História Brincadeira Inofensiva. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Visualizações 304
Palavras 1.322
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Dedicado pra minha novinha terrível hahaha

Capítulo 4 - Dois podem jogar esse jogo.


"Sobre o que McGonagall queria falar?" Harry perguntou quando eles saíram para o jantar.

"Dever de casa", respondeu Hermione sem olhar.

Harry franziu a testa, mas não disse nada. Eles entraram no Grande Salão, e Hermione levou-os a sentar perto de Lavender e Parvati, algo que Harry também achava estranho - ela estava tentando se afastar de suas duas companheiras de quarto. Ginny juntou-se aos três, sentando-se na esquerda de Hermione enquanto Harry e Ron se sentaram em frente a elas. Harry, Ron e Ginny falaram sobre Quadribol por um tempo, parando quando Hermione limpou a garganta.

"Pessoal ... Eu tenho algo que eu preciso dizer, e, bem ... vocês são meus melhores amigos, então ... aqui vai", Hermione disse hesitante. Ela corou e Harry viu Lavender e Parvati pararem de falar, sua comida esquecida. "Eu ... eu ..."

"O que?" Harry perguntou.

"Eu ... eu realmente estive dormindo com George!" Hermione disse com pressa. Ela pegou sua mochila e correu para o corredor os deixando com olhares atordoados em seus rostos, e com total descrença.

____

"Ei, George!"

George virou-se para ver Lavender e Parvati apressando-se para alcançá-lo, Angelina, Fred, Lee, Alicia Spinnet e Katie Bell. Ambas pareciam entusiasmadas, e ele trocou um olhar com Fred e Lee. "Adivinha!" Lavender disse-lhe. "Hermione acabou de admitir que estava te vendo!"

"O que?!" Seis caras assustadas a encararam.

"É verdade", acrescentou Parvati. "Nós ouvimos ela contando a Harry, Ron e Ginny no jantar. Ela fugiu depois, eu acho que ela se sentiu mal por mentir para eles. Mas talvez ela não esteja mais brava com você, você sabe? Vocês deveriam tentar se reconciliar."

Com isso, as duas garotas partiram, deixando os outros para contemplá-los com surpresa. "O que ela está planejando?" Fred finalmente disse.

"Você dormiu com ela?" Perguntou Angelina, em sua voz um pouco de acusação.

"O que?" Os outros exclamaram, boquiabertos para ela.

"Elas disseram que elas ouviram que ela contou a Harry. Se ela estava apenas tentando mexer com Parvati e Lavender, ela teria contado diretamente a elas, não seria? Ela não falaria a Harry e Ron e Ginny se fosse falso; Eles estão sempre por dentro da piada com ela, certo?"

"Sim", disse Alicia. "Ela não iria brincar com eles e ela não iria machucá-los mentindo para eles."

"Eu nunca dormi com Hermione!" George disse com impaciência. "Eu não sei o que está passando pela cabeça dela, mas-"

"VOCÊ!"

Eles se viraram para ver um Ron furioso pisando duro até eles com a varinha em sua mão, Harry e Ginny colados em seus calcanhares, parecendo arrepiados; Eles provavelmente perseguiram Ron desde o Grande Salão. "COMO PODE DORMIR COM HERMIONE?!" Ron enfureceu, avançando em George.

"Ron!" Ginny começou quando Ron apontou sua varinha para o coração de George. Ela ia começar a dizer mais, mas ela estava ofegando demais para soltar as palavras.

"Ron, eu não dormi com ela!" Disse George, apoiando-se, com as mãos suplicantes. "Eu juro!"

"Então, por que ela disse que você o fez?!" Ron gritou, ainda marchando para a frente.

"Eu não sei, pergunte a ela!" Ele respondeu. "Eu estou te dizendo, tudo é apenas uma piada!"

Ron parou, e também George, tendo apoiado contra a parede. Ron olhou para ele, e depois saiu correndo, suas mãos fechadas em punhos. Harry e Ginny apressaram-se em segui-lo.

George soltou um suspiro tremendo. "Tudo bem, isso não é bom", ele murmurou.

____

Não foi muito tempo depois que cerca de meia dúzia de grifinórios se aproximaram de Hermione no salão comunal, exigindo conhecer toda a história. Hermione estava preparada para isso.

"Começamos a namorar durante o verão, depois de eu terminar com Viktor Krum, e decidimos não contar a ninguém - para que toda a escola não estivesse em nossos negócios." Ela olhou com severidade para todos. "Acho que não funcionou muito bem, não é?"

Os outros grifinórios partiram, e Harry, Ron e Ginny, que estavam sentados à mesa com ela, a encararam. "Vocês namoraram desde o verão?" Ron perguntou com raiva.

"Sinto muito, Ron", Hermione disse. "Eu simplesmente não consegui me trazer a contar para você. Eu queria, mas não tinha certeza de como você iria reagir, e ... bem ... eu não sei. Você estava tão irritado com Krum que eu não queria nem pensar sobre o que você poderia dizer sobre eu namorar com seu irmão."

Ron suspirou e começou a trabalhar novamente na lição de casa, obviamente chateado. "Você vai se resolver com ele, então?" Ele perguntou, soando bastante áspero.

Hermione assentiu. "Eu ... bem, sim, eu quero."

Ela podia dizer que Ron estava comprando sua mentira, mas não tinha certeza de que Harry ou Ginny estivessem. Os dois trocaram olhares e ela engoliu em seco.

Ron aparecia nervoso enquanto continuavam trabalhando e, eventualmente, empacotou seus livros e se foi para o dormitório. Hermione se encolheu, sentindo-se horrível. Ela sabia que Ron estava chateado ... mas ela também sabia que, uma vez que isso acabasse, ele lhe daria um tapa impressionado nas costas, proclamando que era a melhor piada que ele já havia visto.

Poucos minutos depois de Ron ter saído, Fred, George e Lee desciam, todos parecendo apreensivos. Caminhando tão lentamente quanto o prisioneiro de um pirata forçado a caminhar na prancha, George engoliu em seco e se aproximou dela, sentando-se na cadeira vazia de Ron ao lado de Hermione. Ela reuniu sua coragem; Agora, com Parvati e Lavender sentadas não muito longe e George fazendo a oportunidade, ela teria que implementar a próxima etapa de seu plano. Ela começou a arrumar a lição de casa, preparando-se para fazer uma retirada apressada.

"Ouça, Mione," ele disse tentativamente, temendo uma reação irritada, "eu ..."

Ele parou quando Hermione suspirou, levantando-se e deslizando os ombros nas tiras de sua mochila. Ele esperou por ela sair, mas em vez disso ela encarou-o. "George?" ela disse. "Eu ... desculpe-me."

Ela se abaixou e beijou-o, colocando a mão sobre o ombro dele, mais para evitar que ele caísse de sua cadeira em estado de choque do que qualquer outra coisa.

Assim quando ela estava se afastando, George colocou as mãos na parte de trás da cabeça dela, devolvendo seu beijo. Hermione abriu a boca, o que o surpreendeu, mas aproveitou-se disso. Dois podem jogar neste jogo, ele pensou. Houve grandes excêndulos e assobios ao redor do salão comunal, e Hermione o surpreendeu ainda mais ao montar em seu colo e colocar as mãos no seu peitoral. Seu cérebro sentiu-se um pouco distorcido e, quando Hermione se afastou, percebeu com um exasperamento que não queria que o beijo terminasse.

Ele abriu os olhos. Hermione tinha ido embora.

____

Os corredores zumbiram com o falatório sobre isso por vários dias. George ouviu sobre isso em todos os lugares que ia, assim como Fred, que facilmente era confundido com George por pessoas que não conheciam bem os gêmeos. George finalmente começou a seguir o exemplo de Fred quando as pessoas se aproximaram dele e perguntavam sobre Hermione, dizendo-lhes brevemente que ele era Fred, e não George, e que não tinha idéia do que estava acontecendo. Isso foi um pouco difícil, já que os gêmeos raramente estavam separados (e até mesmo o sonserino mais grosso podia dizer que ambos os gêmeos não poderiam ser Fred), mas ajudou um pouco.

Ele estava cada vez mais confuso. Hermione estava agora evitando-o sempre que possível, e ele estava tendo dificuldade em pega-la em torno de pessoas que não espalhariam a história por toda a escola. Por que ela o beijou?

Alguns bons dias após o incidente no salão comunal, quando George finalmente estava começando a decidir que talvez ele devesse esquecer, ele recebeu uma nota da professora McGonagall, dizendo-lhe que sua detenção ocorreria no dia 12 de Novembro. Ele viu Hermione receber uma nota semelhante no café da manhã, e um raio de esperança brilhou através da confusão. Ele poderia ficar sozinho com Hermione, o que significava que ele poderia finalmente obter algumas respostas.


Notas Finais


Olá olá olá tortinhas, tudo bem com vocês? Espero que sim.

Quem tá em choque até agora com a recepção dessa história? 24 horas e um pouco depois e já temos 4 capítulos postados e: 189 visualizações, 36 favoritos e 38 comentários, VOCÊS SÃO MUITO DEMAIS!!

Sério galera, nem tenho como agradecer a vocês direito, besteirol mais amado.

Próxima meta do meu clubinho lindo: 45 favoritos e 12 comentários. Será que rola? Confio em vocês em.

Até loguinho <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...