História Breaking The Rules 2 - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~Hachi_Nana94

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Himgi, Jihope, Lemon, Namjin, Vkook, Yaoi, Yoonchan
Exibições 94
Palavras 3.821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá...
Voltamos meio milénio depois... desculpem
Espero que gostem....

Capítulo 7 - Rusty Nail


 

@Jimin

Acordei sobressaltado com o telemóvel a tocar. Quem seria assim tão cedo?

-Sim? -atendi, meio a dormir ainda.

-Jimin, estavas a dormir?

-Omma… -controlei o riso- Agora não importa muito, não é? Porque estás a ligar tão cedo?

-Eu estava a pensar no jantar e quero saber qual a comida preferida do Hoseok!

-Omma… -resmunguei- Faz qualquer coisa, ele não é esquisito.

-Qualquer coisa? Não foi assim que eu te eduquei, Park Jimin!

-Aigoo… estás a fazer perguntas complicadas muito cedo.

-Pronto mas depois diz-me!

-Sim, sim…. -respondi-lhe complacente. -Ate logo.

-Até logo, Jiminnie. -respondeu a minha mãe.

Virei-me para o lado do Hoseok (sim, nós agora dormimos juntos) e nem sinal dele.

Levantei-me e, arrastando os pés, saí para o corredor. Conseguia ouvir a água a correr do chuveiro por isso, encaminhei-me para a casa de banho. Abri a porta lentamente e retirei a minha boxer, a única peça de roupa que vestia.

Abri a porta da cabine e espreitei.

-Posso juntar-me a ti?

 

@NamJoon

-Já já acordei. Parece que estás com muita vontade de ir embora

E pronto lá estava eu a comportar-me como um menino mimado ou pior um miúdo do pré-escolar.

-Desculpa estar assim. É só que eu acho que vai ser estranho agora não ter quem abraçar para dormir ou mesmo beijar-te logo quando acordo

Aproximei me do Jin e abracei-o

-Estas muito cheiroso

Beijei-lhe a linha do maxilar

 

@Hoseok

Sorri ao ouvir a voz do Jimin

-Bom dia - puxei-o para dentro - Porque não poderias??

Os meus braços rodearam o pescoço dele

-Jiminniee porque é que eu estou tão nervoso?

Fiquei debaixo da água deixando o pescoço do Jimin

-Tenho um feeling que não vai correr bem

 

@Jin

Ainda está para vir o dia em que vou perceber porque é que o meu corpo reage sempre como se fosse a primeira vez, sempre que o NamJoon me toca.

-Claro que, até acabarem as aulas, não pode ser sempre mas, uma vez por outra, podes ficar a dormir em minha casa. Depois, se quiseres, podes vir morar comigo. São só uns mesinhos, não custa nada, Joonie.

Sentia a minha cara arder de embaraço mas não ia dar parte fraca.

-Além disso, ao ter a minha casa, podemos ter mais privacidade e temos novos sítios para experimentar.

Ele era como uma criança. Era só dizer os incentivos certos e, com ele, era sem sombra de dúvidas, sexo.

 

@Jimin

O Hoseok ficava tão sexy com o corpo todo molhado… até era difícil raciocinar mas claro, lá estava ele com as suas preocupações idiotas.

-Que é que não vai correr bem? A visita aos meus pais? Amor, não tens que te preocupar, vai correr tudo bem.

 

@NamJoon

- Não concordo com isso. Uns mesinhos custa sim a passar. Mas eu sei o que queres dizer

Sentei na beira da cama

- Vais inaugurar a casa Jin?

Talvez fosse engraçado ele dar uma festa, eu podia cozinhar para ele. E mais tarde podíamos experimentar a cama nova. Sim, eu sou um adolescente, estou constantemente a pensar em sexo como é óbvio

 

@ Hoseok

-Sim claro que é a visita aos teus pais. Que mais seria? Eu sei que não devia mas tu sabes como eu sou.

Ensaboei-me, fiz o Jimin virar-se, ensaboei as mãos e esfreguei-lhe as costas.

Até que me apetecia mais alguma coisa mas eu não ia aparecer em frente à minha futura sogra a mancar. Eu ia ficar demasiado envergonhado para falar

Terminamos o banho e fomos até à cozinha.

-Jimin há outra coisa que eu também queria falar contigo. Eu estive a pensar antes de dormir.

 

@Jin

Ele por acaso tinha-me dado uma boa ideia. Podia chamar alguns professores e assim e dar uma festa lá em casa.

-Olha, nem me tinha lembrado disso. Posso convidar os professores lá dá escola. Ou não… porque se eles forem vão achar estranho tu estares lá e podem desconfiar da nossa relação.

Era tão difícil ter uma relação às escondidas. Porque é que tínhamos que estar a esconder os nossos sentimentos um pelo outro? É assim tão errado amar?

 

@Jimin

Ainda estava na esperança que rolasse algo no banho mas percebi que qualquer coisa incomodava o Hoseok por isso, não avancei.

Quando estávamos na cozinha ele decidiu falar.

-Estiveste a pensar em quê? Não foi nas parvoíces do costume, pois não? Tu és perfeito e os meus pais vão adorar-te! Além disso eu amo-te!

 

@NamJoon

-Podes sempre dizer que foi por acaso. Descobriste que eu cozinhava e pediste-me para cozinhar para a festa!

Era chato esta relação às escondidas

-Tudo bem, senão quiseres dar a festa. Podemos sempre ter uma festa particular – pisquei-lhe o olho

Mas por algum motivo a mãe do Jin veio ao meu pensamento

-Jin, tens ido visitar a tua mãe?

Será que a senhora ainda estava muito mal? Será que ela ia acordar?

 

@Hoseok

-Não foi em nada parvo. Eu não sei se deveria falar disto agora que estamos prestes a sair para casa dos teus pais mas…espera

Beijei-o sorrindo como resposta aquele amo-te que quase ia passar despercebido.

-Eu sei que tu disseste que podíamos pensar nisso mais tarde mas já pensaste que quanto mais tempo deixarmos passar mais velhos vamos ficar?

Ele riu como se eu tivesse dito uma coisa óbvia

-Eu não quero adotar quando for velho. Não podes pensar um bocadinho sobre o assunto?

 

@Jin

-Não, podemos dar a festa… -acenei.- Também as pessoas que estou a pensar convidar sabem guardar segredo. Confio neles por isso, vem!

Abracei-o pela cintura e beijei-o. A minha expressão tornou-se triste assim que ele falou da minha mãe.

-Sim, tenho ido visitá-la. Os médicos dizem que ela já está estável mas não fazem ideia quando e se algum dia ela vai acordar.

Pousei a cabeça no ombro dele e sussurrei.

-Nunca me deixes, NamJoon. Eu não aguento perder mais ninguém. Eu proíbo-te! Ouviste? Não me podes deixar, seja de que maneira for.- olhei para ele sério e fiz beicinho.

 

@Jimin

Devo admitir que toda esta conversa me apanhou despercebido. Eu percebo o que ele quer dizer mas eu tinha a minha própria ideia sobre o assunto.

-Eu sei. Também não quero adotar uma criança quando tiver idade para ser avô dela mas ainda agora acabei de te ter só para mim. Além disso, a ideia assusta-me. E se eu não for um bom pai, Hoseok? E se a criança não nos vir como os seus pais porque somos gays? Desculpa…- olhei para baixo, contendo a vontade de chorar. Eu sentia-me um covarde.

 

@NamJoon

Fiquei triste por saber que ele tem passado por lá. Principalmente por ter ido sozinho.

Ele parece muito forte mas é um coração mole. Que derrete como manteiga ao sol.

-Se não quiseres ir lá sozinho eu estou aqui! Posso ir contigo!

Abracei-o esmagando-o

-Eu prometo! Promessa de mindinho! Eu nunca te vou abandonar!

Beijei-lhe a testa

 

@Hoseok

Eu não estava à espera daquilo. Porque é que ele me diz uma coisa assim

-Achas que eu também não estou assustado? Eu sei que não vai ser fácil. Não é preciso ser um génio para saber disso.

O que ele acabou de dizer magoou-me. Talvez dizer isto foi um erro. Pensar sobre isto foi um erro.

-Mas eu já percebi o que queres dizer não te preocupes.

Caminhei até a sala.

-Quando quiseres ir chama-me.

 

@Jin

Eu realmente tenho o melhor namorado do mundo. O NamJoon pode ser mais novo do que eu mas, por vezes, mostra uma maturidade que eu próprio até me esqueço da idade dele

-Obrigado, amor. Podes vir comigo sempre que quiseres. Eu só não te quero chatear com isso. Além disso, quero que te concentres nos teus estudos. Não quero ter que esconder a nossa relação por mais um ano porque não passaste.

 

@Jimin

Porque é que eu sou tão mau com as palavras? Por isso é que sempre adorei matemática. É tudo tão simples e transparente. Não há segundos sentidos nem outras interpretações.

Senti-o passar por mim enquanto uma lágrima me escorria pela cara. Não sei o que me magoou mais: se as palavras dele ou o olhar de desilusão que ele me lançou. Deixei-me cair até ao chão e abracei os joelhos. Era a nossa primeira discussão e o meu peito ardia e doía. Por favor Hoseok, faz com que pare de doer. Se ao menos eu conseguisse explicar-te o que sinto.

 

@NamJoon

-Eu sei que as minhas notas são uma merda. Não é preciso lembrar-me disso.

Levei as mãos até ao rabo do Jin e puxei-o para mim

-Sabes eu achei que como era a tua última manhã cá em casa tu talvez te quisesses despedir da minha cama

Quando eu quero uma coisa eu não costumo esconder que a quero.

 

@Hoseok

Sentei no sofá, as lágrimas apareceram de repente, encolhi-me ficando em posição fetal.

Eu achei que nós queríamos a mesma coisa. Eu achei que os nossos objetivos eram quase os mesmos. O principal era estarmos juntos mas ele sabe que eu quero uma família. Será que eu tenho de esquecer a ideia? Eu não sei se quero.

Tantos planos, tantas risadas por causa dos nossos planos e de repente a tristeza.

Eu estou irritado. Eu também tenho medo e sempre penso no pior. Mas se não arriscasse ainda hoje estaria ao lado do Jimin apenas como amigo.

Aish.

 

@Taehyung

De repente apareceu uma luz no meu cérebro. O Yoongi não me tinha contado nada de nada em relação ao que se tinha passado durante a conversa dele com o novo diretor. E eu estou a morrer de curiosidade.

Acabei por combinar um café com o professor Yoongi

Eu só não podia levar o Kook comigo ou o Yoongi ia-me fazer perguntas em vez de ser eu a ele.

-Eu vou sair mas não devo demorar muito – avisei

 

@Jin

Quase gemi involuntariamente assim que ele me apalpou o rabo.

-Acho uma excelente ideia. Mas acho que vais ter que me amordaçar ou a tua mãe ainda nos ouve. -pisquei-lhe o olho.

Eu já não tinha vergonha de falar das minhas fantasias com o NamJoon. Afinal, nenhuma delas fazia sentido se não fosse com ele.

 

@Jimin

Estava no chão da cozinha, patético, a chorar quando me lembrei de algo. Mas porque é que o Hoseok tinha reagido assim? Eu não disse que não queria filhos. Eu só quero que as coisas tomem o seu rumo! Quero casar-me com ele antes e comprar uma casa e depois pensar em filhos. Tudo na sua ordem. Fui à sala e lá estava ele a chorar. Sentei-me ao lado dele e abracei-o.

-Lamento mas estás noivo de um completo idiota..

 

@Jungkook

Estava concentrado a estudar quando ouvi o Taehyung dizer que ia sair.

-Sim, não te preocupes, eu fico aqui a estudar.

Ele baixou-se e deu-me um beijo rápido.

-Ei, não me vais trair, pois não?- perguntei quando ele ia a sair, fazendo-o rir às gargalhadas antes de fechar a porta.

Mal o ouvi entrar no elevador e descer levantei-me. Era agora que eu ia pôr o meu plano em prática!

 

@NamJoon

Eu tinha ouvido bem? Ele tinha dito mesmo para eu o amordaçar?

Fico feliz por ele ter começado a falar das fantasias dele. É melhor eu começar a voltar a colecionar coisas ou a coisa vai acabar mal, porque eu sou capaz de um dia destes não estar prevenido. A este ritmo a coleção acaba em menos de uma semana e eu estou a gostar da ideia.

Levei a mão até à gravata dele e desfiz o nó

-Se não te tivesse vestido ias dar-me menos trabalho!

Segurei as pontas da gravata e passei-a pelo pescoço do Jin trazendo a boca dele na direção da minha.

-Importaste que eu adicione coisas à minha coleção? – pisquei-lhe o olho

 

@Hoseok

-Noivo? – sim instantaneamente a minha mente só apanhou aquilo.

Deixei o abraço do Jimin confortar-me. Sequei as lágrimas e tentei sentar-me direito no sofá.

Libertei o ar que os meus pulmões prendiam.

-O que acabaste de dizer?

 

@Taehyung

Cheguei ao café e sentei. Esperei uns dois minutos pelo professor Yoongi que parecia um pouco abatido.

Não acredito que deixei o Kook sozinho em casa nestas férias deliciosas por causa da minha curiosidade. Eu devo ser o único ser no planeta que é idiota a este ponto.

 

@JIN

Só a simples proximidade entre nós fazia a minha cabeça andar à roda. Sorri de forma provocadora, desapertando o cinto dele e puxando-o pela cintura. Se ele queria provocar, eu também o podia fazer. Eu sabia que isto era tão torturante para ele como para mim.

-Que tal, a partir de agora, começarmos a fazer a NOSSA coleção?

 

@JIMIN

Eu nem para guardar os meus segredos presto! Eu já tinha comprado um anel e preparado o pedido perfeito para a nossa noite de passagem de ano. Só que agora a boca fugiu-me para a verdade e eu não sabia o que fazer. Será que, se eu me fizer desentendido, ele vai acreditar.

-Hã? Que é que eu disse? Nada, eu não disse nada, amor. Se calhar estás a ouvir coisas. – pelo sim pelo não, é melhor mudar de assunto.

-Olha, já acabaste de fazer a tua mala? Amanhã temos que sair de casa cedo para ainda almoçarmos na casa dos meus pais.

 

@KOOK

Estava a ver que o TaeHyung nunca mais saía de casa. Mal o ouvi combinar sair com o professor Yoongi, mandei uma mensagem à minha sogra. Por isso, quando o Taehyung saiu, passados nem 10 minutos, ela tocou à campainha.

-Fico feliz por me teres ligado! Mas eu continuo a achar que ele ficaria igualmente feliz se tu te oferecesses como presente. -sugeriu ela, piscando me o olho.

Eu ainda não estava habituado a ter estas conversas abertamente com alguém que tem idade para ser minha mãe por isso, a minha cara subiu vários tons na escala de vermelhos.

-De qualquer forma, eu quero oferecer-lhe algo mesmo feito por mim por isso, obrigado por me ajudar.

Ela abraçou-me e beijou-me a bochecha. Acho que nem mesmo a minha própria mãe alguma vez me deu um beijo. Agora também não interessa, graças ao Tae, eu agora tinha uma família.

-Estou mesmo feliz por o Tae te ter encontrado - disse a minha sogra- Agora sei que posso estar descansada. Ah, e já te disse para não me tratares por você, não sou nenhuma velha.

Ri e levantei as mãos em sinal de rendição.

-Está combinado!

 

@SUGA

As férias de Natal tinham começado para todos, exceto para mim. Ai como a minha vida é difícil. Devido ao que aconteceu no dia da apresentação do diretor HimChan, eu tinha a dura tarefa de o ajudar a organizar os processos da maneira que ele queria.

Por outras palavras, enquanto todos os professores estavam a gozar de alguns dias de férias, eu aqui estava, a ser escravo deste tirano que nem férias de Natal tira! Lá porque ele não tem com quem estar nesta altura, não quer dizer que eu também não tenha planos!

Quer dizer, eu não tenho planos, verdade seja dita, mas atenção estar em casa a deprimir era melhor do que isto.

-Yoongi, onde está o café que eu pedi? -gritou o HimChan do escritório.

Eu juro que qualquer dia ainda cometo homicídio! Eu demorei dois minutos a falar com o professor Taehyung, DOIS MINUTOS!!! Pus a caixa com o resto do café no lixo e fingi o meu melhor sorriso ao entrar no gabinete dele.

-O café terminou, vou buscar mais à loja.

-Tudo bem... -Ele respondeu a contra gosto - Mas não se demore!

Não lhe respondi e saí. Também ele agora que aguentasse! Mais inferno do que isto não podia ficar!

Encaminhe-me até ao café onde tinha combinado com o professor TaeHyung e não precisei de esperar muito até ele aparecer.

 

@Hoseok

Que raio é que se passou? Ele mudou de assunto mesmo? Será que se arrependeu? Por um momento o meu coração apertou...

-Sim, a minha mala já está pronta.

Porque é que o ambiente mudou tão rápido duas vezes. Não queria lembrar-me do porque de estar assim. Eu não gostava de me sentir assim. Melhor esquecer o que eu mesmo lhe disse.

-Já trataste da tua?

 

@Taehyung

O Yoongi realmente não estava com boa cara. Até tenho medo de lhe perguntar alguma coisa.

-Afinal o que lhe aconteceu? O que o deixou com essa cara de enterro?

Eu estava mesmo curioso. Segurei a minha bebida que chegara entretanto e bebi um pouco. O Yoongi era o único ser humano que me deixava curioso e nada curioso tudo ao mesmo tempo. Tenho até medo do que o Himchan lhe tenha dito.

 

@Namjoon

Não era nenhuma pergunta com rasteira pois não?

-Gostei – respondi – vamos ter a nossa coleção

Aproximei as nossas bocas mas apenas beijei o canto da boca do Jin mas não me afastei totalmente.

-Que sugeres que adicionemos em primeiro lugar à coleção – decidi brincar com ele

Beijei o pescoço do Jin de uma forma estranhamente demorada e senti a pele dele arrepiar um pouco.

 

@JIN

Tenho que admitir que gosto quando o NamJoon me provoca mas isto já era tortura. Mas se ele pensa que eu vou ceder, está muito enganado! Se vamos dançar, dancemos os dois! Desapertei as calças dele e deixei uma das minhas mãos adentrar pela boxer dele. Senti-o arrepiar-se e sorri comigo mesmo. Também eu me arrepiei quando ele me beijou o pescoço, o que levou um pouco mais para que eu respondesse. Era tão injusto quando ele me fazia perguntas sabendo que a minha concentração estava noutro lado.

-Joonie, até podes guardar os lençóis como recordação...

 

@NamJoon

O Jin estava a brincar só podia. Eu não ia guardar o lençol… porque iria eu guardar o lençol?

Eu já estava a chegar ao limite de todos os limites. Apenas levei as mãos até a camisola que o Jin vestia e tirei-lha.

Deslizei as minhas mãos pelo tórax dele e fiz com que ele caminhasse até a cama. Assim que as pernas dele encostaram nela eu segurei-o pelas calças e desapertei o botão.

Ele fica tão entregue. Acho que me vou aproveitar dele num desses momentos.

 

@Jimin

Consegui perceber no seu olhar a desilusão quando eu me fingi desentendido. Acreditem que magoa tanto a ele como a mim mas eu não podia fazer um pedido agora.

O Hoseok era a pessoa mais especial do universo e merecia um pedido também especial. Se eu fizesse agora o pedido, este seria para sempre esquecido porque este momento era banal. Aliás, mais do que banal, era o pior momento possível porque tínhamos estado a discutir momentos antes.

Por favor, Hoseok, eu sei que te magoei mas aguenta só mais um pouco e prometo que vais entender tudo!

-Sim, a minha mala também está pronta... - beijei-lhe o pescoço e sussurrei, apertando-o mais nos meus braços. -Hoseok, amo-te para sempre...

 

@Hoseok

Eu juro que todos os pelinhos do meu corpo se arrepiaram ao ouvir aquilo. Apesar de termos discutido continuamos a gostar um do outro, todos os casais discutem…

Afastei-me um pouco do Jimin de forma a puder olhá-lo nos olhos. Mesmo que eu não quisesse um sorriso involuntário nasceu nos meus lábios

Passei os meus braços pelos ombros do Jimin

-Eu também te amo – fiz uma pequena pausa – para sempre

Aproximei o meu rosto do Jimin e uni os nossos lábios

-Por muito irritado que fique contigo, vou continuar a amar-te – fiz beicinho

 

@SUGA

Quando o Taehyung chegou eu já tinha pedido uma garrafa de Soju... Eu sei que ainda é cedo para estar a beber mas, se eu vou levar com a ira do HimChan, tenho que me preparar psicologicamente. A minha cara devia expressar os meus sentimentos porque foi logo a primeira coisa em que o Taehyung reparou.

-Tu não tens noção! Aquela pessoa é um ditador! Enquanto vocês estão todos a gozar as vossas férias eu estou a aturá-lo. Eu sou professor de educação física mas mais pareço o seu secretário! Será que a minha sina é ser odiado pelos diretores?

 

@Taehyung

Acabei por rir com o que o Yoongi acabara de dizer.

-Não Yoongi, não é a tua sina, mas convenhamos…começaste com o pé errado. Naquele dia foi um pouco vergonhoso.

Cruzei os braços e continuei a olhá-lo

-Eu não acho que ele te vá chatear muito, acho que foi só para a impressão aos outros professores que não devem fazer asneira. Tiveste azar apenas em ser o primeiro a cometer um pequeno errito. Tenho a certeza de que ele não te vai ocupar durante muito tempo. Alias um professor de educação física não deve ter muito jeito para ser secretário de ninguém – ri.

 

@JIN

Lancem foguetes porque eu consegui, pela primeira vez na vida, fazer o NamJoon ceder! Nesta nova sensação de poder deu-me uma ideia. Se eu queria experimentar a minha sorte, o momento era agora.

-NamJoon... Eu tenho um pedido a fazer. -tentei falar enquanto ele me beijava - Namjoon, já que é a nossa última vez no teu quarto, que me dizes a experimentarmos algo novo e trocarmos de posições?

Eu sei que o NamJoon nunca foi seme mas será que ele não tinha curiosidade em saber como era? Eu só o queria fazer sentir-se tão bem como ele me faz sentir.

 

@JIMIN

Aproveitei o seu beicinho adorável para o beijar. Ainda bem que resolvemos a nossa discussão antes de partir de férias. A última coisa que queria era estragar esta época especial. Eu tinha tudo preparado para fazer deste o Natal mais inesquecível das nossas vidas e uma discussão de certeza que não estava nos meus planos.

Ao lembrar-me de que íamos para casa dos meus pais, outro pormenor veio-me à memória. Tenho a sensação de que o Hoseok é daqueles que não faz sexo em casa dos pais. Por isso, durante uma semana, nada de sexo??? Era melhor eu recarregar as minhas forças agora. Será que eu já estava suficientemente perdoado para que ele aceitasse.

-Hoseok, amor... -beijei-lhe o maxilar. - Que dizes a uma última vez antes de irmos para casa dos meus pais?

 

@YOONGI

Suspirei e bebi um trago longo da minha bebida, quase bebendo metade da garrafa de uma vez.

Eu sei que o professor Taehyung tem até a sua razão mas o meu pequeno erro é razão suficiente para sofrer tanto? Eu não devia estar a beber álcool, eu sei... Eu já sei como fico quando bebo álcool... basta um pouco e já começo a ficar um pouco alegre.

-Acredita, acredita que eu tentei! Eu não sou bom secretário mas tentei inda ser pior! E não é que ele ainda reforçou a dose? -bebi mais um gole e imitei a voz do HimChan- "Não entendo como alguém tão inútil pode ser professor! Mais uma semana!" Entretanto desisti e tentei dar o meu melhor porque eu daqui a bocado já estava na reforma e ainda tinha que o vir ajudar!
 

 


Notas Finais


Então o que acharam?
Esperamos que tenham gostado
Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...