História Bright Star - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~unnoted

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bono, Bottom!jimin, Drama, Fluffy, Jikook, Kookmin, Top!jungkook, Unnoted
Visualizações 837
Palavras 2.418
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Escreveu Bono; Hello, gente linda! Como vai os estudos? (isso é coisa que se pergunte, Nina e.e) finjam que eu não fiz essa pergunta u.u
Quanto tempo, não? Parece que foi ontem a att da fic (não foi ontem, mas foi rápida u.u) estamos muito animadas com a estória e o amor que a fic tem recebido, amamos muito responder cada comentário de vocês (até mesmo aqueles que contém 'continua' é muito gratificante <3)
O capítulo foi escrito por nós duas (meio a meio u.u)
Depois bononita deixa recado e o banner, aliás, estão olhando eles, né? ~~contém informações neles u.u
Nos vemos nas notas finais.
Boa Leitura!

Escreveu Unnoted; Olá, estrelinhas! Como vai a vida? Vocês estão bem? ^-^
Queria agradecer vocês pelos comentários e amor a fic, vocês são as estrelinhas mais bonita desse site e.e
Aqui está mais um capítulo de BS com um Jimin super fofinho para adocicar o dia de vocês nem que seja pra fazer vocês darem ao menos um sorrisinho u.u
Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 7 - Cantigas de Ninar


Fanfic / Fanfiction Bright Star - Capítulo 7 - Cantigas de Ninar

‘Please give me the light

So I can breathe

Rely on something so you can live

Guide me, who is slowly turning off’

 

Jeon praticava alguns passos de ‘Pray’ do grupo ‘B.A.P’ — havia escolhido tal música, pois para si, ela parecia ter um pouco de seus pensamentos —, cada movimento era calculado. Não podia errar. Ao finalizar a última nota da música, fora surpreendido por palmas. Não precisava olhar para saber quem era, pois o moreno sabia exatamente de quem pertencia as palmas; Park Jimin.

— Jungkookie fica bonito dançando. — elogiou o rosado costumeiro, ao se aproximar do moreno.

— O que você quer? — perguntou o maior, enquanto desligava o aparelho de som e guardava alguns ‘pen drives’.

— Jimin veio agradecer por ter acompanhado até a casa da tia Soo. — sorriu o menor, o moreno deu de ombros. — Aigoo! — resmungou baixinho.

— Era só isso? — indagou, parando ao lado do rosado.

— Quer almoçar com o Jimin? — perguntou o menor, abraçando forte a unicórnio de pelúcia.

— Não estou com fome, aliás, Taetae pode te fazer companhia. — disse o moreno, um pouco seco, mas o rosado já havia se  acostumado com o modo que o outro o tratava.

— Taetae falou que tinha um negócio para resolver com a boca do Yoongi. — o menor sorriu. — O que ele quis dizer com isso, Jungkookie? — indagou o pequeno, enquanto tombava a cabeça para o lado um tanto ‘curioso’.

— Acho melhor você nem querer saber. — comentou o maior, deixando a sala de dança com um Park Jimin em seu encalço.

— Se você diz. — o pequeno bufou, fazendo com que sua franja ficasse um pouco bagunçada. — Jungkookie.

— Diga. — ambos caminhavam pelos corredores da faculdade, porém o menor não sabia para onde o moreno iria.

— Para onde iremos? — perguntou o rosado, pendendo o corpo um pouco para frente, tentando de alguma forma, ver o rosto do maior.

— Corrigindo; para onde eu irei. — ditou ao entrar na sala do reitor deixando para trás um rosado com um pequeno bico nos lábios.

— Jungkookie!

 

[...]

 

Jimin passou suas aulas com um biquinho nos lábios e com uma expressão um tanto tristonha e pensativa, alheio à tudo em sua volta. Achara que Jungkook seria seu amigo depois do encontro dos dois e do ocorrido na casa deste, mas não fora o que aconteceu e o menino se entristecia com isso. Jungkook era alguém difícil, ele sabia disso, mas imaginava que seu plano daria certo, aliás, pareceu ter dado certo no dia anterior.

O rosado caminhava lentamente entre os alunos apressados, segurando fortemente sua pelúcia de unicórnio e pensando em algo que pudesse fazer para tentar se aproximar do Jeon e fazê-lo confiar em si. Se esforçava para pensar em um bom plano, já que não podia falhar outra vez. Pelo menos Jimin achava ter falhado.

— Jimin! — ouviu seu nome em meio a multidão e parou, olhando em volta à procura de quem o chamou e sorrindo ao achar o dono da voz; era Taehyung. — Por que não me esperou?

Parou na frente do Park, cruzando os braços, fazendo um bico infantil nos lábios e fingindo, com uma expressão fofa no rosto, estar chateado com o outro, que se desculpou com um semblante de choro tão fofo quanto o de Kim.

— Desculpa, Taetae. — desviou o olhar do mais alto, com os olhinhos marejados. Jimin era um tanto sensível também, ou apenas inocente a ponto de acreditar que Taehyung realmente estava chateado e bravo consigo. Não gostava de magoar seus amigos. — O Jimin achou que você estava ocupado com o Yoonnie.

— Está tudo bem, Jiminnie. — sorriu para o rosado, dando um breve risada ao ver que este realmente havia acreditado em sua brincadeira. — Estava apenas brincando, não estou chateado. — Jimin o olhou um tanto confuso, mas retribuiu seu sorriso, também soltando uma risadinha fofa ao perceber o quão bobinho era; Taetae nunca ficava bravo consigo. — Mas você parece um tanto tristinho, por quê está assim?

O Park voltou a ter um bico fofo nos lábios e uma expressão um tanto chateada na face infantil, abraçando Lua com força.

— Jimin não conseguiu iluminar a estrelinha do Jungkook ainda; ele ainda não quer o Jimin por perto. — explicou, fazendo Taehyung ri baixinho e revira os olhos. Jeon ainda continuava aquele orgulhoso de sempre; teria que fazer algo a respeito.

— Não se preocupe com isso, Jiminnie. — abraçou o menor, bagunçando os cabelos rosas deste e o dirigindo um de seus sorrisos quadrados, que passavam um certo conforto para o baixinho. — Jungkook gosta muito de você. — afirmou, deixando o outro um tanto feliz por ouvir isso, afinal, Taetae era primo de Jungkook e o conhecia o bastante para afirmar aquilo com certeza.

O rosado assentiu rapidamente.

— Jimin também gosta muito do Jungkook. — declarou, dando um de seus eye-smiles mais sinceros.

— Falando na criatura, não é ele vindo aí? — o Kim apontou para trás do pequeno, que olhou para onde o outro apontava com brilho nos olhos, correndo até o moreno e acabando por esbarrar neste, o assustando.

Jeon não era muito paciente, na verdade,  estava longe de ser uma pessoa paciente e não controlaria um palavrão caso não visse quem esbarrara em si. A explosão de cores na sua frente o fazia reconhecer aquele ser pequeno em poucos segundos. Os fios róseos e, naquele momento, um tanto bagunçados, um moletom rosa com estrelinhas brancas e sorridentes, o tênis holográfico e o principal, a pelúcia de unicórnio; aquelas eram características que definiam Jimin.

Desviou o olhar do menor, sorrindo minimamente.

— Jungkookie, como foi sua aula hoje? — o rosado perguntou simpático, sorrindo para o mais alto que voltou a encara-lo, porém com sua expressão séria e indiferente de sempre.

— Normal. — respondeu seco como sempre, voltando andar para a saída da escola, novamente com Jimin em seu encalço.

Taehyung, que se manteve no mesmo lugar, apenas sorriu e caminhou até Yoongi, indo embora dali com este. Havia visto o sorriso disfarçado que seu primo dera.

— O Jimin não prestou muita atenção na aula hoje. — murmurou baixinho, repreendendo a si próprio num tom tão baixo quanto o que usara para informar como fora sua aula e parando de andar por alguns segundos, mal vendo que Jeon já estava próximo do portão de saída. Correu até este rapidamente, o chamando. — Jungkookie, Jimin estava pensando e… por que você não gosta dele?

O moreno parou de andar, encarando o menor atrás de si por cima do ombro; este tinha a cabecinha tombada para o lado, esperando atentamente uma resposta do outro. Acontece que Jeon não sabia exatamente o porquê… Quer dizer, ele nunca disse que não gostava do rosado, apenas… Jungkook não tinha uma resposta para aquilo.

— Eu não gosto… Eu… — o mais alto não tinha mínima ideia do falar e deu graças a Deus quando viu Sooyong acenando para os dois de longe com um sorriso no rosto. Esta estava do outro lado da rua, em frente a cafeteria, e parecia chamar Jimin. — Sua tia está te chamando.

O Park olhou para a mulher, retribuindo o sorriso desta e se desconcentrando do assunto que falavam ao ver uma cestinha de doces na mão da mais velha, esquecendo-se totalmente da resposta que esperava do moreno.

— Venha logo, estrelinha! — Soo chamou, vendo que Jimin nem mesmo havia se movido para atravessar a rua, sem falar que o tempo dava indícios de que começaria a chover logo logo. Havia outro motivo para a mais velha estar preocupada, mas Jimin não pareceu perceber.

Jimin assentiu para a mulher, mas ao invés de sair de perto de Jungkook e correr até a tia, apenas se aproximou do mais novo, fazendo com que esse o encarasse confuso e um tanto surpreso pela aproximação repentina. Ficou mais surpreso ainda ao receber um abraço do baixinho e um beijinho inocente em sua bochecha.

— Tchau, Jungkookie. Até amanhã. — despediu-se, logo correndo até Sooyong, que o deu um leve sermão por enrolar ao invés de obedecer-lhe e ir logo até si.

Jungkook permaneceu um tempo imóvel em frente ao portão da faculdade, apenas encarando o rosado saltitando ao lado da tia com um pirulito na boca dado por esta a alguns minutos atrás. O garoto não se encontrava surpreso apenas pelo fato de ter recebido um abraço e um beijo de Jimin, isso colaborava, mas o verdadeiro motivo era o fato de que não sabia explicar o que estava sentindo.

Ele não odiava Jimin, parecia ser algo longe disso. Mas, então, o que era aquele sentimento confuso dentro de si?

 

[...]

 

Jungkook arrumava uma estante com livros novos que haviam acabado de chegar de algumas editoras. Verificava a sinopse dos livros, separando alguns interessantes para si próprio ler quando tivesse tempo. A maioria possuíam capas e contra capas simples, visto que a editora que os lançaram não era tão famosa nem tão rica para fazer capas muito chamativas e bem feitas.

Porém, em meios à aqueles livros discretos, um grande e atrativo se destacava. Curioso, Jeon rapidamente o pegou, analisando-o. Era um livro infantil, para crianças entre seis e oito anos, mas o moreno pareceu interessado do mesmo jeito. Ele não lia histórias infantis, longe disso, mas ele conhecia alguém que combinava muito com essas.

O livro era relativamente grande – e colorido – comparado aos outros enviados pela editora, afinal, livros infantis costumavam ser chamativos. Possuía um desenho ‘interessante’ na capa, algo como um céu estrelado e duas crianças, deitadas na grama uma ao lado da outra, observando as estrelas com sorrisinhos nos rostos, enquanto uma delas apontava para os astros brilhantes. Ao ler a ‘sinopse’, Jungkook percebeu ser um livro com ‘cantigas de ninar’ e aquilo o lembrou do garoto de cabelos róseos – na verdade apenas o fizera pensar mais no baixinho, já que este já ocupava sua mente desde cedo.

O Jeon ainda pensava no que acontecera na frente da faculdade mais cedo. Não era algo que pessoas ligam muito, afinal era apenas uma demonstração de carinho normal e não era como se ele nunca tivesse recebido carinho, pelo contrário, afinal podia ser considerado ‘popular’, mas nunca se importou com isso; sempre negava abraços ou qualquer tipo de afeto de garotas fofas, que pareciam mais insistentes no dia do abraço ou em ocasiões parecidas. Por este motivo ficou conhecido como uma pessoa um tanto anti-social.

Mas Jeon Jungkook, ‘o garoto frio da faculdade que sempre nega abraços’, não negou o abraço de Jimin, nem ao menos tentou impedi-lo. Não queria fazê-lo.

— Jungkook? — o moreno, ao ouviu a voz de seu primo chama-lo, saiu de seus devaneios, colocando o livro infantil, que estava em suas mãos, junto com os demais.

— O que está fazendo aqui? — perguntou em seu tom costumeiro, ajeitando seus óculos e voltando a organizar alguns livros por ali.

O que será que Kim Taehyung veio fazer na biblioteca onde Jeon Jungkook trabalha? — fez uma pausa, colocando a mão no queixo e fazendo uma expressão pensativa. O primo o olhou, esperando que continuasse. Por quê não era mais direto? — Pegar um livro, é claro!

Jungkook arqueou as sobrancelhas, indo até o balcão da biblioteca e pegando alguns papéis de dentro de uma gaveta com uma etiqueta escrito ‘agendados’.

— Seu nome não está aqui. — encarou o Kim para continuar. — Você ao menos tem uma inscrição aqui, Taehyung.

— Eu sou seu primo, não preciso de uma inscrição! — retrucou, fazendo um bico e inflando as bochechas. Não era fofo como Jimin, pensou Jeon, logo focando-se em afastar o rosado de sua mente por pelo menos alguns minutos. — Eu qu-

Jungkook bufou irritado, interrompendo o outro em sua fala.

— Que livro você quer?

— Eu quero… — murmurou baixinho com um sorriso presente nos lábios, fazendo Jeon revirar os olhos. Kim insistiu para pegar um livro, mas nem ao menos sabia qual pegar. — O nome é extenso, se chama ‘Larga essa biblioteca por um tempinho e saia comigo e com meus amigos’.

Ok, Jungkook sabia que o primo não viera realmente pegar um livro na biblioteca. O menino nunca foi tão fã de literatura e não era da noite pro dia e sem motivo algum que iria começar a ler.

— Eu nunca ouvi falar desse livro. — respondeu cínico.

— Imaginava mesmo, é raro de acha-lo. — retrucou, suspirando logo depois e sorrindo um tanto travesso para o outro, que apenas revirou os olhos novamente e desviou seu olhar para qualquer outro canto daquela biblioteca. — A história conta sobre um garoto, que após um trauma, acaba por se afastar de tudo e de todos e ele não consegue perceber o quão ruim isso é pra ele. — fez uma pausa dramática, esperando que o moreno falasse alguma coisa, mas este apenas ficou em silêncio, fazendo com que Kim suspirasse alto. Jeon era alguém difícil. — Para de ser chato, Jungkook! Nós vamos à praia, vai ser legal.

— Não. — Jeon disse com tanta certeza e com um tom tão seco que quase fez o outro desistir. Quase.

— Tá bem. — Tae disse, dando de ombros. Deu meia volta, pronto para sair dali em passos lentos, e retirou seu celular do bolso. Jungkook estranhou o fato do primo não ter insistido tanto quanto ele imaginava, mas resolveu não falar nada a respeito, achando até melhor que o outro tivesse desistido de leva-lo. — Por mim tanto faz, mas o Jimin vai ficar tão tristinho, ele que me pediu para te convidar; estava tão animado com a possibilidade de você ir. — disse ‘para si mesmo’, suspirando e fingindo perfeitamente um semblante triste. — Vou liga-lo para avisar que você não vai. Não queria fazer isto, vai ser como tirar doce de uma criança.

Jeon pareceu se interessar no que o primo murmurava, ouvindo todas as lamentações sobre o quão tristinho o Park iria ficar. Imaginava o rostinho fofo do baixinho com um bico nos lábios e uma expressão chateada e isso fazia repensar sobre a situação. Algo dentro de si dizia que ele não deveria ir mesmo assim, mas existia uma coisa mais forte que o incentivava a ir.

— Taehyung. — chamou o outro num sussurro, porém este pareceu ouvir mesmo assim, já que virou-se para o menino e murmurou um ‘sim?’ com um sorrisinho de lado nos lábios que passou despercebido pelo outro. — Eu vou com vocês.

O Kim sorriu, apenas assentindo e dizendo que mandaria mensagens com mais detalhes sobre o ‘encontro’ na praia para ele mais tarde, logo saindo dali saltitante. Tinha vontade de pular por, finalmente, ter conseguido convencer Jeon Jungkook, ‘o garoto frio da faculdade que sempre nega abraços e convites para sair’, à sair com ele e com seus amigos.

Park Jimin realmente estava mudando Jeon Jungkook e isso era bom; bom e inacreditável.


Notas Finais


Escreveu Bono; Levanta a mão e da um grito!!!! Jimin beijou a bochecha do Jeon eheuheuehueh \o/ cês viram, Kim Taehyung sabe como convencer alguém hein e.e
Esse passeio a praia hmm *carinha de que não sabe nada*
Bononita, o que cê acha desse passeio e.e ?
Link da musica; https://www.youtube.com/watch?v=_bAuwnu4ohY
Até o próximo capítulo o/
Obs; Os capítulos a partir de agora terá de 2 a 3 mil palavras u.u

Escreveu Unnoted; Jimin é um anjinho, né? Jungkook ta todo confuso por causa dele hehe
E aí? O que vocês acham que vai dar nesse passeio? Então, Bononita, só aviso os leitores que eles devem se preparar, nada em especial e.e
Bem, até o próximo capítulo e fiquem ansiosos porque até mesmo eu e a Bononita estamos u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...