História Brincando com o amor - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Beadles, Justin Bieber, Lucy Hale, Ryan Butler
Personagens Justin Bieber, Lucy Hale
Tags Justin Bieber, Romance
Visualizações 333
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Quer que eu vá com você?!


No vestiário o treinador do time lhes explicou algumas táticas a qual deveriam usar no segundo tempo, ressaltou alguns pontos estratégicos e disse coisas a qual ele julgará ser necessário, os jogadores aproveitaram para beber agua e usarem o banheiro, o clima do jogo estará tenso, eles sabiam a responsabilidade de jogar em casa e ainda mais sendo contra o grande adversário de longas décadas.

 

                O intervalo chegou ao fim e os jogadores voltaram para o campo ao som de aplausos, gritos e festas de ambas as torcidas, todos se posicionaram em seus lugares e o apito marcou o inicio do segundo tempo, a bola rolou e o jogo começou, eles corriam de um lado para outro, haviam dribles, lençóis, canetas, chapéus... Não havia como negar, era uma partida e tanto. Os minutos iam passando e a cada minuto a partida estará mais acirrada.

 

                Jazmyn prestará atenção em cada movimento, até que assistir uma partida de futebol não era tão ruim assim, ou melhor, assistir Justin jogar não era nem um pouco ruim,  em um determinado momento Jazmyn sentiu que seu coração iria parar, ao ver Justin deitado no gramado após levar um carrinho, como o homem ao lado havia dito enquanto gritava por um cartão, Justin ainda estará deitado e Jazmyn estará um pouco nervosa com a situação, porem o que a tranquilizou foi Justin se levantar enquanto o juiz levantava um cartão na cor amarela na direção do homem a qual havia derrubado a Justin.

 

                Dado a falta Justin se posicionou para bater e os jogadores do time advercio se puseram em uma barreira. Justin mirou o gol totalmente concentrado, como ele havia sido derrubado na grande área ele achará que havia uma grande chance de marcar se chutasse direto, porem se perdesse seria uma grande chance desperdiçada o que lhe deixará um tanto nervoso, porem ele precisará se concentrar, o juiz apitou, ele puxou o ar pelo nariz e soltou pela boca, pegou uma certa distancia da bola e então correu na direção da mesma dando um chute certeiro no canto do lado direito, marcando não apenas um gol e sim o golaço o que fez a torcida do time da casa ir ao delírio, não só a torcida mas todo o time em si. A felicidade de Justin era tamanha, que ele começou a correr pelo campo e retirou sua blusa balançando a mesma em comemoração.

 

                O peitoral, a barriga, o ombro, as costas largas desnudas chamaram a atenção de Jazmyn, aquele corpo malhado e totalmente suado fizeram o coração dela disparar, gotas de suor desciam pelo corpo dele e Jazmyn sentiu até mesmo suas bochechas queimarem envergonhada com a visão. Realmente havia momentos em que Jazmyn parecerá um bichinho do mato, aquela cena era tão normal e para ela era algo que lhe deixará envergonhada.

 

                Alguns minutos depois o juiz apitou indicando fim da partida, nenhum outro gol houve na partida sendo assim o gol de Justin foi o gol da vitória o que fez com que todos gritassem o nome dele enquanto comemoravam, neste momento Jazmyn permitiu-se entrar um pouco no clima e gritou juntamente o nome do autor do gol da vitória. A arquibancada começou a esvaziar-se em ritmo de comemoração, como todos Jazmyn começou a caminhar em direção a saída, porem logo uma voz atrás de si lhe chamou a atenção no meio de todo aquela falatório.

 

 

 

– JAZMYN? – ela se virou e pode ver Justin correr em sua direção, assim que Justin parou em frente a ela ambos sorriram.

 

– Você esteve ótimo em campo.

 

– Obrigado. – disse ele ainda sorridente. – Jazzy, você poderia aguardar aqui um momento? Eu preciso ir me trocar, eu gostaria de falar com você antes que fosse embora, tudo bem? – ela assentiu.

 

– Ok, eu espero.

 

– Obrigado, não demoro. – ao terminar de dizer isto ele depositou um beijo rápido no rosto dela e saiu correndo em direção ao vestiário.

 

 

 

                Enquanto ele se afastava Jazmyn não pode deixar de sorrir, ele havia a beijado diante de todos, claro, não havia sido um beijo nos lábios como vinha acontecendo algumas vezes quando estavam a sós, porem mesmo sendo só um beijo na bochecha, sendo diante de outras pessoas se tornará especial, talvez muitos não entendem o porque digo especial se tratando apenas de um beijo rápido na bochecha, porem vou explicar, mesmo sendo apenas um beijo na bochecha significará muito, pois ter feito isto na frente dos outros demonstrará que Justin não tinha vergonha dela, não tinha vergonha de mostrar que eram amigos diante dos outros e isso a deixará feliz, mais que feliz, imensamente feliz.

 

Justin demorou algum tempo para voltar, a arquibancada já estará vazia, mas Jazmyn sabia que ele voltaria e ele voltou, ele usava uma calça jeans clara, um tênis branco, usava também o casaco do time, seus cabelos estavam úmidos indicando que acabará de sair do banho, ele foi se aproximando da arquibancada e Jazmyn descendo a mesma indo de encontro a ele, parando a centímetros dele ambos sorriram enquanto se olhavam. Ela estará um pouco envergonhada, Justin sabia disto, só não sabia o porque dela estar assim porem isto não lhe importava naquele momento, a questão era que ele gostava das bochechas dela avermelhada, sim ele gostava.

 

 

 

– Desculpe a demora. – disse ele.

 

– Não precisa se desculpar, não demorou tanto assim. – disse ela passando sua mão direita sob seu braço esquerdo.

 

– Que bom. – ele novamente sorriu. – Jazmyn eu pedi que esperasse por que queria te fazer um convite... – ela franziu o cenho. – é que a galera do time e alguns mais chegados vamos comemorar a vitória em um restaurante aqui perto, o treinador reservou o lugar para nós, eu queria saber se você não quer ir comigo? – Jazmyn arregalou os olhos, por essa ela não esperava, nem mesmo ele esperava que fosse a convidar.

 

– Quer que eu vá com você? – a voz dela saiu um pouco falha. Ele assentiu.

 

– Quero. 

 

– Eu... Eu... Eu não atrapalharia? Digo, são seus amigos e eu não quero atrapalhar... – ele a interrompeu.

 

– Claro que não. Você jamais atrapalharia Jazmyn e se fosse o caso eu não a convidaria, eu realmente espero que aceite. – ele tocou o ombro esquerdo dela e ela pode sentir sua pele arrepiar só com o toque dele o que a deixou ainda mais envergonhada.

 

– se não for incomodar, eu aceito. – ele sorriu enquanto a mirava nos olhos.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...