História Bright Eyes - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Bobby Finstock, Decaulion, Derek Hale, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Theo Raeken
Tags Decaulion, Lissa Fry, Lucy Fry, Lydia Martin, Malia Hale, Rose Miller, Scott Mccall, Stiles Stilinski, Stydia, Theo Raeken, White Wolf, Zoey Deutch
Visualizações 206
Palavras 1.523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello guys, aham aqui estou eu (beeeeeeem mais cedo do que o esperado ham?), não sei se notaram, mas atualizei a capa e os banners da fic, tudo para deixar ela ainda mais bonitinha para vocês hihi!!

Esse capítulo é de uma forma (estranha, mas ainda assim) especial, temos mais dois personagens do nosso coração adentrando a história, mais um sendo citado, o que pode dar uma dica do que pode estar por vir hehe.

Devo acrescentar que os dois que iram aparecer já estavam sendo citados desde o comecinho, então vão esquentando a mentizinha de vocês aí, um vai aparecer logo no começo do capítulo, literalmente, o que nos leva a quem esbarrou nela hehe.

Acho que não tenho mais nada a declarar, então... Curtam bastante esse capitulo, que com todo o meu coração espero que gostem. Beijos.

~Manu

Capítulo 4 - Serious Talk


Fanfic / Fanfiction Bright Eyes - Capítulo 4 - Serious Talk

- Eu diria o mesmo, mas agora estou mais preocupado com o fato de você quase ter me xingado agora a pouco – riu Derek, sendo acompanhado de Rose – não sabia que estava de volta – franziu o cenho de leve – na verdade pensava que não queria voltar.

 

- Acredite o último lugar que eu queria estar era aqui...

 

-Então por que veio? – perguntou Derek, modificando o seu tom para um mais sério

 

- Algo vai acontecer Derek, estou pressentindo e você sabe que é muito difícil eu estar errada. – É direta e Derek solta apenas um suspiro, sabendo que a garota estava certa. – Agora me diga uma coisa... Sabia que Scott era um lobisomem? – perguntou, havia contado para Derek um breve resumo de sua vida durante o tempo em que ele a treinou, apenas para puxar assunto com o Hale, que conseguia ser bem rabugento.

 

- Sim – diz coçando a cabeça, sem jeito – Peter o transformou, cerca de dois anos, não te contei, porque não era bem um amigo do garoto.

 

- Rabugento como sempre, mas tudo bem, agora preciso ir fazer uma visita a Deaton, tenho que ver se ele pode me ajudar a descobrir o que pode ser esse pressentimento...

 

- Mais segredos Miller? – brinca

 

- Quem sabe Hale. – sorri e o abraça rápido se despedindo em seguida e seguindo para o estacionamento, viu que próximo onde tinha estacionado estava o jipe de Stiles, que ele havia herdado da mãe, Rose apenas abaixa o olhar e entra no carro. Suspira logo depois ligando o carro e indo em direção a veterinária.

 

Enquanto isso, ainda dentro da escola Derek é atolado de perguntas por dois adolescentes curiosos.

 

- Desde quando conhece Rose? – pergunta Stiles, sobressaindo as outras perguntas feitas por ele próprio e Scott.

 

- Nos conhecemos a alguns anos, antes dela sair da cidade, por quê? A conhecem? – finge não saber o que houve entre os dois garotos e a morena.

 

- Sim fomos amigos dela – fala Scott em um tom meio sombrio e Derek sabia onde a história terminava, então apenas mudou de assunto.

 

- Bem, a Miller não interessa agora, tenho uma coisa para falar com vocês – diz fazendo os meninos o olharem curiosos. – Acho que aquele garoto, conhecido de vocês, Theo está de volta na cidade – diz e os garotos se encaram, ambos preocupados.

 

- Mas ele não estava morto? – Stiles pergunta o óbvio.

 

>>> 

 

Na clínica veterinária, Rose acabara de abrir a porta da frente, ouvindo o barulho dos sininhos anunciando sua chegada e logo vê o veterinário, seu antigo chefe, Deaton sair da salinha e vindo para a recepção, ficando surpreso pela sua presença.

 

- Olá Alan – sorriu – sentiu saudades?

 

- Rose – murmura o nome da garota, logo dando um sorriso e abrindo a portinha permitindo sua entrada, Rose, ainda sorrindo, vai para a sala, onde antes estava o veterinário. – quando chegou? – pergunta educado, com o mesmo tom de calmaria de sempre, Rose sempre gostou de conversar com Deaton, por causa de sua forma calma e paciente de manter uma conversa.

 

- Ontem pela parte da noite, estou em uma casa aqui perto, você sabe, vendi a antiga. – sorriu levemente, demonstrando que aquele assunto, por pior que fosse, não a afetava como antes – e tenho que lhe agradecer por ter me entregue o contato de Heloísa, ela foi de muita ajuda lá em New Jersey, acho que realmente precisava de novos ares, novas pessoas, você entende, acho – sorriu embaraçosa.

 

- Entendo sim, que bom que se deram bem – devolve o sorriso – mas descobriu algo, a cerca do porquê da cor de seus olhos? – pergunta com uma sincera curiosidade e preocupação

 

- Nada, acabou em um beco sem saída, não há nada retratado sobre olhos brancos, pelo menos, não onde procuramos – murmura um pouco inconformada, o que faz Deaton rir um pouco, fazendo-a encará-lo – o quê?

 

- Você não mudou.

 

- Me desculpe Deaton, mas tenho que discordar – sorri tristemente – você e eu sabemos como eu mudei – Deaton sorri da mesma forma. – Mas há algo que quero lhe contar... O motivo de eu ter vindo para cá é porque tive esse pressentimento que algo vai dar muito errado, e minha experiência nesses anos é que esses pressentimentos não falham, algo está vindo para esse cidade, precisa avisar o seu bando – diz rápido e nervosa. – E eu já sei sobre Scott ser um lobisomem, acredito que Lydia seja uma banshee, certo? – arqueia uma sobrancelha. Deaton assente.

 

- Devo adicionar que Scott é um alfa – Rose arregala os olhos – um genuíno, deixando Rose mais relaxada, mas não menos surpresa. – Como soube sobre Lydia?

 

- Ela veio me dar as boas-vindas na escola, achava que era uma novata, senti o cheiro dela, além de uma sensação estranha, deduzi ser uma. – diz, dando de ombros, porém Alan possuía um olhar excêntrico na face. – Tem algo que preciso lhe dizer. – diz a castanha, com um semblante nervoso.

 

Quando o veterinário iria perguntar o quê, foram ambos interrompidos pelo barulho de uma moto e de um jipe estacionando.

 

- Scott e Stiles... – diz Deaton para Rose, que assente, já sabendo que se tratava de ambos os garotos.

 

- Acho melhor eu ir então – dá um pequeno sorriso, enquanto abraçava Deaton, ambos os garotos invadem a clínica, ficando meio sem jeito ao verem a cena – depois venho fazer outra visita – sorri, se separando do abraço, se retira apenas trocando um olhar com os garotos. Ao sair da clínica Rose solta um suspiro, sem saber que lá dentro Scott fazia o mesmo.

 

- Temos prováveis más notícias... – começa Scott, um tempo depois de ouvirem o carro de Rose se distanciar.

 

- Theo está de volta – solta Stiles de uma vez, Scott o encara como se dissesse “Sério?” que o Stilinski apenas ignora.

 

- Mas vocês não tinha dado um jeito nesse garoto? – pergunta confuso

 

- Na verdade a irmã dele meio que voltou dos mortos para buscar ele – diz Stiles rápido, sem acreditar nas próprias palavras. – eu disse mesmo isso? – perguntou para o Scott que apenas deu de ombros.

 

- Tá certo e o que Theo quer agora? – pergunta Alan para ambos os meninos que se encaram em cumplicidade antes de dizerem em coro

 

- Não sabemos – Alan Deaton apenas revira os olhos, enquanto Scott continua – Derek passou lá na escola para nos dizer isso, achamos melhor virmos dizer logo, afinal você sabia que Derek e Rose se conheciam – solta Scott com curiosidade, Deaton apenas arquei uma sobrancelha

 

- Sim, sabia, na verdade eu os apresentei – diz calmo, segurando um sorriso.

 

- Por quê? – continua o moreno.

 

- Rose precisava de um amigo – diz indiretamente, deixando claro que ele sabia o que havia acontecido com os garotos e Rose.

 

- Mas Derek não é o tipo de fazer amizades assim, então, porque os apresentou? – repete Scott.

 

- Por que quer saber desse assunto Scott? – pergunta o veterinário.

 

- Nada – desconversa – vamos tentar descobrir mais sobre Theo – finaliza o alfa, enquanto puxa Stiles e ambos saem da clinica

 

- Cara o que deu em você lá dentro? – perguntou Stiles se divertindo com o não secreto ciúme do amigo.

 

- Nada – nega Scott – vamos no Derek, temos que descobrir mais sobre Theo.

 

- Ou então você apenas quer tirar mais informação de como ele e a Rose se conheceram – alfineta ganhando um olhar mortal de Scott, fazendo-o rir e entrar no carro logo dirigindo para o loft de Derek.

 

Ambos os garotos já haviam chegado no loft, haviam encontrado Derek malhando o que não ajudava na auto estima de Stiles, mas o mesmo ignorou aquele detalhe por um momento, passando para a possível ameaça chamada Theo Raeken.

 

No meio da conversa, que estava mais para discursão entre Derek e Scott, que desde que soube sobre Derek e Rose serem amigos não andava tão normal. Foi quando os três ouviram um baque vindo da porta do loft que todos ficaram alertas os dois lobisomens seguiam na frente com Scott indo abrir a porta, assim que abriram deram de cara com Rose com um corte na barriga, que saia muito sangue, os dois garotos que não sabiam do segredo da morena ficaram desesperado com a presença dela naquele estado.

 

- Eu vou matar aquele desgraç... – antes que pudesse continuar começou a tossir, ficando fraca e quase caindo, mas sendo segurada por Scott, que a levou para o sofá e estranhou quando não conseguiu tirar a dor da menina, que apenas sorriu irônica – não funciona em mim, queixo-torto – fala sarcástica, e mesmo no meio de toda aquela situação Scott deu um leve sorriso, lembrando que era daquela forma que a castanha o chamava quando mais novos.

 

- Quem fez isso? – perguntou Derek, que não se preocupou muito com a situação garota, aprendeu a algum tempo que ela ficava fraca para depois se curar mais rapidamente, outro diferencial dela.

 

- Acho que conhecem ele – disse, Scott e Stiles continuavam estranhando o comportamento da garota, por mais que já tivessem suspeitas, lerdos, pensa Rose – Theo Raeken, como eu odeio aquela desgraça, arg. – bufa, olhando para os garotos que tinha uma feição surpresa e para Derek que apenas se encontrava com uma carranca pensativa.


Notas Finais


Acho que não tenho muito mais o que dizer hehe, espero que o capitulo tenha satisfeito todos vocês, acho que está bem claro que nossa Rose não é um mar de rosas (eu não acredito que eu fiz isso comigo mesma, mas okay)

Dei mais espaço para o lado irônico e o que a morte da mãe e a distancia de todos fez consigo, Rose é bem forte, tanto emocionalmente, quanto fisicamente, mas isso não quer dizer que sofra de vez em quando.

Logo adiantando que por mais que eu goste de Theo Raeken, aqui ele não vai ser uma das melhores pessoas, por enquanto é isso.

Espero que tenham gostado e é isso. Beijos e até o próximo.

Trailer: https://youtu.be/71ZEIyCi-xA

~Manu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...