História Breathe Me - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 1.649
Palavras 998
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!
Chorei escrevendo esse capítulo.

Capítulo 10 - All Bad


Fanfic / Fanfiction Breathe Me - Capítulo 10 - All Bad

Era seis e meia da manhã quando recebi uma notícia que me fez cair aos pedaços e chorar em prantos.

Meu pai havia falecido.

Ele não aguentou os ferimentos e um pouco antes das seis ele teve uma parada cardiaca, os medicos tentaram reanima-lo mas não deu.  Ele morreu,  ele não está mais aqui,  agora é só eu e minha irmã no mundo.

Eu estava no meu quarto,  sentada na minha cama com as costas apoiadas na cabeçeira da cama,  não havia mais lágrimas nos meus olhos para eu chorar. Eu não sentia vontade de comer, eu não sentia vontade de fazer nada,  só chorar.

- Meus pesâmes – ouvi alguém dizer, eu levei um leve susto, olhei em direção a voz e vi Justin perto da janela

- Você entrou pela janela? – perguntei a ele sem animo nenhum

- Sim. Você não está nenhum pouco bem, né? – ele caminhou até mim e se sentou na cama perto de mim

- E por que eu estaria? Minha mãe morreu quando eu nasci e meu pai morreu anos depois porque um idiota atropelou ele

- Esse cara vai pagar pelo o que ele fez

- Mas ninguém o viu, ninguém sabe quem é ele

- Ele vai pagar pelo o que ele fez, eu prometo!

- Não prometa o que não pode cumprir

- E quem disse que eu não posso cumprir? – ele me encarou serio e eu me manti em silêncio  por um tempo

- Obrigada

- Não precisa agradecer – eu fui até ele em um movimento rápido e o abracei forte, ele demorou um pouco a me abraçar, talvez porque não esperava por isso.

Eu  precisava disso, eu precisava de um abraço forte e quando  o abraçava eu começei a chorar novamente e ele fazia carinhos em mim para me acalmar. Eu acabei dormindo em seus braços e mais uma vez quando eu acordei ele não estava mais lá.

Esse menino tem que parar de aparecer do nada e sumir do nada também.

P.O.V Justin On

Aquele idiota, otário, bebado do caralho deve pagar pelo o que ele fez.

Será que ele nunca vai sair dessa vida de merda dele?

Fui xingando meu pai por pensamento enquanto andava pelas ruas de Ottawa. O céu já estava escuro, eu havia ficado um bom tempo junto com a Brooke. Enquanto ela dormia eu fiquei adimirando-a. Ela dormia serenamente e às vezes suspirava.

Ela era perfeita e imperfeita.

Pare de pensar isso Justin. PORRA, você não pode se relacionar com ninguém.

Fui de a pé da casa da Brooke até em casa, foi uma boa caminhada. Cheguei em casa e procurei aquele ser irritante e ele não estava lá. Fui para o meu quarto, tomei um banho e me deitei na cama de barriga para baixo e no chão vi o desenho pronto que eu estava da minha ex namorada, o peguei e o rasguei em pequenos pedaços.

Hoje eu não estava bem.

P.O.V Brooke On

Eu estava deitada da minha cama de olhos fechados enquanto ouvia “No Angel” da Birdy tocar, as músicas dela são perfeitas.

- Brooke – minha irmã disse ao entrar no meu quarto – venha comer alguma coisa

- Não estou com fome – eu disse a ela enquanto eu encarava o teto

- Mas você tem que se alimentar, faz uma semana que você não come bem

Hoje estava fazendo uma semana que meu pai havia falecido.

- É serio, eu não estou com fome – ela suspirou fundo

- Ok, se caso queira comer algo a comida está na geladeira – ela avisou e saiu do meu quarto fechando a porta, me virei e fiquei encarando a porta.

Eu desejava que meu pai entrasse por aquela porta e me abraçasse dizendo que tudo aquilo era um sonho, um pesadelo e que eu iria acordar. Mas isso não iria acontecer, pois foi real.

Resolvi me levantar da cama e ir até o cemitério visitar o túmulo do meu pai. Troquei de roupa, vesti uma calça jeans escura, camisa branca e uma blusa de frio preta, coloquei uma touca preta e sai de casa. Era uma boa caminhada da minha casa até o cemitério, passei por uma floricultura e comprei flores para colocar no túmulo de meu pai.

Cheguei no cemitério e fui até o túmulo, o encarei e senti lágrimmas se formarem em meus olhos, coloquei as flores no chão e me sentei de frente ao túmulo do meu pai e começei a conversar com ele, acho que ele podia me ouvir.

- Oi pai, sinto muito a sua falta sabia. – fiz uma pausa – eu queria muito que você tivesse aqui comigo, cuidando de mim e da Julie e não ai, e não morto. Sei que você deve estar me olhando ai de cima, do céu mas não é a mesma coisa de te ter aqui, perto de mim. Sinto falta de seus abraços, brincadeiras e quando ficava irritando com os meninos que mexiam comigo na rua e tal. Não basta a mamãe ter ido, por que Deus levou vocês dois de mim? – eu chorava muito ali – Eu queria sentir sua proteção, eu queria sentir seu abraço, eu queria ouvir você brigando comigo, eu queria ver você orgulhoso de mim quando eu me formasse em direito. Eu queria, eu queria muito mas não posso. É como dizer: Querer não é poder. Papai, você está me ouvindo? Eu te amo muito, muito. Não deixe de cuidar de mim por favor? Eu te amo

Me levantei do chão e sai dali enchugando as minhas lágrimas que insistiam em cair.

P.O.V Justin On

Brooke ficou uma semana sem ir a escola. Claro que ela não iria pois o pai havia morrido. E meu pai? Estou há uma semana sem vê-lo, por isso eu ainda não o entreguei para a polícia.

Eu vou cumprir a promessa que eu fiz a Brooke, dessa vez não vou tentar livrar ele da prisão.


Notas Finais


Me desculpem pelo capítulo anterior ter saído pequeno, eu tinha escrito ele no caderno e pensei que tinha ficado grande.
Enfim, ai está o capítulo 10 e eu já estou pensando em como vou fazer o primeiro beijo de Jrooke <33 (sim, eu ainda não pensei em como vai ser)
tt: @glorydrauhl / @whatsbiebr


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...