História Bright Eyes - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Nina Dobrev
Personagens Justin Bieber, Nina Dobrev
Visualizações 57
Palavras 1.387
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - ''Namorada''


Fanfic / Fanfiction Bright Eyes - Capítulo 3 - ''Namorada''

Autora

 

Justin depositou um beijo nos lábios de Nina surpreendendo-a com o ato, e, após isso, o mesmo dirigiu-se em direção á porta, deixando uma Nina Clark completamente confusa para traz. Após sair da sala onde segundos atrás estava, Justin deparou-se com uma cena que aparentava ser uma discussão entre dois funcionários. Somente quando os mesmo o notaram, fora que a discussão sessou e todos na sala lançaram lhe um sorriso amarelo, claramente constrangidos por terem sidos flagrados em tal cena. 

Justin deu de ombros, afinal, aquilo era uma coisa pessoal e que seria bom ele não se meter. 

Após o breve silêncio um tanto constrangedor, Lucas se aproximou de Anna dando-lhe um rápido beijo de despedida, pois teria que buscar alguém no aeroporto. Enquanto isso Shawn apenas observava a cena, ao passo que andava de um lado para o outro, tentando imaginar o que havia se passado naquela sala para que a secretária não o deixasse entrar. 

Uma das principais perguntas que rondavam sua cabeça era: será que Nina já havia o esquecido? 

Após despedir-se de sua namorada, Lucas foi em direção ao elevador onde o Justin se encontrava. Assim que as portas do pequeno cubículo se fecharam, Bieber olhou para o teto, suspirando. Ele tinha a leve impressão de que conhecia o cara ao seu lado, no entanto, não se recordava de onde. 

Após alguns segundos de reflexão, Justin colocou suas mãos dentro do bolso da sua calça skinny azul marinho e olhou para o homem ao seu lado. 

— Lucas? — Franziu o cenho. 

— Achei que não fosse me reconhecer. Quanto tempo Biba. — Os dois soltaram uma breve risada, assim que o elevador começou a funcionar. Para passar o tempo, ambos começarem a contar histórias bizarras de sua adolescência. 

Assim que as portas do elevador se fecharam, essa foi a deixa para que o Shawn tentasse entrar no escritório de Nina. Anna suspirou, pegando o telefone fixo de sua mesinha, ameaçando ligar para os seguranças. 

— Se o senhor não se retirar desse escritório agora, eu serei obrigada a chamar a segurança. — A mesma disse séria, prestes a cumprir com sua ameaça, porém, antes que o fizesse, Shawn Mendes já caminhava em direção ao elevador. Enquanto Shawn esperava impaciente pelo elevador, Anna resolveu fazer uma ligação: — Olá, eu queria encomendar 10 rosquinhas para o escritório de advocacia Pearson Specter Clark.

Ao terminar a ligação, Anna se levantou indo em direção à porta da sala de Nina, porém antes a mesma virou-se em direção ao elevador para ver se Shawn ainda ali se encontrava. 

— Idiota. — Sussurrou, abrindo a porta da sala da amiga e chefe. — Tive uma breve discussão com seu amado ex. — Anna disse assim que fechou a porta atrás de si, indo até uma das poltronas de frente á mesa de Nina. 

— Ele veio mesmo me procurar? — A morena perguntou, deixando alguns papeis sobre a mesa olhando para a amiga. 

— Sim, eu ameacei ligar para os seguranças caso ele continuasse com aquela ideia maluca de te ver. — Anna rolou os olhos, mas logo em seguida riu; — mas na verdade eu ia ligar mesmo era para a loja de doces. 

Clark soltou uma gargalhada. 

— Você é a melhor secretária mundo! — bateu palmas rindo 

— Eu sei, — Anna jogou os cabelos para traz em tom de convencimento. — Eu sou a Anna, sou incrível. 

Nina balançou a cabeça em negação, rindo ao passo que terminava de assinar alguns contratos. 

— Exato. — Disse ao entregar uma parte vermelha para sua secretária de confiança. 

Anna pegou a pasta, despedindo-se de sua amiga rapidamente. Caminhou em direção á porta, mas, antes que saísse, voltou-se em direção a amiga: 

— Que ir ao shopping mais tarde comigo e com a Juliana? — Sorriu amigavelmente, apertando a pasta um pouco contra seu peito. 

Clark balançou a cabeça positivamente e, após confirmarem algumas coisas, Anna saiu da sala. 

Assim que saiu da sala, Anna deparou-se com Paulo a aguardando. 

— Que rápido. — Entregou a pasta avermelhado ao carteiro que a guardou em sua mochila, que com um simples gesto abaixou seu boné cumprimentando-a. 

— Eu só estou fazendo meu trabalho. — Respondeu fazendo com que Wang soltasse uma breve risada. 

•••

O jato particular dos Holt sobrevoava toda Los Angeles direcionando-se ao aeroporto. Tal família sempre foi bastante valorizada por toda Los Angles, não apenas por seu dinheiro e status, mas por ser uma família que, apesar do dinheiro, esbanjava bondade para com os outros. Principalmente Gustavo Holt, um renomado estilista da Victoria Secrets que iria realizar o evento mais esperado de todos os anos. 

O mesmo possuía duas filhas, sendo ambas adotivas. Futuramente, uma delas herdaria toda a riqueza de seu pai. 

Assim que o jatinho aterrissou no aeroporto, uma das aeromoças aproximou-se de Gustavo entregando-o uma pasta vermelha. Ao abrir a pequena pasta, Gustavo suspirou cansativamente, passando a mesma sua filha mais velha: Maria Julia.

— Um acordo? — A morena arqueou uma de suas sobrancelhas olhando para o homem. 

— Não me envolva. — Gustavo ajeitou sua boina azulada e caminhou para fora do jato. Ao sair de dentro do mesmo, e sentir o ar percorrer para dentro de seus pulmões, finalmente fora daquele avião, ele fechou os olhos abrindo os braços: — Eu cheguei seus lixos tóxicos. — Gritou fazendo com que suas duas filhas, Maju e Nicolle rissem.

— Muito amigável você heim, pai. — Nikki comentou rindo, ao por uma mexa de seu cabelo amarronzado atrás da orelha. 

Assim os três caminharam até a limusine onde Lucas estava os aguardando. 

— Lucas, o garoto com o nome de água e sal, quanto tempo. — Gustavo diz, ao bater um pouco forte no ombro de Lucas, este que, hoje, seria seu motorista. 

— Um ano para falar a verdade. — Lucas diz ao abrir a porta para que todos pudessem entrar. E, assim que o fizeram, ele também não perdeu tempo para adentrar o veiculo e pedir para que os passageiros pusessem o cinto de segurança. 

— Vamos, estou querendo descansar, pois a viagem foi longa. — O patriarca da família Holt suspirou. — Teremos que fazer algo superimportante, não é Maria? — Maju sentiu o olhar de seu pai, quem às vezes ela chama de “tio”, ser direcionado para si de uma forma não muito agradável. 

•••

Nina era arrastada por Juliana e Anna por todas as lojas. Suas melhores amigas estavam dispostas a ajudá-la seguir em frente depois daquela terrível fase com Shawn, e, segundo elas, nada melhor do que recomeçar com um guarda-roupa novo. 

— Só mais essa loja Nina. — Pediu Anna de forma manhosa, sabendo que aquilo faria a melhor amiga concordar sem pensar duas vezes.

— Vocês duas estão gastando meu dinheiro. — Clark esbarrou em alguém, a mesma estava prestes a desculpar-se, porém ao perceber quem era, Nina só teve tempo de arregalar os olhos levemente, antes de notar que Shawn parecia estar bem acompanhado de uma garota de cabelos negros e olhos verdes. Clark não sabia se era apenas impressão, ou ela realmente conhecia aquela garota de algum lugar. — Shawn. 

— Nina, passeando com as amigas? — Mendes deu um sorriso travesso. 

— Creio que isto não seja da sua conta. — Retrucou ajeitando a alça de sua bolsa sobre seu ombro. A garota com quem Shawn se encontrava distribuía pequenos beijinhos no pescoço do mesmo, e Nina só soube sentir nojo. 

— Pode ficar com a casa do Shawn, já que ele está morando comigo. Se importa em juntas às coisas dele? — Ao escutar o som extremamente insuportável que era a voz da garota, Nina logo se recordou da garota: aquela era Giovana, uma atriz pornô. 

— Eu estou ocupada trabalhando, porque os pombinhos não fazem isso? —Clarck perguntou com uma sobrancelha erguida, tendo suas duas amigas atrás de si. 

— Está namorando Nina? Ou ainda sofre pela magoa de ter sido largada? — Perguntou Giovana não se importando em disfarçar seu cinismo.

Antes que Nina pudesse retrucar algo, a mesma sentiu braços músculos entrelaçarem sua cintura. 

— Surpresa. — Sussurrou Justin fazendo com que Clark se arrepiasse de cima a baixo. 

— J-Justin? — Tanto Giovanna, quanto Shawn e as amigas de Nina ficaram surpresos, pelo o garoto ter aparecido tão de repente, e, também, pela cena que ele e Clark protagonizavam agora. 

— Eu queria lhe fazer uma surpresa. — Justin segurou o queixo da morena levantando-o um pouco para que pudesse capturar os lábios de sua “namorada”. 

Quando ambos encostaram seus lábios, uma corrente elétrica percorreu o corpo de Nina, fazendo-a suspirar levemente. Aquilo, definitivamente, não deveria ter acontecido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...