História Brigadeiro - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Comedia, Dragneel, Drama, Lucy, Maid, Nalu, Natsu, Romance, Vingança
Exibições 159
Palavras 1.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


QueenEviilSays: OI OI, tudo bem? Espero que sim e espero que não me matem pelo o que vao ler.

Quero dar uma notícia, Brigadeiro vai ser uma long fic não quantos capítulos ainda MAS não vai ser poucos isso eu garanto q

Capítulo 4 - Mão boba e o passado


Fanfic / Fanfiction Brigadeiro - Capítulo 4 - Mão boba e o passado

"Eu estava perdido e sem luz apenas quando você apareceu eu fiz a coisa certa"

Como foi instruído pela loira o rosado foi em busca das coisas, Lucy estava com vontades estranhas.

Ele andava pensativo, repassando os momentos daquela manhã, cada mínima ação da loira cada uma delas ficava se perguntando mentalmente o motivo delas.

Para a primeira ação achava que sentiu vergonha pelo corpo exposto o que não tinha razão para isso, afinal perdeu as contas de quantas vezes a Heartphilia ficou nua na sua frente.

Então, vergonha não era a razão daquela ação repentina. Arg, mulheres, coisa horrível de se entender, principalmente sua namorada em especial.

Ok, uma das ações dela estava analisada pela metade, não tinha como ser vergonha afinal de contas às vezes até a própria Lucy ficava nua na frente dele como meio de provocação.

Mas o que raios seria????!!!!!

Aquilo estava começando a irrita-lo e sua cabeça estava quase saindo fumaça e com toda certeza não era por causa de alguma magia de fogo.

Fazia alguns minutos que se encontrava nesse estado, em confusão pura com ele mesmo nem se tocava de que tinha chegado em frente a lojinha, compraria apenas o que ela disse para não demorar tanto e dar a impressão de que tinha ido embora de vez.

Sentiu desconforto quando ouviu aquilo, como ela poderia ousar em desconfiar do que sentia? E toda aquelas declarações? Lucy estava insegura sobre o relacionamento deles? Mil e umas perguntas que talvez ele tivesse ou não suas respostas.

Pousou os olhos sobre a loja, por sorte era início ou fim ou sabe se lá que parte da manhã então as coisas boas estavam decentes, saindo do forno talvez?

A loja era um estabelecimento pequeno, bastante humilde cuidado por uma senhora de idade e seus netos. Ela vendia de doces em embalagens aos doces que eram feitos no forno.

Tinha as paredes pintadas de branco, para que a borboleta pintada de azul se destacasse. Elas faziam um caminho de ida e vinda por toda a loja, dando ate um ar tranquilo estava explicado o motivo que algumas pessoas nem saiam dali.

Em uma parte era ocupada por prateleiras, enfileiradas dando espaço de alguns poucos centímetros uma da outra.

Cada corredor era de algo específico, como um mercado, mas em tamanho menor.

Por exemplo, como Natsu procurava por doces ele foi até o último corredor agarrando o maior saco de marshmallow que encontrou, agora tinha que ir atrás do sorvete o problema estava aí, não sabia qual sabor Lucy desejava pelo o que ele se lembrava a loira não tinha um sorvete favorito, então qual ele levaria?

Enquanto estava andando preso em pensamentos sobre sabores de sorvete acabou esbarrando em Lisanna. A albina estava no meio de garotas que por obra do destino Natsu tinha ficado, a diferença entre as outras e a albina estava que quase os finalmente chegaram se não fosse pelo surto do rosado ambos teriam perdido a virgindade juntos.

O Dragon Slayer estava com os olhos levemente arregalados, surpreso por vê-la, fazia meses que não a via, pois pelo o que ele sabia por Mirajane, Lisanna estava o evitando, pegando qualquer trabalho na guild para não ter um momento como aqueles.

Constrangedor, ela ainda definia aquele momento a sós com Natsu dessa maneira. Poxa, a albina o amava tanto mais tanto que até sentia seu coração ainda bater quando via algo rosa, pois lembrava do garoto, digo homem que roubou seu coração.

Lisanna vestia um vestido de mangas compridas, ele tinha comprimento até os joelhos. A cor cinza claro habitava para que os detalhes em prata ganhasse certo destaque, não tinha decote nem nada era algo bem comportado. Bela recatada do lar, nos pés a albina vestia uma sapatilha branca extremamente delicada por causa dos detalhes.

Seu cabelo estava solto, então na maior parte do tempo ela o deixava daquela maneira, livre de presilhas ou outras bugigangas femininas.

Lisanna era e sempre vai ser linda aos olhos de Natsu, porém Lucy era quem ele queria ao seu lado para envelhecer junto.

Os membros da guild estavam acostumados a ver o rosado e albina juntos, Mira as vezes brincava com ambos de como seriam seus filhos e o casamento contudo Lucy Heartphilia apareceu para estragar tudo, claro na visão de Lisanna pois na de Natsu a Heartphilia não estragou coisa nenhuma.

Por sempre parecer um anjo ou quase isso Lisanna fingia que gostava de Lucy, fingia simpatia, pois sabia que aquela loira aguada fazia o homem da sua vida feliz e isso era mais importante.

Ela nunca foi egoísta, gostava de ver as pessoas amadas bem, felizes e se a maga celestial fazia isso já era bom.

Não mentiria, aquilo doía sim, depois do anúncio de namoro de Natsu e Lucy as coisas mudaram por pura vontade a albina não parava quieta em um lugar sempre viajava, pois isso era melhor para o coração despedaçado.

Lucy quando soube do relacionamento de ambos ficou chocada e um pouco triste, também tinha se posto no lugar de Lisanna várias vezes não a odiava por ter sido a primeira mulher habitando o coração do Dragon Slayer do fogo, sentia pena na verdade.

Mas o que ela poderia fazer?Essas coisas acontecem, as vezes não era realmente para ser com Natsu e Lisanna.

O homem riu sem humor, estendendo a mão para cima de uma maneira para cumprimentar Lisanna. Essa por sua vez não disse nada além de bom dia por educação, passou direto por ele a fim de comprar as coisas que veio pegar.

Natsu se sentiu mal por isso, afinal ela era sua amiga de infância um relacionamento entre ambos era até provável além do mais tinha perdido o bv, o famoso boca virgem com Lisanna.

Ela ia se entregar para o rosado, sabia disso só que ele foi babaca demais para não interromper isso antes apenas caiu à ficha quando era tarde demais. Uma parte dele tinha um leve palpite de que ele e a albina não voltariam a ser como antes e isso doía afinal o rosado foi avisado por ambos, se misturar sentimentos em uma amizade pode acabar estragando tudo.

Bufou, não iria ficar remoendo coisas que aconteceram há séculos, se ele sentia-se culpado?Óbvio, tinha conhecimento dos sentimentos dela por ele e ainda sim foi baixo o bastante para pisar sobre esses, no fundo não desejava o mal de Lisanna e sim que a amiga ou antiga amiga encontrasse paz, talvez até felicidade em algum canto.

Parou de pensar em Lisanna assim que via a demora dele naquela loja, Lucy já estava estranha se demorasse uma eternidade para voltar era capaz de encontrar a loira aos prantos.

Comprou sorvete de três sabores, eram sabores que Lucy tomava com frequência então não tinha lá tanta chance da escolha ser errada, esperava que não.

Um pote continha sorvete de creme com pedacinhos de chocolate, no outro tinha sorvete de morango é rosa como o cabelo dele e no último pote sorvete de chocolate, caso fosse aquelas dias bastante chocolate iria dar certo para conter a fera dentro da maga celestial.

A velhinha embalava as compras do rosado em uma sacola acrescentando uma sacola menor junto as outras, dizendo que era para Lucy Heartphilia.

Nem discutiu, pois seu tempo era escasso. Pagou a quantia necessária saindo do estabelecimento as pressas, rumo ao apartamento da namorada.

Temia pelo estado dela, sendo que não aparentava estar pensando direito ou pelo menos o humor dela não estava normal e ainda por cima o rosado não tinha analisado direito as ações dela, sabia que Lucy não faria nenhuma besteira mesmo assim isso não o impediu de ir mais rápido em questão de segundos já se via subindo as escadas do apartamento, afinal fazia anos que Natsu tinha uma chave extra para emergências mesmo tendo posse de tal objeto ele ainda preferia usar a janela.

Em um movimento nada gentil abria a porta praticamente escancarando-a, o que assustou a loira.

Natsu colocou os olhos sobre ela respirando fundo para depois soltar o ar, Lucy estava em baixo das cobertas com os cabelos soltos e um pote de brigadeiro se encontrava em meio às pernas, não deixou de ouvir a TV ligada anunciando o filme comédia romântica que ela assistia.

No fim Natsu tinha se preocupado demais, ela estava bem aparentemente, só estava com desejos?Toda mulher tem seus desejos? Essa dúvida o comia aos poucos por dentro, afinal tinha convivido muito pouco com mulheres para ter certeza.

Fechou a porta passando a chave, nem precisou anunciar sua presença pois no minuto em que a porta foi escancarada Lucy tinha o notado além disso um filete de baba corria da boca dela molhando o queixo, parecia até que não comia há anos.

Guardou os sorvetes para depois, os doces que a senhora tinha posto ele também guardava pegou apenas o pacote de marshmallow se direcionando ao sofá, sentou no espaço livre entregando o pacote para loira.

Essa por sua vez não demorou nada em agarrar o pacote de marshmallow como se sua vida dependesse disso, - Obrigada - falava dando um beijinho sobre a bochecha dele.

Natsu fez um bico emburrado com a atitude da Heartphilia, - Ah não Luce - falava - eu quero um beijo de verdade.

Era até notável a volúpia em sua voz disfarçada de malícia, Lucy apenas riu pegando um dos marshmallow colocando-o na boca de Natsu, - Vou pensar no seu caso - respondia.

Emburrado feito uma criança por não ganhar o doce que tanto queria o Dragneel nada respondeu enquanto comia daquela coisa branca e fofinha, assim que terminou avançou uma das mãos até a panela de brigadeiro melando os lábios da Heartphilia para que no fim beijasse. - Eu disse que queria um beijo de verdade Luce - disse sério o que faz a maga celestial gaguejar, nenhuma fala saia então preferiu se esconder em meio às cobertas, causando risos altos nele, o homem apenas teve que puxar a coberta para ver o rosto da namorada vermelho soltou aquele típico sorriso cafajeste pegando um pouco do brigadeiro na panela para sujar os lábios da parceira, então limpar ali com a língua primeiramente dando algumas sugadinhas gostosas sobre os lábios rosados para no fim unir ambos os lábios em um selinho rápido.

A tarde toda foi mão boba para lá como pra cá, Natsu e Lucy ficaram naquele sofá comendo besteira assistindo diversos filmes. 


Notas Finais


Kisos babies ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...