ao mercado.
Yoora sai e fica só eu e o Chanyeol, numa sala, sozinhos, sem ninguém para nos atrapalhar. Eu vejo 4 possibilidades. Primeira: Eu não conseguir arranjar nenhum assunto e ficar um silêncio constrangedor. Segunda: Eu beijar o Chanyeol e depois ser expulso daqui. Terceira: Suicídio, e a última: Mudar para a Suíça e mudar meu nome para Clementino.
-Baekhyun,- Por favor, todos façam silêncio, Deus está falando.- você gosta de jogos?- É isso mesmo que ele me perguntou? Será que é hoje que eu jogo World of Warcraft com ele?
-Sim. Eu amo jogos, principalmente MMORPG, RPG Maker, RPG e Terror- Chanyeol havia se sentado do meu lado no sofá. Ele deu um sorriso maravilhoso, ele parecia estar empolgado, pelo visto ele também gosta desses gêneros. Seus olhos pareciam brilhar. Senhor, me mata, não aguento mais sofrer pelo Chanyeol. Mentira, aguento sim.
-Sério? Os meus também! Que coincidência, não?- COINCIDÊNCIA NÃO @%$@! É O DESTINO- Você joga LoL? Se sim, qual é o seu nick lá?
-Sim, eu jogo- Por fora estou sorrindo e aparentando estar calmo, mas por dentro estou quase tendo um ataque cardíaco e surtando.- Meu nick é bbh_hyun. E o seu?
-O meu é pcy_yeol, até isso é parecido, nossa, acho que não era coincidência e sim destino- Ele dá uma risada super gostosa de ouvir, vontade de gravar e colocar como despertador para todo dia eu acordar de bom humor. E finalmente você reparou que não é coincidência, credo, se ele continuasse achando que era eu desistiria e partiria para outro, mentira me apeguei demais ao Chanyeol, sinto que nunca mais vou conseguir largar dele, é como se ele me completasse, mesmo ele não sabendo.- Você quer jogar WoW quando você for embora daqui? Nossa, perguntei e nem sei se você joga World of Warcraft. Você joga?- Ok, foi comprovado. Park Chanyeol é perfeito, contra fatos não há argumentos.
-Sim! Eu jogo, é meu jogo favorito. Qual é a sua raça favorita?- Pergunto para Chanyeol, eu estou super empolgado, reparo que ele também está, e isso me deixa extremamente feliz.
-Elfo Sangrento, e a sua?- MEU DEUS, NÃO PODE SER, É A MESMA QUE A MINHA *insira gritos de fangirl aqui*
-Elfo Sangrento também!
- Pelo visto nós vamos ser grandes amigos- Chanyeol diz sorrindo, até parece, amigos humpft, nós vamos ser namorados, como não tenho ousadia o suficiente e muito menos cara de Yoora para falar isso vou apenas concordar. É aquela coisa né, tem que ter vergonha na cara, não se pode dar uma de Yoora, que já joga as verdades tudo na mesa e não quer nem saber. Mas sendo sincero, eu admiro muito isso na Yoora, eu queria ter essa coragem que ela tem. Quando eu ia responder eu ouço a porta abrindo, sinto uma tristeza enorme, e meu coração aperta. A Yoora havia chegado. JUSTO NA MELHOR PARTE TOMA NO @& NÃO ACREDITO, É HOJE QUE VOU XINGAR A YOORA ATÉ ELA NÃO AGUENTAR MAIS, NÃO PODE SER, ISSO TA PARECENDO AQUELES ROMANCES CLICHES.
-Oi Baekkie, oi Channie, cheguei.- Ela diz sorrindo, até que ela olha para minha cara de quem perdeu a mãe para alguma doença e está triste há anos. Ela para de sorrir, provavelmente já sabe o que ela fez.
-Vem pro meu quarto aqui comigo Baekkie- é oficial, quero matar Park Yoora. Me levanto do sofá aceno com a cabeça para o Channie e sigo a Yoora, subo as escadas e vou até a porta do quarto da Yoora. Nunca tive tanta vontade de morrer ou matar alguém igual estou agora. Realmente, a Yoora é uma filha da mãe, só que foi sem querer então eu perdoo ela, mas que eu estou puto eu estou, quando eu finalmente consigo conversar com o Chanyeol eu sou interrompido. Desisto.
O quarto da Yoora é bonito, tem piso de madeira, a parede é lilás e as cortinas são floridas. Sua cama é de casal-super confortável por sinal, recomendo. Durmo feito um Chanyeol aqui- vulgo anjo-, e tem a mesa que fica o laptop dela. Ela entra e fecha a porta, quando sento na cama já sou bombardeado de perguntas.
-O que que aconteceu? Por que você está com essa cara de quem perdeu a mãe para alguma doença e está triste há anos? Sobre o que vocês conversaram? Atrapalhei alguma coisa?- Querido Jesus, QUAL FOI O PECADO QUE EU COMETI NA MINHA VIDA PASSADA PARA TER QUE PASSAR POR ISSO?!
 


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado s2 esse capítulo ficou meio clichezinho, mas foi feito com carinho, tá? amo vocês!
ps: Estou amando responder os comentários de vocês! Mesmo que eu nunca consiga dar uma resposta do mesmo nível dos comentários saibam que eu amei, e que mesmo com poucas palavras eu expresso meus sentimentos <3 Muito obrigada a todos que comentam, isso me motiva muito!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...