História Branca de neve e os sete hyungs - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Exibições 27
Palavras 1.836
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoas ^_^
Estou tentando postar com mais frequência e não quero deixar vocês esperando um mês (de novo), então vou tentar postar um ou dois capítulos por semana (as vezes pode ser mais se eu estiver empolgada).
Bem, chega de blá blá blá e vamos para o capítulo.
Boa leitura :3

PS: Desculpa o título idiota, não consegui pensar em outra coisa.

Capítulo 8 - Algo de errado não está certo.


Fanfic / Fanfiction Branca de neve e os sete hyungs - Capítulo 8 - Algo de errado não está certo.

Jungkook On

No instante em que eu ouvi a resposta da (s/n) a única coisa que me veio à mente foi abraçá-la, eu havia passado muito tempo pensando em como dizer a ela como me sentia, quando eu a beijei foi como libertar um sentimento aprisionado a muito tempo, eu já havia beijado outras garotas, mas com ela foi como se esse fosse o meu primeiro beijo de novo só que mais inesquecível e menos  inexperiente. Eu não conseguia pensar em mais nada, a única coisa na minha mente é o quanto eu amo a (s/n).

Jungkook Off

(s/n)  On

Eu e Jungkook, passamos o resto do show abraçados, estávamos tão felizes que nem sabíamos muito o que dizer, nós só queríamos ficar juntos. Depois do show ele me levou pra casa, nós passamos o caminho inteiro de mãos dadas olhando um nos olhos do outro, sorriamos feito dois idiotas, mas eu nem ligava, só me importava em estar junto a quem amo, eu sei que é cedo pra dizer que eu o amo, mas quando nos beijamos eu senti algo que nunca senti antes, talvez seja pelo fato de eu nunca tenha sido beijada antes mas eu tenho certeza que primeiros beijos não costumam ser tão emocionantes e apaixonados.

Quando chegamos na minha casa já estava bem tarde, mas sinceramente eu não me arrependo de nenhum segundo desse dia, eu e Jungkook caminhamos até a porta e então tivemos que nos despedir:

(s/n): Então, eu acho que é aqui onde nós nos despedimos.

JK: Infelizmente é, eu queria poder ficar com você o dia inteiro.

(s/n): Eu também, mas mesmo assim, as horas que eu passei com você hoje, foram provavelmente as melhores da minha vida. Amanhã vamos nos ver de novo.

JK: Então até amanhã, namorada.

(s/n): Até amanhã, namorado.

JK: Espera, esqueci de uma coisa.

(s/n): O que???

JK: Isso - ele disse roubando um beijo meu enquanto apoiava seu braço na parede atrás de mim

(s/n): Ainda bem que se lembrou - disse quando terminamos o beijo

JK: Agora sim, até amanhã

(s/n): Até amanhã Kookie.

Depois que o Jungkook já havia ido eu entrei em casa com cuidado para não chamar a atenção da minha mãe que estava cochilando no sofá. Entrei de mansinho, tentando ao máximo não acordá-a, mas você acha que adiantou? É claro que não, já estou seriamente pensando na hipótese da minha mãe ter super-poderes ou algo do tipo. Porque assim que pisei na escada fui confrontada pela frase:

Mãe: (s/n), isso são horas para uma garota como você chegar em casa?

(s/n): Omma! Nossa, nem te vi ai. - disse morrendo de medo

Mãe: (s/n), se você chegar tarde de novo nós vamos ter uma conversa muito séria.

(s/n): Ok omma, então boa noite.

Eu subi a escada apressada para nem dar chance que a minha mãe fizesse o interrogatório completo, eu cheguei no meu quarto e simplesmente me joguei na minha cama,  tinha que entender tudo o que aconteceu hoje, eu me sentia muito feliz e talvez um pouco confusa já que tudo aconteceu muito rápido. Mas mesmo que eu pensasse em todos os momentos do dia, o que iria ficar marcado na minha memória para sempre foi o beijo, eu passava as mãos em meus lábios e me lembrava da doce sensação do beijo do Jungkook, foi com essa lembrança e a sensação marcada em meus lábios que eu adormeci.

***

Como sempre fui acordada pelo meu despertador tocando Big Bang, eu não tinha a mínima vontade de levantar, meu corpo estava dolorido de tanto pular e dançar ontem,  mas mesmo assim ainda era capaz de me lembrar perfeitamente do meu primeiro beijo com o Jungkook, eu na verdade poderia passar o dia inteiro lembrando de como ontem foi divertido, mas eu não podia ficar ali já que hoje iríamos visitar o Tae, eu fiquei bem ansiosa ao me lembrar disso porque já estava ficando com saudades dele.

Eu me levantei e fui até o banheiro para tomar banho, quando voltei coloquei um short jeans e uma blusa de moletom preta, como estava com dor e com preguiça tentei não escolher muito o que usar, desde que ficasse bom com o meu converse de cano alto estava ótimo.

Eu desci até a sala e lá me joguei no sofá como uma pedra, eu meu corpo poderia ter acordado mas eu não, mas sabe o que sempre me acorda quando estou assim? A  minha mãe e o chinelo dela, uma simples ameaça me fez segurar todo o meu sono e fingir que estava acordada de verdade.

Mãe: Que bom que você acordou, assim pode me ajudar a limpar a casa.

Ela sorria com aquele olhar maligno de mãe.

(s/n): Mas mãe… hoje nós íamos ver o Tae na casa dele, já fazem dias que ninguém fala com ele.

Mãe: Falou bem, íamos. Porque a senhorita vai passar a tarde me ajudando.

(s/n): Mas mãe!

Mãe: Sem mas, ou você não quer ir naquele show daquele tal de Got7?

(s/n): Ok, você  ganhou.

Ah! Como eu odeio dia de limpeza, minha mãe costuma ser muito legal mas em horas como essa ela consegue ser tão chata. Eu tinha alguns minutos até que a minha mãe voltasse com os materiais de limpeza, então recorri ao Jungkook para me ajudar.

Conversa On

(s/n): Biscoito preciso da sua ajuda, a minha mãe não que me deixar sair de casa porque ela quer que eu ajude com a limpeza.

JK: Calma ai, vou chamar os hyungs pra ir até a sua casa, assim acho que vou ter mais chances de convencer a sua mãe.

(s/n): Valeu ❤ É por isso que você é o meu biscoito ^_^

JK: Eu faço tudo pela minha princesa ❤

Conversa Off

Eu guardei meu celular no bolso do shorts, e então minha mãe voltou com os materiais para começarmos a limpeza.

***

Nós já estávamos fazendo a limpeza a alguns minutos quando ouvimos a campainha tocar, eu corri para abrir e encontrei Jungkook e os meninos, estavam todos lá menos o Tae e o Yoongi. Logo após perceber que haviam vistas, minha mãe veio até a porta e disse:

Mãe: Posso ajudá-los?

JK: Nós viemos ver a (s/n), nos iamos visitar um amigo hoje e como ela não apareceu nós ficamos preocupados.

Mãe: Me desculpem , mas ela não pode ir, hoje ela está me ajudando com a limpeza.

Enquanto minha mãe argumentava com os meninos eu olhava para o Jin com uma expressão de " me salva", então o mesmo ao percebeu o meu pedido de ajuda resolveu dizer alguma coisa.

Jin: É sério Sra.(s/n), o nosso amigo está muito doente e ele quer muito ver ela. Por favor, deixe ela ir.

Mãe: Bem... eu não deveria fazer isso, mas só dessa vez eu vou deixar, não quero que um garoto doente fique triste por minha causa.

Eu fiquei tão animada que disse:

(s/n): Obrigada Omma! Eu te amo.

Mãe:Eu também filha, mas tome cuidado.

Então eu fechei a porta, me aproximei dos meninos e disse:

(s/n): Obrigada meninos. Vocês são os melhores amigos que uma garota pode ter.

Namjoon: Nós só fizemos o que os amigos fazem. - ele disse sorrindo

(s/n): Mas eu tenho uma pergunta, Jin, é verdade aquela história do Tae estar doente?

Jin: Não, eu só tinha dito para que a sua mãe deixasse você ir, deve estar tudo bem com ele. Bem, acho melhor nós irmos logo.

Então Jin e os outros começaram a se afastar, e antes que Jungkook se afastasse de mim eu o puxei e disse em seu ouvido:

(s/n): E você Jungkook, é o melhor namorado do mundo.

Ele sorriu e beijou minha bochecha sem que os mais velhos vissem, então começamos a andar  junto com os outros, mas nos mantinhamos um pouco afastados para que não percebessem que estávamos, andando de mãos dadas.

Durante o caminho para a casa do Tae eu observei os meninos e percebi que por mais que eles tentassem esconder estavam procupados com o ele, inclusive o Jungkook, que por mais que estivesse feliz ainda demonstrava preocupação. Eu também estava preocupada, mas os meninos eram amigos do Tae a muito mais tempo, eles deveriam estar sentindo muito mais fala do Tae do que eu, sinceramente não deve ser fácil.

***

Quando chegamos, Namjoon se voluntariou e bateu na porta, ele foi recebido pela mãe do Tae, que parecia cansada mas sorriu quando nos encontrou. Então ela falou:

Sra.Kim: Meninos, a quanto tempo ! Posso ajudá-los com alguma coisa?

Namjoon: Nós queríamos ver o Tae, já faz tempo que não falamos com ele.

Sra.Kim: Me desculpem meninos, mas o Tae está passando alguns dias na casa dos avós.

Namjoon: Entendo, obrigado mesmo assim.

A senhora Kim se despediu e fechou a porta, então eu e os meninos começamos a nos afastar, mas por um breve momento eu olhei para trás e pudê perceber que alguém nos observava pela cortina, pode ser só coisa da minha mente mas tenho quase certeza que tinha alguém ali, e não era a senhora Kim. Mesmo assim eu tentei ignorar isso, já que não sabia se era realmente isso e se contasse a algum dos meninos eu poderia acabar preocupando eles ainda mais.

Quando recuperei a atenção no que estava acontecendo percebi que já estávamos em uma praça em frente a casa do Tae e os meninos estavam se despedindo, só restamos eu e Jungkook, essa era a primeira vez que tinhamos um tempo sozinhos desde que ele me pediu em namoro, eu nem sabia bem como agir, ele era o meu primeiro namorado de verdade. 

Nós passamos o caminho inteiro na volta pra casa conversando de mãos dadas e falando coisas fofas (mais do que já falávamos antes), eu sei que parece clichê, mas quem mandou o Jungkook ser tão fofo? Eu ainda nem acreditava que eu estava namorando com ele, e que nós até já havíamos nos beijado, e não foi um simples beijinho, foi O BEIJO. Eu sei que posso estar exagerando mas só estando no meu lugar pra entender o que eu senti.

De repente eu fui acordada de meus pensamentos pela voz de Jungkook.

JK: (s/n), Terra chamando (s/n).

(s/n):Ah! Me desculpe, estava meio distraída, o que foi?

JK: Nós já chegamos na sua casa.

(s/n): Mas já!? Eu queria passar mais tempo com você.

JK: Eu também, se quiser nós podemos sair amanhã já que é feriado.

(s/n): Adorei a ideia! Bem, acho que agora eu tenho que ir porque a minha mãe deve estar me esperando.

JK: Tudo bem, então, até amanhã, minha princesa.

(s/n): Espera um segundo aí, antes eu quero um beijo de despedida do meu biscoito.

Então Jungkook se aproximou lentamente de mim e me beijou de um jeito carinhoso e fofo, eu continuaria o beijando se algo não acontecesse. A porta da minha casa se abriu nesse exato momento. Minha unica reação foi me afastar um pouco de Jungkook e dizer:

(s/n): APPA!?


Notas Finais


E aí??? O que achou?
Comenta aí, adoro ver vocês comentando.
Obrigada por ler, desculpem qualquer erro e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...