História Brian's Daughter - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avenged Sevenfold
Personagens Johnny Christ, M. Shadows, Personagens Originais, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Tags Avenged Sevenfold, M Shadows, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Exibições 30
Palavras 2.167
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá leitores! Demorei mais cheguei com mais um capítulo! Espero que gostem!

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Brian's Daughter - Capítulo 5 - Capítulo 5


::::: Sexta-feira ::::::


    A semana passou SUPER arrastada e eu não via a hora para chegar o fim de semana. De tão ansiosa eu para o fim de samana. EU VOU MORAR NA CALIFÓRNIA, COM SYNYSTER GATES. Se eu dormi umas 5 horas por dia era muito, de tão animada que eu tava, eu vinha me preparando pscológicamente pra ficar sem o Lucas, essa semana a gente praticamente morou juntos, ele dormiu aqui em casa por alguns dias. 


   Arrumei minhas malas, deu o total de 2 malas grandes e minha mochila onde eu ia colocar meu computador, maquiagem e essas coisas que eu posso carregar na mão, Lucas disse que é muita coisa, mas eu acho que eu coloquei apenas o necessário. 


   Finalmente consegui organizar tudo o que tinha para fazer para a viajem e restava apenas relaxar. Era sexta-feira de noite e meu voo ia sair às 4:30 da manhã no sabado.


    Pedimos uma pizza para ver um filme de terror que Lucas tanto queria ver, eu geralmente não me assusto facilmente mas esse filme estava me dando bastante medo, ótimo método para dormir, para alguém que precisa acordar de madrugada para ir viajar, Obrigada Lucas! Depois desse filme passou um filme beeem  entediante e eu peguei no sono bem rapido. 


   Eu estava dormindo tranquila quando um ser infeliz sem coração começou a me chacoalhar na cama, não satisfeito, vendo que eu não reagia, o ser infeliz me joga no chão. Abri os olhos e vi que Lucas sorria de orelha a orelha. 


 - Sua mãe pediu pra te acordar! - ele disse, rindo.


 - Não precisa me acordar desse jeito, né! - eu disse batendo nele mas logo depois comecei a rir junto. 


 - Eu vi que você não acordava então tive que arrumar um jeito e deu certo! - ele disse piscando. 


 - É... Deu certo! Agora eu vou tomar um banho! - eu disse indo para o banheiro e tirando meu pijama do Stitch e indo tomar um banho relaxante. Acabei de tomar banho e já coloquei a roupa que eu ia viajar, uma calça preta, blusa cinza com estampa de caveira uma bota e alguns acessórios! 


 - Tá gata! - Lucas disse e descemos as escadas. Logo o cheirinho do café da manhã da minha mãe atingiu minhas narinas e eu sorri com isso. 


 - Bom dia, mami, que cheirinho bom! - eu disse, dando um beijo na bochecha da minha mãe e pegando a gigante caneca de café que estava no balcão. 


   Tomei meu café, escovei meu dentes, peguei minhas coisas com a ajuda de Lucas e coloquei tudo no carro, estava na hora de partir. Dei uma ultima olhada para aquela casa e entrei no carro, já estava morrendo de saudades!


    A viajem até o aeroporto parecia que estava domorando anos, mas finalmente cheguei, era oficial, eu estava indo para Califórnia! 
Chegamos na área de embarque e ainda faltavam alguns minutos para o meu voo. 


   - Kris, eu vou sentir tanto sua falta! - Lucas disse me abraçando.


   - Eu também vou, cabelo de avatar! - eu disse sorrindo. - e vou sentir a sua também, mãe! - eu disse indo abraçá-la. Ficamos conversando por uns minutos até que a hora de partir chegou. Depois de vários beijos e abraços eu entrei no avião, coloquei meus fones e logo cochilei. 


    Meu sono estava bom quando uma abençoada (sqn) me sacudiu. 
 
 - Hey, acorda, já chegamos querida! - ela disse e ela foi educada, seria injusto eu não retribuir!


 - Ah, muito obrigada! - eu disse sorrindo. 


 Meu Deus, era oficial, eu estava na Califórnia, eu ia morar com meus pais, ia começar uma vida nova! 


   Sai do avião e estava mais perdida do que não sei o que, procurando pelo Brian ou por algum rosto familiar quando eu avistei Matt, sorri e fui andando em sua direção até que ele me notou e abriu um enorme sorriso e assim eu andei mais rápido. Chegando perto dele eu soltei todas as minhas malas e dei um abraço apertado nele, ele estava com um cheiro maravilhoso. 


 - Oi gatinha, que saudades! Fez uma boa viajem? - ele perguntou quando desfizemos o abraço. 


 - Oi Matt, fiz sim, dormi a viajem toda! - eu disse rindo.


 - Que bom! Bem vinda a Califórnia, baby! - ele disse. 


 - Onde está Brian? - eu perguntei.


 - Ele está em casa histérico e preocupado que tudo esta na ordem quando a filhinha dele chegar! - ele brincou. 


 - Ai meu Deus, não precisava disso tudo! - eu disse. 


 - Diga isso pra ele, ele anda numa pilha de nervos que você nem imagina! - ele brincou. - vamos logo, antes que seu pai pegue o carro para vir nos buscar. - ele riu e eu também. 


   Matt me ajudou a pegar as malas e levar no carro. Saimos do aeroporto e a visão que eu tinha era uma coisa mais linda que a outra, estava tão encantada com tudo que nem reparei quando chegamos. 


  - Hey gatinha, chegamos! - Matt disse. Sai do meu devaneio e me deparei com A CASA e fiquei boquiaberta. 


  - Nossa, Brian mora aqui! - eu perguntei abismada.


  - Mora sim! - ele disse rindo da minha cara. - Bem-vinda a sua nova casa, anjo - ele disse e abriu a porta. Assim que ele fez isso meu pai parou o que ele estava fazendo, deu um grande sorriso e foi correndo me abraçar e eu retribuí, é claro! 


  - Bem vinda, meu anjo, desculpa não ter ido te buscar, eu estava preparando tudo pra você! - ele disse.


 - Não precisa de nada disso, Brian, muito obrigada! - eu disse sorrindo.


 - Tá vendo amor, falei pra você não bancar a doida varrida, a menina deve estar com medo - disse Michelle, abrindo um largo sorriso e me abraçando. - Bem-vinda querida, eu estava louca para te conhecer, seu pai falou bastante de você! - ela disse eu apenas sorri timidamente. 


 - PATINHA! - gritou Jimmy me erguendo no ar e eu ri.


 - Oi, lindinha, bem-vinda. - disse Johnny me abraçando. 


 - Bem-vinda, meu amor! - disse Zacky.

 
 - Obrigada, gente, sério mesmo! - eu disse timida. Depois desta recepção calorosa, ficamos todos conversando na sala. Estava ficando um pouco tarde e os meninos decidiram que eles iam mais tarde para o Johnny's Bar para comemorar minha chegada. A maioria dos meninos e suas esposas foram para casa, só ficou Matt aqui, ele iria com a gente. 


   Brian me mostrou onde meu quarto seria, era um cômodo onde só tinha uma cama king size (adoro) e um guarda roupas. Ele disse que mais tarde eu poderia arrumá-lo de jeito que eu quisesse e eu amei a ideia. 


  Todos estavam prontos, menos eu, é claro, pois fiquem enrolando. 


  - Kristen, anda logo! - ouvi Matt gritar. Coloquei minha roupa, era um look simples mas vou admitir que era lindo e então desci. Matt abriu um largo sorriso e me analisou de cima a baixo, meu pai ficou com a cara emburrada e Michelle sorriu para mim.


  - Kris, arrasou! - Michelle disse e fizemos um "high-five". 


  - Tá muito produzida, senhorita Kristen! - meu pai disse de braços cruzados.


  - Ah, Brian, para de ser careta, a menina já tem 16 anos! - Michelle disse. 


  - Eu sei, mas eu não quero perder minha menininha pra qualquer marmanjo não - ele disse. 


  - Eu não vou deixar ela ficar com qualquer marmanjo, se alguém vier pra cima dela eu meto a porrada! - Matt disse, estalando os dedos, eu ri. - você tá linda, anjo! - ele disse, me abraçando. 


 - Você também não está nada mal, Sanders! - eu disse o olhando de cima a baixo!


 - Vamos, gente! Já estamos atrasados! - Brian disse. Fomos todos para o carro do meu pai e não demoramos a chegar, encontramos os meninos e suas esposas logo na entrada. Fomos para dentro do bar e meu pai me apresentou para alguns amigos, eu fiquei bem timida mas logo me soltei. Avisei meu pai que ia no banheiro e me afastei dos demais, fiz minha necessidade e fui lavar minha mão, saindo no banhero eu me esbarrei em alguém. 


 - Me Desculpa, eu não te vi - eu disse para o cara alto e loiro em que eu colidi.


 - Tudo bem, gata, você está acompanhada? - ele perguntou, chegando mais perto de mim. Eu estava começando a ficar nervosa e com um mal pressentimento.


 - Não, eu estou com meu pai, ele está bem ali óh - falei e apontei pra qualquer lugar aleatório. 


 - Onde? não to vendo ninguém, vem dançar comigo, gata! - ele disse pegando meu pulso.


 - Não cara, me deixa em paz! - eu disse, tentando me soltar mas ele me apertava cada vez mais e me emprenssou contra a parede.


 - Ah, qual é gata, ninguém recusa um pedacinho do Brad! - ele disse, me imprensando contra a parede, eu já estava ficando sem ar. 


 - Me solta! - eu disse mais alto, mas nada dele me soltar. 


 POV MATT


  Estávamos nos divertindo e bebendo no Johnny's, contando piadas e histórias aleatórias, estávamos comemorando a chegada da Kristen que agora iria morar com o Brian. Kristen era uma menina que, apesar de ter apenas 16, tinha o corpo e atitude de uma mulher e eu não posso negar que estava atraido por ela 100%. É claro que o Brian nunca pode ouvir isso pois Kris é filha dele e eu sou bem mais velho que ela, mas se ela gostar de mim da mesma maneira que eu estou gostando dela, a idade é que menos importa. Mas isso não vem ao caso agora. 


  Eu vi que ela avisou Brian que ia no banheiro mas ela estava demorando de mais e eu já estava ficando preocupado, então eu fui atrás dela. Passei por várias pessoas e dei vários empurrões mas finalmente cheguei onde era o banheiro.
 Eu vi que um cara estava pressionando ela contra a parede, ela tentava se soltar e ele não deixava. 


  - Não, cara, me deixa em paz! - ela disse, tentando se soltar.


  - Ah, qual é gata, ninguém recusa um pedacinho do Brad! - ele disse, a pressionando mais contra a parede.


 - Me solta! - ela gritou e nada dele soltar. Nessa hora o meu sangue subiu e eu na hora eu não respondi por mim, corri para cima daquele idiota. 


 - Hey cara, ela disse que não, você tá surdo? - eu disse, o jogando longe dela, ele caiu no chão e apenas um soco que eu dei em sua cara foi o suficiente para ele desmaiar, ninnguém percebeu, todos estavam dançando. Me voltei para Kristen e a expressão dela era de puro pavor, foi de cortar o coração e eu fui logo abraçando ela. 


  - Calma, anjo, já acabou, eu estou aqui! - eu disse e ela começou a soluçar.


  - Me tira daqui Matt, por favor! - ela disse e eu a carreguei para fora do bar, antes falei com Brian que ia levá-la para casa ele disse que tudo bem que ia depois. Fomos para fora do bar, para um lugar mais calmo eu fiquei examinando o corpo dela, para ver se aquele merda tinha a machucado. 


  - Ele te machucou princesa, me diz - eu falei.


  - Não, Matt, eu não estou machucada, eu to tão assustada, eu tive tanto medo Matt!! - ela disse aos choros. - ainda bem que você chegou! - ela completou. 


  - Calma, anjo, eu não vou deixar nada nem ninguém te machucar, NUNCA! Tá me ouvindo? - eu disse a abraçando.


  - Muito obrigada, por tudo! me leva pra casa, por favor! - ela disse e assim eu o fiz! Chegamos em casa e ela foi direto pro banheiro tomar um banho e eu fiquei no quarto esperando. Eu ouvi o chuveiro sendo fechado e a porta abriu, ela apareceu só de toalha, que visão, meu Deus. Calma, Matt se controla! 


  - Matt, você pode virar enquanto eu troco minha roupa? - ela disse vermelha, ela fica tão linda quando faz isso. Virei de costas e ela não demorou muito pra se arrumar. 


  - Muito obrigada, por tudo! - ela disse e me deu um abraço apertado e um beijo no rosto. 


 - Que nada, anjo! minha vontade era de matar aquele desgraçado! - eu disse e ela riu fraco. 


 - Dorme aqui comigo hoje, por favor! - ela fez bico, como eu recuso um pedido desses?


 - Tudo bem, anjo, mas depois eu vou ter que lidar com o seu pai! - eu disse. 


 - Pode deixar que eu me viro com ele! - ela sorriu. Eu aceitei, fui tomar banho, peguei uma roupa do Brian e fui para o quarto dela. Eu apaguei a luz e deitei do seu lado. 


 - Obrigada, grandão! por tudo! - ela disse e me abraçou e assim nós dormimos.


Notas Finais


Olá de novo! Espero que tenham gostado do capítulo! Até o próximo!

Roupa da viagem: http://weheartit.com/entry/183807631/in-set/97261860-cute-punk-outfits?context_user=medinacool12

Roupa do Johnny's Bar : http://favim.com/image/2810682/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...