História Brian's Daughter - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avenged Sevenfold
Personagens Johnny Christ, M. Shadows, Personagens Originais, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Tags Avenged Sevenfold, M Shadows, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Exibições 33
Palavras 1.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá leitores, tudo bom com vocês? Espero que sim! Aí está mais um capítulo, espero que gostem!

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Brian's Daughter - Capítulo 4 - Capítulo 4


Chegamos em casa e minha mãe estava vendo TV.


- Mããe, cheguei! - eu disse e ela se virou para mim e sorriu. 
- Gostou do show? - ela perguntei.
 
- Eu AMEI o show! - eu disse animada ela ri! - ainda mais que, no backstage, eu vi o Shadows sem camisa e molhado, quase agarrei ele, tive que me conter - eu disse, rindo. 
 
- Nossa, minha filha é uma gradissíssima tarada! - ela disse.
- Que isso, eu sou inocente! - eu disse, na defensiva e nós rimos. - Mãe... o Brian me chamou para ir morar junto com ele em HB... - eu disse.
 
- Eu sei, filha, ele me disse isso, um pouco antes de você chegar! - ela disse. - e aí, vai fazer o que? - ela perguntou.
- Ai, mãe, não sei, eu amaria morar lá com meu pai e os meninos, começar uma vida nova e tudo mais, mas eu não queria abandonar você e o Lucas! - eu disse. 
- Que isso, gata, por mim você pode ir, é só não me abandonar e nem se esquecer de mim, viu? Siga seus sonhos, garota, não tenha medo, eu sei que você não é feliz aqui, as pessoas da escola são um lixo com você, você vai ter a chance de ter uma vida nova em um país novo e cheios de surpresas e não sou eu e nem sua mão que vai te impedir de ser feliz - ele disse, sorrindo me abraçando. 
  
- Ai, meu Deus, obrigada, Luke, você é o melhor!! - eu disse. Minha mãe também me abraçou e concordou com o Lucas. Eu tinha a permissão de ir para HB!! Nem acredito. Fui tomar banho e coloquei meu pijama do Stitch ( 1 ) e fui dormir. 
O Domingo foi super normal, acordei era 12:00 almocei e fiquei de bobeira com minha mãe e Lucas em casa, depois fomos para a praia, mesmo eu não gostando muito me diverti, depois fomos tomar sorvete e ficamos a tarde assistindo filmes variados até cairmos no sono. 


=====================##===========================
::: Segunda-feira ::::
Hoje eu tive a estranha sensação de que eu não teria um dia bom na escola, ignorei esse pensamento e fui me arrumar, tomei café e minha mãe já estava me esperando no carro. 
 
 Chegando lá e eu encotrei o Lucas e logo fomos para a aula de Biologia, uma das poucas matérias que eu gosto.
 Depois de Biologia a teve aula de Filosofia, eu comecei a devanear e parei um pouco de prestar atenção na aula e eu comecei a me lembrar das coisas que as pessoas tinham feito para mim, na minha antiga escola as pessoas me chamando de esquisita e um monte de outras coisas. Quando eu era menor, a cena do dia que eu fui estuprada veio na minha mante como se isso tivesse acontecido a dias atrás, minha vó me chamando de inútil e falando para eu me matar, também veio na minha cabeça. De repente eu começo a respirar pesado e uma vontade enorme de chorar me consome por completo. Olho em volta e todos olham para mim como se eu fosse uma completa louca, alguns até ficam rindo ouço um "falei para você, essa menina de cabelo roxo é uma completa estranha" e isso se torna a gota d'água para mim. 
  
  Saio da sala em disparada e vou para o banheiro e me tranco no box e começo a chorar igual uma louca. Por que eu me sinto assim? Por que essas coisas de anos atrás estão me assustando agora? Acho que esqueci de tomar meus remédios! 
  - Kris!!! Kris!! Cadê você? O que tá acontecendo? - Era o Lucas, eu abro a porta do banheiro, o vejo e logo vou abraçando ele com força e choro mais ainda. - Meu Deus, anjo, o que aconteceu? Fala comigo, por favor! - ele disse.
  - Não sei o que tá acontecendo Luke, eu comecei a pensar de mais de repente e tudo do meu passado começou a me acertar como uma bomba e eu consegui me conter, fiz papel de louca naquelas sala e todo mundo tava rindo de mim! - eu disse. 
  - Ei, ei, calma meu anjo, eu to aqui com você, tá bem? sempre vou estar, aquilo tudo já passou e as pessoas do seu passado já nem te conhecem mais meu amor, não fica desse jeito, ok? Por isso você tem ir pra HB, tá vendo, começar uma vida nova num lugar diferente onde ninguém sabe do seu passado, mesmo que isso signifique eu ficar longe de você! - ele disse enquanto me abraçava apertado. 
    
   Nós ficamos alguns minutos abraçados ali, no banheiro feminino da escola, seria cômico se o momento não fosse tão trágico. Me senti mil vezes melhor, ansiedade passou mas a vergonha de entrar na sala novamente me tomou por completo e Lucas conseguiu ver isso. 
 
 - Calma ok, nada vai acontecer com você, eu não vou deixar! - ele disse, tentando me acalmar. Eu o agradeci e então entramos na sala. Algumas pessoas apenas olharam para a porta e depois voltaram sua atenção na aula mas algumas outras ficaram me encarando, rindo e segredando algo com outros alunos.
  - Vocês estão olhando o que? Tem alguma coisa que vocês perderam na crara dela, se não, voltem a prestar atenção na aula, idiotas!! - Lucas disse e logo eles voltaram a atenção para a aula. 
 
  A aula seguiu normalmente e finalmente o sinal da liberdade bateu, não estava mais aguentando aquela escola. Lucas foi para sua casa e eu fui para minha, eu precisava descansar minha cabeça um pouco. 
   Cheguei em casa e minha mãe estava na sala assistindo TV e meu viu entrar e logo percebeu, pela minha cara, que meu dia na escola não foi um dos bons.
 
 - Kris... o que houve, meu amor? - ela perguntou me abraçando
 
 - Ah mãe... eu tinha uma crise de ansiedades daquelas hoje, no meio da aula! - eu disse.
 
 - Ah, meu amor, esqueceu de tomar o seu remédio de novo, né? sinto muito por isso! - ela disse.
 - Agora tá tudo bem mãe! - eu disse sorrindo.
 - Olha só, consegui arrumar as coisas do visto para tu pra HB e todas essas coisas assim, agora é só marcar com seu pai e você vai! - ela disse sorrindo.
- Oba, obrigada mãe! - eu disse feliz.
Depois disso eu subi direto para o meu quarto, tomei um banho refrescante fui almoçar, logo depois eu fui pro meu quarto checar minhas redes sociais e quando eu estava quase desligando tudo o Skype apitou: Era o Brian. 
 - Oi, Bri, tudo bom? - eu disse, logo de cara.
 - Oi, meu anjinho, eu to bem sim e você? - ele disse sorrindo, logo eu pude ouvir um " com quem você tá falando, man" e eu conseguia reconhecer aquela voz de longe, era o Matt. Logo ele apareceu do lado do Matt sorrindo e com suas lindas covinhas a mostra. 
  - Oi, grandão, tudo bem? - eu disse. 
  - Melhor agora, gatinha, tudo bem? - ele disse e meu pai deu uma porrada no braço dele e eu ri. 
 
 - Eu tinha uma crise de ansiedade a algumas horas atrás mas agora eu to bem melhor, ainda mais falando com vocês - eu disse sorrindo. 
 - Sinto muito, meu anjo, mas ainda bem que você está bem agora! - meu pai disse. 
  - Muito bom ouvir que você tá bem, gatinha! - Matt disse. 
  
  - Obrigada, rapazes! 
  
  - Meu anjo, você já decidiu se vai morar aqui? - Brian perguntou. 
  - Eu vou sim, pai! - eu disse e os dois abriram um largo sorriso que me contagiou! 
  - É Sério? AI QUE BOM! - Brian disse.
   
  - Você vai amar ficar com a gente, gatinha, principalmente comigo! - ele disse, sorrindo malicioso e meu pai deu outro soco no braço dele, não pude deixar de rir. 
  - Olha, como você fala com minha filha, seu tarado! Filha, ele tá certo, menos na parte de principalmente com ele! HB é linda! - ele disse e eu ri. 
  - Eu to super animada pra isso, quando eu posso ir ? - eu perguntei. 
  - Acho que no fim de semana que vem você já pode, anjo! - ele disse e eu fiquei feliz. 
  - É só aguentar mais alguns dias ai, viu? logo logo você vai estar pisando no nosso solo, gatinha - Matt disse. 
  - Tá bom meninos, eu vou desligar agora pois estou exausta e preciso de um sono da beleza! - eu brinquei. 
   
   - Vai lá, meu anjo. Te amo, beijo - meu pai disse.
   
   - Vai lá, gatinha, sonhe comigo! - Matt disse e eu corei. Meu pai socou Matt de novo eu ri deles e me despedi. Estou ansiosa para mudar minha vida, para melhor eu espero. Califórnia aí vou eu!


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até o próximo!


Pijama: { http://weheartit.com/entry/61210442 }

Roupa da escola: { https://br.pinterest.com/pin/567242515547172945/ }


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...