História Brave Hearts - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Albert Spencer (Rei George), August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Tinker Bell, Will Scarlet, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Once Upon A Time, Outlawqueen, Regina Mills, Robin Hood
Visualizações 36
Palavras 1.308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello babies, I'm back!
Acho que só o nome do capítulo já diz muito né? Primeiro hot do casal depois de tudo (sequestro, tortura, perseguição e a internação dela...) espero que aproveitem.

Boa leitura 😚❤

Músicas de inspiração:
Body Say - Demi Lovato
All in my head - Fifth Harmony
He like that - Fifth Harmony

"Primeira noite...outra vez"

Capítulo 22 - First night...again


Fanfic / Fanfiction Brave Hearts - Capítulo 22 - First night...again

“O sexo é o alívio da tensão. O amor é a causa.”

Woody Allen


Já em casa, a morena dormia tranquilamente, agarrada as duas filhas, uma de cada lado do seu corpo. Acordara às 9:00 da manhã daquele sábado de sol, e já vira a melhor visão que poderia ter visto. Seu namorado a beira de sua cama a observando.
- Bom dia! – disse se espreguiçando
- Bom dia Bela adormecida!
- Você dormiu bem?
- Sim e você?
- Também! Tem como dormir mal com essas duas vidinhas agarradas a mim? Com apenas dois meses de vidas já tomaram meu coração todo!
- E tem espaço nesse coração pra mim?
- Você sabe que tem!
- Olhe eu trouxe seu café da manhã! Trouxe suco, morangos e mel, e aquelas torradas que você ama!
- Você sabe como conquistar uma mulher Locksley!
- Fazer o que nasci com o dom!
- Besta! Sabe que hoje, eu preparei uma surpresa pra você!
- E o que é?
- Eu acabei de dizer que é surpresa!
- Regina mas...
- Shhh... – O cala com o dedo indicador – Quer ficar sem a surpresa, eu cancelo numa boa!
- Nem se atreva!
- Eu preciso acordá-las, está na hora de amamentá-las!
- Você já está boa o suficiente pra isso?
- Eu já nasci pronta! 
A morena observa as filhas dormindo profundamente, e cutuca ambas com os dedos. Elas resmungam e acordam. Se mexem na cama e olham a mãe e sorriem. Esse sorriso elusivo mas gratificante aquecia o coração da morena.
- Que sorriso lindo minhas vidas! 
As amamenta com certa dificuldade, as meninas ainda estavam se acostumando outra vez a essa rotina, mas Regina não iria desistir.
São 12:00 e a morena estava na cozinha preparando o almoço. 
- Essa mocinha não devia estar na cama?
- Acontece que essa mocinha sabe que o namorado é péssimo na cozinha, a não ser quando se trata do café da manhã!
- Hey! Eu não sou péssimo na cozinha, eu me viro muito bem ok?
- Não estou discordando, só também não concordo! Mas cada um com seu critério certo?
- Mills, você está sendo muito grosseira!
- Eu? Mas nunca! – Diz sarcástica
- Srta. Mills quando eu te pegar vai se arrepender de me provocar assim!
- Vou mesmo senhor Locksley?
- Vai!
Ela permanece de costas mexendo a panela de arroz, quando sente uma barba por fazer roçar em seu pescoço, o que a faz se arrepiar. Sente duas mãos quentes em sua barriga e se arrepia ainda mais. O loiro desce uma de suas mãos até a barra da camiseta que ela usava, uma camisa dele, que era razoavelmente grande pra ela, e bem comprida, e com o calor que fazia, a morena resolveu ficar só assim. Ele cola seus corpos e ela sente a excitação dele.
- Percebe o efeito que causa em mim Mills?
- Posso sentir Locksley! – diz sensual – Mas nem pense nisso! Estou com muita saudade pra ser só uma rapidinha em cima da pia!
- Eu também! 
Ele sai da cozinha, deixando com ela apenas uma lembrança. Um beijo carinhoso nas maçãs rosadas da morena, que sorri com o gesto. Robin no geral, era muito carinhoso para com sua amada, e, sempre que podia, lhe dava flores e coisas que sabia que a agradavam. Ela sentia-se amada perto dele. Sentia que tinha, finalmente, alguém que cuidaria dela por toda a vida, e que seria seu porto seguro, seu amante, companheiro, melhor amigo. Seria tudo que ela quisesse que ele fosse.

Algumas horas depois...
São 8 da noite e Robin estava na sacada de seu apartamento, vestido numa roupa social e descalça, era noite mas o calor parecia com o sol da tarde, então o loiro charmoso resolve tomar um banho frio pra amenizar o calor. Entra em seu quarto e não vê Regina e pensa que ela devia estar na cozinha ou em qualquer outro cômodo fazendo alguma coisa mais interessante.
Entra debaixo do chuveiro e deixa a água cair sobre seu corpo sarado. Lava os cabelos com o shampoo de Regina, e não podia deixar ela descobrir ou o mataria. Lava o corpo tirando todo o suor que continha ali, e saiu debaixo do chuveiro. 
Ficou no banheiro mais alguns minutos, fazendo a barba, penteando o cabelo e sai do cômodo, usando apenas uma toalha enrolada na cintura e entra no quarto. Paralisa de repente ao ver em sua frente algo que ele chamaria de “Visão do paraíso”, viu sua perdição, que tinha nome, idade e endereço. Regina. Vestida com uma camisola extremamente sexy, preta rendada, usando nos pés um salto de veludo preto. Estava completamente sensual, diferente de todas as vezes que Robin a viu.
- Mas o que é isso meu amor?
- Sua surpresa! Faz dois meses que nós não temos contato um com o outro! São dois meses sem que você me toque e eu estou surtando, ficar sem sexo só não é pior do que ficar sem você!
- E o que você deseja minha rainha!
- Quero que faça amor comigo! Quero que me ame quero que me dê o que puder me dar! Quero tudo de você Robin, tudo! 
- E por onde devo começar?
- Comece eliminando essa toalha Locksley!
- Nada disso! – Ela o encara em reprovação – Você esta com roupas demais, e eu de menos, então vamos começar por isso – Rasga as duas alcinhas da camisola dela – espero que não seja muito apegada a essa camisola!
- Comprei ela pra que você rasgasse!
O loiro a beija intensamente, estava matando a saudade. Regina, vestida apenas por suas peças íntimas, levou as mãos até as costas e desabotoou o sutiã, e o deixou cair ao chão, deixando seus seios em evidência, fazerem contato com o peitoral do namorado. Lentamente, ele a guia até a cama, a deita e vai se deitando por cima dela. Cessam o beijo com selinhos.
- Ainda está usando essa toalha Locksley?
- Estava! – Arranca a toalha em um movimento e se livra da calcinha dela em outro
- Está esperando o quê?
- Calminha apressada! Você pediu pra que eu fizesse amor com você, e isso vai durar a noite toda! 
Ele desce a mão direita até a intimidade dela e começa a estimulá-la, e ela solta um gemido com o ato e ele o cala com um beijo, não podia arriscar que os estímulos de prazer de Regina acordasse as crianças e acabassem com aquele momento.
Ele a invade com dois dedos e ele solta um gemido alto na boca dele o que o faz ir mais rápido.
- Robin, acabe com essa tortura!
Ele tira os dedos de dentro dela e a beija novamente. Começa a beija o corpo dela e da uma certa atenção aos seios. Se encaixa no vão entre as pernas dela e não a penetração, apenas fica fazendo fricção entre o membro dele e a intimidade dela, a deixando nervosa, fazendo com que movimenta-se o quadril dela para cima na esperança que qualquer contato. Sem mais preliminares, ele a invade lentamente, e ela prende as pernas em volta dele o pressionando contra ela.
- Eu preciso de você Robin!
- E eu de você! Você é minha!
- Sim! Só sua!
Logo ele sente que ela está atingindo o ápice e desacelera os movimentos para prolongar aquilo, e ela perceber a intenção dele. Quando ela sente que ele chegou ao ápice ela se solta e liberta seus fluídos.
- Eu te amo demais!
- Eu te amo mais!
Amaram-se a noite inteira, como se fosse a última vez, como se o mundo fosse acabar naquele segundo ou no próximo. Não eram apenas dois corpos em busca de um orgasmo. Eram duas almas em busca de um lar e relento para se acomodar.


Notas Finais


Gostaram? Comenteem!

Link das músicas (Spotify):

Body Say:
https://open.spotify.com/track/0i7bg5CcqyaceKjXaPXywN?si=Z8JJdVY0SjipAKZ4Ingy7Q

All in my head:
https://open.spotify.com/track/7nD9nN3jord9wWcfW3Gkcm?si=_Ohla_0uQwiWZDdImFXhsg

He like that:
https://open.spotify.com/track/1zjcIIrm2fbVFmG3dsj03e?si=m2H58Wy5Q8qOelyQtZLntw


ALERTA SPOILER:
O título do próximo capítulo é: "She's alrealdy dead insiste" (Ela já está morta por dentro) então já dá pra imaginar o que vem por aí...



P.S.: Spoiler no mais novo Twitter da fic:
https://twitter.com/GiiMillsLovato?s=17


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...