História Brincadeiras do destino - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Raiva, Realidade, Relacionamento, Revelaçoes, Romance, Sexo, Suspense, Tragedia
Visualizações 28
Palavras 447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Alta


  Senhorita o seu café da manhã.-diz uma enfermeira entrando no quarto. San olha a bandeja e faz cara feia.- Hoje a senhorita receberá sua alta. Mas para isso, é preciso que se alimente corretamente.- colocou a bandeja em cima do colo da mesma, e entregou um lanche para Ken.

  -Ok.-disse San.

  Ken estava sentado próximo ao banheiro. Devorou seu lanche, aliás estava com muita fome. San, o observava despistada mente. Mas logo desviou o olhar, quando ele olhou para ela.

  O dia foi passando lentamente. San teve de realizar mais alguns exames. Temia que aqueles caras poderiam ter a estuprado enquanto estava desmaiada. Mais de acordo com o resultado dos exames, não apresentava sinas de lesões genital.Já de volta ao quarto de hospital, ela se preparava para sair. Lá estavam, Milla e Neuza. Pois Ken já havia ido embora para casa. Na saída do hospital, estava um taxi a suas espera. Entraram e foram rumo a casa. Ao chegarem, San e Milla foram para o quarto de San. Neuza foi para a cozinha.

 -Como se sente?

 -Estou bem melhor. As dores diminuíram muito bem.

-Que bom.-sorriu.- Amanhã começam as aulas. Seria o seu primeiro dia.

-Sim. Mai s terça eu posso ir.

-Pode  mesmo?

-Sim, o médico disse que eu poderia voltar às minhas atividades normais apartir de amanhã.

-Entendi.E quanto a cicatriz?

-Bem, vou fazer como sempre fiz. E dane-se quem achar estranho.

-Hmm...San, você e o Ken fica...quer dizer, o que vocês fizeram lá no hospital?

-Uai, como assim Milla? Ele me fez companhia. O que pra mim foi bem estranho.

-Porque?

-Ele estava diferente. Nem parecia o impertinente que encontrei no parque.

-Leandro me falou. Rsrs.-Milla riu e foi encostando a porta.- Tenho que te contar uma coisa. Sabe...

-Milla, o que combinamos?-disse Neuza entrando no quarto de San, assustando Milla.

-Ah, poxa mãe...você tava aí.-Milla disse emburrada. San riu da cara dela.

-Amanhã você terá aula, então trate de ir descansar cedo. Boa noite meninas.-disse dando um beijo em cada uma.

-Affs viu. Ela acha que eu tenho quantos anos mesmo?-Milla perguntou indignada.

-Você deveria agradecer que ela ainda se preocupa com você. Porque se fosse eu, a sua mãe. Hum...já teria te deserdado.-disse San, debochada.

-Você anda muito engraçadinha pro meu gosto. Hum. Vou dormir meu sono de beleza. Boa noite, beijo e bons sonhos. Ou seja, sonhe comigo.

-Boa noite. Pensei que era para sonhar, e não ter pesadelos.-disse revirando os olhos. Mila mostrou língua, depois jogou um beijo no ar para San, saindo em seguida do quarto. San, olhou em direção a varanda.Através da vidraça, pode ver Ken fechar a janela de seu quarto. Suspirou e se ajeitando na cama,adormeceu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...