História Brian's Daughter - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avenged Sevenfold
Personagens Johnny Christ, M. Shadows, Personagens Originais, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Tags Avenged Sevenfold, M Shadows, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Exibições 37
Palavras 1.584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Deathbats, mais um capítulo para vocês, espero que gostem!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Brian's Daughter - Capítulo 2 - Capítulo 2


- Filha, nós temos visita! - ela disse e eu me virei, olhei para aquelas cinco figuras sentadas em volta da mesa e quase não acreditei no que vi, só pode ser um sonho!!!


 Eu estava sonhando certo? Os meninos do Avenged Sevenfold estavam realmente sentados na cozinha? Eu cocei meus olhos e fiquei um bom tempo parada com cara de idiota olhando para eles. 


 - Mãe... o que tá acontecendo? - Eu perguntei 
 - Filha... quer sentar um pouco para nós conversarmos?  - ela disse respirando fundo. 
 - O que?... Eu vou... tomar banho e já volto ok? Oi Rapazes! - eu disse, tentando ser simpática com eles. Todos eles acenaram para mim e sorrindo, eu vi o sorriso do Matt e automaticamente eu fiquei corada!.


   Fui tomar um banho pra tentar me acalmar mas eu consegui ficar mais confusa e nervosa ainda. O que será que está acontecendo??
 Sai do banho e coloquei uma roupa bem larga pra me sentir mais confortável! Desci pra cozinha (nervosa) todos olharam para mim! Olhei para minha mãe procurando alguma resposta, ela parecia bastante nervosa, tanto quanto eu. 


 - Filha... senta aqui, a gente precisa conversar! - ela disse, apontando um lugar do lado dela. Antes de sentar eu fui cumprimentar os rapazes. Eu estava tão feliz e tão confusa ao mesmo tempo! Cumprimentei Brian primeiro, ele estava com um sorriso lindo e ele parecia tão nervoso quanto eu e minha mãe, isso era muito estranho! Depois foi a vez do Zacky, aqueles olhos azuis que eu amo, ele deu uma piscada para mim e eu corei, é claro! Depois o Johnny, eu amo aquele pequeno, meu Deus! o que eu to falando, eu não posso falar nada de altura! eu tenho 1.55 de altura ( ops ) e depois foi a vez do Jimmy que sorriu pra mim e me puxou pra um abraço super apertado que eu confesso que adorei! E finalmente foi a vez do Matt, aquele sorriso, aquela covinha e aqueles olhos, meu Deus! fui abraçá-lo e demorei mais tempo o abraçando, tenho que confessar! Me soltei dele e reparei que eles estava sem a sua aliança no dedo! O que será o que aconteceu? acho que vou perguntar depois! 


    E finalmente fui sentar do lado da minha mãe e ela logo me estendeu um copo de café! Por incrível que pareça, o café as vezes me acalma! 


 - O que eles estão fazendo aqui? O que tá acontecendo? - eu disparei essas perguntas de uma vez!


 - Filha... O Brian é o seu pai! - ela disparou de uma vez e eu me engasguei com o café e comecei a tossir, minha mãe me ajudor e eu logo me recuperei, bem... mais ou menos! 


 - O que? Como assim? Porque você não me falou nada antes? Como... - minha voz sumiu e eu tinha tantas perguntas pra fazer mas todas estavam na minha cabeça e a maioria delas ficaram lá. Mamãe foi logo se explicando! 


   - Filha, calma, eu vou te contar o que aconteceu! Eu era uns dois anos mais velha que você, eu morava na Califórnia e seu pai era meu vizinho, eles estavam começando a montar a banda e eu me aproximei mais do seu pai, nós ficamos e logo depois eles foram para uma turnê. Eu descobri que estava grávida logo depois, eu não soube o que fazer ou nem o que falar para o seu pai, me desesperei e fui morar no Brasil com sua avó, eu fiquei com medo da reação do Brian e não falei nada com ele. Até que um dia ele conseguiu me contatar e eu falei a verdade para ele e ele logo quis te conhecer e está aqui para falar com você! - ela disse. Eu tive que absorver tudo aquilo de uma vez, eu não sabia o que falar e nem o que fazer, fiquei com tudo aquilo martelando na minha cabeça sem conseguir esboçar nenhuma reação, mas pera...


 - Mas... porque você me disse que meu pai morreu? - eu perguntei. Eu idealizei o meu pai na minha cabeça com um cara que minha mãe dizia que era meu pai, ela disse que ele morreu dias antes de eu nascer! ( 1 ) 
 
 - Eu disse que ele morreu por que eu não tinha nenhuma saida para as   perguntas frequentes que você me fazia, então eu falei que ele era seu pai, mas ele realmente existiu, ele era um namorado que eu tinha que realmente morreu e ele me aceitou mesmo grávida, ele morreu num acidente de carro! - ela disse. Eu tinha muitas razões para ficar brava com ela, discutir com ela, mas só que nada disso ia adiantar e eu entendia ela! Eu dei um abraço e um beijo nela. 


 - Eu posso ter um abraço também? - Brian perguntou. Eu dei um enorme sorriso! 


 - Claro que pode, vem cá! - eu disse e fui pra dar um abraço nele.


 - Desculpa por não ter feito parte da sua vida, pequena, não poder ficar do seu lado essas coisas da banda me deixaram e ainda me deixam ocupados, você me perdoa? - ele disse. 


 - É claro, você não tem culpa, não precisa se preocupar! - eu disse. 


 - Ei, eu também quero esse abraço pequena! - Matt disse e eu logo fui abraçá-lo. Aqueles braços grandes tatuados me envolveram forte eu quase fiquei sem ar. A curiosidade estava me matando e eu tinha que perguntar!


 - Matt... Me desculpe se eu estou sendo meio xereta e tal, mas você a Val terminaram? - eu perguntei. Ele me olhou nos olhos por um tempo, soltou a respiração. 


 - Olha pequena, é uma longa história sabe, resumindo: nós tivemos uma briga e ela me traiu logo em seguida e isso me deixou devastado e tem outras coisas que ela fez que me deixavam mal e eu não aguentei e pedi o divórcio! - ele disse, sério!


 - Ah, sinto muito, grandão - eu disse e dei um abraço nele. Ele me recebeu e sussurrou " Amo seu abraço, pequena" aquele sussurro me deixou toda arrepiada e vermelha, eu dei um sorriso e fui sentar do lado do meu pai. 


 - Vamos falar um pouco mais sério agora, tá na hora Brian conhecer um pouco mais a sua pequena! - minha mãe disse e eu já sabia o que vinha por aí e isso me deixou um pouco nervosa! 


 - Brian, sua filha é supertalentosa, ela toca guitarra, piano e canta maravilhosamente! - ela disse e meu pai sorriu pra mim e eu fiquei vermelha e minha mãe continuou - Ela também tem um passado não tão bonito assim, quando ela tinha 5 anos, eu deixei ela um tempo com minha mãe e ela tinha um namorado novo que era um tanto quanto... estranho... minha mãe deixou a Kris e seu namorado sozinhos em casa enquanto ia ao mercado, então ele se aproveitou da ausência dela e se aproveitou da Kris! - ela disse todos os caras prenderam a respiração e eu fiquei um pouco mais triste mas não a ponto de chorar. 


  Muitas vezes essa lembrança me assombrava e a depressão e ansiedade atacavam de uma vez e eu me desesperava, mas Lucas estava lá para mim sempre e minha mãe também. 
 Minha mãe terminou de contar e eu pude ver a furia nos olhos dos rapazes e mais ainda do meu pai e do Matt. 


  - Que cretino! - Matt disse. 


  - Não se preocupe, pequena, estamos aqui agora e não vamos deixar que nada aconteça com você! - Brian disse. E eu abracei ele forte. 
  - E por causa disso, ela tem depressão e ansiedade, desde que era pequena, mas ela é a menina mais forte que eu já vi - ela disse sorrindo. 


   Estavamos destraídos e eu ouvi a porta da cozinha se abrindo, todos ficaram parados esperando para ver quem era, um ser de cabelo azul apareceu na cozinha, era o Lucas.  Ele olhou pra cozinha e ficou parado analisando a cena, os olhos dele passaram por todos os caras e ficou um pouco mais no meu pai, como eu disse Lucas é apaixonado nele! Depois olhou para mim. 


 - Kris, o que tá acontecendo? O Avenged realmente tá aqui? - ele perguntou.
 
 - Tá sim, Luke, vem cá, eu te explico! - ele sentou numa cadeira eu sentei em seu colo. -


 - O Brian é meu pai Luke! - eu disse, ele abriu mais ainda os olhos e olhou para mim, depois para o meu pai. 


 - Meu. Deus. Isso é sério? - ele perguntou espantado. 


 - É sim Luke, eu disse e dei um abraço apertado nele. 


 Olhei para o meu pai e para o Matt que estavam ambos com uma cara de bunda e eu comecei a rir.


 - Ele é seu namorado? - meu pai perguntou. Eu olhei para o Lucas e ele devolveu o olhar e nós começamos a rir! 


 - Namorado? Não! ele é meu melhor amigo! - eu disse. 


 - Eu sou gay Brian, eu não sou namorado dela - ele disse


  Meu pai respirou aliviado e eu pude ver um sorriso vindo do Matt, eu olhei para ele e dei um sorriso e ele piscou para mim e eu fiquei vermelha, Lucas viu e lançou um sorriso maldoso para mim e eu bati nele.


 Ficamos conversando por mais algumas horas até os meninos irem embora de volta para o hotel que eles estavam.
 


Notas Finais


Olá de novo Deathbats kkkk, espero que tenham gostado desse capítulo, comentem por favor se gostaram ou não


Link 1 ( "pai" da Kris ) : https://www.pinterest.com/pin/526569381408269808/

Link 2 ( Lucas ) : https://www.pinterest.com/pin/501729214709449475/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...