História Breaking Rules - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 2.280
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Policial, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Capítulo 8 - Abandonar os estudos?


Nós já tínhamos indo falar com metade das pessoas daquela lista, pessoas que iriam fornecer bebidas, seguranças para a afrente da boate e outras diversas coisas..tinha sido um dia bem cansativo, Ivy estava dormindo ao meu lado no banco do carro e agora estamos voltando para casa.

A maioria das pessoas dessa lista ficavam longe da nossa área conhecida, mas até que foram assuntos rápidos de se tratarem e com Ivy do lado, foram mais rápidos ainda. Na metade do caminho de volta ela me perguntou sobre a escola, eu teria que ir lá para conversar com a diretora, não posso deixar como abandono, só falta uma semana para acabar e eu não vou deixar a Ivy repetir por causa disso, mas sei que se eu não voltar ela também não volta. Essa garota é muito complicada meu pai.

Parei em frente ao estacionamento da escola e ela acordou, ficou olhando para fora até perceber onde estávamos.

- O que viemos fazer aqui? - Perguntou com a voz um pouco roupa e se ajeitou no banco.

- Vou conversar com a diretora, já que não vamos mais voltar para cá. Preciso dar um jeito de não repetirmos - Disse tirando o sinto e ela fez o mesmo - Vai ser rápido baby, fica aqui e descansa um pouco, eu voltou logo - Ela apenas assentiu com a cabeça e eu dei um beijos em sua bochecha, ganhando um sorriso de volta. Sai do carro e fui em direção a diretoria, a escola ficava aberta, mesmo não tendo aula e eu agradeci aos Deuses por não estra tendo. Não me fazia falta nenhuma ver aquelas pessoas! Entrei e toquei a campainha, logo uma senhora apareceu.

- Boa noite, querida - Ela me atendeu com um sorriso meigo e eu apenas retribui o mesmo - No que posso te ajudar?

- Boa noite, eu preciso falar coma a diretora. Ela está? - Ela negou com a cabeça.

- Ela já foi, mas eu poderia saber sobre o que se trata? - Não achei que tivesse algum outro jeito de resolver aquilo, mas resolvi falar.

- Precisava falar com ela sobre essa ultima semana de aula, eu não compareci nas outras que passaram e não vou comparecer nessa, mas eu tenho uma..amiga? Sim, uma amiga e eu não posso deixar ela repetir de ano agora - Ela me ouvia atentamente.

- Você parece estar mais preocupada com a sua amiga, do que com você - Eu apenas dei de ombros.

- Eu não ligo para isso, mas eu me importo com ela. Não quero que ela tenha que voltar para esse lugar e fazer a mesma coisa outra vez, mas ela não vai conseguir participar dessa semana que falta. Será que você poderia ajudar? - Perguntei de um jeito meigo para ela e a mesma pareceu amolecer com isso, parece que não é só a Ivy que tem jeito com isso.

- Como sua amiga se chama? - Ela me perguntou.

- Ivy Scott - Disse e ela foi até uma enorme gaveta e começou a procurar algo, depois de um tempo ela voltou com uma pasta nas mãos. Quando ela colocou a mesma sobre o balcão, vi o nome da Ivy.

- Vamos ver - Ela colocou os óculos e tirou uma folha de papel de dentro da pasta e começou a ler - Ela é uma ótima aluna e não teve problemas com os professores daqui, mas ela tem problema em uma matéria. Se vocês conversarem com a professora, acredito que ela possa pensar no caso da senhorita Scott - Ela me mostrou quem era a professora, e lá estava o nome da professora de Química - Se você for rápido, ainda pode encontrar com a professora. Ela ainda não foi embora - Ela olhou na tela do computador e o nome da professora era o único que estava grifado em verde.

- Sim, vou falar com ela agora - Peguei a pasta da Ivy - Em qual sala ela está? - Ela apenas apontou para a tela e o número da sala estava lá - Sala 16, obrigada - Sorri em agradecimento e ela abriu a porta que dava acesso a escola, entrei e fui andando e procurando a sala. Assim que vi, parei na frente e bati na porta.

- Entra - A voz feminina disse dentro da sala, entrei e ela estava de pé me olhando - Olá - Ela deu um sorriso, e eu retribui. Ela estava com uma blusa vermelha de alça e uma saia preta, meio social colada ao corpo e um coque alto. Não culpo Ivy de não estar indo bem nessa matéria, essa professora era uma santa distração.

- Hum, oi - Caminhei até lá e parei em frente a mesa dela, a mesma apontou para a cadeira, para que eu sentasse. Me sentei e ela fez o mesmo.

- No que posso ajuda-lá, senhorita Collins - Ela sorriu e se apoiou na mesa, eu tirei minha jaqueta e me arrumei na cadeira.

- Preciso que você aumente a nota da Ivy - Fui direto ao ponto e ela me encarava sem entender, então eu coloquei a pasta em cima da mesa e ela abriu a mesma e leu.

- Eu não sei se posso fazer isso, ela nem está comparecendo as aulas - Ela fechou a pasta e voltou a me olhar.

- Sim, eu sei. E não vai participar dessa última semana também, ela está com uns problemas pessoais e não vai poder comparecer. Mas ela só vai repetir se você deixa-lá com essa nota na sua matéria.

- Eu vou pensar no caso dela, mas não prometo nada - Hora de jogar um pouco mais sujo, me levantei da cadeira e dei a volta na mesa. Parei em frente a ela e me sentei em cima de sua mesa.

- Qual é, você não quer ser a professora que fode com uma aluna desse jeito, ou quer? - Ela cruzou as pernas e encostou na cadeira, um sorriso se fez presente no canto dos meus lábios. 

- Desse jeito não, mas do outro sim - Ela descruzou as pernas e levantou da cadeira se pondo a minha frente, ficando no meio das minhas pernas.

- E qual outro jeito seria esse? - Podia ver ouvir a respiração dela desregulando aos pouco e os olhos da mesma agora em um tom mais escuro, carregados de excitação.

- Acredito que você saiba exatamente do que eu estou falando senhorita Collins - Ela começou a se aproximar de mim e colocou uma mão de cada lado do meu corpo, já podia sentir a respiração da mesma contra o meu rosto.

- Sei bem, sei muito bem do que você está falando - Disse baixo e segurei a cintura da mesma. Em um rápido movimento, troquei de lugar com ela e agora estava de pé em sua frente, desci as mãos para as suas pernas e comecei a subir a barra de sua saia e a mesma já estava entregue para mim. Deixei uma risadinha baixa escapar mas logo tratei de disfarçar - Fácil.. - Sussurrei para mim mesma e segurei em sua nuca iniciando um beijo quente.

[...]

- Aqui está, sua amiga está aprovada - Ela disse controlando a respiração, enquanto eu estava de pé arrumando a minha roupa. Assim que me arrumei virei para a mesma e peguei a pasta em cima de sua mesa.

- Muito obrigada, Camila - Dei um sorrisinho para a mesma e me virei para sair, assim que abri a porta escutei a mesma perguntar.

- Quando vamos nos ver de novo? - Apenas neguei com a cabeça e sai da sala, peguei o celular no bolso da calça e vi 3 chamadas perdidas da Ivy. Porra eu tinha demorado mais do que o esperado! Fui até a diretoria novamente e entregue a pasta para a mesma senhora de antes.

- Parece que você conseguiu convencer a professora a passar sua amiga, hum!? - Ela deu um sorriso e eu retribui o mesmo.

- Sim, felizmente eu consegui convencer ela a fazer isso. Vamos dizer que eu tenha jeito com coisas assim - Ela deu risada e concordou com a cabeça.

- Bom, então sua amiga finalmente acabou a escola - Ela colocou algo no computador e eu concordei.

- Sim, ela acabou. Bom..se não se importa, eu preciso ir agora, ela está lá no carro me esperando. Tenha uma boa noite - Não sabia o nome dela então apenas um boa noite está bom.

- Bom noite, querida - Ela disse e eu sai de lá, fui em direção ao carro e Ivy estava do lado de fora, encostada na porta do carro e de braços cruzados.

- Pensei que ia ser coisa rápida - Ela disse, mas não me parecia estar brava.

- Desculpe, baby. Foi uma conversa um pouco mais demorada do que eu pensei - Fui até ela e parei em sua frente, a mesma me olhava e em um certo momento fez uma careta - O que foi?

- Que perfume doce, horrível é esse? - Ela se aproximou de mim e inalou o cheiro..me fodi - Céus Hannah, esse cheiro está vindo de você! Esse perfume que está em você é da diretora? Isso estava espalhado na sala dela? - Ela me olhou e merda, eu odeio mentir para ela.

- Sim, isso estava espalhado na sala dela - Dei uma risada nervosa e ela ainda me olhava - Na hora que eu entrei na sala dela, comecei a espirrar igual louca - Disse me afastando e dando a volta no carro - Vamos para casa? Acho que vai chover - O céu estava realmente encoberto, ela apenas concordou e entro no carro. Respirei fundo e entrei logo em seguida, o caminho para casa foi a minha explicação da "conversa com a diretora", cada palavra que eu dizia, me resgava um pouco..Ivy não era besta, mas parecia estar acreditando em cada palavra dita, chegamos em casa e ela foi direto tomar banho. Não era justo isso com ela, mas eu não podia dizer o que realmente aconteceu lá dentro, não podia.

Fui tomar banho no quarto de hóspedes e o perfume da Camila não saia de mim, parecia ter se agarrado na minha pele.

[...]

Depois do banho, fui para o quarto chama-lá para comer, mas a mesma já estava deitada na cama, dormindo. Peguei o lençol e cobri a mesma, depois me sentei em uma das poltronas, do lado da janela..já estava chovendo, e eu fiquei ali sentada, olhando para ela.

A noite inteirinha eu passei sem pregar os olhos, eu não entendo o motivo de estar assim. Ela é só minha amiga e eu, eu sou livre para foder com outras pessoas! Mas essa merda não entrava na minha cabeça de jeito nenhum, algo dentro de mim me dizia que eu tinha errado, errado por ter feito aqui e errado por ter mentido para ela.

Eu não ia conseguir dizer a verdade para ela naquele momento, e ela acreditou muito fácil na história da diretora. Ela tem uma confiança em mim, que eu não mereço, nunca mereci..eu preciso falar para ela.

9 a.m.

Ela estava acordando e a cada movimento, o meu coração parecia estar prestes a sair pela boca. Assim ela virou para o lado e me olhou, no mesmo momento aquele  sorriso lindo apareceu em seu rosto e eu o retribui fraco.

- Bom dia, baby - Ela disse com a voz um pouco rouca e se sentou na cama.

- Bom dia, anjo - Disse um pouco baixo e ela franziu a testa.

- Está tudo bem? O que está fazendo ai, você acordou cedo? - Ela me perguntava e se arrastou para a ponta da cama, respirei fundo uma e duas vezes. Vamos lá, está na hora de falar Hannah.

- Ivy, eu preciso te contar uma coisa - Na  mesmo hora ela se arrumou na cama, acho que meu tom de voz poderia ter assustado um pouco.

- Sobre o que? - Ela me olhava atentamente e eu não conseguia encara-lá.

- Sobre ontem - Disse baixo e ela levantou na cama, e veio em minha direção e se abaixou na minha frente. Pegou minhas mãos e nesse momento eu a encarei.

- Diz, sunshine - Ela me deu um sorriso encorajador, para que eu falasse. 

- Eu não falei coma diretora, na verdade ela nem estava lá ontem - Deixei um risada sem humor sair e agora ela tinha uma expressão confusa.

- Eu não estou entendendo, se você não falou com ela..então com quem falou? - Eu estava sentindo o ar me faltar.

- Você precisava de uma única matéria para passar, só Química. Então eu fui conversar com a professora, mas foi meio que uma troca..- Eu acho que nessa hora ela já estava me entendendo, pois as mãos delas já não seguravam mais as minhas.

- Hannah, troca do que? O que raios você está falando? - Ela se levantou e eu também me pus de pé - O que aconteceu com a professora?

- Ivy, calma..nós meios que..- Eu não estava conseguindo falar, as palavras não queriam deixar minha boca.

- Meio que, o que? Hannah, fala logo! - Ela estava nervosa e me olhando fixamente - O que vocês fizeram, Hannah?! - Ela disse alto.

- Nós fodemos, porra! - Saiu rápido, e agora ela estava ali, na minha frente.

- Vocês o que? - A voz dela saiu falha, meio embargada. Eu não conseguia ver ela daquela forma, a decepção estampada no seu rosto.

- Desculpa..


Notas Finais


ai meu gzuis, tadinha da Ivy. Povoo vocês estão gostando? Eu espero que estejam, e que gostem do cap de hoje!!

Xoxo, Sweet Rose.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...