História Brincadeira Inofensiva. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Visualizações 269
Palavras 1.780
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo dedicado a @NynnaZamboti 💙

Obs: essa é só a Parte I desse pedacinho hehehhe

Capítulo 12 - Guerra de Água.


Fred observou enquanto Hermione ficou mais brava e mais brava, perguntando-se o que aconteceu no dormitório. Ela parecia bastante satisfeita com ela quando desceu; Fred ansiava febrilmente que seu gêmeo ainda estivesse vivo e capaz de mover todos os seus membros. O cabelo de Hermione estava bagunçado, e o roxo em seu pescoço era bastante grande - pelo menos, antes de ocultá-lo. Talvez ele tivesse a chance de quebrar esse encanto amanhã, esperançosamente sem que ela percebesse ...

"Ora, olá, George," Hermione disse suavemente, seus olhos brilhando com satisfação quando George entrou no salão comunal.

George não respondeu; Ele dirigiu-se rapidamente para Fred e Lee, agarrou seus braços e caminhou para o dormitório. "Tempo para reagrupar", ele murmurou, seus olhos entrecerraram com dor.

No momento em que entraram em seu dormitório, George colapsou em sua cama. "Oh, merda, isso doeu", ele gemeu. "Estou começando a sentir pena de Você-Sabe-Quem antecipadamente, o cara não saberá o que o atingiu quando Harry, Ron e Hermione finalmente o encararem ..."

"Chute na virilha, hein?" Lee disse com sabedoria.

George assentiu. "Joelho, na verdade, a pequena atrevida", ele resmungou. "Eu juro, eu vou matá-lá-"

"Passados para trás novamente", disse Fred tristemente.

"Não, na verdade", disse George, "tudo correu bem, considerando." Ele abriu uma gaveta em sua mesa de cabeceira, tirou uma poção para matar a dor que ele mantinha em torno por causa do Quadribol - por questões de torções e dores, diluiu-o em um copo de água e engolindo um pouco. "Quero dizer, tudo funcionou como planejamos, Parvati e Lavender entraram enquanto eu estava em cima dela na cama - vestidos", ele acrescentou com um brilho quando Fred sorriu maliciosamente e Lee suprimiu um sorriso irônico - "e Hermione estava absolutamente mortificada ... alguém viu seu pescoço? Eu pensei que seria um bom toque."

"Muitas pessoas", disse Fred, explicando sua pequena briga com Hermione.

"Bom", disse George quando terminou, "isso é realmente bom ... tudo ficou perfeito ..."

"Exceto pelo que deu errado", observou Lee, divertido. "Como você acabou machucado?"

"Ela me enganou", George admitiu com relutância, "me pegou com a guarda abaixada e a próxima coisa que eu sei é que estava em posição fetal. Ainda assim, acho que sai com a melhor, vocês sabem?"

"A menos que você conte o comentário de impotente que ela fez na frente de todo o salão comunal", Fred disse, balançando a cabeça agradavelmente. George deu um olhar sujo.

"Bem", disse Lee, "isso foi bom. Finalmente a pegamos, mesmo que ela tenha nos pegado de volta ..."

"Ela não foi tão bem", disse Fred. "Quero dizer, com alguma sorte, George ainda poderá engravidar ela quando finalmente estiverem prontos para começar uma família-"

"Oh, cale a boca," murmurou George.

____

Toda a escola estava novamente discutindo George e Hermione; Eles até pareciam saber que Hermione o tinha joelhado na virilha em algum ponto, o que tornou George ainda mais determinado em pegar Hermione de uma vez por todas. A determinação de Fred também foi aumentada; Graças ao seu pequeno bate-papo com Hermione em frente ao salão comunal, em particular as partes sobre "ontem à noite", todos pareciam pensar que ele tinha dormido com Hermione, especialmente devido ao fato de ele ter beijado Hermione e afirmado ter uma queda por ela. Mesmo Lee estava entrando na guerra mais, tanto por diversão como lealdade aos seus amigos.

Infelizmente, eles estavam atualmente em um impasse. Fred, George e Lee estavam fora de idéias, e Harry, Ron, Hermione e Ginny decidiram esperar até depois das férias de Natal para atacar de novo, para evitar problemas na mesma casa que a Sra. Weasley. Ambos os lados entraram em pânico, portanto, quando George e Hermione receberam avisos idênticos proclamando que deveriam servir outra detenção no meio de Dezembro.

Nenhum dos lados teve muito sucesso no departamento de planejamento, e George e Hermione foram forçados a aparecer, cada um despreparado para o outro. Eles olharam um para o outro cautelosamente enquanto Filch lhes dizia que esfregassem as mesas, os pisos e as janelas na sala de aula de Snape sem magia, depois deixando-os sós.

"Tudo isso é culpa sua", disse Hermione com um tom sombrio enquanto enfiava uma esponja no balde de água e limpava uma mesa.

"Minha culpa? Estamos em detenção novamente porque você beijou a mim, lembra?" George retrucou.

"Você ainda começou, e você sabe disso", respondeu Hermione, esfregando duro sobre uma poção congelada.

"Eu estava tentando ser legal e levá-la lá para cima", disse George, batendo seu pano com tanta força na mesa de Snape que a água saiu voando. "Se eu soubesse que você iria me atormentar pelo resto da minha-"

"Atormentar você?" Hermione exigiu estridentemente. "Atormentar você? Desculpe-me?"

"Você está me deixando louco!" George gritou. "Rumores e perguntas e conspiração contra você, oh sim, ainda estamos planejando, mesmo que Fred esteja começando a descobrir que tudo o que eu quero fazer é te beijar e-", ele parou, bastante mortificado. Hermione olhou para ele, incerta de acreditar ou não, e curvou-se sobre a próxima mesa.

"Você não tente me ignorar!" George gritou de repente. "É isso! É verdade, estou louco por você, mas não se preocupe, eu vou tirar você da minha cabeça nem que seja a última coisa que eu faça!" Ele acenou seu pano violentamente pelo ar para dar ênfase ... e um monte de água com sabão bateu diretamente na cara de Hermione.

Houve um silêncio total enquanto George olhava para ela, percebendo que ele tinha ido longe demais, mesmo que não tivesse sido intencional; Hermione estava furiosa, olhando-o com água escorrendo do rosto e sobre o suéter branco ...

"AAAHHHH!" Hermione gritou, correndo para ele, acenando sua esponja em círculos selvagens na frente dela, água voando por todo lado enquanto George fugia, ficando encharcado. George pegou um dos baldes, Hermione o outro, e uma guerra de água completa se seguiu.

Os dois se perseguiram como um par de leões irritados, ambos em breve molhados e escorregando na espuma que cobria o chão. Em um ponto, George empurrou-se para trás e foi deslizando todo o caminho pelo chão pelo corredor central, girando o pano na frente dele em um movimento de infinito, até que ele se esvaiu diante dele, afastando Hermione. Hermione, que estava à seguir um George um tanto amedrontado e assustado, foi derrapando atrás dele quando jogou a esponja de um lado para o outro no ar, soltando gritos guturais de raiva e salpicando-o com água.

As costas de George bateram contra a mesa de Snape; Sem ter prestado muita atenção para onde ele estava indo, ele encontrou-se sem nenhum lugar para correr quando Hermione chegava cada vez mais perto. Desesperadamente, ele empurrou-se para cima até que ele estivesse sentado na mesa e atirou o que restava em seu balde de água, o balde voando para o lado e uma carga de água lavando sobre ela.

Hermione continuava vindo; Ela parecia além de um pouco perturbada, como uma deusa da vingança afogada, completamente encharcada e com um olhar aterrorizado e enlouquecido em seu rosto, o braço direito com a esponja apontando diretamente para o rosto dele enquanto ela se aproximava cada vez mais. Não querendo descobrir o que era a sensação de ter uma esponja golpeada em seu rosto por uma garota deslizando rapidamente para ele sem intenção ou capacidade de parar, ele agarrou seu braço desesperadamente e fechou os joelhos na frente dele para mantê-la a uma distância segura.

Funcionou; Suas pernas pararam o corpo dela e seus dedos conseguiram parar a mão da esponja a centímetros de seu rosto. Enfurecida por ser frustrada, Hermione pegou seu balde, que ainda estava na mão livre da esponja, e virou-o sobre a cabeça de George, a água gelando e encharcando-o completamente, espirrando na mesa e em Hermione,a alça do balde deslizando algumas vezes contra o braço capturado de Hermione enquanto o balde parava na cabeça de George.

Isso deixou George sem muito o que dizer.

George olhou fixamente para a esponja em frente a ele, preso debaixo do balde em sua cabeça, ainda apertada firmemente nos dedos de Hermione, a borda do balde apoiada em sua mão ao redor do pulso. Bem, ele pensou tristemente, é isso que eu recebo por ser um encrenqueiro toda a minha vida. Estou sentado na mesa do meu professor, que é o menos favorito, supostamente servindo detenção. Eu destruí a sala com uma guerra de água improvisada e há uma esponja prestes a ser empurrada no meu rosto e um balde na minha cabeça. Você sabe o que, Deus? Tudo o que fiz para merecer isso, desculpe.

Os dedos de Hermione se abriram de repente, deixando cair a esponja em seu colo, o que não era uma melhoria e deu-lhe mais alguns pensamentos auto-piedosos. George lentamente ergueu a mão livre e tirou o balde da cabeça, deixando cair a mesa atrás dele com um barulho.

Hermione estava olhando para ele com um olhar horrorizado em seu rosto, como se ela não tivesse percebido que ela era capaz de tal coisa, como se ela tivesse feito algo puramente acidental para coloca-lo em tal posição. George olhou para ela com cansaço, como se pedisse que ela acabasse com sua miséria, e seus lábios se contraíram com diversão.

"Você acha isso engraçado?" Ele disse, dando-lhe um olhar incrédulo.

Hermione explodiu em risos e assentiu. Os olhos de George se estreitaram.

"Você acha que isso é divertido, não é?" Ele repetiu perigosamente. "Acabamos de inundar a sala de aula - a sala de aula do Snape, de todas as salas de aula do castelo nós inundamos a do Snape - e você acha isso engraçado?" Ela assentiu novamente, incapaz de falar. "Nós vamos ser mortos, ou pelo menos expulsos, e você ... você jogou um balde na minha cabeça e começou a rir!"

"Balde ... cabeça ..." Hermione ofegou entre sua risada. Ela agarrou a borda da mesa com a mão livre, deslizando um pouco sobre o chão com sabão e continuou a rir ate a cabeça doer. George olhou para ela por todos três segundos antes de começar a rir também; Ele não conseguia parar, era histérico, eles tinham tido apenas a briga mais engraçada que ele conseguia lembrar de ter ... espere até que ele contasse a Fred e Lee, isso era triste ...

Hermione escorregou novamente, e George segurou-a reflexivamente e jogou seus braços em volta dela para evitar que ela caísse. Seus olhos se encontraram ... e George rapidamente se aproximou, agarrou sua cintura e puxou-a para a mesa com ele, Hermione sentada sobre ele, seus lábios se encontraram febrilmente em um beijo úmido e ensaboado, e então um som ultrajado soou da entrada -

"CAIAM FORA DA MINHA MESA!"


Notas Finais


Olá olá olá tortinhas, tudo bem com vocês? Eu espero que sim.

Bem, vamos mudar um pouco as coisas de novo com relação as metas - primeiro vamos aos agradecimentos: 1353 visualizações, 72 favoritos e 181 comentários, vocês são demais!

Agora a meta: chegando a 80 favoritos ou 200 comentários e eu posto o próximo, o que vier primeiro heheheh

Continuem torcendo para o seu lado favorito #TeamGeorge ou #TeamHermione

Nunca perguntei se alguém quer descobrir a cara desta autora que vos fala, mas caso sim, podem chamar lá no insta: @pequenapan

Até loguinho <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...