História Brincando com o amor - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Beadles, Justin Bieber, Lucy Hale, Ryan Butler
Personagens Justin Bieber, Lucy Hale
Tags Justin Bieber, Romance
Visualizações 89
Palavras 672
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - Somos só amigos


                Justin tocou os lábios dela com os seus, o contato foi suave, ele acariciou os lábios dela com os seus antes de aprofundar-se em um beijo delicado a qual ela estará totalmente entregue, as mãos dele se apoderaram das costas dela em um toque delicado, enquanto as pequenas mãos dela repousavam-se sob o peitoral dele, o beijo não ganhava intensidade, mas também não perdia o ritmo ou parecia que iria chegar ao fim. O tempo não lhes importava, era como se não existisse o tempo, como se não existisse mais nada além daquele beijo, suas línguas pareciam bailar em perfeita sintonia, como se fossem um encaixe perfeito, o beijo se completava de tal forma que era quase um pecado finaliza-lo, mas como tudo na vida tem inicio, meio e fim o beijo chegou ao fim com um selar dos lábios demorado, porem ele não se afastaram, por sua vez ele colou sua testa a dela e respirou fundo tentando recuperar um pouco o ar perdido, e ela fez o mesmo.
                Ela acariciou o peitoral dele com seus polegares, ele então a mirou nos olhos sem se afastar, porem ela se afastou e as mãos dele que tocavam as costas dela deslizaram pelo braço indo em direção as suas mãos enquanto ela se afastava ainda de frente para ele, até que ela se distanciou ao ponto de suas mãos se separarem e então ela sorriu, ela precisava entrar ele sabia, mas lutou consigo mesmo para não impedir que ela fosse, porem ele deixou-a ir. Caminhou até a moto sem deixar de observa-la,  ele a mirou ate que ela entrou em sua casa e então encostou a porta, então ele subiu em sua moto, pegou o capacete que ele havia deixado apoiado no guidão e colocou o mesmo enquanto continuara a mirar a porta da casa de Jazzy, ele ligou a moto, levantou o descanso da moto enquanto segurava firme o guidão e respirou fundo enquanto arranhava seu lábio inferior com a ponta de seus dentes e então saiu com a moto.

 

                Jazzy adentrou sua casa e foi até a cozinha já que a luz estará acessa, lá estará sua mãe já de pijama bebendo um copo d’agua e ao vê-la Blanca sorriu aliviada, por mais que havia permitido que Jazmyn saísse e que achasse até mesmo legal ela se envolver com as pessoas de sua escola por um lado ela ficará apreensiva, coisas de mãe.

 

 

 

– Que bom que chegou, como foi lá meu amor?– perguntou de forma atenciosa.

 

– Foi muito boa, Justin me apresentou seus amigos, eles são bem legais. – contou Jazmyn se sentando na mesa.

 

– Fico muito feliz que esteja fazendo amizades. – o sorriso nos lábios de Blanca não deixará essa felicidade passar despercebido.

 

– Eu também! – disse Jazmyn dando um leve sorriso.

 

– E Justin?

 

– O que tem ele?

 

– Você sabe muito bem o que estou querendo dizer! Como anda a relação de vocês dois? – ela sentou-se de frente para Jazmyn que corou.

 

– Somos só amigos. – disse Jazmyn timidamente.

 

– mas se gostam! – falou Blanca.

 

– Como Justin poderia gostar de uma menina assim como eu.  – disse ela desanimada encarando a mesa. Então Blanca estendeu a mão e tocou o queixo da filha com o indicador e levantou o rosto da mesma.

 

– Como ele poderia não gostar de uma menina como você?!  – Jazmyn deixou escapa um leve sorriso. – Filha, você é linda e não digo isso só por ser sua mãe não. Você é tão linda por dentro quanto é por fora, ser inteligente não lhe deixa feia, só é mais uma qualidade meu amor. 

 

– Nem todos pensam assim.

 

– Sim, nem todos pensam igual, mas acredito que muitos pensam como eu, veja só se você fosse feia como acha que é, você acha que Justin a levaria para sair esta noite?  Já parou para pensar que talvez as pessoas não se aproximem de você pelo seu jeito totalmente tímido? E mesmo que fosse o caso de você ser feia, beleza não é tudo meu amor, o que importa é o que temos em nosso coração.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...