História Brigas de Amor - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano
Tags Henriqueediego, Henriqueejuliano, Jorgeemateus, Sertanejo, Thiagobrava
Exibições 296
Palavras 911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá minhas lindas, como vocês estão?

Desculpem a ausência semana passada, eu não estava muito disposta, pelo menos serviu pra ter mais inspiração pra escrever, espero que me entendam.

Capítulo 38 - Capítulo 38


Fanfic / Fanfiction Brigas de Amor - Capítulo 38 - Capítulo 38

Como não sabia qual a idéia de “dar uma volta” do Thiago, resolvi escolher algo simples, coloquei um shortinho jeans, uma blusinha branca e um kimono estampado por cima, nos pés a Melissa Barroca( minha rasteirinha preferida)dourada.

---

-E ai Maninha! – Ele me abraçou.

-Teagoo Bravaaaa! - Disse rindo e dei um beijo em seu rosto.

-Bora muié!

-Pra onde nós vamos? – Disse rindo enquanto ele me empurrava pra dentro do carro.

-Não faço idéia, a gente escolhe um boteco e para. – Começamos a rir.

 

Paramos em um barzinho simples, mas bem arrumadinho, pedi uma caipirinha e Thiago pediu uma cerveja enquanto conversávamos, depois de alguns copos chegam Juliano, Pedro(esse parece a sombra do Ju), Emil e logo depois Henrique, senti minhas pernas tremerem, estar no mesmo ambiente que Henrique parecia ser cada vez mais doloroso, como se aquele copo me atingisse novamente.

-Liz, que bom te ver! – Juliano me abraçou. – Como você esta?

-Oi Ju, estou bem e você? – Sorri.

-Tudo ótimo! Melhor agora que estou vendo que esta melhor. O copo não teve a mesma sorte que você. – Brincou me fazendo rir.

-Faz parte. – Respondi em tom de brincadeira.

Cumprimentei Pedro e Emil e voltei a sentar do lado de Thiago sem fala com Henrique.

-Que horas você viaja amanha Liz? – Juliano perguntou tentando puxar assunto.

-O vôo esta agendado para as nove da manha.

Henrique observava tudo como se não estivesse ali, em momento nenhum olhou-me nos olhos e acredito que ele tenha ido apenas para os meninos pararem de perturbá-lo. Depois de uma hora dividindo a mesa com Henrique, que não falava nada por mais que tentassem puxar assunto, muito menos me olhava, decidi ir embora pra acabar com o clima pesado.

-Meninos, estou indo embora, preciso conferir minha mala e dormir. – Sorri me levantando da mesa.

-Eu te levo Liz! – Thiago se levantou.

-Não precisa Thi, fica aqui e aproveita. – Sorri e o abracei. – Estou a dois quarteirões do restaurante, me encontro com João e vamos pra casa.

-Tudo bem, mas me avise quando chegar lá. – Deu um beijo na minha testa. – Boa viagem maninha.

_Obrigada Maninho, logo estou de volta. – Sorri e o abracei outra vez. – Tchau meninos! – Abracei eles e eles me desejaram boa viagem, menos Henrique como era de se esperar.

 

Saí do bar e fui caminhando era por volta de dezenove, fazia muito calor e fui em direção ao restaurante tranquilamente, senti alguém me puxar pelo braço e meu coração parou por alguns segundos até me virar e ver Henrique.

-Que você quer? – Falei o empurrando.

-Conversar com você. Pedir perdão. – Ele me olhava desesperado.

-Henrique não tenho que te perdoar. – Dizia tentando me livrar de suas mãos que seguravam meus pulsos. – Já aconteceu.

-Liz, você sabe o quanto eu sou louco por você, jamais tentaria algo pra te machucar. – Ele afastou a franja da minha testa. – Essa cicatriz... – Senti a tristeza em ver o que ele havia feito.

-Ta tudo bem, um pequeno procedimento estético vai resolver esse problema.Logo não vai ter mais lembrança nenhuma de tudo isso.

-Liz, eu não quero apagar essas lembranças.

-Henrique, o que mais dói não é nada físico, mas psicológico, essa cicatriz vai ficar pra sempre. – Disse tentando segurar o choro.

-Liz, que posso fazer pra concertar isso? Eu faço qualquer coisa. – Ele deu um meio sorriso.

-Qualquer coisa? – O olhei.

-Sim, tudo!

-Então esquece que eu existo, que tivemos momentos ótimos juntos. – Não segurei mais as lagrimas.

-Não me pede isso Liz. – Ele também estava com os olhos marejados.

-É só o que te peço e por favor não me procura mais, estou com João, e é com ele que eu ficarei. – Minha voz já estava falha. – Agora me da licença que preciso ir embora. – Soltei de seus braços e saí andando, juro que ouvi algo como “amo você” saindo da boca dele, mas não acreditava que fosse real.

 

POV’s Henrique.

Agora era definitivo, eu tinha perdido a mulher da minha vida, eu não queria aceitar isso, mas parece que nada que eu fizesse resolveria os erros do passado, a Liz merece ser feliz e se eu não posso fazer isso espero que João faça, amanha a essa hora eles estarão aproveitando a viagem á Tailândia, enquanto eu vou remoer aquela frase “Estou com João e é com ele que ficarei”. Voltei pro bar onde os meninos estavam, acho que tomei uma garrafa de vodka sozinho, a ultima coisa que me lembro era de Juliano falando pra ir devagar com a bebida.

Acordei, olhei para o relógio que marca 15:30, por quanto tempo dormi? Me levantei lentamente, fui para o banheiro e após um longo banho quente comecei a recordar flashs da minha ultima conversa com a Liz, saí do banho, me troquei e olhei na agenda do celular, ótimo não temos nada até sexta-feira, posso ficar sozinho até lá, o único problema é que isso parece impossível as vezes, ouvi batidas na porta, abri e era Juliano.

-Acordou!! – Ele disse sorrindo. – Pelo tanto que bebeu ontem achei que dormiria uns três dias.

-Nim, ela foi embora definitivamente. – Disse tentando parecer conformado, mas minha vontade real era chorar até aquela sensação ruim passar.

-Mano você sabia que ela ia se afastar depois de tudo que aconteceu, por mais que eu quisesse ver vocês dois juntos já vi que não dá. Agora animo, vai ser feliz e deixa que ela seja feliz também. – Ele me abraçou e eu chorei por algum tempo em seu ombro.


Notas Finais


Henrique realmente está sofrendo, e aí acham que a Liz vai amolecer o coração de pedra?
Quero saber a opinião de vcs hein!

Beijooos e Cheiroos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...