História Break - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais
Tags Demonios
Exibições 39
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - ×9×


Fanfic / Fanfiction Break - Capítulo 12 - ×9×


×Reencontro...

- Bom dia!  - digo ao entrar na cozinha.

- Bom dia! - meus avôs falam juntos.

Me sento na mesa e começo a comer.

Será que Shawn vai hoje? Tenho que parar de ser trouxa!

Termino meu café da manhã e vou pro colégio.

- Oi, Ari! - Lily me abraça.

- Oi!

- Então, tá melhor? - ela me solta.

- Um pouco.

- Hoje vão fazer uma homenagem pro Greg e pra Emily. - ela abaixa a cabeça.
- É melhor irmos pra aula! - mudo de assunto.

- É verdade!

No caminho para sala de aula procuro por Shawn, porém não o encontro. Ele se foi mesmo! Fico mais triste ainda, e mais confusa. Embora Shawn fosse um demônio, eu sentia algo por ele, mas estava tudo tão confuso em minha cabeça!

- Terra chamando Arizona! - Lily brinca.

- Oi.

- Você parece estar longe! - E estou.

- Eu estava pensando em algumas coisas. - respondo. - Com quem você estava na festa? Eu te procurei e não te achei.

- Eh... - ela cora. - Eu estava dançando!

- Não minta para mim! Te conheço desde criança! - falo.

- Eu estava com um cara, ele é muito gato!

- Humm... Qual o nome dele? - pergunto.

- Cameron! Ele não daqui do colégio. -  quase tenho um ataque do coração. - O que foi, Ari? Você tá pálida!

- Nada! - respondo. - Lily, quero que você fique longe desse cara! Você tá me entendendo?!

- Por que? - ela franzi o cenho.

- Porque sim! Ele é perigoso.

- Nada a ver! - ela ri e continua andando.

Depois morre e não sabe porque!

Chego na sala ainda com esperanças de encontrar Shawn, mas nada dele.

- Bom dia! Sou o professor substituto de vocês! Meu nome é Dean Hamlet!

- E o que aconteceu com o Professor John? - um aluno pergunta.

- Ele foi atropelado e está internado. - o professor substituto explica.

- Que gato! - Lily fala e rio.

Ela tinha razão professor substituto era gato, ele aparentava ser bem novo para ser professor, era alto, seus cabelos eram castanho claro e seu olho era verde, sem contar nos músculos (foto lá em cima). A maioria das meninas na sala estavam babando por ele.

- Bem vamos começar a aula! - ele sorri.

- Acho que estou começando a gostar de história! - Lily sorri animada.

- Pelo visto não é só você!  - aponto para as outras meninas na sala.

- Bem, eu tenho o brilho!  - ela sorri. 

O professor começa a aula, mas metade da turma está interessada em outra coisa.

×××

Eu estava sentada ao lado de Lily enquanto o diretor falava sobre Greg e Emily. O quanto eles eram queridos e tals, tinha algumas pessoas chorando, principalmente os professores, mas era tudo falsidade! Ninguém gostava de Emily, outros nem faziam idéia que Greg existia!

- Ridículos! - Lily fala indignada.

- Sentiremos muita falta de Greg e de Emily! - o diretor pausa fingindo ressentimento - Mas temos que continuar em frente! Vamos torcer para que o Professor John melhore, afinal estamos cansados de perdas...

Eu já estava cansada dessa falsidade toda, queria ir para um lugar onde houvesse paz! De repente minha barriga começa a doer junto com minha cabeça, parecia que eu ia desmaiar.

- Vou no banheiro! Já volto! - aviso Lily.

Me levanto e vou ao banheiro, minha barriga dói mais ainda. Entro na primeira cabine que vejo é então vômito. Sinto minha cabeça melhorar aos poucos assim como minha barriga.

- Aí caralho! - sinto gosto de sangue e vejo que vomitei sangue. - Que porra é essa?!
Dou descarga e saio da cabine, me encosto na pia e me olho no espelho, eu estava pálida e com a boca suja. Abro a torneira e lavo a boca.

- Esta tudo bem?  - Lily entra no banheiro.

- Esta! Eu só estava jogando uma água no rosto.

- Ata, vamos! Já estão perguntando de você! - ela revira os olhos.

- OK, vamos.

Ao chegar lá o diretor nos libera, eu e Lily aproveitamos para ir ao shopping. Segundo ela nós precisamos de roupas novas, principalmente ela, ela acha que precisa parecer mais madura...

- Olha aquele vestido! - ela aponta para um vestido azul na vitrine.  - Ele é perfeito!

- Sim, ele é perfeito! Agora vamos!  - puxo Lily.

- Mas...

- Mas nada! Temos que ir! - interrompo ela.

- Chata! - ela sede e vamos para o estacionamento.

- Obrigado!

Lily me da carona até minha casa, afinal como é que eu vou andar no ônibus com tanta sacola?! Desço do carro e agradeço.

- Por nada!  - Lily sorri. - Parece que você tem visita!

- Eh... - vejo um carro preto parado em frente a garagem. - Até amanhã!

- Até!

Lily da partida e vai embora, sinto que essa visita não é tão boa assim. Quem será? Mais um demônio pra coleção, quem sabe?!

Vou até a porta calmamente. Talvez seja uma amiga da minha avó! Tenho esperanças ainda, é como dizem a esperança é a última que morre! Entro em casa e vejo um casal... Não pode ser!

- Arizona! - minha avó se aproxima apreensiva e o casal olha para mim.

- Arizona, meu amor! - a mulher se aproxima e me abraça, mas na mesma hora a afasto.

- Lembraram que tem uma filha? - olho para o casal a minha frente.

- Arizona, não fale assim com nós, somos seus pais! - o cara que deveria ser meu pai fala.

- Meus pais?  - dou uma risada irônica. - Vocês não são nada meu! A única coisa que fizeram foi me por no mundo!

- Vó, aonde tem chocolate? - um garoto mais ou menos da minha idade aparece na porta da cozinha.

Era só o que me faltava! Sinto uma lágrima em minha bochecha, eu estava muito magoada. Eles me deixaram aqui com meus avôs enquanto curtiam a vida pelo mundo com outro filho, e eu ficava aqui sozinha! Pego minhas coisas e vou para meu quarto, tranco a porta e me deito na cama deixo a tristeza me levar...


Notas Finais


O que acharam?
Teorias sobre o sangue?
E o professor?

Muita coisa num capítulo só! Mas o que posso fazer?! Tenho muito planos para essa história!

A propósito, adoro os comentários! Só me dão mais força para continuar a escrever!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...