História Breathe - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 51
Palavras 1.672
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


I ONLY WANNA DO BAD THINGS TO YOU
SO GOOD, THAT YOU CAN'T EXPLAIN IT
WHAT CAN I SAY, IT'S COMPLICATED

SAMUSICA N SAI DA CABEÇA

'-'

ta parei

Capítulo 49 - Capítulo 48: Futuro


Sophie PDV


Na beira da piscina, conversamos sobre o futuro e sobre casamento. Já dessa parte eu não curti muito. Ter que ouvir falarem sempre sobre a cerimônia, sobre eu ficar nervosa e tudo mais, aquilo me faz ter ainda mais certeza de que não queria me casar. Pelo menos não agora e, talvez não com Jayden.

— E filhos são a melhor e a pior parte. — Diz Heloise, sorrindo.

— Eu já disse isso a ela! — Mãe exclama, gesticulando em direção a mim.

— Minha mãe também acha que devemos ter filhos logo, mas eu... — Jay começa a falar.

Penso em Serena. Eu e Jayden estávamos prometendo ir vê-la há semanas e, felizmente, o destino parece estar colaborando comigo. Ellie havia ficado doente e não podemos ir. E agora com o caso de Jay no escritório ficando cada vez pior, ele não podia se dar ao luxo de sair da cidade. Além do mais, eu não estava pronta para encontrar minha sogra e ser alvo do seu olhar penetrante. Sentia que se Serena me olhasse muito, eu confessaria meus piores pensamentos.

— Não se preocupe que vocês ainda têm tempo. — Diz Tim.

— Pois é, vejam só, eu tive Erin e depois de conhecer Tim ainda tive mais dois. Gêmeos ainda. — Debbie e Alexander riem.

— Erin não é sua filha? — Pergunto a Tim, sem conseguir mascarar minha surpresa.

— Ahm — Ele se surpreende, mas sorri. —, não biologicamente.

— Eu a tive por meio de inseminação artificial. — Diz Heloise.

Todos a olham com surpresa.

— É sério? — Minha mãe não esconde seu choque.

— Nossa. — Jayden fala, olhando para mim.

— Sim. — A mulher sorri, sem graça.

— Heloise teve Erin em uma época em que não conseguia, bem, ter filhos, pois era solteira.

— Sempre tive esse sonho de ter um filho, mas não queria esperar até conhecer o homem "perfeito" pra realizar isso. Eu queria um companheiro pra minha vida que tivesse essa ligação fraternal comigo. Bem, os médicos diziam me que não havia problemas de saúde nem nada, então não teria problema — Explica. —, então optei por tê-la sozinha mesmo.

— Uau, você é corajosa. — Diz Debbie, fascinada.

Olho em direção a Erin. A garota estava deitada na esteira, lendo um livro com concentração e os fones no ouvido. Perco-me observando seu corpo. O sol refletia no brilho bronzeado da sua pele. Ela parecia alguém esculpido por deuses. Como uma adolescente podia ser tão magnificamente linda?

Quase pulo ao ver Manuel tirando os pratos da mesa.

— Bem, o que vocês acham de um banho de piscina? — Pergunta Debbie à Heloise e Tim.

— Eu topo! — Tim se ergue abrindo um enorme sorriso.

— Eu prefiro só olhar mesmo. — Heloise se põe de pé também.

— Eu vou buscar um whisky pra nós. — Papai se ergue.

— Eu ajudo o senhor — Jayden faz o mesmo e solta o guardanapo na mesa. — Já volto, amor. — Sorri a mim e logo vai atrás de Alexander pra dentro da casa.

— Você quer mesmo ficar com as mulheres? — Pergunto a Tim enquanto também me levanto. O homem solta os cabelos e lança a mim um sorrido divertido.

— Prefiro curtir um dia lindo como esse do que ficar trancado em casa, ou em um escritório — Ele tira os óculos e a camisa pólo que usava. Joga a peça em uma esteira com algumas outras roupas. E então sai correndo em direção a piscina. O observo saltar e dar uma cambalhota antes de atingir a água.

Rio e aplaudo, andando até Debbie e Heloise.

— Foi um belo salto! — Grita mamãe em direção a piscina.

— Eeeeeh! — Um dos gêmeos vê que o pai entrou na água e desata a correr, pulando também.

— Jake! — Heloise o repreende. — Cuidado pra não cair.

— Legal. — Marco levanta do chão e se joga na água.

Eles emergem juntos, jogando as mãos pra cima e rindo. Tim vinha nadando logo atrás e os pega de surpresa, os puxando pra baixo. Sorrio e sento na esteira aos pés de Debbie. Heloise estava na ao lado dela, sorrindo a família que nadava.

— Porque Erin não senta com a gente? — Pergunta Debbie.

Olho pra garota ao longe, ainda lendo.

— Ela é meio obcecada com esse negócio de livro — Diz Heloise suspirando e olha para a filha. — Ela é assim na aula, Sophie? — Olho para Heloise, pensando.

— Eu sou professora de inglês, o que ela mais faz na minha aula é ler. — A mulher gargalha.

— Nossa, desculpa. — Diz ainda rindo.

— Sem problemas, mas, eu devo dizer que o fato dela ler muito, é útil nas minhas aulas e trabalhos. — Digo, sorrindo. Para mim é estranho estar na casa dos meus pais falando com a mãe de uma aluna sobre como é a garota em sala de aula.

Olho para Erin. Acabo dando de cara com os olhos mel da garota vidrados em mim. As sobrancelhas arqueadas de forma que dissessem “vem até mim, eu duvido você ter coragem”. Desvio o olhar, focando em Debbie que conversava com Heloise sobre o cabelo dos gêmeos.

Pouco tempo depois Jayden retorna com meu pai. Resolvem sentar junto à beira da piscina para conversar com Tim. Eu não conseguia ouvir direito, mas vez ou outra o moreno me lançava sorrisos, apenas para dizer “estou trabalhando com seu pai e esse cara com um cabelo maneiro, mas ainda estou pensando em você”.

— Sophie? — Debbie me chama.

— Sim? — Viro-me em direção a minha mãe.

— Você pode ir chamar Erin pra vir se juntar a nós? — Pede mamãe, sorrindo de uma forma gentil. Sinto minhas pernas bambearem e meu coração acelerar. Lanço um rápido olhar à garota ainda lendo e assinto as mulheres, me erguendo.

A garota estava de fone, por isso só me percebe ali quando faço sombra em seu livro. Erin ergue os olhos e encontra os meus, mas não sorri.

— Sua mãe está pedindo pra você ir sentar com a gente. — A garota tira os fones e olha em direção as mulheres ao longe.

— Você acha que sou obrigada a ir? — A voz doce me faz tremer.

— Seria um pouco rude, não acha? — Sorrio de canto.

— Rude ou não, acho que não consigo ler com pessoas conversando ao meu redor — Ela murmura e morde o lábio inferior. Acabo por acompanhar o ato com fascínio. — Pode dizer a minha mãe que só vou terminar esse capítulo aqui? — Pede ela, os olhos mel refletindo a luz da água ao seu lado.

— Acho que vou esperar você terminar então. — Sorrio e sento aos pés dela na esteira. A garota franze o cenho, confusa, mas resolve não perguntar nada.

Olho em direção aos homens a beira da piscina. Jayden não havia percebido que eu não estava mais junto às mulheres, felizmente. Eles conversavam de uma forma séria, exceto Tim que ainda tinha aquele brilho divertido no olhar, mesmo que não sorrisse. Debbie observava Heloise conversar com os gêmeos, sorrindo a cada coisa que os pequenos diziam. Volto minha atenção à garota ao meu lado.

— Eu li sua redação sobre Dom Quixote — Resolvo falar. A garota ergue os olhos, obviamente interessada. — Achei um tanto direta demais. Você deveria ter ido com mais calma, sabe, analisado bem os fatos da história.

— Eu tava meio que com pressa — Ela diz e abaixa a cabeça. — Desculpe, quer que eu refaça? — Seus olhos parecem um tanto decepcionados. Acho engraçado que, nem mesmo Victor que era um nerd assumido, não se sentia mal consigo mesmo ao receber uma crítica.

— Não disse que estava ruim, Erin. — Rio.

— Oh — Ela sorri e fecha o livro. — Então, qual foi minha nota? — Seus olhos brilham de uma forma cobiçosa.

— Isso você só vai saber na segunda — Devolvo-lhe o ato, mas em provocação. — Já terminou o capítulo, vamos. — Me ergo, mas a garota me puxa para baixo de novo. — O que foi? — Olho com confusão.

— Vamos ficar aqui um pouco — Sinto meu corpo esquentar com a mão da garota ainda na minha. Volto meu olhar em direção a sua outra mão ainda com a tala. Por um longo segundo esqueço que meu noivo e meus pais estavam por perto. Os olhos dela eram tão calorosos que eu podia ficar dias olhando para eles. — Eu... — Solto minha mão lentamente. — não quero ficar ouvindo elas falaram sobre futuro e essas besteiras.

— Você não está preocupada com seu futuro? — A olho com atenção,

— Preocupada não, irritada — Ela bufa. — É só disso que minha mãe anda falando ultimamente. Faculdade, bolsa de estudos, inscrição... Isso é um saco. — Ela resmunga, olhando em direção a sua mãe ao longe.

— Ela tá preocupada com seu futuro, só isso.

— Não sei o que ela vai dizer quando eu falar que irei cursar literatura inglesa ao invés de cinema. — A olho de olhos arregalados.

— Você vai cursar inglês? — Pergunto sem esconder a surpresa.

— Vou — Erin ri levemente. — Eu meio que me vejo fazendo isso, sabe? Cinema é mais como a coisa que... — Seus olhos congelam nos meus. — Esquece — Nega. — Não vou falar sobre isso, não com você. — Desvio o olhar, um pouco magoada com isso.

— O.k. então — Me ergo. Aquilo foi demais até pra mim. — Melhor irmos.

— Eu não quis dizer isso dessa forma — Ouço a garota dizer, mas não a olho. — Só que...

— Olha, não importa — Digo a fitando. — Você tem esse direito e não me deve satisfações, mas sim a sua mãe. Então sugiro que vamos nos juntar a elas antes que nos chamem. Jayden deve estar estranhando eu estar aqui. — Falo instantaneamente, sem perceber que disse isso no intuito de provocá-la.

— Ah claro, seu marido — Ela diz em deboche e ri. — Pode ir professora, eu já vou. — Quase rosno a ela, mas resolvo que não iria mais discutir com aquela garota. Ela era tão estupidamente infantil.

Enquanto anda em direção as mulheres, Jay vem andando até mim.

— Hey, estava conversando com sua aluna? — Ele sorri de uma forma divertida.

— Estava — Beijo seus lábios e sorrio. — Heloise pediu pra eu chamá-la — Ele entrelaça sua mão a minha e vamos até as mulheres que riam de algo. — Ela disse que já vem, estava lendo um capítulo muito bom. — Digo à Heloise.

— Ela e seus capítulos muito bons. — Resmunga a mulher.

 


Notas Finais


proximo cap vai ser um pouquinho maior, até tentei diminuir mas slá, n deu

mas vai ser loco '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...