História Boys Over Flowers - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Chouji Akimichi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kurenai Yuuhi, Mito Uzumaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Toneri Otsutsuki, Tsunade Senju, Yamato
Tags Colegial, Comedia, Drama, Hinata, Kiba, Naruhina, Naruhinasasu, Naruto, Neji, Nejiten, Paixões, Revolução Naruhina, Romance, Sakura, Sasuhina, Sasukarin, Sasuke, Sasusaku, Tonehina
Exibições 377
Palavras 3.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EVERYBODY IS PUTO WITH HINATINHA

Mas ninguém vai matar a autora-cham né? Não não!

E se tem alguém aqui querendo ver ela rastejar pedindo por perdão,FIQUEM FELIZES

Agora vamos terminar o arco dois que eu já deveria ter terminado mas quis ver High School Music.

(IS A START OS SOMETHING NEW,AND FEEL SO RIGHT TO BE HERE WITH YOU OOH)

Acho que fica até melhor dividindo em dois capítulos,sei lá.


E AÍ,VOCÊS JÁ INVADIRAM A CASA DE ALGUÉM?

Capítulo 35 - Arrependimento de um Coração Confuso.


Fanfic / Fanfiction Boys Over Flowers - Capítulo 35 - Arrependimento de um Coração Confuso.

Hinata 

"Péssima ideia"

Era o que minha mente gritava enquanto eu acabava com meus dedos subindo o enorme muro da mansão de Naruto pelos fundos depois de apagar um segurança com um pedaço de tronco que eu roubei de uma árvore que estava sendo "podada" ali na rua.

Depois que eu coloquei o homem-de-preto sentando no banco como se estivesse dormindo confortávelmente comecei a escalar o muro de pedras polidas que moíam meus dedos.

E se não estava ruim antes,eu ainda caí em arbustos espinhosos quando pulei o muro. Mas tudo bem,depois do que eu disse a Naruto eu com certeza mereço.

Eu sabia o quanto aquele assunto era delicado pra ele,ele avia aberto o coração pra mim e eu fui lá e falei aquelas besteiras. E agora eu me sinto horrível por isso.

Mas cara! Que dor!

Estava escuro e atravessar os jardins foi mais fácil do que eu pensei,me escondendo entre uma árvore e outra eu finalmente cheguei até a parte de trás de casa.

O plano é esse:Entrar pela varanda do banheiro (onde uma maravilhosa hidromassagem ficava) e então ir até o quarto de Naruto. O problema mesmo vai ser descobrir qual é,não gravei a porta do quarto dele.

A varanda era no segundo andar e pra minha sorte a parede de trás tinha várias pedras e trepadeiras nas quais eu poderia me apoiar. 

Finalmente pus as mãos no chão da varanda sentindo as solas dos pés ardendo e muito provavelmente em carne viva. Acho que prefiro as pedras polidas do muro do que as lascas demoníacas da casa.

Eram quase três da manhã  e lá estava eu,parada na varanda da casa de um dos herdeiros mais ricos do Japão parecendo um zumbi-monstro-do-poço enviado pelo maligno para me desculpar com Naruto.

Isso não vai dar certo.

Mas o que eu poderia fazer se não conseguia dormir?

•••

Naquela noite mais cedo

"Depois que o carro de Naruto deixou o lugar eu me permiti chorar. Estava decepcionada comigo mesmo,como pude dizer tais coisas?!

Não tardou até que todos deixassem o bar e saíssem atrás de nós para saber o que havia acontecido,mas só encontraram uma Hinata chorosa com maquiagem borrada.

Ninguém disse nada,nem mesmo as respirações dos presentes eram ouvidas,e isso se manteve por um longo tempo até o momento em que ouvi o barulho dos saltos de Shion vindo até mim.

Ela me estendeu um lenço e eu limpei o rosto manchado de preto e as lágrimas que ainda saíam sem permissão.

-Eu não queria ter dito aquelas coisas...eu estava com raiva e...

-Ninguém culpa você,Hinata.-Foi a voz de Temari que soou cortando o silêncio pesaroso daquele estacionamento.

-Eu culpo!-A voz de Gaara sobressaiu arrastada e alegre como a de um legítimo bêbado.-Hinata,eu te adoro. Mas você só tá dando mancada né filha?

Encolhi os ombros sobre as acusações (verídicas) sendo abraçada de lado por Shion.

-Cale a boca seu imbecil.-Ela rosnou ao meu lado e Gaara franziu o cenho.

-Kiba,é melhor domesticar sua noiva!

-Eu? O que eu tenho a ver se ela é uma selvagem sem educação?

Arregalei os olhos e tive que impedir a loira de ir até ele e dar-lhe uns tapas enquanto xingava o moreno de nomes que eu nem sequer sabia que existiam.

Se alguém me dissesse que a patricinha do colégio sabia todos aqueles nomes exdrúxulos,eu não acreditaria.

-Vou levar Hinata pra casa.-A voz de Sasuke apareceu mais alta,fazendo os "pombinhos" se calarem.-Kiba,leve sua noiva pra casa. Shikamaru se encarrega dos irmãos Sabaku.

Ouvi Kiba e Shion protestando algumas vezes e Sasuke me puxou pelo pulso de verte força e me arrastou até onde seu carro estava.

Ele estava visivelmente alterado,as veias em seu pescoço saltavam e sua mão suava,fora sua expressão pouco amigável.

-Sasuke-kun...-Chamei baixo mas não obtive resposta. Sei que era egoísmo mas naquele momento queria um abraço.

Continuamos o percurso até a parte de trás do estacionamento onde uma BMW nos aguardava,e então fui surpreendida por um puxão brusco.

Fui girada e meu corpo de chocou com o carro cujo alarme imediatamente soou.

Olhei surpresa para o moreno que parecia tremer com o maxilar travado enquanto desativava o alarme e me olhava com raiva.

-Quem te deu o direto de falar daquele jeito com o Naruto? O que você estava pensando? Ficou louca,garota?

Arregalei os olhos sentindo a garganta secar e os olhos marejando novamente.

-Sasuke-kun...eu...eu não...

Seu corpo ficou mais próximo ao meu me imprensando contra o carro e eu prendi a respiração tentando conter o nervosismo.

-Escute...não me importa o quanto eu goste de você,mexer com um amigo pra mim é imperdoável,está me ouvindo?!

Ele rugiu em minha direção e eu desabei em lágrimas finalmente,minhas pernas tremiam e mal consegui me manter de pé.

-Eu sei...fui uma pessoa horrivel,não devia ter falado aquelas coisas mas...estava com tanta raiva...eu...

-Hinata...-Ele chamou agora parecendo um pouco mais calmo.-Sei que estava com raiva,mas...-Vi seu peito subindo e descendo descompassado e me perguntei quanta raiva ele estaria contendo.-Você não pode..jamais falar coisas como essa! Naruto é a pessoa que nos manteve unidos durante todo esse tempo,ele...-Ele fez mais uma pausa e eu notei lágrimas brilhando em seus olhos.-Eu o devo muito...ele pode parecer alguém difícil de lidar mas na verdade é uma pessoa incrível! Porra! E nós fodemos a pessoa mais foda do mundo! Ele ama você e mesmo depois de...-Ele fez mais uma pausa,respirando fundo e desviando os olhos dos meus.-Daquilo...ele nos perdoou. Nos perdoou e nos deixou seguir em frente! Se nós podemos por que ele não pode?

Senti o peso das palavras do moreno e também compartilhei sua culpa.

Eu era a errada da história. Não poderia culpar Naruto por nada. Se todos aqueles problemas estavam acontecendo era culpa minha.

Fomos para o carro após minutos de silêncio,dois quais eu queria ter usado para perguntar sobre a relação que Naruto e Sasuke tinham. Sempre foi algo que me deixou curiosa,era uma irmandade bonita de se ver.

Ele não falou mais comigo durante o percurso,nem sequer me olhou. Apenas dirigiu-me um olhar rápido antes que eu saísse do veículo estacionado em frente a minha casa.

E durante a madrugada eu me revirei na cama sendo consumida pela culpa,minha mente lembrando de cada vez em que vi tristeza nos olhos azuis,e em quase todas eu estava envolvida.

Então quando o relógio marcava 02:25am eu me levantei da cama e saí às pressas usando um moletom rosa de ursinhos.

•••

Atualmente

Eu sou a personificação de um ser daqueles bem malignos e assustadores de filme de terror! 

Eu estava descabelada e com mãos e pés sangrando (já que havia saído de casa descalça mesmo),haviam folhas em meu cabelo (que estava bagunçando devido à correria e ao vento noturno.) e algumas flores desmancharam em meu moletom manchando-o de vermelho. Fora minhas olheiras.

E isso tudo eu olhei pelo espelho do banheiro que eu havia invadido enquanto lavava o rosto.

Não que eu tenha ficado menos assustadora depois de jogar uma água no rosto,só fiz aquilo pra me sentir um pouco mais limpa mesmo.

Deixei o banheiro na ponta dos pés e então caminhei primeiro até o quarto original de Naruto constatando que ele não estava lá. Era hora de começar a abrir portas aleatoriamente.

Muita sorte o quarto de Naruto não era longe do antigo,e não foi difícil de saber que era dele. O único ocupado no segundo andar com o ar condicionado ligado no máximo,como eu sabia que ele gostava. Mas tinha um problema:Ele não estava lá.

•••

Naruto 

Existem momentos na vida de um homem em que ele questiona sua masculinidade,seja por motivos de sexualidade ou quando você encontra um fantasma com a forma de sua sua ex-namorada em uma escadaria escura parecendo um demônio de filmes de terror e grita como uma menininha de cinco anos assustada com o filme do Chuk.

Naquela noite eu não conseguia dormir de jeito nenhum,estava deprimido e aa palavras de Hinata voltavam a minha mente a toda hora.

Era aquilo que ela achava de mim? Pensava que eu era realmente aquele tipo de pessoa? E mencionar meus pais...céus!

Imagino o quanto deve te sido torturante pra ela passar aquele tempo junto a mim,e eu fui cego a ponto de pensar que nossa relação tinha evoluído pelo menos um pouco.

Eu era o maior dos idiotas!

Desci pra beber um copo d'Água com um milhão de pensamentos me rondando a mente,meus olhos estavam pesados e meu corpo cansado,mas mesmo daquela maneira eu não conseguia dormir. Hinata e suas palavras ácidas não permitiam.

E então,na volta para o quarto,eu vi a assombração e gritei como nunca na vida e da forma mais humilhante possível.

•••

Hinata

Ele não estava no quarto nem no banheiro então pensei que descer as escadas seria uma boa,e quando estava prestes a fazê-lo,um grito afeminado inundou o local e eu pasmei ao perceber que era Naruto na outra ponta da escada.

Ele pôs a mão no peito e murmurou alguns palavrões enquanto eu descia as escadas apressadamente tentando fazê-lo calar a boca.

-Não! Vai embora assombração!-Ele gritou esticando os braços em frente ao corpo quando tentei me aproximar.

Poxa,tô tão estranha assim?

-Naruto!-Repreendi baixo tentando não fazer mais barulho,mas já era tarde,a casa era aos poucos iluminada pelas empregadas que vinham desesperadas em nossa direção.

-Senhor Uzumaki o que...oh meu Deus!-Ayumi parou sua frase ao me notar no local naquele estado.

Não prestei atenção na moça e voltei meu olhar constrangido para o loiro,que não parecia muito feliz em me ver.

-O que raios está fazendo aqui,Hinata?-Ele perguntou duro e eu me encolhi.

-Eu...precisava falar com você.-Disse num fio de voz.-Me desculpar.

Seu olhar mudou de feroz para curioso,e de curioso para desesperado.

-Isso é sangue?-Perguntou fitando meus pés machucados e em seguida moveu a cabeça olhando a escada atrás de mim.

Segui seu olhar e arregalei os olhos percebendo as pequenas manchas que meus pés machucados formaram.

-Você transformou minha casa em uma cena de crime.-Ele pareceu perplexo e eu soltei uma risada puramente nervosa.

-Desculpa?-Arrisquei novamente com um sorriso torto mas ele não pareceu se contagiar pelo meu tom brincalhão.

-Vocês!-Ele apontou para um grupo de empregadas que olhavam tudo muito curiosas.-Limpem essa droga!-Rosnou fazendo reverência ao chão manchado enquanto eu queria me enfiar em um buraco no chão.-Ayumi! Limpe Hinata e faça ela parar de manchar a porcaria do piso. Vou voltar pro quarto.

Naruto deu as costas e subiu as escadas pelos cantos,onde não haviam manchas,e em questão de segundos havia sumido.

•••

Fui esfregada em uma banheira pelas mãos furiosas de Ayumi que não parecia nem um pouco feliz com o servido noturno e depois ela jogou dois litros de álcool em meus machucados e os enfaixou firmes.

Naruto teria sido mais cuidadoso.

Ela reclamou sobre a nova calcinha que tinha comprado e nem havia tido chance de usar quando me entregou a peça e sumiu banheiro a fora com meu moletom fofinho.

E me restou apenas um pijama de frio de Naruto e uma calcinha não usada de Ayumi. Eu me sentia um cantor-de-rap-piranha com a calça larga e caindo,mostrando a renda da calcinha azul marinho.

Deixei o banheiro receosa,pensando se deveria ou não voltar até o quarto de Naruto,e contei até 180 em frente a porta antes de finalmente abrir e notar o quarto frio e escuro.

Fechei cuidadosamente a porta atras de mim e caminhei devagar sentindo o frio do chão sob os curativos recém feitos.

-Naruto..?-Chamei tocando de leve a protuberância entre os cobertores e ouvir um resmungar enfezado.

-O que é?

Engoli em seco quando ele tirou bruscamente minha mão de seu corpo e voltou a se enrolar nas cobertas. Ele estava muito,muito puto.

-Eu...preciso falar com você.-Tentei minha voz mais mansa afim de alcalmá-lo.

-As três da manhã?-Ele perguntou se remexendo nos cobertores nervosamente.

Certo,hora de apelar.

-Por favor Naruto-kun-Pedi manhosa me aproximando do loiro sob as cobertas e fic um carinho onde deveria ser o braço.

-Sai da minha casa.

Arregalei os olhos diante de seu tom frio e cortante,meu corpo se desequilibrou e eu tive que dois paços pra trás até me recompor.

Ele nunca falou daquele jeito comigo.

-Desculpe...!-Murmurei chorosa voltando a me aproximar da cama e me agachando à seu lado.-Me desculpe...-Pedi novamente tocando o corpo do loiro na tentativa de fazê-lo sair dali e conversar.

Ele murmurou um "inferno" e se levantou rápido acendendo a abajur na cômoda ao lado,onde eu estava,da cama.

Encontrei os olhos azuis sonolentos,magoados e irritados de Naruto enquanto uma lágrima ou outra desciam em meu rosto. Ele moveu as mãos e logo seu polegar passava em minha bochecha limpando as lágrimas fujonas.

-Você é muito chorona.-Ele murmurou me fazendo corar.

Encolhi os ombros e abaixei a cabeça constrangida,tomando coragem para iniciar o assunto de uma vez.

-Eu vim aqui porque não conseguia dormir,estava me sentindo culpada pelo que eu disse. Nada daquilo é verdade e eu não queria magoar você...eu só...

-Só invadiu minha casa de madrugada.-Ele murmurou em repreensão e eu encolhi novamente os ombros. 

Naruto suspirou e moveu-se alguns centímetros indo para o outro lado da cama,e então deu duas batidinhas no colchão num pedido silencioso para que me acomodasse. Agradeci mentalmente sair do chão frio antes de me esgueirar para seu lado sendo recebida por um colchão e cobertores quentinhos.

-Pode começar seu discurso de desculpas agora.-Ele disse pondo uma mão atrás da cabeça e recostando nos travesseiros,olhando para o teto.

Discurso de desculpas? Como discurso de desculpas?!

Naruto mirou os olhos em mim e percebeu minha cara de taxo,só então virou o corpo de lado com as sobrancelhas arqueadas.

-Você invadiu minha casa no meio da noite e não tem nenhum discurso preparado? Hinata! Acha mesmo que depois daquilo você vai chegar aqui e derramar algumas lágrimas que vai ficar tudo bem?

•••

Naruto

Na verdade,ia sim.

Desde o minuto em que eu soube que ela havia feito aquela loucura só pra se desculpa eu já estava completamente derretido,como o perfeito idiota que era.

Mas ela não precisava saber daquilo.

Claro que na sala eu estava um pouco irritado ainda,mas vê-la entrar toda fofinha no quarto foi realmente a gota d'água para que eu ficasse todo apaixonado novamente.

Isso porque,senhoras e senhores,sou um grande idiota tapado.

Mas,como ela não precisava daquilo,decidi que lhe daria uma punição. Sou um homem meio trouxa,mas ainda sou um homem! E tenho meu orgulho! (Ou quase.)

Seria bom vê-la correndo atrás de mim um pouco,só pra variar. E com esses pensamentos eu coloquei meu plano maligno em ação.

-Eu não preparei nada do tipo...Eu só...-Ela sussurrou desconcertada se remexendo entre as cobertas que compartilhávamos com o bico mais fofo do universo. Deus! Eu queria atacá-la!

-Só...-Incentivei a morena a falar controlando ao maximo meu tom de voz para que não saísse tão rouco.

-Naquela hora eu..estava com raiva. Passei as semanas vendo você sair com várias garotas diferentes e...eu fiquei com raiva!-Ela admitiu emburrada e meus olhos quase saltaram fora tamanha forma que se arregalaram.

Hinata estava com ciúmes! Hinata estava morrendo de ciúmes!

Se eu não estivesse tentando manter a compostura,faria uma dancinha da vitória no estilo James Brown,porém nesse momento estou bancando o difícil pra fazer Hinata rastejar diante do supremo Uzumaki Naruto.

Menina você não perde por esperar!

-E por que raios você acha que tem o direito de estar com raiva?-Perguntei num tom mais duro,aproveitando pra externar um pouco da minha indignação guardada.

-Eu não tenho.-Ela murmurou num fio de voz aguda.-Mas fiquei...você dizia que me amava e então aparece com aquelas garotas...eu...bem...

Ela torcia o cobertor nervosamente enqunto falava e eu achava graça da situação.

Hinata deitou-se devagar e cobriu parte do rosto com o cobertor,provavelmente tentando esconder a vermelhidão,somente deixando os olhos com a franja desarrumada a mostra.

Aproveitei pra chegar mais perto e olhá-la melhor,apoiava minha cabeça nas mãos então tinha uma visão de cima.

-Acha que eu devo desculpar você?

Ela me olhou intensa antes de mudar o foco,e então fechou os olhos com força murmurando um "não".

-Mas queria que desculpasse.-Completou baixo deixando o rosto livre do cobertor para que as palavras saíssem mais claras.

Foi o golpe que faltava para que eu perdesse o controle por alguns minutos.

E então eu fiz o que queria fazer a tempos,encostei nossos lábios de súbito não dando tempo para que a menor protestasse,e ela não o fez.

Suas mãos me puxaram pela nuca e eu segurei sua cintura sob o moletom sentindo a pele quente se arrepiar,meu corpo desejava aquilo a tempos,queria tê-la pra mim como nunca antes,sentia uma falta absurda de seus beijos.

Mas não poderia continuar com aquilo.

Nos separamos e eu vi seu rosto rubro e constrangido se retorcer em uma expressão surpresa.

-Naruto-kun...-Ela chamou daquele jeito manhoso e esperançoso,provavelmente pensando que eu a havia perdoado (o que já havia acontecido) mas não me renderia tão facilmente.

-Não te desculpo.-Murmurei rouco contra seu rosto.-Apenas me aproveitei do momento. Desculpe.

Ela arregalou os olhos e eu quis rir de sua expressão incrédula,motivo pelo qual me afastei e pigarreei.

-Não fique com raiva,tenho crédito o suficiente pra tirar vantagem de você de vez em quando.

Ela inflou as bochechas (de hámster) e fez um bico.

-Eu escalei sua casa e ferrei meus pés e mãos por isso...e você além de não me desculpar ainda tira vantagem de mim?! Maldito!-Ela rosnou irritada e por um momento me vi no início do ano,quando ainda no odiávamos.

-Não te desculpo ainda.-Pontuei e ela pareceu curiosa.-Ainda estou magoado,Hinata. Então seja um pouco mais boazinha comigo,sim?

Ela se encolheu e assentiu.

Deixei um mínimo sorriso vitorioso escapar.

-Certo. Agora vá pra casa.-Brinquei vendo sua cara surpresa,mas a surpresa foi minha quando ela abaixou a cabeça e se despediu.

-Obrigada por me escutar.-Murmurou livrando o corpo dos lençóis e pondo os pés pra fora da cama.

Certo,me sinto um canalha agora.

-Ei.-Puxei seu braço antes que ela levantasse.-Não seja idiota. Arranje um quarto e vá dormir.

Ela sorriu com minhas palavras e eu agradeci internamente por aquilo,não sou tão cruel a ponto de mandar alguém sair da minha casa as 04;05am.

Sou sim,mas não com ela.

Ela desejou um boa noite e saiu saltando pelo quarto sem nem ligar para os pés machucados.Minutos depois voltou perguntando onde estava o controle do ar do meu antigo quarto e eu pasmei ao saber do lugar onde ela havia ido dormir.

Menina abusada.

-É o único quarto do qual já estou ambientada.-Ela murmurou.

Revirei os olhos e a puxei para minha cama pedindo para que calasse a boca e deitasse. Não sabia onde estava o controle do quarto e não sairia para procurar.

-Agora cale-se e durma.-Murmurei ainda bancando o difícil pensando que os próximos dias poderiam se tornar interessantes.

 

 


Notas Finais


Se o Naruto vai torturar a Hinata e ficar jogando na cara dela as besteiras que ela fez e dar uma de "Perla" pra vacilona ficar toda arrependida comendo na mão dele? Muito provavelmente.


ADEEEEEUS ARCO DOIS,FELIZ ARCO TRÊS,QUE AS TRETAS SE REALIIIIZEM NO ARCO QUE VAI NASCEEEEEEEER

Então,respondam a pergunta que eu fiz nas notas iniciais XD (minha resposta:Sim huehuehue,canso de brotar no sítio da minha amiga de penetra pra comer churrasco)

Quem tá preparado pro casamento de Kiba e Shion? (Alguém me ajuda a pensar num shipp legal pra eles pelo amor de Deus!) Pois vai ser nessa vibe que o arco três vai começar!

E TEREMOS MAIS SASUKE E NARUTO NA CORRIDA PELO CORAÇÃO DA DONZELA HINATA UHUL! #teamNaruto ou #teamSasuke ?

Voltamos a aquela pergunta né non!

Uhhhhh e teremos a volta de dois personagens ae,sabe....quem vocês acham que são? #tagquestionsdatiaLizzy

Os arcos estão chegando e novas tretas estão vindo...lalalalalala

Boatos de que futuramente um personagem vai voar pra bem longe,ein...#byebyeJapão

E se alguém quase congelar de frio,dormir agarradinho (e nú) ao lado de uma laleira é sempre uma boa! (Alerta spoiler! Alerta spoiler!)


Teve muita gente me perguntando (por aqui ou por mensagens) sobre a quantidade de capítulos que a fic vai ter preocupados com o final,e gente...! Essa fic vai ser bem grandinha ein! Pra mais de 60 capítulos!
Então segurem os forninhos porque vocês ainda vão me aturar muito por aqui!

LEITORES FANTASMAS EU VOU CAÇAR VOCÊS!


Beijos da tia Lizzy ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...