História Bracci-Sforza - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bruno Rezende
Tags Bruninho, Capitã, Seleção Brasileira
Exibições 34
Palavras 447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, voltei, agora com uma dinâmica totalmente diferente, escrevi "Um recomeço" e por problemas pessoais e entre outros fatores tive que desistir. Mas essa é diferente porque o Bruno e os meninos do Sesi fizeram eu me apaixonar pelo vôlei e me aprofundar em sua história. Então desde de ja agradeço a todos que lerem e comentarem

Capítulo 1 - O bi...


Mais um set point e tento não ficar nervosa mais é inevitável, afinal é uma final olímpica, tudo bem ficar assim. Bato a bola não e me preparo para sacar, faço o jornada nas estrelas bem em direção a líbero dos Estados Unidos, a recepção dela é ruim. Como previmos a recepção dela foi ruim, mas a Hooker salva e lança para quadra brasileira, automaticamente corto com força na quadra americana. É OURO. Vejo um flashback da minha vida inteira passar por mim, e as meninas viam me abraçar e a ficha não caiu ainda, eu fiz o ultimo ponto, eu acabei com aquilo, e paro para lembra de como foi difícil o inicio das Olimpíadas para o Brasil, mas o pior foi o jogo da Coréia, aquele jogo ainda fazia eu perder noite de sono.
De imediato, chorando vou em direção ao meu pai, que era técnico da seleção americana, naquele momento ele não era o técnico adversário e sim meu pai, que me apoiou e me incentivou a nunca desistir.
-Parabéns bebê, você não imagina o orgulho e a dor de cabeça que você me deu nessas Olimpíadas -Começo a chorar na hora, sei que ele não estava numa situação boa, mas mesmo assim fico muito feliz. Lembro da minha mãe, mas também lembro do Pietro, do Brayan e principalmente o Bruno, beijo a corrente de ouro que ele me deu de presente. O Pietro é meu irmão gêmeo que também faz parte da seleção brasileira e amanhã também iria enfrentar uma final olímpica. O Brayan é meu melhor amigo desde sempre, ele e a Lu que também joga na seleção. Ja o Bruno, ele é meu namorado, a pessoa com quem não nego que me apaixonei perdidamente, que diria que uma amizade de infância daria nisso. Ele sempre foi meu amigo, sabe a Vera, a mãe dele jogou com a minha mãe então viraram muito amigas, minha mãe é madrinha do Bruno e a Vera do Pietro.

O vôlei esta no meu sangue, minha mãe e meu pai jogaram e claro que não posso me esquecer da minha madrasta e do meu padrasto que também são grandes nomes do vôlei mundial, o meu avô também mas não temos uma boa relação então prefiro deixar ele quieto no canto dele.

Meu nome é Francesca ​Nuzman Bracci-Sforza, nasci em Modena, na Itália, mas garanto que sou 100% brasileira, quando tinha seis anos vim morar no Brasil depois de meus pais terem se divorciado, claro que fiquei triste com o divórcio, mas prefiro o divorcio do que presenciar eles infelizes brigando. O narrador do ginásio chama a atenção do público para o hino e ai meu deus...


Notas Finais


Gente se gostou comenta, please, é bom saber que isso vai da certo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...